Liturgia Diária- 26/12/2019

SANTO ESTÊVÃO, Protomártir

Festa de 2ª Classe- Missa Própria – Estação em Santo Estêvão, no Monte Célio

Reunidos em espírito na igreja deste Santo, em Roma, vemo-nos rodeados dos inimigos de nossa salvação: o demônio, o mundo e a carne (Introito), mas confiantes no auxílio d’Aquele que é nosso Deus, n’Ele esperamos. Dirigindo o nosso olhar para o alto, vemos o Filho de Deus que nos animará, como deu coragem a Sto. Estêvão. Ele mesmo nos auxiliará e castigará os nossos inimigos (Evangelho). Generosamente, sigamos, pois, o exemplo de Sto. Estêvão e ofereçamos o nosso corpo e a nossa alma no altar. Este sacrifício nos purificará de nossos pecados (Ofertório e Secreta), e na Comunhão veremos como recompensa a Jesus na glória de seu Pai. Esta visão nos dará ainda força para perdoarmos a nossos inimigos e para rezarmos pela felicidade deles, como nos ensina o exemplo de Sto. Estêvão.


Páginas 61 a 65 do Missal Quotidiano.


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 26/12/2018

SANTO ESTÊVÃO, Protomártir

Festa de 2ª Classe- Missa Própria – Estação em Santo Estêvão, no Monte Célio

Reunidos em espírito na igreja deste Santo, em Roma, vemo-nos rodeados dos inimigos de nossa salvação: o demônio, o mundo e a carne (Introito), mas confiantes no auxílio d’Aquele que é nosso Deus, n’Ele esperamos. Dirigindo o nosso olhar para o alto, vemos o Filho de Deus que nos animará, como deu coragem a Sto. Estêvão. Ele mesmo nos auxiliará e castigará os nossos inimigos (Evangelho). Generosamente, sigamos, pois, o exemplo de Sto. Estêvão e ofereçamos o nosso corpo e a nossa alma no altar. Este sacrifício nos purificará de nossos pecados (Ofertório e Secreta), e na Comunhão veremos como recompensa a Jesus na glória de seu Pai. Esta visão nos dará ainda força para perdoarmos a nossos inimigos e para rezarmos pela felicidade deles, como nos ensina o exemplo de Sto. Estêvão.


Páginas 61 a 65 do Missal Quotidiano.


Missa às 18:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 10/08/2018

SÃO LOURENÇO, Mártir

Festa de 2ª Classe- Missa Própria

O diácono Lourenço mereceu a palma do martírio sobre a grelha em brasa, por ter exercido a caridade para com os pobres.

São Lourenço, arquidiácono do papa Xisto II, morreu mártir a 10 de agosto de 258, alguns dias depois do próprio papa e de outros membros do clero romano, todos eles vítimas da perseguidor do imperador Valeriano. Foi sepultado na via Tiburtina, no lugar chamado Agro Verano. A popularidade do Santo tornou-se imensa. Meio século mais tarde, o imperador Constantino mandava construir sobre o seu túmulo uma basílica que ficou a ser uma das cinco igrejas patriarcais de Roma [as outras quatro são São João de Latrão, São pedro, Santa Maria Maior e São Paulo. No altar-mor destas basílicas só o papa pode celebrar. Além de São Lourenço extramuros, Roma possui mais sete santuários dedicados a ele, entre os quais São Lourenço in-Panisperna, São Lourenço in-Lucina, S. Lourenço in-Damaso, onde se reúnem várias vezes as estações de Quaresma].

Baseada nas atas que relatam as circunstâncias do seu martírio, a liturgia transmitiu-nos de São Lourenço um retrato que se tornou querido da piedade do povo romano. É a figura atraente do jovem diácono, fiel a Deus e à sua Igreja nas tarefas que lhe foram confiadas. Preso pelo prefeito da cidade e obrigado a entregar os bens de cuja guarda estava encarregado, limitou-se a apresentar uma multidão de indigentes, dizendo: “Eis aqui os verdadeiros tesouros da Igreja; eles convertem as nossas esmolas em tesouros que não perecem”. Como prêmio da sua audácia submeteram-no ao suplício da grelha. São Lourenço é o terceiro patrono de Roma, depois de São Pedro e São Paulo. 


Páginas 1222 a 1225 do Missal Quotidiano.


Missa às 18:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.