Liturgia Mensal – Maio/2020

07/05

S. ESTANISLAU, Bispo e Mártir

Festa de 3ª Classe- Missa “Protexisti”, com Coleta própria e 2ªs Secreta e Pós-comunhão daquela missa 

Bispo de Cracóvia, foi assassinado pelo rei Boleslau, dentro da igreja de S. Miguel, por ter censurado com franqueza o mau procedimento do rei. Este Santo é o Padroeiro da Polônia.


Páginas 1059; 840 a 843 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 104, 43 | ib., 1)

Protexísti me, Deus, a convéntu malignántium, allelúia: a multitúdine operántium iniquitátem, allelúia, allelúia. Ps. Exáudi, Deus, oratiónem meam, cum déprecor: a timóre inimíci éripe ánimam meam. ℣. Glória Patri… Vós me protegestes, ó Deus, contra a conspiração dos malignos, aleluia, e da multidão dos que praticam a iniquidade. Aleluia, aleluia. Sl. Ouvi, ó Deus, a minha oração, assim Vos imploro: livrai a minha alma do temor do inimigo. ℣. Glória ao Pai…

Coleta

Deus,pro cuius honóre gloriósus Póntifex Stanisláus gládiis impiórum occúbuit: præsta, quǽsumus; ut omnes, qui eius implórant auxílium, petitiónis suæ salutárem consequántur efféctum. Per D.N. Ó Deus, por cujo amor o glorioso Pontífice Estanislau morreu ao fio da espada dos ímpios, concedei que todos os que imploram o seu auxílio obtenham um fruto salutar, em seus pedidos. Por N.S.

Epístola (Sab 5, 1-5)

Léctio libri Sapiéntiae.

Stabunt iusti in magna constántia advérsus eos, qui se angustiavérunt et qui abstulérunt labóres eórum. Vidéntes turbabúntur timore horríbili, et mirabúntur in subitatióne insperátæ salútis, dicéntes intra se, poeniténtiam agéntes, et præ angústia spíritus geméntes: Hi sunt, quos habúimus aliquándo in derísum et in similitúdinem impropérii. Nos insensáti vitam illórum æstimabámus insániam, et finem illórum sine honóre: ecce, quómodo computáti sunt inter fílios Dei, et inter Sanctos sors illórum est.

Leitura do livro da Sabedoria.

Os Justos se erguerão com grande confiança [no último juízo] contra aqueles que os atribularam e lhes arrebataram o fruto de seus trabalhos. Vendo-os assim, os maus se perturbarão, cheios de pavor, e ficarão assombrados com a súbita e inesperada salvação dos Justos. De si para si dirão, fazendo penitência e angustiados: Estes são aqueles de quem outrora zombávamos e a quem igualmente injuriávamos. Nós, insensatos, considerávamos a sua vida uma loucura, e a sua morte uma ignomínia. E ei-los que são contados entre os filhos de Deus, e entre os Santos está a sua sorte.

Aleluia (Sl 88,6; 20, 4)

Allelúia, allelúia. ℣. Confitebúntur cœli mirabília tua, Dómine: étenim veritátem tuam in ecclésia sanctórum. Allelúia ℣. Posuísti, Dómine, super caput eius corónam de lápide pretióso. Allelúia.

Aleluia, aleluia. ℣. Os céus proclamam as vossas maravilhas, ó Senhor, e a assembléia dos Santos a vossa fidelidade. Aleluia. ℣. Senhor, pusestes sobre a sua cabeça uma coroa de pedras preciosas. Aleluia.

Evangelho (Jo 15, 1-7)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Joannem.

In illo témpore: Dixit Iesus discípulis suis: Ego sum vitis vera: et Pater meus agrícola est. Omnem pálmitem in me non feréntem fructum, tollet eum: et omnem, qui fert fructum, purgábit eum, ut fructum plus áfferat. Iam vos mundi estis propter sermónem, quem locútus sum vobis. Mane te in me: et ego in vobis. Sicut palmes non potest ferre fructum a semetípso, nisi mánserit in vite: sic nec vos, nisi in me manséritis. Ego sum vitis, vos pálmites: qui manet in me, et ego in eo, hic fert fructum multum: quia sine me nihil potéstis fácere. Si quis in me non mánserit, mittétur foras sicut palmes, et aréscet, et cólligent eum, et in ignem mittent, et ardet. Si manséritis in me, et verba mea in vobis mánserint: quodcúmque voluéritis, petétis, et fiet vobis.

Sequência do Santo Evangelho segundo João.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Eu sou a verdadeira vide e meu Pai o agricultor. Ele cortará toda vara que em mim não der fruto, e toda a que der fruto, podá-la-á para que dê mais abundante fruto. Vós já estais limpos em virtude da palavra que vos tenho anunciado. Permanecei em mim e eu permanecerei em vós. Assim como a vara não pode por si mesma dar fruto, se não permanecer na videira, assim também vós, se não permanecerdes em mim. Eu sou a vide e vós sois as varas. O que permanece em mim e eu nele, dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. Se alguém não permanecer em mim, será lançado fora como a vara, e secará, e será colhido para ser lançado no fogo, em que arderá. Se permanecerdes em mim e as minhas palavras permanecerem em vós, pedíreis o que quiserdes e vos será concedido.

Ofertório (Sl 88, 6)

Confitebúntur cœli mirabília tua, Dómine: et veritátem tuam in ecclésia sanctórum, allelúia, allelúia. Os céus proclamam as vossas maravilhas, ó Senhor, e a assembléia dos Santos a vossa fidelidade, aleluia.

Secreta

Múnera tibi, Dómine, dicáta sanctífica: et, intercedénte beáto Stanisláo Mártyre tuo atque Pontífice, per eadem nos placátus inténde. Per D.N. Santificai, Senhor, estes dons que Vos são oferecidos e por eles intercedendo S. Estanislau, vosso Mártir e Pontífice, lançai-nos um olhar de paz e misericórdia. Por N.S.

Prefácio (da Páscoa)

℣. Dóminus vobíscum.
℞. Et cum spíritu tuo.
℣. Sursum corda.
℞. Habémus ad Dóminum.
℣. Grátias agámus Dómino Deo nostro.
℞. Dignum et iustum est.
.
Vere dignum et iustum est, æquum et salutare, te quidem Domine omni tempore, sed in hoc potissimum gloriosis prædicare, cum Pascha nostrum immolatus est Christus. Ipse enim verus est Angus qui abstulit peccáta mundi. Qui mortem nostram moriendo destruxit, et vitam resurgendo reparavit. Et ideo cum Angelis et Archangelis, cum Thronis et Dominationibus, cumque omnia milita coelestis exercitus, hymnum gloriæ tuæ canimus, sine fine dicentes: Sanctus, Sanctus, Sanctus…
℣. O Senhor seja convosco.
℞. E com o vosso espírito,
℣. Para o alto os corações.
℞. Já os temos para o Senhor,
℣. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
℞. É digno e justo.
.
Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar, que Vos louvemos, Senhor, em todo o tempo e com especialidade, mais gloriosamente neste tempo em que Cristo, nossa Páscoa, foi imolado. Porque. Ele é o verdadeiro Cordeiro que tirou os pecados do mundo. Por sua morte destruiu a nossa, e ressurgindo restaurou a nossa vida. E por isso, com os Anjos e os Arcanjos, com os Tronos e as Dominações e com toda a milícia do exército celestial, cantamos hinos à vossa glória, dizendo sem fim: Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Sl 63, 11)

Lætábitur iustus in Dómino, et sperábit in eo: et laudabúntur omnes recti corde, allelúia, allelúia. O Justo alegra-se no Senhor e n’Ele espera; e todos os de coração reto lhe cantam louvores, aleluia, aleluia.

Pós-comunhão

Hæc nos commúnio, Dómine, purget a crímine: et, intercedénte beáto Stanisláo Mártyre tuo atque Pontifice, coeléstis remédii fáciat esse consórtes. Per D.N. Esta Comunhão, Senhor, nos purifique de nossos crimes e por intercessão de S. Estanislau, vosso Mártir e Pontífice, nos faça participar do remédio celestial. Por N. S.

Traduções e comentários extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1947/1962).


Clique em um dos demais dias para acessar a respectiva Liturgia:

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: