Liturgia Mensal – Maio/2020

28/05

S. AGOSTINHO DE CANTUÁRIA, Bispo e Confessor

Festa de 3ª Classe – Missa “Sacerdotes tui”, com orações e leituras próprias

Foi abade de um mosteiro beneditino em Roma. O Papa S. Gregório Magno o enviou com 40 Monges para a Inglaterra a fim de pregar o Evangelho. Com o auxílio divino conseguiu a conversão do rei Etelberto, e grande parte de seu povo. Estabeleceu a sua Sé arquiepiscopal na Abadia de Cantuária. é chamado o Apóstolo da Inglaterra.


Páginas 1080 a 1082 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 131, 9-10 | ib., 1) 

Sacerdotes Tui, Domine, induant justitiam, et sancti Tui exsultent: propter David servum Tuum, non avertas faciem Christi Tui. Ps. Memento, Domine, David: et omnis mansuetudinis ejus. ℣. Glória Patri… Vossos Sacerdotes, Senhor, revistam-se de justiça, e exultem de alegria os vossos Santos; por amor de Davi, vosso servo, não volteis a face a vosso Ungido. Sl. Lembrai-Vos, Senhor, de Davi e de toda a sua submissão. ℣. Glória ao Pai…

Coleta

Deus, qui Anglórum gentes, prædicatióne et miráculis beáti Augustíni Confessóris tui atque Pontíficis, veræ fídei luce illustráre dignátus es: concéde; ut, ipso interveniénte, errántium corda ad veritátis tuæ rédeant unitátem, et nos in tua simus voluntáte concórdes. Per D. N. Ó Deus, que pela pregação e pelos milagres de S. Agostinho, vosso Confessor e Pontífice, Vos dignastes ilustrar com a luz da verdadeira fé a nação inglesa, fazei que por sua intercessão, os corações dos que estão no erro regressem à unidade de vossa verdade e nós sejamos unânimes em vossa santa vontade. Por N.S.

Epístola (I Tess 2, 2-9)

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Thessalonicénses.

Fratres: Fidúciam habúimus in Deo nostro loqui ad vos Evangélium Dei in multa sollicitúdine. Exhortátio enim nostra non de erróre neque de immundítia neque in dolo, sed sicut probáti sumus a Deo, ut crederétur nobis Evangélium: ita lóquimur, non quasi homínibus placéntes, sed Deo, qui probat corda nostra. Neque enim aliquándo fuimus in sermóne adulatiónis, sicut scitis: neque in occasióne avarítiæ: Deus testis est: nec quæréntes ab homínibus glóriam, neque a vobis neque ab áliis; cum possémus vobis óneri esse ut Christi Apóstoli: sed facti sumus párvuli in médio vestrum, tamquam si nutrix fóveat fílios suos. Ita desiderántes vos, cúpide volebámus trádere vobis non solum Evangélium Dei, sed étiam ánimas nostras: quóniam caríssimi nobis facti estis. Mémores enim estis, fratres, labóris nostri et fatigatiónis: nocte ac die operántes, ne quem vestrum gravarémus, prædicávimus in vobis Evangélium Dei.

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Tessalonicenses.

Irmãos: Confiando em nosso Deus, nós vos pregamos o Evangelho de Deus, por entre grandes provações. Porque nossa pregação não é baseada no erro, nem na imundície, nem na fraude, mas, porque Deus nos julgou dignos de nos confiar o Evangelho, assim nós pregamos, não para agradar aos homens porém a Deus que perscruta nossos corações. Nunca viemos com palavras de lisonja, como o sabeis, nem corri pretextos inspirados pela avareza. Deus é testemunha do que vos digo. Não procuramos a glória que vem dos homens, nem de vós, nem dos outros. Embora tivéssemos podido nos impor a vós como apóstolos do Cristo, tornamo-nos no entanto como crianças no meio de vós, como a mãe que tem cuidado de seus filhos. Assim, em nosso afeto por vós, desejamos ardentemente dar-vos não apenas o Evangelho de Deus, como ainda nossa própria vida, tanto nos éreis caro. Estais lembrados, irmãos, de nossos trabalhos e labutas; foi trabalhando noite e dia [com nossas
próprias mãos] para não sobrecarregar ninguém, que pregamos entre vós o Evangelho de Deus.

Aleluia (Sl 109, 4 | Eclo 45, 9) 

Allelúia, allelúia. ℣. Jurávit Dóminus, et non paenitébit eum. Tu es sacérdos in aetérnum, secúndum órdinem Melchísedech. Allelúia. ℣. Amávit eum Dóminus, et ornávit eum: stolam glóriæ índuit eum. Allelúia. Aleluia, aleluia. ℣. O Senhor jurou e não se arrependerá. Tu és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedec. Aleluia. ℣. O Senhor o amou, o ornou, e o revestiu com uma túnica de glória. Aleluia.

Evangelho (Lc 10, 1-9)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.

In illo témpore: Designávit Dóminus et alios septuagínta duos: et misit illos binos ante fáciem suam in omnem civitátem et locum, quo erat ipse ventúrus. Et dicébat illis: Messis quidem multa, operárii autem pauci. Rogáte ergo Dóminum messis, ut mittat operários in messem suam. Ite: ecce, ego mitto vos sicut agnos inter lupos. Nolíte portare sacculum neque peram neque calceaménta; et néminem per viam salutavéritis. In quamcúmque domum intravéritis, primum dícite: Pax huic dómui: et si ibi fúerit fílius pacis, requiéscet super illum pax vestra: sin autem, ad vos revertátur. In eádem autem domo manéte, edéntes et bibéntes quæ apud illos sunt: dignus est enim operárius mercéde sua. Nolíte transíre de domo in domum. Et in quamcúmque civitátem intravéritis, et suscéperint vos, manducáte quæ apponúntur vobis: et curáte infírmos, qui in illa sunt, et dícite illis: Appropinquávit in vos regnum Dei. 

Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas.

Naquele tempo, designou o Senhor outros setenta e dois discípulos e mandou-os, dois a dois, em sua frente, por todas as cidades e lugares onde Ele próprio devia ir. Ele lhes dizia: A messe é grande, mas os operários são poucos. Rogai, pois, ao dono da seara que mande operários para sua messe. Ide, eis que vos envio como cordeiros para o meio de lobos. Não leveis bolsa, nem alforge, nem calçado e pelo caminho a ninguém saudeis. Em qualquer casa em que entrardes, dizei primeiro: A paz seja nesta casa. E se aí houver um filho da paz, repousará sobre ele a vossa paz; se não, voltará ela para vós. Na mesma casa ficai, comendo e bebendo do que eles tiverem, pois o operário merece seu salário. Não andeis de casa em casa. E se entrardes em alguma cidade e vos receberem, comei o que vos derem. Curai os enfermos que aí houver e dizei-lhes: Aproximou-se de vós o Reino de Deus. 

Ofertório (Sl 88, 25)

Veritas mea, et misericordia mea cum ipso: et in nomine meo exaltabitur cornu eju. Minha fidelidade e minha misericórdia o acompanham, e em meu Nome se levantará o seu poder.

Secreta

Sacrifícium tibi offérimus. Dómine, in sollemnitáte beáti Augustíni Pontíficis et Confessóris tui, humíliter deprecántes: ut oves, quæ periérunt, ad unum ovile revérsæ, hoc salutári pábulo nutriántur. Per D.N. Nós Vos oferecemos, Senhor, o Santo Sacrifício na solenidade de vosso Confessor e Pontífice S. Agostinho e rogamos humildemente que as ovelhas que se transviaram, regressem ao único aprisco e se sustentem deste alimento salutar. Por N. S.

Prefácio (da Ascensão)

℣. Dóminus vobíscum.
℞. Et cum spíritu tuo.
℣. Sursum corda.
℞. Habémus ad Dóminum.
℣. Grátias agámus Dómino Deo nostro.
℞. Dignum et iustum est.
.
Vere dignum et iustum est, æquum et salutáre, nos tibi semper et ubíque grátias ágere: Dómine sancte, Pater omnípotens, ætérne Deus: per Christum, Dóminum nostrum. Qui post resurrectiónem suam ómnibus discípulis suis maniféstus appáruit et, ipsis cernéntibus, est elevátus in coelum, ut nos divinitátis suæ tribúeret esse partícipes. Et ídeo cum Angelis et Archángelis, cum Thronis et Dominatiónibus cumque omni milítia coeléstis exércitus hymnum glóriæ tuæ cánimus, sine fine dicéntes: Sanctus, Sanctus, Sanctus…
℣. O Senhor seja convosco.
℞. E com o vosso espírito,
℣. Para o alto os corações.
℞. Já os temos para o Senhor,
℣. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
℞. É digno e justo.
.
Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar, que, sempre e em todo o lugar, Vos demos graças, ó Senhor santo, Pai onipotente, eterno Deus, por Cristo, Nosso Senhor. Este, depois de sua Ressurreição, manifestou-se visivelmente a todos os seus discípulos, e em presença deles, subiu aos céus, para nos fazer participar de sua Divindade E por isso, com os Anjos e os Arcanjos, com os Tronos e as Dominações e com toda a milícia do exército celestial, cantamos hinos à vossa glória, dizendo, sem fim: Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Mt 24, 46-47) 

Beatus servus, quem, eum venerit dominus, invenerit vigilantem: Amen dico vobis, super omnia bona sua consituet eum. Bem-aventurado aquele servo a quem o Senhor, quando vier, achar vigilante. Em verdade, vos digo que lhe confiará o governo de todos os seus bens.

Pós-comunhão

Hóstia salutári refécti: te. Dómine, súpplices exorámus; ut eadem, beáti Augustíni interveniénte suffrágio, in omni loco nómini tuo iúgiter immolétur. Per D.N. Saciados com a Hóstia salutar, humildemente Vos pedimos, Senhor, que pela intercessão de S. Agostinho, este Sacrifício seja oferecido sempre e em toda a parte em honra de vosso Nome. Por N. S.

Traduções e comentários extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1947/1962).


Clique em um dos demais dias para acessar a respectiva Liturgia:

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: