Liturgia Diária- 22/11/2021

S. CECÍLIA, Virgem e Mártir

Festa de 3ª Classe – Missa própria

Com Santa Inês e Santa Luzia, Cecília é uma das mais veneradas Santas desde os primeiros séculos da era cristã. Nobre cristã, converteu Valeriano e Tibério ao Cristianismo. Com os dois, foi ela decapitada. Como o golpe não tivesse sido mortal, ainda viveu alguns dias, deitada em sua casa. Na mesma posição foi enterrada e seu corpo, foi assim encontrado, intacto, em 1599.


Páginas 1384 a 1386 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Liturgia Diária- 22/11/2019

S. CECÍLIA, Virgem e Mártir

Festa de 3ª Classe – Missa própria

DIA DE ABSTINÊNCIA

Com Santa Inês e Santa Luzia, Cecília é uma das mais veneradas Santas desde os primeiros séculos da era cristã. Nobre cristã, converteu Valeriano e Tibério ao Cristianismo. Com os dois, foi ela decapitada. Como o golpe não tivesse sido mortal, ainda viveu alguns dias, deitada em sua casa. Na mesma posição foi enterrada e seu corpo, foi assim encontrado, intacto, em 1599.


Páginas 1384 a 1386 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 22/11/2018

SANTA CECÍLIA, Virgem e Mártir

Festa de 3ª Classe- Missa Própria

Com Santa Inêz e Santa Luzia, Cecília é uma das mais veneradas Santas desde os primeiros séculos da era cristã. Nobre cristã, converteu Valeriano e Tibério ao Cristianismo. Com os dois, foi ela decapitada. Como o golpe não tivesse sido mortal, ainda viveu alguns dias, deitada em sua casa. Na mesma posição foi enterrada e seu corpo, foi assim encontrado, intacto, em 1599.


Liturgia Diária- 22/11/2017

SANTA CECÍLIA, Virgem e Mártir

Festa de 3ª Classe- Missa Própria

Santa Cecília é uma das mais celebradas e veneradas mártires da Igreja romana. Seu corpo, descoberto em 822, foi transferido para a basílica titular de Santa Cecília no Transtevere. É difícil dizer em que tempo viveu. A lenda que conta o martírio da Santa, do seu marido Valeriano e do cunhado Tibúrcio, refere os acontecimentos ao pontificado de Urbano I (222-230). Nessa narrativa, porém, nada é seguro: nem as personagens que cita além de Cecília, nem a época do martírio.


Páginas 1384 a 1386 do Missal Quotidiano.


Missa às 18:30 horas na Capela São Judas Tadeu.


LEITURAS

Epístola (Eclo 51, 13-17)


O livro do Eclesiástico termina, com toda a serenidade, por um cântico de ação de graças a Deus, protetor de seus filhos, tira-os do mal e defende-os dos assaltos por vezes terríveis, que têm de sofrer nesta terra de provações.


Leitura do livro da Sabedoria.

Senhor, meu Deus, exaltastes a minha habitação sobre a terra, e eu vos roguei quando a morte se aproximou de mim; invoquei o Senhor, pai do meu Senhor, para que me não abandonasse no dia de minha aflição, sem socorro, durante o reinado dos soberbos. Louvarei sem cessar o vosso nome; glorificá-lo-ei em meus louvores, porque foi ouvida a minha prece, porque me livrastes da perdição, e salvastes-me do perigo num tempo de iniquidade. Eis por que eu vos glorificarei e cantarei vossos louvores e bendirei o nome do Senhor.

Evangelho (Mt 25, 1-13)


A parábola das virgens convida todo o cristão, sem exceção, a uma expectativa vigilante. Porém, mais que os outros, a virgem consagrada a Cristo vela na oração e faz desta expectativa o essencial da sua vida. Não se trata duma vigília passiva: o azeite de que as virgens se devem munir à vinda do Esposo simboliza o fervor duma vida toda cheia de caridade.


Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos esta parábola: o Reino dos céus será semelhante a dez virgens, que saíram com suas lâmpadas ao encontro do esposo. Cinco dentre elas eram tolas e cinco, prudentes. Tomando suas lâmpadas, as tolas não levaram óleo consigo. As prudentes, todavia, levaram de reserva vasos de óleo junto com as lâmpadas. Tardando o esposo, cochilaram todas e adormeceram. No meio da noite, porém, ouviu-se um clamor: Eis o esposo, ide-lhe ao encontro. E as virgens levantaram-se todas e prepararam suas lâmpadas. As tolas disseram às prudentes: Dai-nos de vosso óleo, porque nossas lâmpadas se estão apagando. As prudentes responderam: Não temos o suficiente para nós e para vós; é preferível irdes aos vendedores, a fim de o comprardes para vós. Ora, enquanto foram comprar, veio o esposo. As que estavam preparadas entraram com ele para a sala das bodas e foi fechada a porta. Mais tarde, chegaram também as outras e diziam: Senhor, senhor, abre-nos! Mas ele respondeu: Em verdade vos digo: não vos conheço! Vigiai, pois, porque não sabeis nem o dia nem a hora.

Santo do dia – 22/11 – Santa Cecília

Nascimento: indeterminado
Falecimento: 176-180 11-22CeciliaVirgem_03

⇒ Virgem e Mártir.
⇒ É a primeira santa encontrada com corpo incorrupto.
⇒ É uma das santas mais veneradas da Idade Média.
⇒ Conta a tradição que casou-se contra a vontade com Valeriano, mas o convenceu a respeitar sua virgindade e que mais tarde ele se converteu ao cristianismo.
⇒ Valeriano e o irmão de Cecília, Tiburcio foram presos e seu corpos martirizados.
⇒ Quando estava enterrando os dois, Cecília foi presa, julgada e condenada a morte por asfixia. Como ela sobreviveu a esse suplício, mandou que lhe decapitassem a cabeça.
⇒ É a padroeira do músicos pelo fato de enquanto aguardava a hora do martírio cantava músicas de louvor ao Senhor. “Senhor, guardai sem mancha meu corpo e minha alma, para que não seja confundida”.

Fonte: paulinas.org.br e santo.cancaonova.com