Liturgia Diária- 04/02/2019

SÃO JOÃO DE BRITO, Mártir

Festa de 3ª Classe- Missa “Laetabitur” com orações próprias – Próprio do Brasil

Nasceu em Lisboa (1647) e entrou na Companhia de Jesus. Foi Superior da Missão nas Índias portuguesas, preso e martirizado em 1693. Foi canonizado em 1947.

NOTA: Em 1962, a Congregação para os Ritos realizou alteração no Calendário do Próprio do Brasil, transferindo esta festa de 13 para 4 de fevereiro. Isso não consta nos Missais, provavelmente por sua não atualização posterior.  


SANTO ANDRÉ CORSINI, Bispo e Confessor

Comemoração – Missa como em São João de Brito, com 2ª Coleta própria e demais orações da Missa “Statuit” (2)

Depois de uma vida bastante mundana entrou na Ordem dos Carmelitas, onde fez penitência austera até a morte. Nos últimos anos de sua vida foi Bispo de Fiésole (Itália).


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 63, 11 | ib., 2)


Lætábitur justus in Dómino, et sperábit in eo: et laudabúntur omnes recti corde. Ps. Exáudi, Deus, oratiónem meam, cum déprecor: a timóre inimíci éripe ánimam meam. ℣. Gloria Patri. O Justo alegra-se no Senhor e Nele espera; e todos os de coração reto lhe cantam louvores. Sl. Ouvi, ó Deus, a minha oração, assim Vos imploro; livrai a minha alma do temor do inimigo. ℣. Glória ao Pai.

Coleta


Deus, qui ad fidem cathólicam apud Indos propagándam beátum Joánnem Mártyrem tuum invicta constántia roborásti: ipsíus méritis et intercessióne concéde; ut, qui triúmphi ejus ttiemóriam recólimus, étiam ftdei exémpla imitémur. Per D. N. Ó Deus, que para propagação da fé católica entre os Índios fortalecestes a S. João, vosso Mártir, com uma constância invencível, fazei, por seus merecimentos e intercessão, que celebrando a memória de seu triunfo, imitemos também os exemplos de sua fé. Por N. S.

2ª Coleta (de S. André)


Deus, qui in Ecclésia tua nova semper instáuras exémpla virtútum: da pópulo tuo beáti Andréæ Confessóris tui atque Pontíficis ita sequi vestígia; ut assequátur et prǽmia. Per D.N. Ó Deus, que em vossa Igreja suscitais constantemente novos exemplos de virtude, concedei a vosso povo, siga de tal modo os vestígios de S. André, vosso Confessor e Pontífice, que possa também alcançar as mesmas recompensas. Por N. S.

Epístola (II Tim. 2, 8-10; 3, 10-12)

 


Léctio Epístolae beáti Pauli Apóstoli ad Tímótheum.

Caríssime: Memor esto, Dóminum Jesum Christum resurrexísse a mórtuis ex sémine David, secúndum Evangélium meum, in quo labóro usque ad víncula, quasi male óperans: sed verbum Dei non est alligátum. Ideo ómnia sustíneo propter eléctos, ut et ipsi salútem consequántur, quæ est in Christo Jesu, cum glória cœlésti. Tu autem assecútus es meam doctrínam, institutiónem, propósitum, fidem, longanimitátem, dilectiónem, patiéntiam, persecutiónes, passiónes: quália mihi facta sunt Antiochíæ, Icónii et Lystris: quales perseditiónes sustínui, et ex ómnibus erípuit me Dóminus. Et omnes, qui pie volunt vívere in Christo Jesu, persecutiónem patiéntur.

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo a Timóteo. 

Caríssimo: Lembra-te que o Senhor Jesus Cristo, da estirpe de Davi, ressuscitou dos mortos, segundo o meu Evangelho pelo qual sofro ao ponto de ser algemado, como se fora um malfeitor; mas a palavra de Deus não está presa. Eis porque, tudo suporto pelos escolhidos, para que também eles consigam a salvação que está no Cristo Jesus, com a glória celeste. Tu, porém, tens seguido a minha doutrina, o meu modo de viver, as minhas resoluções, a fé, a longanimidade, a caridade, a paciência: as perseguições, os vexames que me fizeram em Antioquia, Icônio e Listria. Grandes foram as perseguições que sofri, mas de todas me livrou o Senhor. E assim todos os que querem viver piamente no Cristo Jesus padecerão perseguições.

Gradual (Sl 36, 24 e 26 | Jo 8, 12)


Justus cum cecíderit, non collidétur: quia Dóminus suppónit manum suam. ℣. Tota die miserétur, et cómmodat: et semen ejus in benedictióne erit.

Allelúia, allelúia. ℣. Qui séquitur me, non ámbulat in ténebris: sed habébit lumen vitæ ætérnæ. Allelúia.

Ainda que o Justo venha a cair, não se há de magoar: o Senhor o amparará com a sua mão. ℣. Passa o dia exercendo a misericórdia e dando emprestado: e por isso a sua descendência será abençoada.

Aleluia, aleluia. ℣. Quem me segue não anda em trevas, mas terá a luz da vida eterna. Aleluia.

Evangelho (Mt 10, 26-32)


Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthaeum. 

In illo témpore: Dixit Jesus discípulis suis: Nihil est opértum, quod non revelábitur; et occúltum, quod non sciétur. Quod dico vobis in ténebris, dícite in lúmine: et quod in aure audítis, prædicáte super tecta. Et nolíte timére eos, qui occídunt corpus, ánimam autem non possunt occídere; sed pótius timéte eum, qui potest et ánimam et corpus pérdere in gehénnam. Nonne duo pásseres asse véneunt: et unus ex illis non cadet super terram sine Patre vestro? Vestri autem capílli cápitis omnes numerári sunt. Nolíte ergo timére: multis passéribus melióres estis vos. Omnis ergo, qui confitébitur me coram homínibus, confitébor et ego eum coram Patre meo, qui in cœlis est.

Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Não há nada escondido que se não venha a revelar, nem oculto, que se não venha a saber. O que eu vos digo nas trevas, dizei-o vós à luz do dia; e o que vos é dito ao ouvido, pregai-o de cima dos tetos. Não tenhais medo dos que matam o corpo, mas não podem matar a alma: temei, antes, Aquele que pode lançar no inferno a alma e o corpo. Porventura não se vendem dois pardais por um vintém? E nem um deles cai em terra sem a vontade de vosso Pai. Quanto a vós, até os cabelos de vossa cabeça estão contados. Não tenhais medo, pois valeis mas que muitos pássaros. Todo aquele, pois, que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante de meu Pai que está no céu.

Ofertório (Sl 20, 4-5)


Posuísti, Dómine, in cápite ejus corónam de lápide pretióso: vitam pétiit a te, et tribuísti ei, allelúia. Senhor, pusestes sobre a sua cabeça uma coroa de pedras preciosas. Pediu-Vos a vida e Vós lha concedestes. Aleluia.

Secreta


Súscipe, Dómine, múnera, dignánter obláta; et beáti Mártyris tui Joánnis suffragántibus méritis concéde: ut passióni et morti unigéniti Fílii tui configuráti, ressurrectiónis quoque et glóriae consórtes éffici mereámur. Qui tecum vivit et regnat.  Recebei, Senhor, os dons que humildemente Vos oferecemos, e atendendo aos méritos de vosso Mártir S. João, concedei que, conformados com a Paixão e Morte de vosso Filho Unigênito, mereçamos também participar de sua ressurreição e glória, Ele que Deus, convosco vive e reina.

2ª Secreta (de S. André)


Sancti tui, quǽsumus, Dómine, nos ubíque lætíficant: ut, dum eórum mérita recólimus, patrocínia sentiámus. Per D.N. Nós Vos suplicamos, Senhor, que os vossos Santos nos alegrem em todo o lugar a fim de que, recordando os seus méritos, sintamos sua proteção. Por N. S.

Prefácio (Comum)


Vere dignum et justum est, aequum et salutare, nos Tibi simper, et ubique gratias agere: Domine sancte, Pater omnipotens, aeterne Deus: per Christum Dominum nostrum. Per quem majestatem Tuam laudant Angeli, adorant Dominationes, tremunt Potestates, Coeli, Coelorumque Virtutes, ac beata Seraphim socia exultatione concelebrant. Cum quibus et nostras voces, ut admitti, jubeas, supplici confessione dicentes:

Sanctus, Sanctus, Sanctus…

Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar, que, sempre e em todo o lugar, Vos demos graças, ó Senhor santo, Paí onipotente, eterno Deus, por Jesus Cristo, Nosso Senhor. É por Ele que os Anjos louvam a vossa Majestade, as Dominações a adoram, tremem as Potestades. Os Céus, as virtudes dos Céus, e os bem-aventurados Serafins a celebram com recíproca alegria. Às suas vozes, nós Vos rogamos, mandeis que se unam as nossas, quando em humilde confissão Vos dizemos:

Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Jo 12, 26)


Qui mihi mínistrat, me sequátur: et ubi sum ego, illic et miníster meus erit. Se alguém me quer servir, siga-me; e onde eu estiver, estará também aí o meu servo.

Pós-comunhão


Redemptiónis humánse pignore sacro per haec mystéria refécti te, Dómine, súpplices exorámus: ut, qui peccatórum nostrórum pondere prémimur, beáto Joánne Mártyre tuo intercedénte, véniam consequámur et pacem. Per D. N. Alimentados nestes sagrados Mistérios com o sacrossanto penhor da Redenção humana, humildemente Vos suplicamos, Senhor, que, oprimidos sob o peso de nossos pecados, pela intercessão de vosso Mártir S. João, alcancemos perdão e paz. Por N. S.

2ª Pós-comunhão (de S. André)


Præsta, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, de percéptis munéribus grátias exhibéntes, intercedénte beáto Andréae Confessóre tuo atque Pontífice, benefícia potióra sumámus. Per D.N. Fazei, nós Vos rogamos, ó Deus onipotente, que rendendo graças pelos dons recebidos, por intercessão de S. André, vosso Confessor e Pontífice, alcancemos benefícios ainda maiores. Por N. S.

Traduções e comentários extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1947). 

um comentário

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: