Liturgia Mensal – Maio/2020

11/05

SÃO FILIPE E SÃO TIAGO, Apóstolos

Festa de 2ª Classe- Missa Própria

Filipe de Betsaida foi um dos primeiros Apóstolos de Nosso Senhor. Pregou o Evangelho na Frigia, onde foi crucificado e apedrejado. S. Tiago menor, primo de Nosso Senhor, foi o primeiro Bispo de Jerusalém. Homem de oração e de austera penitência, foi precipitado do pináculo do Templo. Ele é o autor de uma Epístola canônica. A festa de hoje é o aniversário da Dedicação da igreja onde repousam os despojos destes dois Apóstolos do Senhor.


Páginas 1062 a 1066 do Missal Quotidiano.


PRÓPRIO DO DIA

Introito (II Esd 9, 27| Sl 32, 1)

Clamavérunt ad te, Dómine, in témpore afflictiónis suæ, et tu de coelo exaudísti eos, allelúia, allelúia. Ps. Exsultáte, iusti, in Dómino: rectos decet collaudátio.℣. Gloria Patri. Clamaram por Vós, Senhor, nos dias de sua aflição, e Vós, do alto dos céus, os ouvistes, aleluia, aleluia. Sl. Exultai, ó Justos, no Senhor; os retos, de coração devem louvá-Lo. ℣. Glória ao Pai.

Coleta

Deus, qui nos ánnua Apostolórum tuórum Philíppi et Iacóbi sollemnitáte lætíficas: præsta, quǽsumus: ut, quorum gaudémus méritis, instruámur exémplis. Per D.N. Ó Deus, que nos alegrais com a solenidade anual de vossos Apóstolos Filipe e Tiago, concedei, Vos rogamos, que, alegrando-nos por seus méritos, imitemos seus exemplos. Por N. S.

Epístola (Sab 5, 1-5)

Léctio libri Sapiéntiae.

Stabunt iusti in magna constántia advérsus eos, qui se angustiavérunt et qui abstulérunt labóres eórum. Vidéntes turbabúntur timore horríbili, et mirabúntur in subitatióne insperátæ salútis, dicéntes intra se, poeniténtiam agéntes, et præ angústia spíritus geméntes: Hi sunt, quos habúimus aliquándo in derísum et in similitúdinem impropérii. Nos insensáti vitam illórum æstimabámus insániam, et finem illórum sine honóre: ecce, quómodo computáti sunt inter fílios Dei, et inter Sanctos sors illórum est.

Leitura do livro da Sabedoria.

Os Justos se erguerão com grande confiança [no último juízo] contra aqueles que os atribularam e lhes arrebataram o fruto de seus trabalhos. Vendo-os assim, os maus se perturbarão, cheios de pavor, e ficarão assombrados com a súbita e inesperada salvação dos Justos. De si para si dirão, fazendo penitência e angustiados: Estes são aqueles de quem outrora zombávamos e a quem igualmente injuriávamos. Nós, insensatos, considerávamos a sua vida uma loucura, e a sua morte uma ignomínia. E ei-los que são contados entre os filhos de Deus, e entre os Santos está a sua sorte.

Aleluia (Sl 88, 6 | Jo 14, 9)

Allelúia, allelúia. ℣. Confitebúntur coeli mirabília tua, Dómine: etenim veritátem tuam in ecclésia sanctórum. Allelúia. ℣. Tanto témpore vobíscum sum, et non cognovístis me? Philíppe, qui videt me, videt et Patrem meum.  Allelúia.

Aleluia, aleluia. ℣. Os céus cantam as vossas maravilhas, Senhor, e a assembléia dos Santos, a vossa fidelidade. Aleluia. ℣. Há tanto tempo que estou convosco e ainda não me conheceis? Filipe, quem me vê, vê também a meu Pai. Aleluia.

Evangelho (Jo 14, 1-13)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Joannem. 

In illo témpore: Dixit Iesus discípulis suis: Non turbátur cor vestrum. Creditis in Deum, et in me crédite. In domo Patris mei mansiónes multæ sunt. Si quo minus, dixíssem vobis: Quia vado paráre vobis locum. Et si abíero et præparávero vobis locum: íterum vénio et accípiam vos ad meípsum, ut, ubi sum ego, et vos sitis. Et quo ego vado, scitis, et viam scitis. Dicit ei Thomas: Dómine, nescímus, quo vadis: et quómodo póssumus viam scire? Dicit ei Iesus: Ego sum via et véritas et vita; nemo venit ad Patrem nisi per me. Si cognovissétis me, et Patrem meum útique cognovissétis: et ámodo cognoscátis eum, et vidístis eum. Dicit ei Philíppus: Dómine, osténde nobis Patrem, et sufficit nobis. Dicit ei Iesus: Tanto témpore vobíscum sum, et non cognovístis me? Philíppe, qui videt me, videt et Patrem. Quómodo tu dicis: Osténde nobis Patrem? Non créditis, quia ego in Patre, et Pater in me est? Verba, quæ ego loquor vobis, a meípso non loquor. Pater autem in me manens, ipse facit ópera. Non créditis, quia ego in Patre, et Pater in me est? Alióquin propter ópera ipsa crédite. Amen, amen, dico vobis, qui credit in me, ópera, quæ ego facio, et ipse fáciet, et maióra horum fáciet: quia ego ad Patrem vado. Et quodcúmque petiéritis Patrem in nómine meo, hoc fáciam.  CREDO…

Sequência do Santo Evangelho segundo João.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Não se perturbe o vosso coração. Credes em Deus, crede também em mim. Em casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, já vo-lo teria dito, pois vou preparar-vos um lugar. Depois que eu for e vos tiver preparado o lugar, virei outra vez e tomar-vos-ei comigo para que, onde eu estiver, vós estejais também. Sabeis para onde vou e conheceis o caminho. Perguntou-Lhe Tomé: Senhor, não sabemos para onde ides; como podemos saber o caminho? Jesus lhe disse: Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vem ao Pai, senão por mim. Se me conhecêsseis, conheceríeis também a meu Pai; ora, muito em breve O conhecereis e mesmo já O vistes. Disse-Lhe Filipe: Senhor, mostrai-nos o Pai e isto nos basta. Respondeu-lhe Jesus: Há tanto, tempo que estou convosco e ainda não me conheceis? Filipe, quem me vê, vê também a meu Pai. Como dizes tu: Mostrai-nos o Pai? Não credes que eu estou no Pai, e o Pai está em mim? As palavras que vos digo, não as digo por mim mesmo. O Pai, que permanece em mim, é quem faz as obras que vedes. Não credes que eu estou no Pai e que o Pai está em mim? Crede-o ao menos, por causa das próprias obras. Em verdade, em verdade vos digo: quem crê em mim, fará as obras que eu faço e mesmo outras maiores porque eu vou para o Pai. E tudo quanto pedirdes ao Pai em meu Nome, eu o farei. CREIO…

Ofertório (Sl 88, 6)

Confitebúntur coeli mirabília tua, Dómine: et veritátem tuam in ecclésia sanctórum, allelúia, allelúia. Os céus cantam as vossas maravilhas, Senhor, e a assembléia dos Santos a vossa fidelidade, aleluia, aleluia.

Secreta

Múnera, Dómine, quæ pro Apostolórum tuórum Philippi et Iacóbi sollemnitáte deférimus, propítius súscipe: et mala ómnia, quæ meréraur avérte. Per D.N. Recebei favoravelmente, Senhor, os dons que Vos apresentamos na solenidade de vossos Apóstolos Filipe e Tiago, e afastai de nós todos os males que merecemos. Por N. S.

Prefácio (dos Apóstolos)

℣. Dóminus vobíscum.
℞. Et cum spíritu tuo.
℣. Sursum corda.
℞. Habémus ad Dóminum.
℣. Grátias agámus Dómino Deo nostro.
℞. Dignum et iustum est.

Vere dignum et justum est, æqum et salutáre, Te Dómine supplicíter exoráre, ut gregem tuum pastor ætérne, non déseras: sed per beátos Apóstolos tuos contínua protectióne custódias. Ut iísdem rectóribus gubernétur, quos óperis tui vicários eídem contulísti præésse pastóres. Et ídeo cum Angelis et Archángelis, cum Thronis et Dóminatiónibus, cumque omni milítia coeléstis exércitus, hymnum glóriæ tuæ cánimus sine fine dicéntes:

Sanctus, Sanctus, Sanctus…

℣. O Senhor seja convosco.
℞. E com o vosso espírito,
℣. Para o alto os corações.
℞. Já os temos para o Senhor,
℣. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
℞. É digno e justo.

Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar, suplicar-Vos humildemente, Senhor, que, como pastor eterno, não abandoneis o vosso rebanho, mas antes por intercessão de vossos bem-aventurados Apóstolos, o guardeis sob a vossa contínua proteção, para que seja dirigido pelos mesmos guias, que, encarregados como vigários de perpetuar a vossa obra, quisestes o governassem como pastores. E por isso, com os Anjos e os Arcanjos, com os Tronos e as Dominações, e com todo o exército da milícia celestial, cantamos hinos à vossa glória, dizendo sem fim:

Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Jo 14, 9-10)

Tanto témpore vobíscum sum, et non cognovístis me? Philíppe, qui videt me, videt et Patrem meum, allelúia: non credis, quia ego in Patre, et Pater in me est? Allelúia, allelúia. Há tanto tempo que estou convosco e ainda não me conheceis? Filipe, quem me vê, vê também a meu Pai, aleluia. Não credes que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim ? Aleluia, aleluia.

Pós-comunhão

Quǽsumus, Dómine, salutáribus repléti mystériis: ut, quorum sollémnia celebrámus, eórum oratiónibus adiuvémur. Per D.N. Saciados com estes salutares Mistérios, nós Vos rogamos, Senhor, que sejamos ajudados com as orações daqueles cuja solenidade celebramos. Por N. S.

 


Traduções e comentários extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1947/1962).


Clique em um dos demais dias para acessar a respectiva Liturgia:

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: