Liturgia Diária- 06/02/2020

SÃO TITO, Bispo e Confessor

Festa de 3ª Classe- Missa “Statuit” (2) com Coleta própria e comemoração de S. Doroteia, Virgem e Mártir (Missa “Me exspectaverunt” 2)

S. Tito era companheiro de S. Paulo em suas viagens. Foi, mais tarde, Bispo de Creta, onde ensinou até o fim de sua vida.


Liturgia Diária- 04/02/2020

SÃO JOÃO DE BRITO, Mártir

Festa de 3ª Classe- Próprio do Brasil – Missa “Laetabitur” com orações próprias, com comemoração de S. André Corsini, Bispo e Confessor 

Nasceu em Lisboa (1647) e entrou na Companhia de Jesus. Foi Superior da Missão nas Índias portuguesas, preso e martirizado em 1693. Foi canonizado em 1947.

NOTA: Em 1962, a Congregação para os Ritos realizou alteração no Calendário do Próprio do Brasil, transferindo esta festa de 13 para 4 de fevereiro. Isso não consta nos Missais, provavelmente por sua não atualização posterior.  

Sobre S. André Corsini: Depois de uma vida bastante mundana entrou na Ordem dos Carmelitas, onde fez penitência austera até a morte. Nos últimos anos de sua vida foi Bispo de Fiésole (Itália).


Liturgia Diária- 01/02/2020

SANTO INÁCIO, Bispo e Mártir

Festa de 3ª Classe- Missa Própria

Discípulo de S. João Evangelista e amigo de S. Policarpo, Inácio foi Bispo de Antioquia durante 36 anos. Condenado a ser lançado aos leões, foi conduzido a Roma. Sua viagem à Cidade eterna foi, ao mesmo tempo, uma Via-sacra e um Triunfo, porque os cristãos muito veneravam este santo Bispo. Suas palavras: Eu sou trigo do Cristo (Communio), nos provam seu grande amor a Nosso Senhor e sua coragem no martírio. Com o Santo, unamo-nos a Jesus Cristo no Santo Sacrifício, para d’Ele conseguirmos a verdadeira Vida.


Páginas 960 a 962 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre).


Liturgia Diária- 29/01/2020

SÃO FRANCISCO DE SALES, Bispo, Confessor e Doutor

Festa de 3ª Classe- Missa “In medio”, com Coleta própria

Bispo de Genebra, distinguiu-se por uma mansidão, caridade e zelo fora do comum (Oração). É padroeiro dos escritores católicos. Mereceu grande glória pela defesa da Religião contra o calvinismo.


Páginas 956; 856 a 860 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre)


Leia o Sermão da Festa, clicando aqui.


Instrução – São Francisco [de Sales] e a Mansidão

Jesus Cristo compara a santidade ao sal, que preserva da corrupção e à luz, que dissipa as trevas.

São Francisco de Salles foi sal, pela sua vida apostólica, que preservou tantas almas da corrupção do erro e do vício. Foi um luzeiro resplandescente pela sua mansidão e bondade atraente. Nos últimos anos de sua vida, foi introduzida a causa de Beatificação de S. Francisco Xavier. Falando deste acontecimento, um sacerdote observou: Já temos São Francisco de Assis, São Francisco de Bórgia, São Francisco de Paula e São Francisco Xavier; falta apenas São Francisco de Salles.

O Prelado sorriu e respondeu com íntima convicção: “Custe o que custar, quero ser santo também; teremos um São Francisco de Salles”. A profecia realizou-se e 45 anos mais tarde Francisco de Salles recebia as honras dos altares. Percorramos hoje esta vida admirável, vendo:
     I – Como o Santo adquiriu a mansidão
     II – Como nós podemos adquiri-la

Liturgia Diária- 24/01/2020

SÃO TIMÓTEO, Bispo e Mártir

Festa de 3ª Classe- Missa “Statuit” (1) com Epístola própria

Era discípulo do Apóstolo S. Paulo, que lhe dirigiu duas cartas (Epístola) e lhe teve grande amizade. Morreu como Bispo de Éfeso.


Páginas 946; 817 a 820 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963). 


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes. 


Liturgia Diária- 09/05/2019

SÃO GREGÓRIO NAZIANZENO, Bispo, Confessor e Doutor

Festa de 3ª Classe- Missa “In medio”, com Epístola própria

Grande amigo de S. Basílio, foi em 379, Bispo de Constantinopla. Quatro anos depois retirou-se para a solidão para viver para a oração e o estudo. Seu grande saber lhe mereceu o título de “Teólogo”.


Páginas 1060; 856 a 860 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre)


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 23/02/2019

SÃO PEDRO DAMIÃO, Bispo, Confessor e Doutor

Festa de 3ª Classe- Missa “In medio”, com Coleta própria

Monge camaldulense foi feito Bispo de Ostia e mais tarde Cardeal. Grande reformador da disciplina eclesiástica, combateu os males do tempo. Renunciou mais tarde a todas as suas dignidades e morreu como simples monge.


Páginas 993; 856 a 860 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre)


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 09/02/2019

SÃO CIRILO DE ALEXANDRIA, Bispo, Confessor e Doutor

Festa de 3ª Classe- Missa “In medio”, com orações próprias e comemoração de S. Apolônia, Virgem e Mártir

Foi um dos grandes Doutores da Igreja, no Oriente, e o principal defensor da verdadeira doutrina contra os Nestorianos que ensinavam haver no Cristo não só duas naturezas, como duas pessoas. Maria Santíssima seria apenas, Mãe do Homem-Cristo. No Concílio de Éfeso (431), presidido por S. Cirilo, esta doutrina foi condenada e Nossa Senhora declarada “Theotokos”, Mãe de Deus (Oração).


Inscreva-se para a Turma de Catequese de 2019. Clique aqui e confira


Participe de nossa Galinhada Beneficente. Saiba mais, clicando aqui


Liturgia Diária- 06/02/2019

SÃO TITO, Bispo e Confessor

Festa de 3ª Classe- Missa “Statuit” (2) com Coleta própria e comemoração de S. Doroteia, Virgem e Mártir (Missa “Me exspectaverunt” 2)

S. Tito era companheiro de S. Paulo em suas viagens. Foi, mais tarde, Bispo de Creta, onde ensinou até o fim de sua vida.


Liturgia Diária- 04/02/2019

SÃO JOÃO DE BRITO, Mártir

Festa de 3ª Classe- Missa “Laetabitur” com orações próprias – Próprio do Brasil

Nasceu em Lisboa (1647) e entrou na Companhia de Jesus. Foi Superior da Missão nas Índias portuguesas, preso e martirizado em 1693. Foi canonizado em 1947.

NOTA: Em 1962, a Congregação para os Ritos realizou alteração no Calendário do Próprio do Brasil, transferindo esta festa de 13 para 4 de fevereiro. Isso não consta nos Missais, provavelmente por sua não atualização posterior.  


SANTO ANDRÉ CORSINI, Bispo e Confessor

Comemoração – Missa como em São João de Brito, com 2ª Coleta própria e demais orações da Missa “Statuit” (2)

Depois de uma vida bastante mundana entrou na Ordem dos Carmelitas, onde fez penitência austera até a morte. Nos últimos anos de sua vida foi Bispo de Fiésole (Itália).


Liturgia Diária- 01/02/2019

SANTO INÁCIO, Bispo e Mártir

Festa de 3ª Classe- Missa Própria

Discípulo de S. João Evangelista e amigo de S. Policarpo, Inácio foi Bispo de Antioquia durante 36 anos. Condenado a ser lançado aos leões, foi conduzido a Roma. Sua viagem à Cidade eterna foi, ao mesmo tempo, uma Via-sacra e um Triunfo, porque os cristãos muito veneravam este santo Bispo. Suas palavras: Eu sou trigo do Cristo (Communio), nos provam seu grande amor a Nosso Senhor e sua coragem no martírio. Com o Santo, unamo-nos a Jesus Cristo no Santo Sacrifício, para d’Ele conseguirmos a verdadeira Vida.


Inscreva-se para a Turma de Catequese de 2019. Clique aqui e confira.


Inscreva-se em nosso Curso de Introdução ao Credo. ÚLTIMAS VAGAS! Clique aqui.


Liturgia Diária- 29/01/2019

SÃO FRANCISCO DE SALES, Bispo, Confessor e Doutor

Festa de 3ª Classe- Missa “In medio”, com Coleta própria

Bispo de Genebra, distinguiu-se por uma mansidão, caridade e zelo fora do comum (Oração). É padroeiro dos escritores católicos. Mereceu grande glória pela defesa da Religião contra o calvinismo.


Páginas 956; 856 a 860 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre)


Inscreva-se para a Turma de Catequese de 2019. Clique aqui e confira.


Inscreva-se em nosso Curso de Introdução ao Credo. ÚLTIMAS VAGAS! Clique aqui.


Liturgia Diária- 26/01/2019

SÃO POLICARPO, Bispo e Mártir

Festa de 3ª Classe- Missa Própria

Discípulo do Apóstolo S. João e amigo do mártir S. Inácio, foi ele mesmo condenado à morte nas chamas, mas saindo delas ileso foi morto por golpes de espada com a idade de 80 anos.


Páginas 951 a 952; 820 a 823 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963). 


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes. 


Inscreva-se para a Turma de Catequese de 2019: Clique aqui e confira.


Inscreva-se em nosso Curso de Introdução ao Credo. ÚLTIMAS VAGAS! Clique aqui.


Liturgia Diária- 24/01/2019

SÃO TIMÓTEO, Bispo e Mártir

Festa de 3ª Classe- Missa “Statuit” (1) com Epístola própria

Era discípulo do Apóstolo S. Paulo, que lhe dirigiu duas cartas (Epístola) e lhe teve grande amizade. Morreu como Bispo de Éfeso.


Páginas 946; 817 a 820 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963). 


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes. 


Inscreva-se para a Turma de Catequese de 2019: Clique aqui e confira.


Inscreva-se em nosso Curso de Introdução ao Credo. ÚLTIMAS VAGAS! Clique aqui.


Liturgia Diária- 15/11/2018

SANTO ALBERTO MAGNO, Bispo, Confessor e Doutor

Festa de 3ª Classe- Missa “In medio”, com orações próprias

Natural da Suábia, entrou na Ordem dos Dominicanos. Durante alguns anos ensinou teologia e teve grande fama como filósofo e teólogo. Em 1260, foi feito Bispo de Ratisbona, mas renunciou a essa dignidade, dois anos depois. S. Tomás de Aquino foi seu grande discípulo. “Grande ” em saber e virtude, foi canonizado e elevado a Doutor da Igreja em 1931, por Pio XI.


Liturgia Diária- 07/07/2018

SÃO CIRILO E SÃO METÓDIO, Bispos e Confessores

Festa de 3ª Classe- Missa Própria

Nascido em Tessalônica, Cirilo, filósofo de grande valor, era já sacerdote, e Metódio era governador duma colônia eslava na Macedônia, quando em 863 o governador de Constantinopla os enviou à Morávia, cujos habitantes reclamavam a luz do evangelho. Ambos possuíam a devida preparação para levar a bom termo tal empresa. Prepararam um alfabeto eslavo e traduziram para essa língua a liturgia católica. Esse método de apostolado encontrou adversários, mas o papa Adriano II aprovou-o e consagrou bispo a Metódio. São Cirilo morreu em Roma, em 869; foi sepultado junto das relíquias de São Clemente que ele mesmo trouxera de Quersoneso. São Metódio morreu na Morávia, em 885. 


Páginas 1160 a 1161 do Missal Quotidiano.


1º dia da Novena em Louvor a Nossa Senhora do Carmo: Terço às 15 horas e Missa às 15:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


LEITURAS

Epístola (Hebreus 7, 23-27)


Não há na Igreja senão um único sacerdócio, o de Jesus Cristo, o grande pontífice eterno que se ofereceu ao Pai num sacrifício perfeito, capaz de salvar todos os homens para sempre. Deste sacerdócio são depositários os bispos: o seu ministério põe em prática a eficácia e a grandeza do sacerdócio de Cristo. 


Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Hebreus.

Além disso, os primeiros sacerdotes deviam suceder-se em grande número, porquanto a morte não permitia que permanecessem sempre. Este, porque vive para sempre, possui um sacerdócio eterno. É por isso que lhe é possível levar a termo a salvação daqueles que por ele vão a Deus, porque vive sempre para interceder em seu favor. Tal é, com efeito, o Pontífice que nos convinha: santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores e elevado além dos céus, que não tem necessidade, como os outros sumos sacerdotes, de oferecer todos os dias sacrifícios, primeiro pelos pecados próprios, depois pelos do povo; pois isto o fez de uma só vez para sempre, oferecendo-se a si mesmo.

Evangelho (Lucas 10,1-9)


A pregação do Reino de Deus, inaugurada na Palestina por Jesus e pelos seus discípulos, é prosseguida nos nossos dias pela Igreja através do mundo. A Igreja continua a obedecer às mesmas leis: os operários do Evangelho levam a paz de Deus a todos os que se mostram ávidos de receber a pregação. 


Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas.

Naquele tempo, designou o Senhor ainda setenta e dois outros discípulos e mandou-os, dois a dois, adiante de si, por todas as cidades e lugares para onde ele tinha de ir. Disse-lhes: Grande é a messe, mas poucos são os operários. Rogai ao Senhor da messe que mande operários para a sua messe. Ide; eis que vos envio como cordeiros entre lobos. Não leveis bolsa nem mochila, nem calçado e a ninguém saudeis pelo caminho. Em toda casa em que entrardes, dizei primeiro: Paz a esta casa! Se ali houver algum homem pacífico, repousará sobre ele a vossa paz; mas, se não houver, ela tornará para vós. Permanecei na mesma casa, comei e bebei do que eles tiverem, pois o operário é digno do seu salário. Não andeis de casa em casa. Em qualquer cidade em que entrardes e vos receberem, comei o que se vos servir. Curai os enfermos que nela houver e dizei-lhes: O Reino de Deus está próximo.

Capítulo VII – Pastores, Bispos, Apóstolos… com que autoridade? [A sucessão apostólica]

NOTA DO BLOG: Publicamos o 7º Capítulo do Livro de Airton Vieira. Pedimos desculpas pelo atraso na publicação. Boa leitura!



“Como tenho agido continuarei agindo, a fim de não dar nenhuma chance aos que desejam igualar-se a nós, pelos mesmos títulos de glória. Esses tais são falsos apóstolos, operários fraudulentos, disfarçados em apóstolos de Cristo”

(2 Cor XI, 12s).

A questão anterior nos leva necessariamente a esta, uma vez que todo neófito protestante deveria, antes de acolher a primeira seita que lhe bate à porta, in­dagar: QUEM fundou determinada igreja e QUEM deu autoridade aos ditos pastores para ser o que não são – contrariando assim o princípio aristotélico e o direito mais elementar? Tal pergunta deveria vir especialmente de católicos que abandonando seu Navio se lançam à deriva agarrando-se desesperadamente a canoas furadas na ilusão de que estando bem arrolhadas não venham cedo ou tarde a afundar, o que será apenas uma questão de tempo1. Por ser este tema de importância capital, tentaremos apontar o caminho para o entendimento.