Liturgia Diária- Domingo depois da Ascensão

Domingo de 2ª Classe- Missa Própria

A Missa deste domingo é uma transição entre a Ascensão e a Solenidade de Pentecostes. Para melhor compreensão de seu formulário, procuremos compenetrar-nos dos sentimentos da pequena Comunidade dos primeiros tempos do Cristianismo. Cheia de saudade, ela dirige o seu olhar para o Cristo que desapareceu. Ansiosa e com ardentes preces, espera a vinda do Consolador prometido. Ouve atentamente as palavras de S. Pedro, seu chefe (Epístola) . Confiantes, todos se preparam para dar testemunho da verdade, quando tiverem recebido o Espírito da verdade, que procede do Pai, e que lhes foi prometido pelo próprio Cristo (Evangelho). Estes mesmos sentimentos serão também para nós uma ótima preparação para a próxima solenidade de Pentecostes.


Páginas 535 a 538 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Liturgia Diária- 07/06/2019

MISSA DA FÉRIA

Féria de 4ª Classe- Missa do domingo

A Missa do domingo é uma transição entre a Ascensão e a Solenidade de Pentecostes. Para melhor compreensão de seu formulário, procuremos compenetrar-nos dos sentimentos da pequena Comunidade dos primeiros tempos do Cristianismo. Cheia de saudade, ela dirige o seu olhar para o Cristo que desapareceu. Ansiosa e com ardentes preces, espera a vinda do Consolador prometido. Ouve atentamente as palavras de S. Pedro, seu chefe (Epístola) . Confiantes, todos se preparam para dar testemunho da verdade, quando tiverem recebido o Espírito da verdade, que procede do Pai, e que lhes foi prometido pelo próprio Cristo (Evangelho). Estes mesmos sentimentos serão também para nós uma ótima preparação para a próxima solenidade de Pentecostes.


Páginas 535 a 538 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 03/06/2019

MISSA DA FÉRIA

Féria de 4ª Classe- Missa do domingo

A Missa do domingo é uma transição entre a Ascensão e a Solenidade de Pentecostes. Para melhor compreensão de seu formulário, procuremos compenetrar-nos dos sentimentos da pequena Comunidade dos primeiros tempos do Cristianismo. Cheia de saudade, ela dirige o seu olhar para o Cristo que desapareceu. Ansiosa e com ardentes preces, espera a vinda do Consolador prometido. Ouve atentamente as palavras de S. Pedro, seu chefe (Epístola) . Confiantes, todos se preparam para dar testemunho da verdade, quando tiverem recebido o Espírito da verdade, que procede do Pai, e que lhes foi prometido pelo próprio Cristo (Evangelho). Estes mesmos sentimentos serão também para nós uma ótima preparação para a próxima solenidade de Pentecostes.


Páginas 535 a 538 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa 18 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- Domingo depois da Ascensão

Domingo de 2ª Classe- Missa Própria

A Missa deste domingo é uma transição entre a Ascensão e a Solenidade de Pentecostes. Para melhor compreensão de seu formulário, procuremos compenetrar-nos dos sentimentos da pequena Comunidade dos primeiros tempos do Cristianismo. Cheia de saudade, ela dirige o seu olhar para o Cristo que desapareceu. Ansiosa e com ardentes preces, espera a vinda do Consolador prometido. Ouve atentamente as palavras de S. Pedro, seu chefe (Epístola) . Confiantes, todos se preparam para dar testemunho da verdade, quando tiverem recebido o Espírito da verdade, que procede do Pai, e que lhes foi prometido pelo próprio Cristo (Evangelho). Estes mesmos sentimentos serão também para nós uma ótima preparação para a próxima solenidade de Pentecostes.


Páginas 535 a 538 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa Rezada às 09:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes e Missa Cantada às 15:30 horas na Catedral Diocesana.


Liturgia Diária- 14/05/2018

SÃO BONIFÁCIO, Mártir

Comemoração- Missa do Domingo, com 2ªs orações próprias

A liturgia romana festeja hoje um mártir de Tarso, cujas relíquias foram levadas para Roma em época muito remota. O culto de São Bonifácio, vindo do Oriente, manteve-se em Roma em 14 de maio, que parece ser a data da trasladação do seu corpo. 

LEITURAS

 

Epístola (I Pe 4,7-11)


“Para que em tudo Deus seja glorificado”: transformada pela caridade, a vida do cristão presta continuamente testemunho à presença e à ação de Deus nela. 


Leitura da Epístola de São Pedro Apóstolo. 

Caríssimos: O fim de todas as coisas está próximo. Sede, portanto, prudentes e vigiai na oração. Antes de tudo, mantende entre vós uma ardente caridade, porque a caridade cobre a multidão dos pecados (Pr 10,12). Exercei a hospitalidade uns para com os outros, sem murmuração. Como bons dispensadores das diversas graças de Deus, cada um de vós ponha à disposição dos outros o dom que recebeu: a palavra, para anunciar as mensagens de Deus; um ministério, para exercê-lo com uma força divina, a fim de que em todas as coisas Deus seja glorificado por Jesus Cristo. A ele seja dada a glória e o poder por toda a eternidade! Amém.

 

Evangelho (Jo 15, 26-27; 16, 1-4)


A Igreja tem a certeza de que sempre há de encontrar no Espírito Santo a força, que lhe é necessária para dar testemunho de Cristo.


Sequência do Santo Evangelho segundo João.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Quando vier o Paráclito, que vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da Verdade, que procede do Pai, ele dará testemunho de mim. Também vós dareis testemunho, porque estais comigo desde o princípio. Disse-vos essas coisas para vos preservar de alguma queda. Expulsar-vos-ão das sinagogas, e virá a hora em que todo aquele que vos tirar a vida julgará prestar culto a Deus. Procederão deste modo porque não conheceram o Pai, nem a mim. Disse-vos, porém, essas palavras para que, quando chegar a hora, vos lembreis de que vo-lo anunciei. E não vo-las disse desde o princípio, porque estava convosco.

 

Liturgia Diária- Domingo depois da Ascensão

Domingo de 2ª Classe- Missa Própria

Há vários domingos já, os evangelhos vêm-nos lembrando a promessa de Jesus aos Apóstolos, na última ceia. Não os deixaria órfãos, mas havia de lhes enviar o Espírito Santo, que junto deles seria o representante de Jesus até o fim dos tempos. A Igreja sabe o que a presença do Espírito Santo representa para ela e para os fiéis; na expectativa do regresso glorioso do Senhor, implora incessantemente a assistência do Paráclito, seu defensor, seu consolador e amparo. 


Páginas 535 a 538 do Missal Quotidiano.


Missa Rezada às 9:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes e Missa Cantada às 15:30 horas na Catedral Santa Terezinha.


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 26, 7-9,1)


Aspiração profunda da alma para Deus. No dia seguinte à Ascensão, arde no desejo de rever o Senhor.


Ouvi, Senhor, o clamor com que Vos imploro, aleluia. O meu coração falou, Senhor, e disse: procurei o vosso rosto e procurá-lo-ei, Senhor, sem cessar. Nas afasteis de mim a vossa face, aleluia, aleluia. Sl. O Senhor é a minha luz e a minha salvação, de quem hei de ter medo? Glória ao Pai.

Coleta

Fazei, Senhor eterno e onipotente, que conservemos sempre sujeita a Vós a nossa vontade, e procuremos servir, de coração puro, a vossa majestade. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Epístola (I Pe 4,7-11)


“Para que em tudo Deus seja glorificado”: transformada pela caridade, a vida do cristão presta continuamente testemunho à presença e à ação de Deus nela. 


Leitura da Epístola de São Pedro Apóstolo. 

Caríssimos: O fim de todas as coisas está próximo. Sede, portanto, prudentes e vigiai na oração. Antes de tudo, mantende entre vós uma ardente caridade, porque a caridade cobre a multidão dos pecados (Pr 10,12). Exercei a hospitalidade uns para com os outros, sem murmuração. Como bons dispensadores das diversas graças de Deus, cada um de vós ponha à disposição dos outros o dom que recebeu: a palavra, para anunciar as mensagens de Deus; um ministério, para exercê-lo com uma força divina, a fim de que em todas as coisas Deus seja glorificado por Jesus Cristo. A ele seja dada a glória e o poder por toda a eternidade! Amém.

Aleluia (Salmo 46, 9 | João 14,18)

Aleluia, aleluia. [1] O Senhor reina sobre todos os povos; Deus está sentado no seu trono santo, aleluia. [2] Não vos deixarei órfãos. Vou e volto para vós e o vosso coração se alegrará. Aleluia. 

Evangelho (Jo 15, 26-27; 16, 1-4)


A Igreja tem a certeza de que sempre há de encontrar no Espírito Santo a força, que lhe é necessária para dar testemunho de Cristo.


Sequência do Santo Evangelho segundo João.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Quando vier o Paráclito, que vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da Verdade, que procede do Pai, ele dará testemunho de mim. Também vós dareis testemunho, porque estais comigo desde o princípio. Disse-vos essas coisas para vos preservar de alguma queda. Expulsar-vos-ão das sinagogas, e virá a hora em que todo aquele que vos tirar a vida julgará prestar culto a Deus. Procederão deste modo porque não conheceram o Pai, nem a mim. Disse-vos, porém, essas palavras para que, quando chegar a hora, vos lembreis de que vo-lo anunciei. E não vo-las disse desde o princípio, porque estava convosco.

Ofertório (Salmo 46,6)

Deus subiu entre aclamações de júbilo e o Senhor ao clangor da trombeta, aleluia. 

Secreta

Que este sacrifício imaculado, Senhor nos purifique e comunique à nossa alma o vigor da graça divina. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Comunhão (Jo 17,12,13,15)

Pai, quando Eu estava com eles, Eu guardava os que Me deste, aleluia. Agora que vou para Ti, não Te peço que os tires do mundo, mas que os guardes do mal, aleluia, aleluia.

Pós-comunhão

Saciados, Senhor, com estes sagrados mistérios, humildemente Vos pedimos a mercê de viver em contínua ação de graças. Por Nosso Senhor Jesus Cristo. 


PARTITURAS E ÁUDIOS