Liturgia Diária- 30/11/2021

S. ANDRÉ, Apóstolo

Festa de 2ª Classe- Missa própria

S. André, irmão de S. Pedro, foi chamado juntamente com este por Nosso Senhor (Evangelho). Pregou o Evangelho na Ásia Menor e nos Balcans onde foi martirizado. Seu corpo está em Amalfi e sua cabeça em Roma. Sigamos o seu exemplo na prontidão com que seguiu o chamamento do Senhor e no amor que teve à Cruz.


Páginas 903 a 906 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Liturgia Diária- 29/11/2021

4ª Classe- Missa do domingo, com comemoração de S. Saturnino, Mártir

A terra abençoada de que nos fala a Communio, é Maria Santíssima. Ela nos deu o fruto abençoado de suas entranhas. Por isso estamos reunidos, ao menos em espírito, em sua igreja. (Statio

Compenetrados das palavras do Evangelho: “Erguei as vossas cabeças, porque se aproxima a vossa Redenção… Sabei que perto está o Reino de Deus”, voltamo-nos no começo do Ano eclesiástico para Deus, com toda a alma (Introito). Nossa Redenção é obra da bondade de Deus (Oração), mas também o é de nossa cooperação, conforme nos diz St. Agostinho: “Aquele que te criou sem ti, não te salvará sem ti”. Esta cooperação consiste em “levantarmo-nos do sono, renunciarmos às trevas e revestirmo-nos do Senhor Jesus Cristo” (Epístola). Unindo, no Ofertório, estas resoluções ao sacrifício de Jesus Cristo, receberemos na Comunhão a bênção de Deus e tornar-nos-emos uma terra abençoada que há de produzir abundantes frutos para a vida cristã.


Páginas 07 a 11 e 826 a 829 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Liturgia Diária- I Domingo do Advento

Domingo de 1ª Classe- ESTAÇÃO EM SANTA MARIA MAIOR – Missa Própria

A terra abençoada de que nos fala a Communio, é Maria Santíssima. Ela nos deu o fruto abençoado de suas entranhas. Por isso estamos reunidos, ao menos em espírito, em sua igreja. (Statio

Compenetrados das palavras do Evangelho: “Erguei as vossas cabeças, porque se aproxima a vossa Redenção… Sabei que perto está o Reino de Deus”, voltamo-nos no começo do Ano eclesiástico para Deus, com toda a alma (Introito). Nossa Redenção é obra da bondade de Deus (Oração), mas também o é de nossa cooperação, conforme nos diz St. Agostinho: “Aquele que te criou sem ti, não te salvará sem ti”. Esta cooperação consiste em “levantarmo-nos do sono, renunciarmos às trevas e revestirmo-nos do Senhor Jesus Cristo” (Epístola). Unindo, no Ofertório, estas resoluções ao sacrifício de Jesus Cristo, receberemos na Comunhão a bênção de Deus e tornar-nos-emos uma terra abençoada que há de produzir abundantes frutos para a vida cristã.


Páginas 07 a 11 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Liturgia Diária- 26/11/2021

S. SILVESTRE, Abade

Festa de 3ª Classe- Missa “Os justi” (2) com orações próprias e comemoração de S. Pedro de Alexandria, Bispo e Mártir

Olhando para o cadáver desfigurado de um parente seu, ficou profundamente abalado. “O que este foi, eu sou, e o que este é, eu serei”. Abandonando então o mundo, retirou-se para a solidão (Oração). Mais tarde, com alguns Companheiros, fundou a Ordem dos Silvestrinos com a regra de S. Bento.


Páginas 1389 a 1390 e 867 a 870 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Liturgia Diária- 25/11/2021

S. CATARINA, Virgem e Mártir

Festa de 3ª Classe – Missa “Loquebar”, com orações próprias

Dotada de inteligência brilhante e vasto saber, viveu esta Santa em Alexandria. Diante do juiz, confundiu os maiores sábios e converteu alguns deles à fé de Jesus Cristo. Condenada ao suplício da roda, como esta se quebrasse, foi decapitada. É tradição que seu corpo foi enterrado por Anjos no monte Sinai [Oração].


Páginas 1389, 870 a 875 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Liturgia Diária- 24/11/2021

S. JOÃO DA CRUZ, Confessor e Doutor

Festa de 3ª Classe- Missa “In medio” com Coleta própria e comemoração de S. Crisógono, Mártir

Com S. Teresa, reformou o Carmelo, e com ela sofreu muitas perseguições e cruzes físicas e espirituais, mas sempre e ainda mais se uniu a Deus. Seus escritos dão testemunho de sua santidade e seu amor à Cruz do Cristo. Depois de dolorosa enfermidade, entregou sua alma purificada ao Senhor. 


Páginas 1387 a 1388, 856 a 860 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre)


Liturgia Diária- 23/11/2021

S. CLEMENTE I, Papa e Mártir

Festa de 3ª Classe- Missa “Si diligis me”, com introito próprio e comemoração de S. Felicidade, Mártir

Convertido por S. Paulo, foi o terceiro sucessor de S. Pedro, de 92 a 101. Exilado para a Crimeia, foi ali afogado no mar. É autor de uma carta que pertence aos mais preciosos documentos da literatura cristã dos primeiros tempos. Por isso é enumerado entre os Padres Apostólicos.


Páginas 1386, 1387 e 821 a 816, e 710 do Missal Quotidiano. 


Liturgia Diária- 22/11/2021

S. CECÍLIA, Virgem e Mártir

Festa de 3ª Classe – Missa própria

Com Santa Inês e Santa Luzia, Cecília é uma das mais veneradas Santas desde os primeiros séculos da era cristã. Nobre cristã, converteu Valeriano e Tibério ao Cristianismo. Com os dois, foi ela decapitada. Como o golpe não tivesse sido mortal, ainda viveu alguns dias, deitada em sua casa. Na mesma posição foi enterrada e seu corpo, foi assim encontrado, intacto, em 1599.


Páginas 1384 a 1386 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Liturgia Diária- Último Domingo depois de Pentecostes

Domingo de 2ª Classe- Missa Própria

O Evangelho deste domingo, último sempre do Ano eclesiástico, contém o dogma do juízo final. A Epístola nos ensina como devemos dignamente viver. É o último Sacrifício que neste ano oferecemos ao Criador. E, ao mesmo tempo, o último sermão que a Igreja nos dirige. O quadro gigantesco do juízo universal desperta os sonolentos (Oração) e suscita nos bons maior fervor no serviço de Deus (Epístola). Mas os Cânticos que repetimos desde o XIII domingo, neste ainda mais estão em seu lugar apropriado. Confortam-nos e animam-nos. Fortalecem a nossa esperança. Deus é um Deus de paz, Ele nos fez dignos de participar da herança de seus Santos na luz da glória celeste.


Páginas 725 a 729 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Liturgia Diária- 20/11/2021

SÃO FÉLIX DE VALOIS, Confessor

Festa de 3ª Classe – Missa “Justus” com Coleta própria

Ordenado sacerdote, viveu algum tempo na solidão. Com S. João de Mata fundou a Ordem da SSma. Trindade, os “Trinitários”, para livrar os Cristãos cativos dos Sarracenos.


Páginas 1383 e 864 a 867 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Liturgia Diária- 19/11/2021

S. ISABEL, Viúva

Festa de 3ª Classe- Missa “Cognovi”, com Coleta própria e comemoração de S. Ponciano, Papa e Mártir

Esposa do landgrave da Turíngia, foi expulsa de sua residência depois da morte prematura de seu marido. Com grande paciência desprendeu-se de tudo e serviu a Deus, praticando a caridade, aceitando a pobreza e a humilhação. Morreu com a idade de 24 anos.


Páginas 1382, 1383 e 891 a 895 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Liturgia Diária- 18/11/2021

DEDICAÇÃO DAS BASÍLICAS DE S. PEDRO E S. PAULO

Festa de 3ª Classe- Missa “Terribilis”

Igrejas estacionais, onde várias vezes no ano nos reunimos. Hoje, nos alegramos pelo aniversário de sua Dedicação.


Páginas 1382 e 895 a 899 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Liturgia Diária- 17/11/2021

BEM-AVENTURADOS ROQUE GONZÁLEZ E SEUS COMPANHEIROS, Mártires

Festa de 3ª Classe- Missa “Salus autem” com Coleta própria e comemoração de S. Gregório Taumaturgo, Bispo e Confessor

Estes três Protomártires da Companhia de Jesus, nas regiões do Rio da Prata, eram zelosíssimos Missionários entre os povos selvagens daquelas regiões. Após longos anos de árduos trabalhos foram mortos dentro de poucos dias. Roque Gonzalez era natural do Paraguai, e seus dois Companheiros, Afonso Rodriguez e João dei Castilho, espanhóis de nascimento.


Páginas [44] a [45], 1381 a 1382 e 836 a 839 do Missal Quotidiano. 


Liturgia Diária- 16/11/2021

SANTA GERTRUDES, Virgem

Festa de 3ª Classe- Missa “Dilexisti”, com Coleta própria

Entre as Santas que Deus concedeu à sua Igreja, na Idade média, Santa Gertrudes “Magna” é, sem dúvida, uma das mais notáveis. Jovem ainda, entregou-se a Deus no Mosteiro das Beneditinas de Helfta, onde Deus lhe concedeu muitas e extraordinárias graças. Ela nos legou no “Embaixador do Amor Divino”, as suas profundas considerações teológicas e litúrgicas.


Páginas 1381 e 880 a 883 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Liturgia Diária- 15/11/2021

S. ALBERTO MAGNO, Bispo, Confessor e Doutor

Festa de 3ª Classe- Missa “In medio” com orações próprias

Natural da Suábia, entrou na Ordem dos Dominicanos. Durante alguns anos ensinou teologia e teve grande fama como filósofo e teólogo. Em 1260, foi feito Bispo de Ratisbona, mas renunciou a essa dignidade, dois anos depois. S. Tomás de Aquino foi seu grande discípulo. “Grande ” em saber e virtude, foi canonizado e elevado a Doutor da Igreja em 1931, por Pio XI. 


Páginas 1380, 856 a 860 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre)


Liturgia Diária- XXV Domingo depois de Pentecostes

Domingo de 2ª Classe- Missa do 6º domingo depois da Epifania, com antífonas próprias

Contemplamos hoje o crescimento rápido e maravilhoso do Reino de Deus. O Evangelho é um resumo da história da Igreja, que cresceu como um grão de mostarda. Na Epístola, vemos um exemplo significativo, um trecho dessa propagação do Reino de Deus. Na Oração, pedimos a graça de um crescimento rápido e total desse Reino em nossa alma. Meditar o que é razoável e dizer e fazer o que for do agrado de Nosso Senhor, eis o Reino de Deus dentro de nós,..


Páginas 722 a 724 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Liturgia Diária- 13/11/2021

SÃO DIOGO, Confessor

Festa de 3ª Classe – Missa “Justus” com Coleta própria

Irmão professo franciscano e Missionário, S. Diogo tratou dos doentes com grande abnegação e heroísmo.


Páginas 1376 e 864 a 867 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Liturgia Diária- 12/11/2021

S. MARTINHO I, Papa e Mártir

Festa de 3ª Classe- Missa “Si diligis me”

Governou a Igreja de 649 a 655. Foi exilado e morreu no Quersoneso enfraquecido pelos maus tratos. É venerado, por isso, como Mártir.


Páginas 1376, 812 a 816 do Missal Quotidiano. 


Liturgia Diária- 11/11/2021

S. MARTINHO, Bispo e Confessor

Festa de 3ª Classe- Missa própria, com comemoração de S. Mena, Mártir

Natural da Hungria, era soldado e foi batizado com 18 anos de idade. Fez-se monge e discípulo de S. Hilário de Poitiers. Depois de fundar o mosteiro de Lígugé, foi feito Bispo de Poitiers. Nem assim deixou os hábitos austeros de monge, mas foi de uma grande bondade para com o próximo, especialmente para com os pobres. Foi muito venerado já em vida e um dos primeiros Santos a ser oficialmente venerado pela liturgia sem ser mártir.


Páginas 1373 a 1375 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Liturgia Diária- 10/11/2021

S. ANDRÉ AVELINO, Confessor

Festa de 3ª Classe- Missa “Os justi”, 1ª do Comum dos Confessores, com Coleta próprias

Da ordem dos Teatinos dedicou-se com zelo a cura das almas. Morreu, pronunciando, ao pé do altar, as palavras: “Introibo ad altare Dei”.


Liturgia Diária- XXIV Domingo depois de Pentecostes

Domingo de 2ª Classe- Missa Própria

Neste domingo, começam as parábolas do reino de Deus. O Evangelho explica as imperfeições e os escândalos na Igreja. Deus permite crescer o joio ao lado do trigo até a separação no fim do mundo. Assim, devemos suportar com paciência os defeitos do próximo, e compreender que sempre haverá maus no campo da Igreja militante. Cumprindo os preceitos da Epístola, imitemos o pai de família, e, sem arrancar por uma violência indiscreta o joio, multipliquemos contudo, o trigo para a colheita.


Páginas 111 a 113 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963).


Liturgia Diária- 06/11/2021

SANCTA MARIA IN SABABBATO

Missa Votiva de 4ª Classe- Missa “Salve Sancta Parens”

Dando graças a Deus e enaltecendo as glórias de Maria, subimos com ela ao altar para celebrar o Santo Sacrifício. Participando do augusto mistério do altar, tomamos também parte na grandeza da Mãe de Deus, recebendo em nós o Verbo Divino pela santa Comunhão. “Bem-aventuradas as entranhas da Virgem Maria”. Bem-aventurados também todos aqueles que recebem o Filho de Deus na santa Eucaristia. Assim, por Maria somos conduzidos a Jesus: “Per Mariam ad Jesum”.


Páginas 802 a 805 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)



Liturgia Diária- 05/11/2021

FESTAS DAS SANTAS RELÍQUIAS

Festa de 3ª Classe-  PRÓPRIO DO BRASILMissa própria

Depois de ter celebrado o dia de todos os Santos, a festa das santas almas que entraram no céu, a Igreja honra hoje as santas relíquias de seus corpos, ficados na terra, até o momento da ressurreição gloriosa da qual são penhor para nós (Or.). Desde os primeiros tempos da Igreja, celebravam-se os Santos Mistérios nos túmulos dos Mártires nas Catacumbas, como prova de que esses Santos tinham misturado o seu sangue ao da Vitima do Calvário. (Ant. das Vesp.). Mais tarde, em Roma, construiu-se templos grandiosos, vastos relicários, abrigando a sepultura dos mártires celebres. Os restos dos que tinham assim confessado sua fé eram colocados sob o Altar mór ou Confissão das basílicas que lhes eram consagradas. Daí o uso da trasladação das relíquias dos Mártires que é uma das partes essenciais da cerimônia da Dedicação de uma igreja, como também o uso de colocar as relíquias dos santos Mártires em uma pequena cavidade da pedra do altar, chamada tumulo. É por este motivo que a Missa das santas Relíquias, datando do século XIX, é composta, assim como o oficio desse dia, em grande parte, de trechos tirados do Comum dos Mártires, e o Sacerdote se reveste de paramentos vermelhos. Assim como uma virtude sobrenatural saia de Jesus e curava os que dele se aproximavam (Evangelho), os Santos que gozam de Deus no céu (Grad., Com.) podem por suas relíquias (ossos (Intr.), cinzas, vestes ou outros objetos de seu uso) que ficaram na terra, operar maravilhas, diz a Oração, expulsar os demônios, curar os enfermos, dar vista aos cegos, purificar os leprosos, expelir as tentações e dar-nos todos os dons excelentes que descem do Pai das luzes  (Lições do 2º Noturno doa matinas).


Páginas [42] a [43] do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963 – na parte final)


Liturgia Diária- 04/11/2021

S. CARLOS BORROMEU, Bispo e Confessor

Festa de 3ª Classe- Missa “Statuit” (2) com Coleta própria, e comemoração dos SS. Vital e Agrícola, Mártires

Cardeal com a idade de 23 anos, com grande zelo cuidou de reformar a disciplina religiosa de acordo com as normas do Concílio de Trento. Construiu seminários, fez editar o catecismo e procurou por todos os meios incentivar a vida religiosa. Bispo de Milão, sacrificou-se heroicamente por seu rebanho. Morreu com 47 anos de idade.


Páginas 1367, 1368 e 849 a 852 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Liturgia Diária- 03/11/2021

MISSA DA FÉRIA

4ª Classe- Missa do domingo

Meus pensamentos, diz o Senhor, são de paz (Introito). Nossa paz é Jesus Cristo (Epístola). Achá-la-emos seguindo o Apóstolo e afastando nos do caminho dos inimigos da Cruz do Cristo. Jesus Cristo é a nossa paz, até mesmo ali onde a dor quer perturbá-la. Ele, o Salvador, vence o sofrimento e a dor, e nos ensina também a vencê-los (Evangelho). Os Cânticos neste e em todos os domingos seguintes, exprimem fé, confiança, desejo e santa alegria pela próxima volta à casa paterna. Deus, no decorrer do Ano eclesiástico (imagem de nossa vida) nos libertou da escravidão e dos males que nos oprimiam. Nossa alma está livre do cativeiro e os nossos nomes estão escritos no livro da vida.


Páginas 709 a 712 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Liturgia Diária- Dia de Finados

1ª Classe- Missa própria

Muitas vezes, em suas Orações, lembra-se a Santa Igreja dos irmãos que já passaram desta vida para a eternidade, daqueles que ainda sofrem e se purificam de suas faltas, imperfeições e penas dos pecados. Por maior que seja a solenidade nunca se esquece deles nos Ofícios divinos e no Santo Sacrifício da Missa.

No dia dedicado especialmente à memoria dos finados, todos os Sacerdotes celebram três Missas.

[…] Predominam nestas Missas pelos mortos, dois pensamentos principais: 1. a fé na ressurreição da carne (Introito, Epístola, Gradual, Evangelho e Prefácio); 2. o zelo pelas almas, pela libertação de suas penas (Oração, Trato, Sequência e Ofertório).

O melhor meio de se ajudar a uma alma é mandar celebrar a Santa Missa ou assisti-la em sua intenção.

Jesus, o Sumo Sacerdote, se oferece pela alma de uma maneira mística, para que sejam apagadas as suas culpas, mitigadas as suas dores e para que ela alcance a luz perpétua, a visão beatífica de Deus.


Páginas 1366, 1484 a 1487 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Liturgia Diária- Festa de Todos os Santos

1ª Classe- DIA DE PRECEITO – Missa própria

A Missa e a festa de hoje animam-nos a seguir os exemplos de todos os Santos, e ao mesmo tempo, imploram a sua intercessão para que também cheguemos a realizar este ideal.

Alegremo-nos nesta solenidade, porque os Santos são irmãos nossos que já atingiram o seu fim. Alegremo-nos, porque, sendo membros da mesma família, podemos esperar cantar com eles e os santos Anjos o louvor do Filho de Deus (Introito). Este mesmo Filho de Deus nos traça no Evangelho as normas da vida e no Gradual nos convida a que O sigamos. Alegremo-nos, sim, porque a nossa recompensa será grande no céu (Evangelho).


Páginas 1361 a 1365 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Liturgia Diária- 22/10/2021

MISSA DA FÉRIA

4ª Classe- Missa do domingo

Profunda confiança na proteção de Deus nos inspiram os Cânticos do Introito e da Communio. Sem essa confiança não poderíamos subsistir e muito menos, vencer. Ardentemente desejamos no domingo passado a pátria celeste, mas não nos será fácil alcançá-la. O Evangelho fala-nos da responsabilidade das contas que temos a dar no último juízo. A Epístola mostra-nos a luta: tentações do inimigo, dias maus. Devemos estar armados para o combate. Anima-nos um exemplo: o paciente jó, que, apesar de sua vida levada no temor de Deus, foi gravemente tentado, mas obteve por sua perseverança a felicidade temporal e a eterna (Ofertório). A fé e a confiança em Deus hão de fazer-nos triunfar nas lutas desta vida.


Páginas 699 a 703 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Liturgia Diária- 21/10/2021

MISSA DA FÉRIA

4ª Classe- Missa do domingo, com comemoração de S. Hilarião, Abade e S. Úrsula e companheiras, Mártires

Profunda confiança na proteção de Deus nos inspiram os Cânticos do Introito e da Communio. Sem essa confiança não poderíamos subsistir e muito menos, vencer. Ardentemente desejamos no domingo passado a pátria celeste, mas não nos será fácil alcançá-la. O Evangelho fala-nos da responsabilidade das contas que temos a dar no último juízo. A Epístola mostra-nos a luta: tentações do inimigo, dias maus. Devemos estar armados para o combate. Anima-nos um exemplo: o paciente jó, que, apesar de sua vida levada no temor de Deus, foi gravemente tentado, mas obteve por sua perseverança a felicidade temporal e a eterna (Ofertório). A fé e a confiança em Deus hão de fazer-nos triunfar nas lutas desta vida.


Páginas 699 a 703, 867 a 875 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Liturgia Diária- 30/11/2020

S. ANDRÉ, Apóstolo

Festa de 2ª Classe- Missa própria

S. André, irmão de S. Pedro, foi chamado juntamente com este por Nosso Senhor (Evangelho). Pregou o Evangelho na Ásia Menor e nos Balcans onde foi martirizado. Seu corpo está em Amalfi e sua cabeça em Roma. Sigamos o seu exemplo na prontidão com que seguiu o chamamento do Senhor e no amor que teve à Cruz.


Páginas 903 a 906 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 07:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


BLACK FRIDAY – Revista Benedicta

Aproveite este super desconto e adquira já a edição do mês de Novembro e ganhe o acesso às edições anteriores!
.
Promoção válida de 27 a 30/11. Aproveite!

SEJA MEMBRO ASSINANTE DESTE APOSTOLADO. Acesse já nossa plataforma e garanta sua assinatura. (clique aqui).


Boa leitura!

Que Nossa Senhora, Rainha do Céu e da Terra, olhe sempre por nós e pela Revista Benedicta.

Liturgia Diária- 28/11/2020

SANCTA MARIA IN SABABBATO

Missa Votiva de 4ª Classe- Missa “Salve Sancta Parens”

Dando graças a Deus e enaltecendo as glórias de Maria, subimos com ela ao altar para celebrar o Santo Sacrifício. Participando do augusto mistério do altar, tomamos também parte na grandeza da Mãe de Deus, recebendo em nós o Verbo Divino pela santa Comunhão. “Bem-aventuradas as entranhas da Virgem Maria”. Bem-aventurados também todos aqueles que recebem o Filho de Deus na santa Eucaristia. Assim, por Maria somos conduzidos a Jesus: “Per Mariam ad Jesum”.


Páginas 802 a 805 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 08 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 27/11/2020

MISSA DA FÉRIA

4ª Classe- Missa do domingo

O Evangelho deste domingo, último sempre do Ano eclesiástico, contém o dogma do juízo final. A Epístola nos ensina como devemos dignamente viver. É o último Sacrifício que neste ano oferecemos ao Criador. E, ao mesmo tempo, o último sermão que a Igreja nos dirige. O quadro gigantesco do juízo universal desperta os sonolentos (Oração) e suscita nos bons maior fervor no serviço de Deus (Epístola). Mas os Cânticos que repetimos desde o XIII domingo, neste ainda mais estão em seu lugar apropriado. Confortam-nos e animam-nos. Fortalecem a nossa esperança. Deus é um Deus de paz, Ele nos fez dignos de participar da herança de seus Santos na luz da glória celeste.


Páginas 725 a 729 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 07:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 25/11/2020

S. CATARINA, Virgem e Mártir

Festa de 3ª Classe – Missa “Loquebar”, com orações próprias

Dotada de inteligência brilhante e vasto saber, viveu esta Santa em Alexandria. Diante do juiz, confundiu os maiores sábios e converteu alguns deles à fé de Jesus Cristo. Condenada ao suplício da roda, como esta se quebrasse, foi decapitada. É tradição que seu corpo foi enterrado por Anjos no monte Sinai [Oração].


Páginas 1389, 870 a 875 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 07:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 24/11/2020

S. JOÃO DA CRUZ, Confessor e Doutor

Festa de 3ª Classe- Missa “In medio” com Coleta própria e comemoração de S. Crisógono, Mártir

Com S. Teresa, reformou o Carmelo, e com ela sofreu muitas perseguições e cruzes físicas e espirituais, mas sempre e ainda mais se uniu a Deus. Seus escritos dão testemunho de sua santidade e seu amor à Cruz do Cristo. Depois de dolorosa enfermidade, entregou sua alma purificada ao Senhor. 


Páginas 1387 a 1388, 856 a 860 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre)


Missa às 07:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- Último Domingo depois de Pentecostes

Domingo de 2ª Classe- Missa Própria

O Evangelho deste domingo, último sempre do Ano eclesiástico, contém o dogma do juízo final. A Epístola nos ensina como devemos dignamente viver. É o último Sacrifício que neste ano oferecemos ao Criador. E, ao mesmo tempo, o último sermão que a Igreja nos dirige. O quadro gigantesco do juízo universal desperta os sonolentos (Oração) e suscita nos bons maior fervor no serviço de Deus (Epístola). Mas os Cânticos que repetimos desde o XIII domingo, neste ainda mais estão em seu lugar apropriado. Confortam-nos e animam-nos. Fortalecem a nossa esperança. Deus é um Deus de paz, Ele nos fez dignos de participar da herança de seus Santos na luz da glória celeste.


Páginas 725 a 729 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa Rezada às 07:30 horas e Missa Cantada às 09:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 21/11/2020

APRESENTAÇÃO DE NOSSA SENHORA

Festa de 3ª Classe- Missa “Salve Sancta Parens”, com Coleta própria

Conforme tradição antiga, os pais de Nossa Senhora ofereceram a sua filha no templo, bem cedo, para que fosse educada entre as virgens do templo. Este fato é comemorado pela festa de hoje.


Páginas 1384, 802 a 805 do Missal Quotidiano (D.Gaspar Lefebvre, 1963). 


Missa às 08 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes. 

 


Liturgia Diária- 20/11/2020

SÃO FÉLIX DE VALOIS, Confessor

Festa de 3ª Classe – Missa “Justus” com Coleta própria

DIA DE ABSTINÊNCIA

Ordenado sacerdote, viveu algum tempo na solidão. Com S. João de Mata fundou a Ordem da SSma. Trindade, os “Trinitários”, para livrar os Cristãos cativos dos Sarracenos.


Páginas 1383 e 864 a 867 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 07:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 19/11/2020

S. ISABEL, Viúva

Festa de 3ª Classe- Missa “Cognovi”, com Coleta própria e comemoração de S. Ponciano, Papa e Mártir

Esposa do landgrave da Turíngia, foi expulsa de sua residência depois da morte prematura de seu marido. Com grande paciência desprendeu-se de tudo e serviu a Deus, praticando a caridade, aceitando a pobreza e a humilhação. Morreu com a idade de 24 anos.


Páginas 1382, 1383 e 891 a 895 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 07:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 17/11/2020

BEM-AVENTURADOS ROQUE GONZÁLEZ E SEUS COMPANHEIROS, Mártires

Festa de 3ª Classe- Missa “Salus autem” com Coleta própria e comemoração de S. Gregório Taumaturgo, Bispo e Confessor

Estes três Protomártires da Companhia de Jesus, nas regiões do Rio da Prata, eram zelosíssimos Missionários entre os povos selvagens daquelas regiões. Após longos anos de árduos trabalhos foram mortos dentro de poucos dias. Roque Gonzalez era natural do Paraguai, e seus dois Companheiros, Afonso Rodriguez e João dei Castilho, espanhóis de nascimento.


Páginas [44] a [45], 1381 a 1382 e 836 a 839 do Missal Quotidiano. 


Missa às 07:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes. 


Liturgia Diária- XXIV Domingo depois de Pentecostes

Domingo de 2ª Classe- Missa do 6º domingo depois da Epifania, com antífonas próprias

Contemplamos hoje o crescimento rápido e maravilhoso do Reino de Deus. O Evangelho é um resumo da história da Igreja, que cresceu como um grão de mostarda. Na Epístola, vemos um exemplo significativo, um trecho dessa propagação do Reino de Deus. Na Oração, pedimos a graça de um crescimento rápido e total desse Reino em nossa alma. Meditar o que é razoável e dizer e fazer o que for do agrado de Nosso Senhor, eis o Reino de Deus dentro de nós,..


Páginas 722 a 724 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa Rezada às 07:30 horas e Missa Cantada às 09:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 14/11/2020

S. JOSAFÁ, Bispo e Mártir

Festa de 3ª Classe- Missa própria

Monge basiliano e mais tarde Arcebispo, trabalhou muito para a união da Igreja oriental com a de Roma. Foi assassinado pelos Polacos. Deu a vida por suas ovelhas (Evangelho).


Páginas 1377 a 1379 do Missal Quotidiano. 


Missa às 08 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes. 


Liturgia Diária- 13/11/2020

SÃO DIOGO, Confessor

Festa de 3ª Classe – Missa “Justus” com Coleta própria

DIA DE ABSTINÊNCIA

Irmão professo franciscano e Missionário, S. Diogo tratou dos doentes com grande abnegação e heroísmo.


Páginas 1376 e 864 a 867 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 07:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 12/11/2020

S. MARTINHO I, Papa e Mártir

Festa de 3ª Classe- Missa “Si diligis me”

Governou a Igreja de 649 a 655. Foi exilado e morreu no Quersoneso enfraquecido pelos maus tratos. É venerado, por isso, como Mártir.


Páginas 1376, 812 a 816 do Missal Quotidiano. 


Missa às 07:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes. 


Liturgia Diária- 11/11/2020

S. MARTINHO, Bispo e Confessor

Festa de 3ª Classe- Missa própria, com comemoração de S. Mena, Mártir

Natural da Hungria, era soldado e foi batizado com 18 anos de idade. Fez-se monge e discípulo de S. Hilário de Poitiers. Depois de fundar o mosteiro de Lígugé, foi feito Bispo de Poitiers. Nem assim deixou os hábitos austeros de monge, mas foi de uma grande bondade para com o próximo, especialmente para com os pobres. Foi muito venerado já em vida e um dos primeiros Santos a ser oficialmente venerado pela liturgia sem ser mártir.


Páginas 1373 a 1375 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 07:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 10/11/2020

S. ANDRÉ AVELINO, Confessor

Festa de 3ª Classe- Missa “Os justi”, 1ª do Comum dos Confessores, com Coleta próprias

Da ordem dos Teatinos dedicou-se com zelo a cura das almas. Morreu, pronunciando, ao pé do altar, as palavras: “Introibo ad altare Dei”.


Liturgia Diária- XXIII Domingo depois de Pentecostes

Domingo de 2ª Classe- Missa Própria

Meus pensamentos, diz o Senhor, são de paz (Introito). Nossa paz é Jesus Cristo (Epístola). Achá-la-emos seguindo o Apóstolo e afastando nos do caminho dos inimigos da Cruz do Cristo. Jesus Cristo é a nossa paz, até mesmo ali onde a dor quer perturbá-la. Ele, o Salvador, vence o sofrimento e a dor, e nos ensina também a vencê-los (Evangelho). Os Cânticos neste e em todos os domingos seguintes, exprimem fé, confiança, desejo e santa alegria pela próxima volta à casa paterna. Deus, no decorrer do Ano eclesiástico (imagem de nossa vida) nos libertou da escravidão e dos males que nos oprimiam. Nossa alma está livre do cativeiro e os nossos nomes estão escritos no livro da vida.


Páginas 709 a 712 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa Rezada às 07:30 horas e Missa Cantada às 09:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 07/11/2020

SANCTA MARIA IN SABABBATO

Missa Votiva de 4ª Classe- Missa “Salve Sancta Parens”

Dando graças a Deus e enaltecendo as glórias de Maria, subimos com ela ao altar para celebrar o Santo Sacrifício. Participando do augusto mistério do altar, tomamos também parte na grandeza da Mãe de Deus, recebendo em nós o Verbo Divino pela santa Comunhão. “Bem-aventuradas as entranhas da Virgem Maria”. Bem-aventurados também todos aqueles que recebem o Filho de Deus na santa Eucaristia. Assim, por Maria somos conduzidos a Jesus: “Per Mariam ad Jesum”.


Páginas 802 a 805 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 08 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Revista Benedicta – Nº 5

Neste mês de Novembro dedicamos a edição à Festa de Todos os Santos:
A maioria dos santos extraordinários que hoje intercedem por nós, um dia padeceram no purgatório e beneficiaram-se das orações da Igreja pelas almas. Nas casas católicas, as paredes e os altares ornados por imagens de santos refletem a esperança pelos parentes defuntos um dia alcançarem semelhante glória. Portanto, conforme nos fala São Bernardo, Abade, a essência da veneração pelos santos é a fé na bem-aventurança eterna com Cristo, Nosso Senhor.

SEJA MEMBRO ASSINANTE DESTE APOSTOLADO. Acesse já nossa plataforma e garanta sua assinatura. (clique aqui).


Boa leitura!

Que Nossa Senhora, Rainha do Céu e da Terra, olhe sempre por nós e pela Revista Benedicta.

Liturgia Diária- 06/11/2020

MISSA DA FÉRIA

4ª Classe- Missa Própria

DIA DE ABSTINÊNCIA

Irrepreensíveis, deve encontrar-nos o Cristo no dia do juízo. O espírito de humildade e penitência (Introito, Ofertório e Communio) é, portanto, muito necessário neste tempo, assim como uma consciência nítida de nossos deveres. Quais são esses deveres, vemos na Epístola, pelo próprio exemplo que nos dá o Apóstolo S. Paulo; vemos ainda no Gradual, que é um louvor da caridade fraterna. Finalmente, no Evangelho, Jesus Cristo nos ensina as nossas obrigações para com a autoridade civil, e antes de tudo, o dever que temos de entregar, sem reserva, a nossa alma a Deus.


Páginas 704 a 707 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 07:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 05/11/2020

FESTAS DAS SANTAS RELÍQUIAS

Festa de 3ª Classe-  PRÓPRIO DO BRASILMissa própria

Depois de ter celebrado o dia de todos os Santos, a festa das santas almas que entraram no céu, a Igreja honra hoje as santas relíquias de seus corpos, ficados na terra, até o momento da ressurreição gloriosa da qual são penhor para nós (Or.). Desde os primeiros tempos da Igreja, celebravam-se os Santos Mistérios nos túmulos dos Mártires nas Catacumbas, como prova de que esses Santos tinham misturado o seu sangue ao da Vitima do Calvário. (Ant. das Vesp.). Mais tarde, em Roma, construiu-se templos grandiosos, vastos relicários, abrigando a sepultura dos mártires celebres. Os restos dos que tinham assim confessado sua fé eram colocados sob o Altar mór ou Confissão das basílicas que lhes eram consagradas. Daí o uso da trasladação das relíquias dos Mártires que é uma das partes essenciais da cerimônia da Dedicação de uma igreja, como também o uso de colocar as relíquias dos santos Mártires em uma pequena cavidade da pedra do altar, chamada tumulo. É por este motivo que a Missa das santas Relíquias, datando do século XIX, é composta, assim como o oficio desse dia, em grande parte, de trechos tirados do Comum dos Mártires, e o Sacerdote se reveste de paramentos vermelhos. Assim como uma virtude sobrenatural saia de Jesus e curava os que dele se aproximavam (Evangelho), os Santos que gozam de Deus no céu (Grad., Com.) podem por suas relíquias (ossos (Intr.), cinzas, vestes ou outros objetos de seu uso) que ficaram na terra, operar maravilhas, diz a Oração, expulsar os demônios, curar os enfermos, dar vista aos cegos, purificar os leprosos, expelir as tentações e dar-nos todos os dons excelentes que descem do Pai das luzes  (Lições do 2º Noturno doa matinas).


Páginas [42] a [43] do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963 – na parte final)


Missa às 07:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 04/11/2020

S. CARLOS BORROMEU, Bispo e Confessor

Festa de 3ª Classe- Missa “Statuit” (2) com Coleta própria, e comemoração dos SS. Vital e Agrícola, Mártires

Cardeal com a idade de 23 anos, com grande zelo cuidou de reformar a disciplina religiosa de acordo com as normas do Concílio de Trento. Construiu seminários, fez editar o catecismo e procurou por todos os meios incentivar a vida religiosa. Bispo de Milão, sacrificou-se heroicamente por seu rebanho. Morreu com 47 anos de idade.


Páginas 1367, 1368 e 849 a 852 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 07:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 03/11/2020

MISSA DA FÉRIA

4ª Classe- Missa Própria

Irrepreensíveis, deve encontrar-nos o Cristo no dia do juízo. O espírito de humildade e penitência (Introito, Ofertório e Communio) é, portanto, muito necessário neste tempo, assim como uma consciência nítida de nossos deveres. Quais são esses deveres, vemos na Epístola, pelo próprio exemplo que nos dá o Apóstolo S. Paulo; vemos ainda no Gradual, que é um louvor da caridade fraterna. Finalmente, no Evangelho, Jesus Cristo nos ensina as nossas obrigações para com a autoridade civil, e antes de tudo, o dever que temos de entregar, sem reserva, a nossa alma a Deus.


Páginas 704 a 707 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 07:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- Dia de Finados

1ª Classe- Missa própria

Muitas vezes, em suas Orações, lembra-se a Santa Igreja dos irmãos que já passaram desta vida para a eternidade, daqueles que ainda sofrem e se purificam de suas faltas, imperfeições e penas dos pecados. Por maior que seja a solenidade nunca se esquece deles nos Ofícios divinos e no Santo Sacrifício da Missa.

No dia dedicado especialmente à memoria dos finados, todos os Sacerdotes celebram três Missas.

[…] Predominam nestas Missas pelos mortos, dois pensamentos principais: 1. a fé na ressurreição da carne (Introito, Epístola, Gradual, Evangelho e Prefácio); 2. o zelo pelas almas, pela libertação de suas penas (Oração, Trato, Sequência e Ofertório).

O melhor meio de se ajudar a uma alma é mandar celebrar a Santa Missa ou assisti-la em sua intenção.

Jesus, o Sumo Sacerdote, se oferece pela alma de uma maneira mística, para que sejam apagadas as suas culpas, mitigadas as suas dores e para que ela alcance a luz perpétua, a visão beatífica de Deus.


Páginas 1366, 1484 a 1487 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa Rezada às 07:30 horas e Missa Cantada às 09:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Mensal – Novembro/2020

01º

FESTA DE TODOS OS SANTOS

1ª Classe- DIA DE PRECEITO – Missa própria

A Missa e a festa de hoje animam-nos a seguir os exemplos de todos os Santos, e ao mesmo tempo, imploram a sua intercessão para que também cheguemos a realizar este ideal.

Alegremo-nos nesta solenidade, porque os Santos são irmãos nossos que já atingiram o seu fim. Alegremo-nos, porque, sendo membros da mesma família, podemos esperar cantar com eles e os santos Anjos o louvor do Filho de Deus (Introito). Este mesmo Filho de Deus nos traça no Evangelho as normas da vida e no Gradual nos convida a que O sigamos. Alegremo-nos, sim, porque a nossa recompensa será grande no céu (Evangelho).

OBS.: Por ser festa de 1ª classe, não se faz qualquer menção à liturgia do domingo. 


Páginas 1361 a 1365 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa Rezada às 07:30 horas e Missa Cantada às 09:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.



Liturgia Diária- Festa de Todos os Santos

1ª Classe- DIA DE PRECEITO – Missa própria

A Missa e a festa de hoje animam-nos a seguir os exemplos de todos os Santos, e ao mesmo tempo, imploram a sua intercessão para que também cheguemos a realizar este ideal.

Alegremo-nos nesta solenidade, porque os Santos são irmãos nossos que já atingiram o seu fim. Alegremo-nos, porque, sendo membros da mesma família, podemos esperar cantar com eles e os santos Anjos o louvor do Filho de Deus (Introito). Este mesmo Filho de Deus nos traça no Evangelho as normas da vida e no Gradual nos convida a que O sigamos. Alegremo-nos, sim, porque a nossa recompensa será grande no céu (Evangelho).

OBS.: Por ser festa de 1ª classe, não se faz qualquer menção à liturgia do domingo. 


Páginas 1361 a 1365 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa Rezada às 07:30 horas e Missa Cantada às 09:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 30/10/2020

MISSA DA FÉRIA

4ª Classe- Missa do domingo

DIA DE ABSTINÊNCIA

Profunda confiança na proteção de Deus nos inspiram os Cânticos do Introito e da Communio. Sem essa confiança não poderíamos subsistir e muito menos, vencer. Ardentemente desejamos no domingo passado a pátria celeste, mas não nos será fácil alcançá-la. O Evangelho fala-nos da responsabilidade das contas que temos a dar no último juízo. A Epístola mostra-nos a luta: tentações do inimigo, dias maus. Devemos estar armados para o combate. Anima-nos um exemplo: o paciente jó, que, apesar de sua vida levada no temor de Deus, foi gravemente tentado, mas obteve por sua perseverança a felicidade temporal e a eterna (Ofertório). A fé e a confiança em Deus hão de fazer-nos triunfar nas lutas desta vida.


Páginas 699 a 703 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 07:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 29/10/2020

MISSA DA FÉRIA

4ª Classe- Missa do domingo

Profunda confiança na proteção de Deus nos inspiram os Cânticos do Introito e da Communio. Sem essa confiança não poderíamos subsistir e muito menos, vencer. Ardentemente desejamos no domingo passado a pátria celeste, mas não nos será fácil alcançá-la. O Evangelho fala-nos da responsabilidade das contas que temos a dar no último juízo. A Epístola mostra-nos a luta: tentações do inimigo, dias maus. Devemos estar armados para o combate. Anima-nos um exemplo: o paciente jó, que, apesar de sua vida levada no temor de Deus, foi gravemente tentado, mas obteve por sua perseverança a felicidade temporal e a eterna (Ofertório). A fé e a confiança em Deus hão de fazer-nos triunfar nas lutas desta vida.


Páginas 699 a 703 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 07:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 27/10/2020

MISSA DA FÉRIA

4ª Classe- Missa do domingo

Profunda confiança na proteção de Deus nos inspiram os Cânticos do Introito e da Communio. Sem essa confiança não poderíamos subsistir e muito menos, vencer. Ardentemente desejamos no domingo passado a pátria celeste, mas não nos será fácil alcançá-la. O Evangelho fala-nos da responsabilidade das contas que temos a dar no último juízo. A Epístola mostra-nos a luta: tentações do inimigo, dias maus. Devemos estar armados para o combate. Anima-nos um exemplo: o paciente jó, que, apesar de sua vida levada no temor de Deus, foi gravemente tentado, mas obteve por sua perseverança a felicidade temporal e a eterna (Ofertório). A fé e a confiança em Deus hão de fazer-nos triunfar nas lutas desta vida.


Páginas 699 a 703 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 07:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 26/10/2020

MISSA DA FÉRIA

4ª Classe- Missa do domingo, com comemoração de S. Evaristo, Papa e Mártir

Profunda confiança na proteção de Deus nos inspiram os Cânticos do Introito e da Communio. Sem essa confiança não poderíamos subsistir e muito menos, vencer. Ardentemente desejamos no domingo passado a pátria celeste, mas não nos será fácil alcançá-la. O Evangelho fala-nos da responsabilidade das contas que temos a dar no último juízo. A Epístola mostra-nos a luta: tentações do inimigo, dias maus. Devemos estar armados para o combate. Anima-nos um exemplo: o paciente jó, que, apesar de sua vida levada no temor de Deus, foi gravemente tentado, mas obteve por sua perseverança a felicidade temporal e a eterna (Ofertório). A fé e a confiança em Deus hão de fazer-nos triunfar nas lutas desta vida.


Páginas 699 a 703 e 1353 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 07:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 30/11/2019

S. ANDRÉ, Apóstolos

Festa de 2ª Classe- Missa própria

S. André, irmão de S. Pedro, foi chamado juntamente com este por Nosso Senhor (Evangelho). Pregou o Evangelho na Ásia Menor e nos Balcans onde foi martirizado. Seu corpo está em Amalfi e sua cabeça em Roma. Sigamos o seu exemplo na prontidão com que seguiu o chamamento do Senhor e no amor que teve à Cruz.


Páginas 903 a 906 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 29/11/2019

MISSA DA FÉRIA

4ª Classe- Missa do domingo, com comemoração de S. Saturnino, Mártir

DIA DE ABSTINÊNCIA

O Evangelho deste domingo, último sempre do Ano eclesiástico, contém o dogma do juízo final. A Epístola nos ensina como devemos dignamente viver. É o último Sacrifício que neste ano oferecemos ao Criador. E, ao mesmo tempo, o último sermão que a Igreja nos dirige. O quadro gigantesco do juízo universal desperta os sonolentos (Oração) e suscita nos bons maior fervor no serviço de Deus (Epístola). Mas os Cânticos que repetimos desde o XIII domingo, neste ainda mais estão em seu lugar apropriado. Confortam-nos e animam-nos. Fortalecem a nossa esperança. Deus é um Deus de paz, Ele nos fez dignos de participar da herança de seus Santos na luz da glória celeste.


Páginas 725 a 729 e 826 a 829 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 28/11/2019

MISSA DA FÉRIA

4ª Classe- Missa do domingo

O Evangelho deste domingo, último sempre do Ano eclesiástico, contém o dogma do juízo final. A Epístola nos ensina como devemos dignamente viver. É o último Sacrifício que neste ano oferecemos ao Criador. E, ao mesmo tempo, o último sermão que a Igreja nos dirige. O quadro gigantesco do juízo universal desperta os sonolentos (Oração) e suscita nos bons maior fervor no serviço de Deus (Epístola). Mas os Cânticos que repetimos desde o XIII domingo, neste ainda mais estão em seu lugar apropriado. Confortam-nos e animam-nos. Fortalecem a nossa esperança. Deus é um Deus de paz, Ele nos fez dignos de participar da herança de seus Santos na luz da glória celeste.


Páginas 725 a 729 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 27/11/2019

MISSA DA FÉRIA

4ª Classe- Missa do domingo

O Evangelho deste domingo, último sempre do Ano eclesiástico, contém o dogma do juízo final. A Epístola nos ensina como devemos dignamente viver. É o último Sacrifício que neste ano oferecemos ao Criador. E, ao mesmo tempo, o último sermão que a Igreja nos dirige. O quadro gigantesco do juízo universal desperta os sonolentos (Oração) e suscita nos bons maior fervor no serviço de Deus (Epístola). Mas os Cânticos que repetimos desde o XIII domingo, neste ainda mais estão em seu lugar apropriado. Confortam-nos e animam-nos. Fortalecem a nossa esperança. Deus é um Deus de paz, Ele nos fez dignos de participar da herança de seus Santos na luz da glória celeste.


Páginas 725 a 729 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 25/11/2019

S. CATARINA, Virgem e Mártir

Festa de 3ª Classe – Missa “Loquebar”, com orações próprias

Dotada de inteligência brilhante e vasto saber, viveu esta Santa em Alexandria. Diante do juiz, confundiu os maiores sábios e converteu alguns deles à fé de Jesus Cristo. Condenada ao suplício da roda, como esta se quebrasse, foi decapitada. É tradição que seu corpo foi enterrado por Anjos no monte Sinai [Oração].


Páginas 1389, 870 a 875 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 18 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- Último Domingo depois de Pentecostes

Domingo de 2ª Classe- Missa Própria

O Evangelho deste domingo, último sempre do Ano eclesiástico, contém o dogma do juízo final. A Epístola nos ensina como devemos dignamente viver. É o último Sacrifício que neste ano oferecemos ao Criador. E, ao mesmo tempo, o último sermão que a Igreja nos dirige. O quadro gigantesco do juízo universal desperta os sonolentos (Oração) e suscita nos bons maior fervor no serviço de Deus (Epístola). Mas os Cânticos que repetimos desde o XIII domingo, neste ainda mais estão em seu lugar apropriado. Confortam-nos e animam-nos. Fortalecem a nossa esperança. Deus é um Deus de paz, Ele nos fez dignos de participar da herança de seus Santos na luz da glória celeste.


Páginas 725 a 729 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa Rezada às 09:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes e Missa Cantada às 15:30 horas na Catedral Santa Teresinha.


Liturgia Diária- 22/11/2019

S. CECÍLIA, Virgem e Mártir

Festa de 3ª Classe – Missa própria

DIA DE ABSTINÊNCIA

Com Santa Inês e Santa Luzia, Cecília é uma das mais veneradas Santas desde os primeiros séculos da era cristã. Nobre cristã, converteu Valeriano e Tibério ao Cristianismo. Com os dois, foi ela decapitada. Como o golpe não tivesse sido mortal, ainda viveu alguns dias, deitada em sua casa. Na mesma posição foi enterrada e seu corpo, foi assim encontrado, intacto, em 1599.


Páginas 1384 a 1386 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 21/11/2019

APRESENTAÇÃO DE NOSSA SENHORA

Festa de 3ª Classe- Missa “Salve Sancta Parens”, com Coleta própria

Conforme tradição antiga, os pais de Nossa Senhora ofereceram a sua filha no templo, bem cedo, para que fosse educada entre as virgens do templo. Este fato é comemorado pela festa de hoje.


Páginas 1384, 802 a 805 do Missal Quotidiano (D.Gaspar Lefebvre, 1963). 


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes. 

 


Liturgia Diária- 20/11/2019

SÃO FÉLIX DE VALOIS, Confessor

Festa de 3ª Classe – Missa “Justus” com Coleta própria

Ordenado sacerdote, viveu algum tempo na solidão. Com S. João de Mata fundou a Ordem da SSma. Trindade, os “Trinitários”, para livrar os Cristãos cativos dos Sarracenos.


Páginas 1383 e 864 a 867 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 19/11/2019

S. ISABEL, Viúva

Festa de 3ª Classe- Missa “Cognovi”, com Coleta própria e comemoração de S. Ponciano, Papa e Mártir

Esposa do landgrave da Turíngia, foi expulsa de sua residência depois da morte prematura de seu marido. Com grande paciência desprendeu-se de tudo e serviu a Deus, praticando a caridade, aceitando a pobreza e a humilhação. Morreu com a idade de 24 anos.


Páginas 1382, 1383 e 891 a 895 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- XXIII Domingo depois de Pentecostes

Domingo de 2ª Classe- Missa Própria

Meus pensamentos, diz o Senhor, são de paz (Introito). Nossa paz é Jesus Cristo (Epístola). Achá-la-emos seguindo o Apóstolo e afastando nos do caminho dos inimigos da Cruz do Cristo. Jesus Cristo é a nossa paz, até mesmo ali onde a dor quer perturbá-la. Ele, o Salvador, vence o sofrimento e a dor, e nos ensina também a vencê-los (Evangelho). Os Cânticos neste e em todos os domingos seguintes, exprimem fé, confiança, desejo e santa alegria pela próxima volta à casa paterna. Deus, no decorrer do Ano eclesiástico (imagem de nossa vida) nos libertou da escravidão e dos males que nos oprimiam. Nossa alma está livre do cativeiro e os nossos nomes estão escritos no livro da vida.


Páginas 709 a 712 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


APENAS Missa Cantada às 08:30 horas na Paróquia Bom Jesus.


Liturgia Diária- 14/11/2019

S. JOSAFÁ, Bispo e Mártir

Festa de 3ª Classe- Missa própria

Monge basiliano e mais tarde Arcebispo, trabalhou muito para a união da Igreja oriental com a de Roma. Foi assassinado pelos Polacos. Deu a vida por suas ovelhas (Evangelho).


Páginas 1377 a 1379 do Missal Quotidiano. 


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes. 


Liturgia Diária- 11/11/2019

S. MARTINHO, Bispo e Confessor

Festa de 3ª Classe- Missa própria, com comemoração de S. Mena, Mártir

Natural da Hungria, era soldado e foi batizado com 18 anos de idade. Fez-se monge e discípulo de S. Hilário de Poitiers. Depois de fundar o mosteiro de Lígugé, foi feito Bispo de Poitiers. Nem assim deixou os hábitos austeros de monge, mas foi de uma grande bondade para com o próximo, especialmente para com os pobres. Foi muito venerado já em vida e um dos primeiros Santos a ser oficialmente venerado pela liturgia sem ser mártir.


Páginas 1373 a 1375 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 18 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- XXII Domingo depois de Pentecostes

Domingo de 2ª Classe- Missa Própria

Irrepreensíveis, deve encontrar-nos o Cristo no dia do juízo. O espírito de humildade e penitência (Introito, Ofertório e Communio) é, portanto, muito necessário neste tempo, assim como uma consciência nítida de nossos deveres. Quais são esses deveres, vemos na Epístola, pelo próprio exemplo que nos dá o Apóstolo S. Paulo; vemos ainda no Gradual, que é um louvor da caridade fraterna. Finalmente, no Evangelho, Jesus Cristo nos ensina as nossas obrigações para com a autoridade civil, e antes de tudo, o dever que temos de entregar, sem reserva, a nossa alma a Deus.


Páginas 704 a 707 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa Rezada às 09:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes e Missa Cantada às 15:30 horas na Catedral Diocesana.


Liturgia Diária- 08/11/2019

MISSA DA FÉRIA

4ª Classe- Missa do domingo, com comemoração dos Ss. Quatro Coroados, Mártires

Profunda confiança na proteção de Deus nos inspiram os Cânticos do Introito e da Communio. Sem essa confiança não poderíamos subsistir e muito menos, vencer. Ardentemente desejamos no domingo passado a pátria celeste, mas não nos será fácil alcançá-la. O Evangelho fala-nos da responsabilidade das contas que temos a dar no último juízo. A Epístola mostra-nos a luta: tentações do inimigo, dias maus. Devemos estar armados para o combate. Anima-nos um exemplo: o paciente jó, que, apesar de sua vida levada no temor de Deus, foi gravemente tentado, mas obteve por sua perseverança a felicidade temporal e a eterna (Ofertório). A fé e a confiança em Deus hão de fazer-nos triunfar nas lutas desta vida.


Páginas 699 a 703 e 1368 a 1369 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 07/11/2019

MISSA DA FÉRIA

4ª Classe- Missa do domingo

Profunda confiança na proteção de Deus nos inspiram os Cânticos do Introito e da Communio. Sem essa confiança não poderíamos subsistir e muito menos, vencer. Ardentemente desejamos no domingo passado a pátria celeste, mas não nos será fácil alcançá-la. O Evangelho fala-nos da responsabilidade das contas que temos a dar no último juízo. A Epístola mostra-nos a luta: tentações do inimigo, dias maus. Devemos estar armados para o combate. Anima-nos um exemplo: o paciente jó, que, apesar de sua vida levada no temor de Deus, foi gravemente tentado, mas obteve por sua perseverança a felicidade temporal e a eterna (Ofertório). A fé e a confiança em Deus hão de fazer-nos triunfar nas lutas desta vida.


Páginas 699 a 703 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 06/11/2019

MISSA DA FÉRIA

4ª Classe- Missa do domingo

Profunda confiança na proteção de Deus nos inspiram os Cânticos do Introito e da Communio. Sem essa confiança não poderíamos subsistir e muito menos, vencer. Ardentemente desejamos no domingo passado a pátria celeste, mas não nos será fácil alcançá-la. O Evangelho fala-nos da responsabilidade das contas que temos a dar no último juízo. A Epístola mostra-nos a luta: tentações do inimigo, dias maus. Devemos estar armados para o combate. Anima-nos um exemplo: o paciente jó, que, apesar de sua vida levada no temor de Deus, foi gravemente tentado, mas obteve por sua perseverança a felicidade temporal e a eterna (Ofertório). A fé e a confiança em Deus hão de fazer-nos triunfar nas lutas desta vida.


Páginas 699 a 703 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 05/11/2019

FESTAS DAS SANTAS RELÍQUIAS

Festa de 3ª Classe-  PRÓPRIO DO BRASILMissa própria

Depois de ter celebrado o dia de todos os Santos, a festa das santas almas que entraram no céu, a Igreja honra hoje as santas relíquias de seus corpos, ficados na terra, até o momento da ressurreição gloriosa da qual são penhor para nós (Or.). Desde os primeiros tempos da Igreja, celebravam-se os Santos Mistérios nos túmulos dos Mártires nas Catacumbas, como prova de que esses Santos tinham misturado o seu sangue ao da Vitima do Calvário. (Ant. das Vesp.). Mais tarde, em Roma, construiu-se templos grandiosos, vastos relicários, abrigando a sepultura dos mártires celebres. Os restos dos que tinham assim confessado sua fé eram colocados sob o Altar mór ou Confissão das basílicas que lhes eram consagradas. Daí o uso da trasladação das relíquias dos Mártires que é uma das partes essenciais da cerimônia da Dedicação de uma igreja, como também o uso de colocar as relíquias dos santos Mártires em uma pequena cavidade da pedra do altar, chamada tumulo. É por este motivo que a Missa das santas Relíquias, datando do século XIX, é composta, assim como o oficio desse dia, em grande parte, de trechos tirados do Comum dos Mártires, e o Sacerdote se reveste de paramentos vermelhos. Assim como uma virtude sobrenatural saia de Jesus e curava os que dele se aproximavam (Evangelho), os Santos que gozam de Deus no céu (Grad., Com.) podem por suas relíquias (ossos (Intr.), cinzas, vestes ou outros objetos de seu uso) que ficaram na terra, operar maravilhas, diz a Oração, expulsar os demônios, curar os enfermos, dar vista aos cegos, purificar os leprosos, expelir as tentações e dar-nos todos os dons excelentes que descem do Pai das luzes  (Lições do 2º Noturno doa matinas).


Páginas [42] a [43] do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963 – na parte final)


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 04/11/2019

S. CARLOS BORROMEU, Bispo e Confessor

Festa de 3ª Classe- Missa “Statuit” (2) com Coleta própria, e comemoração dos SS. Vital e Agrícola, Mártires

Cardeal com a idade de 23 anos, com grande zelo cuidou de reformar a disciplina religiosa de acordo com as normas do Concílio de Trento. Construiu seminários, fez editar o catecismo e procurou por todos os meios incentivar a vida religiosa. Bispo de Milão, sacrificou-se heroicamente por seu rebanho. Morreu com 47 anos de idade.


Páginas 1367, 1368 e 849 a 852 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 18 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- XXI Domingo depois de Pentecostes

Domingo de 2ª Classe- Missa Própria

Profunda confiança na proteção de Deus nos inspiram os Cânticos do Introito e da Communio. Sem essa confiança não poderíamos subsistir e muito menos, vencer. Ardentemente desejamos no domingo passado a pátria celeste, mas não nos será fácil alcançá-la. O Evangelho fala-nos da responsabilidade das contas que temos a dar no último juízo. A Epístola mostra-nos a luta: tentações do inimigo, dias maus. Devemos estar armados para o combate. Anima-nos um exemplo: o paciente jó, que, apesar de sua vida levada no temor de Deus, foi gravemente tentado, mas obteve por sua perseverança a felicidade temporal e a eterna (Ofertório). A fé e a confiança em Deus hão de fazer-nos triunfar nas lutas desta vida.


Páginas 699 a 703 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa Rezada às 09:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes e Missa Cantada às 15:30 horas na Catedral Diocesana.


Liturgia Diária- Dia de Finados

1ª Classe- Missa própria

Muitas vezes, em suas Orações, lembra-se a Santa Igreja dos irmãos que já passaram desta vida para a eternidade, daqueles que ainda sofrem e se purificam de suas faltas, imperfeições e penas dos pecados. Por maior que seja a solenidade nunca se esquece deles nos Ofícios divinos e no Santo Sacrifício da Missa.

No dia dedicado especialmente à memoria dos finados, todos os Sacerdotes celebram três Missas.

[…] Predominam nestas Missas pelos mortos, dois pensamentos principais: 1. a fé na ressurreição da carne (Introito, Epístola, Gradual, Evangelho e Prefácio); 2. o zelo pelas almas, pela libertação de suas penas (Oração, Trato, Sequência e Ofertório).

O melhor meio de se ajudar a uma alma é mandar celebrar a Santa Missa ou assisti-la em sua intenção.

Jesus, o Sumo Sacerdote, se oferece pela alma de uma maneira mística, para que sejam apagadas as suas culpas, mitigadas as suas dores e para que ela alcance a luz perpétua, a visão beatífica de Deus.


Páginas 1366, 1484 a 1487 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 09:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 01/11/2019

FESTA DE TODOS OS SANTOS

1ª Classe- DIA DE PRECEITO (NÃO SE FAZ ABSTINÊNCIA) – Missa própria

A Missa e a festa de hoje animam-nos a seguir os exemplos de todos os Santos, e ao mesmo tempo, imploram a sua intercessão para que também cheguemos a realizar este ideal.

Alegremo-nos nesta solenidade, porque os Santos são irmãos nossos que já atingiram o seu fim. Alegremo-nos, porque, sendo membros da mesma família, podemos esperar cantar com eles e os santos Anjos o louvor do Filho de Deus (Introito). Este mesmo Filho de Deus nos traça no Evangelho as normas da vida e no Gradual nos convida a que O sigamos. Alegremo-nos, sim, porque a nossa recompensa será grande no céu (Evangelho).


Páginas 1361 a 1365 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 30/11/2018

SANTO ANDRÉ, Apóstolo

Festa de 2ª Classe- Missa Própria

S. André, irmão de S. Pedro, foi chamado juntamente com este por Nosso Senhor (Evangelho). Pregou o Evangelho na Ásia Menor e nos Balcans onde foi martirizado. Seu corpo está em Amalfi e sua cabeça em Roma. Sigamos o seu exemplo na prontidão com que seguiu o chamamento do Senhor e no amor que teve à Cruz.


Páginas 903 a 906 do Missal Quotidiano (D. G. Lefebvre, 1963). 


Missa às 18:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes. 


Liturgia Diária- 29/11/2018

SÃO SATURNINO, Mártir

Comemoração- Missa “Laetabitur”, com orações próprias e comemoração da Féria

São Saturnino é um mártir romano da perseguição de Diocleciano, cerca de 303, originário de Cartago.


Liturgia Diária- 28/11/2018

Féria de 4ª Classe- Missa do Último domingo depois de Pentecostes

O Evangelho do domingo, último sempre do Ano eclesiástico, contém o dogma do juízo final. A Epístola nos ensina como devemos dignamente viver. É o último Sacrifício que neste ano oferecemos ao Criador. E, ao mesmo tempo, o último sermão que a Igreja nos dirige. O quadro gigantesco do juízo universal desperta os sonolentos (Oração) e suscita nos bons maior fervor no serviço de Deus (Epístola). Mas os Cânticos que repetimos desde o XIII domingo, neste ainda mais estão em seu lugar apropriado. Confortam-nos e animam-nos. Fortalecem a nossa esperança. Deus é um Deus de paz, Ele nos fez dignos de participar da herança de seus Santos na luz da glória celeste.


Liturgia Diária- 27/11/2018

Féria de 4ª Classe- Missa do Último domingo depois de Pentecostes

O Evangelho do domingo, último sempre do Ano eclesiástico, contém o dogma do juízo final. A Epístola nos ensina como devemos dignamente viver. É o último Sacrifício que neste ano oferecemos ao Criador. E, ao mesmo tempo, o último sermão que a Igreja nos dirige. O quadro gigantesco do juízo universal desperta os sonolentos (Oração) e suscita nos bons maior fervor no serviço de Deus (Epístola). Mas os Cânticos que repetimos desde o XIII domingo, neste ainda mais estão em seu lugar apropriado. Confortam-nos e animam-nos. Fortalecem a nossa esperança. Deus é um Deus de paz, Ele nos fez dignos de participar da herança de seus Santos na luz da glória celeste.


Liturgia Diária- Último Domingo depois de Pentecostes

Domingo de 2ª Classe- Missa Própria

O Evangelho deste domingo, último sempre do Ano eclesiástico, contém o dogma do juízo final. A Epístola nos ensina como devemos dignamente viver. É o último Sacrifício que neste ano oferecemos ao Criador. E, ao mesmo tempo, o último sermão que a Igreja nos dirige. O quadro gigantesco do juízo universal desperta os sonolentos (Oração) e suscita nos bons maior fervor no serviço de Deus (Epístola). Mas os Cânticos que repetimos desde o XIII domingo, neste ainda mais estão em seu lugar apropriado. Confortam-nos e animam-nos. Fortalecem a nossa esperança. Deus é um Deus de paz, Ele nos fez dignos de participar da herança de seus Santos na luz da glória celeste.


SANTA CATARINA, Virgem e Mártir

Comemoração – Missa “Loquebar” com orações próprias

Dotada de inteligência brilhante e vasto saber, viveu esta Santa em Alexandria. Diante do juiz, confundiu os maiores sábios e converteu alguns deles à fé de Jesus Cristo. Condenada ao suplício da roda, como esta se quebrasse, foi decapitada. É tradição que seu corpo foi enterrado por Anjos no monte Sinai [Oração].


Páginas 725 a 729; 1389 e 874 a 875 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963). 


Missa Rezada às 09:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes e Missa Cantada às 15:30 horas na Catedral Diocesana.


Liturgia Diária- 24/11/2018

SÃO JOÃO DA CRUZ, Confessor e Doutor

Festa de 3ª Classe- Missa “In medio”, com Coleta própria

Com S. Teresa, reformou o Carmelo, e com ela sofreu muitas perseguições e cruzes físicas e espirituais, mas sempre e ainda mais se uniu a Deus. Seus escritos dão testemunho de sua santidade e seu amor à Cruz do Cristo. Depois de dolorosa enfermidade, entregou sua alma purificada ao Senhor.


SÃO CRISÓGONO, Mártir

Comemoração – Missa “In virtute”, com orações próprias

O culto de S. Crisógono, mártir de Aquileia no princípio do século IV, teve grande voga em Roma e Ravena. Seu nome vem no cânon da Missa. 


Missa de Réquiem às 18:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 23/11/2018

SÃO CLEMENTE I, Papa e Mártir

Festa de 3ª Classe- Missa “Si diligis me” com Introito e Epístola próprios

Convertido por S. Paulo, foi o terceiro sucessor de S. Pedro, de 92 a 101. Exilado para a Crimeia, foi ali afogado no mar. É autor de uma carta que pertence aos mais preciosos documentos da literatura cristã dos primeiros tempos. Por isso é enumerado entre os Padres Apostólicos.


SANTA FELICIDADE, Mártir

Comemoração – Missa “Me exspectaverunt”, com orações próprias

Santa Felicidade é uma santa romana martirizada em data desconhecida; foi enterrada no cemitério de Máximo. Seu nome já aparece no calendário das festas romanas do século V. 


Páginas 1386, 1387 e 821 a 816, e 710 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963).


Missa às 18:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes, com comemoração também de S. Cecília (celebrada ontem). 


Liturgia Diária- 22/11/2018

SANTA CECÍLIA, Virgem e Mártir

Festa de 3ª Classe- Missa Própria

Com Santa Inêz e Santa Luzia, Cecília é uma das mais veneradas Santas desde os primeiros séculos da era cristã. Nobre cristã, converteu Valeriano e Tibério ao Cristianismo. Com os dois, foi ela decapitada. Como o golpe não tivesse sido mortal, ainda viveu alguns dias, deitada em sua casa. Na mesma posição foi enterrada e seu corpo, foi assim encontrado, intacto, em 1599.