O Ciclo do Natal – o Tempo do Advento

Nós nos preparamos para a vinda de Jesus Cristo.

O tempo de preparação de 3 a 4 semanas, que precede a festa de Natal é chamado Advento. Isto quer dizer que o Redentor do gênero humano está, por assim dizer; em caminho para vir até nós, enquanto nós nos preparamos para recebe-lo. A consciência dos nossos pecados nos faz desejar ardentemente· e esperar a vinda do Redentor
e Salvador do mundo.

O Ciclo do Natal – o Tempo do Advento

Nós nos preparamos para a vinda de Jesus Cristo.

O tempo de preparação de 3 a 4 semanas, que precede a festa de Natal é chamado Advento. Isto quer dizer que o Redentor do gênero humano está, por assim dizer; em caminho para vir até nós, enquanto nós nos preparamos para recebe-lo. A consciência dos nossos pecados nos faz desejar ardentemente· e esperar a vinda do Redentor
e Salvador do mundo.

Liturgia Diária- 30/12/2017

OITAVA DE NATAL

Festa de 2ª Classe– Missa “Puer Natus”


LEITURAS

Epístola (Tt 3, 4-7)

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo a Tito.

Caríssimo: Apareceu-nos a bondade de Deus, nosso Salvador, e o seu amor pelos homens; não foi pelas obras de justiça, que nós tivéssemos feito; mas foi pela sua misericórdia que Ele nos salvou, mediante o Batismo da regeneração e renovação do Espírito Santo, que Ele difundiu sobre nós abundantemente por Jesus Cristo, nosso Salvador; a fim de que, justificados pela sua graça, sejamos herdeiros da vida eterna, segundo a esperança que temos de a possuir um dia, em Jesus Cristo, Nosso Senhor.

Evangelho (Lc 2, 15-20)

Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas.

Naquele tempo: Os pastores diziam entre si: Vamos a Belém e vejamos o que lá aconteceu, e o que o Senhor nos manifestou. Partiram, pois, a toda pressa, e encontraram Maria e José, e o Menino deitado na manjedoura. Ao verem isto, reconheceram que era o que lhes tinha sido dito acerca do Menino. E todos os que os ouviram, se admiraram das coisas que lhes diziam os pastores. Maria, por seu lado, conservava todas estas coisas, meditando-as no seu coração. Então, os pastores voltaram, glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham ouvido e visto, conforme lhes tinha sido anunciado.

Liturgia Diária- 25/12/2017- Missa do Dia

FESTA DA NATIVIDADE DE NOSSO SENHOR

Festa de 1ª Classe- Missa Própria


MISSA DO DIA

Ter-se-á notado já que a liturgia do Natal insiste mais sobre as grandezas divinas do Verbo encarnado do que sobre a humilde condição do seu nascimento humano. Os textos da missa do dia acentuam ainda mais esta nota. 

O introito canta o nascimento dum menino, mas sobre os seus ombros assenta uma realeza universal e a Ele está confiada a salvação do mundo , Depois, a introdução da epístola aos Hebreus, um belíssimo capítulo dogmático sobre a grandeza incomparável do Filho de Deus. Com o prólogo de São João, como evangelho, não se podiam escolher textos mais vigorosos para mostrar a transcendência divina de Cristo e da missão que o trouxe à terra. 

Saibamos reconhecer no presépio o próprio Filho de Deus. “Tendo outrora, por muitas vezes e de vários modos, falado a nossos pais pela voz dos profetas, Deus, nestes tempos que são os últimos, falou-nos por meio de seu Filho, que constituiu herdeiro universal e por quem criou todas as coisas”. Nada melhor do que a lembrança destas grandes realidades para nos inculcar o verdadeiro significado do mistério do Natal. 

A estação, que outrora era em São Pedro, é agora em Santa Maria Maior, fulcro das recordações de Belém.


Páginas 52 a 56 do Missal Quotidiano.


Missa às 18:30 horas  na Capela São Judas Tadeu.


LEITURAS

Epístola (Heb 1, 1-12)


Superior aos anjos, anterior ao mundo por Ele criado, Cristo, Filho de Deus, tendo-nos purificado dos nossos pecados, e dado livre acesso a Deus, subsiste agora eternamente na glória do Pai.


Epístola de São Paulo Apóstolo aos Hebreus.

Deus, tendo falado outrora, muitas vezes e de muitos modos, a nossos pais, pelos profetas; ultimamente, nos nossos dias, falou-nos por meio de seu Filho, a Quem constituiu herdeiro de todas as coisas, por Quem criou também os séculos; o qual, sendo, como é, resplendor da sua glória e imagem da sua substância; e sustentando tudo com a sua palavra poderosa, depois de ter feito a purificação dos pecados, foi-se sentar à· direita da majestade de Deus, no mais alto dos Céus, feito tanto mais superior aos Anjos, quanto herdou um nome superior ao deles. Com efeito, a qual dos Anjos disse Ele alguma vez: ‘Tu és meu Filho: Hoje mesmo Te gerei’?! E noutra passagem: ‘Eu serei para Ele um Pai, e Ele será para Mim um Filho’?! E novamente, quando introduzir o seu primogênito no Mundo, dirá: Que todos os Anjos de Deus O adorem. Falando dos Anjos, diz: Ele fez seus Anjos os ventos, e seus ministros a chama de fogo. Porém, acerca do Filho, diz: “O teu trono, Ó Deus, subsistirá pelos séculos dos séculos; é um cetro de equidade o cetro do teu reino. Amaste a justiça, e aborreceste a iniquidade: por isso, ó Deus, o teu Deus ungiu-Te com o óleo da alegria, de preferência aos teus pares.” E ainda: “Tu; Senhor, no princípio, fundaste a Terra, e os. Céus são obra das tuas mãos. Eles perecerão, mas Tu permanecerás; todos envelhecerão como. um vestido: Tu os enrolarás como a uma capa, e, [tal qual um vestido], serão mudados. Tu, porém, és sempre o mesmo, e os teus anos nunca terão termo”.

Evangelho (Jo 1, 1-14)


São João pôs à cabeça do seu evangelho este maravilhoso prólogo, que a Igreja recorda a cada passo, preceituando-nos a sua leitura todos os dias, no fim da missa. O dia de Natal dá-nos e ensejo de melhor lhe saborear toda a riqueza doutrinal. O Verbo de Deus que subsiste desde toda a eternidade fez-se revelador do Pai e a luz dos homens. Todos aqueles que O recebem e se deixam por Ele iluminar, arranca-os às trevas do pecado e os faz renascer, pela graça, à vida nova dos filhos de Deus. 


Início do Santo Evangelho segundo João.

No princípio era o Verbo, e o Verbo estava em Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio em Deus. Tudo foi feito por Ele, e nada de quanto se fez foi feito sem Ele. N’Ele estava a vida, e a vida era a luz dos homens; esta luz brilhou nas trevas, e as trevas não a sufocaram. Surgiu um homem enviado por Deus, chamado João, o qual veio como testemunho, para dar testemunho da luz, a fim de que todos acreditassem por intermédio dele. Não era ele a luz, mas devia dar testemunho da luz. Ele [o Verbo] era a luz verdadeira, que a todo homem ilumina, vindo ao Mundo. Estava no Mundo, e o Mundo foi feito por Ele, mas o Mundo não O reconheceu. Veio para o que era seu, e os seus não O acolheram. A todos, porém, quantos O receberam, deu Ele o poder de se tornarem filhos de Deus: isto é, àqueles que creem no seu nome; que nasceram, não do sangue, nem do desejo da carne, nem da vontade do homem, mas só de Deus. (Aqui se ajoelha) E O VERBO SE FEZ CARNE, e habitou entre nós; e nós vimos a sua glória, glória como de Filho Único do Pai, cheio de graça e de verdade.

 

Liturgia Diária- 25/12/2017- Missa da Aurora

FESTA DA NATIVIDADE DE NOSSO SENHOR

Festa de 1ª Classe- Missa Própria


MISSA DA AURORA

nascimento-de-jesus-08

A Missa da Aurora canta a aparição de Cristo luz, que vem arrancar-nos às trevas do pecado, transformar, pela graça, a nossa vida e aureolá-la com os clarões da sua divindade. Tirado da profecia de Isaías, cantada durante a Vigília, o introito anuncia a grandeza divina e a missão eterna do Menino reclinado no Presépio. 

Em Roma, esta segunda missa do Natal celebrava-se em Santa Anastásia, no sopé do Palatino, única paróquia situada no centro da velha Roma, no bairro dos patrícios. Santa Anastásia foi martirizada no começo do século IV, sendo lançada às chamas em Sirmium (Mitrowitz, Jugoslávia) durante a perseguição de Diocleciano. Vem no cânon da missa.


Missa do Dia do Natal às 18:30 horas  na Capela São Judas Tadeu.


LEITURAS

Epístola (Tt 3, 4-7)


Tendo escutado a voz da misericórdia, a obra de Cristo, que veio ao mundo para transformar a nossa vida, é essencialmente obra de amor. 


Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo a Tito.

Caríssimo: Apareceu-nos a bondade de Deus, nosso Salvador, e o seu amor pelos homens; não foi pelas obras de justiça, que nós tivéssemos feito; mas foi pela sua misericórdia que Ele nos salvou, mediante o Batismo da regeneração e renovação do Espírito Santo, que Ele difundiu sobre nós abundantemente por Jesus Cristo, nosso Salvador; a fim de que, justificados pela sua graça, sejamos herdeiros da vida eterna, segundo a esperança que temos de a possuir um dia, em Jesus Cristo, Nosso Senhor.

Evangelho (Lc 2, 15-20)


Os pastores no Presépio! Quantos pintores representaram esta cena tão querida da sensibilidade cristã! Todavia, a narrativa evangélica explana ainda melhor, na sua singeleza, o mistério do Recém-Nascido. 


Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas.

Naquele tempo: Os pastores diziam entre si: Vamos a Belém e vejamos o que lá aconteceu, e o que o Senhor nos manifestou. Partiram, pois, a toda pressa, e encontraram Maria e José, e o Menino deitado na manjedoura. Ao verem isto, reconheceram que era o que lhes tinha sido dito acerca do Menino. E todos os que os ouviram, se admiraram das coisas que lhes diziam os pastores. Maria, por seu lado, conservava todas estas coisas, meditando-as no seu coração. Então, os pastores voltaram, glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham ouvido e visto, conforme lhes tinha sido anunciado.

Liturgia Diária- 25/12/2017- Missa do Galo

FESTA DA NATIVIDADE DE NOSSO SENHOR

Festa de 1ª Classe- Missa Própria


MISSA DO GALO (À MEIA-NOITE)

Nesta santa noite de Natal, a Igreja celebra o nascimento humano de Jesus, Filho de Deus, Salvador do mundo, em Belém. Gerado desde a eternidade pelo pai, o Verbo assumiu nossa natureza humana no seio da Virgem Maria, que lhe transmitiu , realmente, a sua carne. Nasceu num presépio. Ele, que vem partilhar de nossa vida humana, é Filho de Deus antes de o ser de Maria e agora fica a ser, rigorosamente, uma e outra coisa. A missa da noite sublinha este duplo aspecto de grandeza divina e humilde humanidade que constitui a própria essência do mistério natalício. O primeiro é particularmente vincado no introito, epístola, gradual e aleluia, ofertório e comunhão; o segundo, na admirável simplicidade do evangelho. 

A estação tem ligar em Santa Maria Maior, em homenagem à Virgem Mãe, e como preito de veneração pelo presépio de Belém. Com efeito, cinco pedaços de madeira carunchosa, considerados como fragmentos daquela manjedoura que serviu de berço ao Salvador, são, desde remotos tempos, objeto da devoção dos fiéis. 


Páginas 45 a 48 do Missal Quotidiano.


Missa às 20 horas na Capela São Judas Tadeu.


LEITURAS

Epístola (Tt 2, 11-15)


Transformado pela graça, o cristão deve levar vida santa, signa daquele que se fez homem para o arrancar do pecado, e que há de voltar glorioso, no fim dos tempos, para recompensar, com prêmio eterno, a sua fidelidade.


Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo a Tito.

Irmãos: Manifestou-se, com efeito, a graça de Deus, fonte de salvação para todos os homens. Veio para nos ensinar a renunciar à impiedade e às paixões mundanas e a viver neste mundo com toda sobriedade, justiça e piedade, na expectativa da nossa esperança feliz, a aparição gloriosa de nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo, que se entregou por nós, a fim de nos resgatar de toda a iniquidade, nos purificar e nos constituir seu povo de predileção, zeloso na prática do bem. Eis o que deves ensinar, pregar e defender com toda a autoridade. E que ninguém te menospreze!

Evangelho (Lc 2, 1-14)


Eis que o Céu se une à Terra, Deus ao homem. A sóbria e comovedora descrição do nascimento em Belém é nimbada das claridades celestes e exaltada pelos coros angélicos. 


Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas. 

Naquele tempo apareceu um decreto de César Augusto, ordenando o recenseamento de toda a terra. Este recenseamento foi feito antes do governo de Quirino, na Síria. Todos iam alistar-se, cada um na sua cidade. Também José subiu da Galileia, da cidade de Nazaré, à Judeia, à Cidade de Davi, chamada Belém, porque era da casa e família de Davi, para se alistar com a sua esposa Maria, que estava grávida. Estando eles ali,  completaram-se os dias dela. E deu à luz seu filho primogênito, e, envolvendo-o em faixas, reclinou-o num presépio; porque não havia lugar para eles na hospedaria. Havia nos arredores uns pastores, que vigiavam e guardavam seu rebanho nos campos durante as vigílias da noite. Um anjo do Senhor apareceu-lhes e a glória do Senhor refulgiu ao redor deles, e tiveram grande temor. O anjo disse-lhes: Não temais, eis que vos anuncio uma boa nova que será alegria para todo o povo: hoje vos nasceu na Cidade de Davi um Salvador, que é o Cristo Senhor. Isto vos servirá de sinal: achareis um recém-nascido envolto em faixas e posto numa manjedoura. E subitamente ao anjo se juntou uma multidão do exército celeste, que louvava a Deus e dizia: Glória a Deus no mais alto dos céus e na terra paz aos homens, objetos da benevolência (divina).

 

Liturgia Diária- 24/12/2017- Vigília

VIGÍLIA DO NATAL DE NOSSO SENHOR

Festa de 1ª Classe- Missa Própria


A presente Missa é celebrado no dia 24 até as primeiras Vésperas, quando já se inicia o Tempo do Natal. Não se confunda com a Missa do Galo.


A vigília do Natal está impregnada de santa alegria. O “Hodie scietis”, repetido com insistência, traduz a alegria da Igreja. O magno acontecimento, que ela se prepara para celebrar, situa-se, é certo, no passado, mas a vinda do Salvador é sempre atual pela Redenção que oferece aos homens de todos os tempos. 

“Filho de Davi… Filho de Deus… restabelecido pela Ressurreição no seu poder de Filho de Deus”: eis como São Paulo evoca sucintamente o que Cristo é para nós. O seu nascimento em Belém, levá-lo-á à Paixão, À Ressurreição e a comunicar aos homens a sua graça e a sua glória. A vinda do Redentor anuncia a sua volta como juiz e vencedor: faz-se um de nós para nos levar conSigo para o Reino. 

É somente nesta ampla perspectiva que se pode compreender a liturgia do Natal, a qual, tomada no seu conjunto, é um hino à obra da Redenção, iniciada por Cristo no dia de seu aparecimento no mundo. A missa da vigília é impressionante, sobretudo vista esta luz. Quase todos os textos repisam a mesma ideia. Repare-se na coleta: o acolhimento que fizermos a Cristo, que vem nos resgatar, condicionará o que Ele nos reserva, quando vier julgar-nos. 


Missa da Noite de Natal (Missa do Galo) às 20 horas na Capela São Judas Tadeu. Não haverá Missa nos horários de costume.


LEITURAS

Epístola (Rm 1, 1-6)

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Romanos.

Irmãos: Paulo, servo de Jesus Cristo, escolhido para ser apóstolo, reservado para anunciar o Evangelho de Deus; este Evangelho Deus prometera outrora pelos seus profetas na Sagrada Escritura, acerca de seu Filho Jesus Cristo, nosso Senhor, descendente de Davi quanto à carne, que, segundo o Espírito de santidade, foi estabelecido Filho de Deus no poder por sua ressurreição dos mortos; e do qual temos recebido a graça e o apostolado, a fim de levar, em seu nome, todas as nações pagãs à obediência da fé, entre as quais também vós sois os eleitos de Jesus Cristo.

Evangelho (Mt 1, 18-21)

Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: Eis como nasceu Jesus Cristo: Maria, sua mãe, estava desposada com José. Antes de coabitarem, aconteceu que ela concebeu por virtude do Espírito Santo. José, seu esposo, que era homem de bem, não querendo difamá-la, resolveu rejeitá-la secretamente. Enquanto assim pensava, eis que um anjo do Senhor lhe apareceu em sonhos e lhe disse: José, filho de Davi, não temas receber Maria por esposa, pois o que nela foi concebido vem do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo de seus pecados.

Liturgia Diária- 23/12/2017

SÁBADO DAS TÊMPORAS DO ADVENTO

Féria de 2ª Classe- Missa Própria

As Ordenações do sábado das Têmporas do Advento eram as únicas que Roma conheceu outrora. Era, por conseguinte, uma data importante. De resto, na missa está tudo marcado pelo cunho de uma liturgia antiga. As suas numerosas leituras, entrecortadas de cânticos e orações, lembram a forma primitiva das vigílias noturnas de Roma.

Os textos proféticos de Isaías evocam, de maneira impressionante, as grandezas do Messias e a missão divina que vem realizar. Os cantos realçam o apelo pungente da Igreja; as orações, a sua prece ardente para que, na Redenção que nos é oferecida, encontremos remédio para a nossa mísera condição. A epístola de São Paulo coloca-nos na perspectiva da segunda vinda, e o evangelho convida-nos a preparar os caminhos do Senhor, a endireitar suas veredas, dando-nos a certeza de que “todo homem verá a salvação de Deus”.


Páginas 26 a 34 do Missal Quotidiano.


Missa às 18:30 horas na Capela São Judas Tadeu.


LEITURAS

I Leitura (Is 19, 20-22)

Leitura do profeta Isaías

Eis o que diz o Senhor Deus: E eles servirão de monumento ao Senhor na terra do Egito. Quando maltratados pelos opressores, invocarão o Senhor, e ele lhes enviará um salvador, um defensor que os libertará. O Senhor se dará a conhecer ao Egito, os egípcios conhecerão o Senhor naquele tempo, e lhe oferecerão sacrifícios e oblações; farão votos ao Senhor e os cumprirão. Quando o Senhor ferir os egípcios, será para curá-los; eles se voltarão para o Senhor, que se deixará aplacar e os curará.

II Leitura (Is 35, 1-7)

Leitura do profeta Isaías

Eis o que diz o Senhor Deus: O deserto e a terra árida regozijar-se-ão. A estepe vai alegrar-se e florir. Como o lírio ela florirá, exultará de júbilo e gritará de alegria. A glória do Líbano lhe será dada, o esplendor do Carmelo e de Saron; será vista a glória do Senhor e a magnificência do nosso Deus. Fortificai as mãos desfalecidas, robustecei os joelhos vacilantes. Dizei àqueles que têm o coração perturbado: Tomai ânimo, não temais! Eis o vosso Deus! Ele vem executar a vingança. Eis que chega a retribuição de Deus: ele mesmo vem salvar-vos. Então se abrirão os olhos do cego. E se desimpedirão os ouvidos dos surdos; então o coxo saltará como um cervo, e a língua do mudo dará gritos alegres. Porque águas jorrarão no deserto e torrentes, na estepe. A terra queimada se converterá num lago, e a região da sede, em fontes. No covil dos chacais crescerão caniços e papiros.

III Leitura (Is 40, 9-11)

Leitura do profeta Isaías

Eis o que diz o Senhor Deus: Subi a uma alta montanha, para anunciar a boa nova a Sião. Elevai com força a voz, para anunciar a boa nova a Jerusalém. Elevai a voz sem receio, dizei às cidades de Judá: Eis vosso Deus! Eis o Senhor Deus que vem com poder, estendendo os braços soberanamente. Eis com ele o preço de sua vitória; faz-se preceder pelos frutos de sua conquista; como um pastor, vai apascentar seu rebanho, reunir os animais dispersos, carregar os cordeiros nas dobras de seu manto, conduzir lentamente as ovelhas que amamentam.

IV Leitura (Is 45, 1-8)

Leitura do profeta Isaías

Eis o que diz o Senhor Deus: Eis o que diz o Senhor a Ciro, seu ungido, que ele levou pela mão para derrubar as nações diante dele, para desatar o cinto dos reis, para abrir-lhe as portas, a fim de que nenhuma lhe fique fechada: Irei eu mesmo diante de ti, aplainando as montanhas, arrebentando os batentes de bronze, arrancando os ferrolhos de ferro. Dar-te-ei os tesouros enterrados e as riquezas escondidas, para mostrar-te que sou eu o Senhor, aquele que te chama pelo teu nome, o Deus de Israel. É por amor de meu servo, Jacó, e de Israel que escolhi, que te chamei pelo teu nome, com títulos de honra, se bem que não me conhecesses. Eu sou o Senhor, sem rival, não existe outro Deus além de mim. Eu te cingi, quando ainda não me conhecias, a fim de que se saiba, do levante ao poente, que nada há fora de mim. Eu sou o Senhor, sem rival; formei a luz e criei as trevas, busco a felicidade e suscito a infelicidade. Sou eu o Senhor, que faço todas essas coisas. Que os céus, das alturas, derramem o seu orvalho, que as nuvens façam chover a vitória; abra-se a terra e brote a felicidade e ao mesmo tempo faça germinar a justiça! Sou eu, o Senhor, a causa de tudo isso.

V Leitura (Dn 3, 47-51)

Leitura do profeta Daniel 

Eis o que diz o Senhor Deus: Então, as chamas, subindo a quarenta e nove côvados acima da fornalha, ultrapassaram a grade e queimaram os caldeus que se achavam perto. Mas o anjo do Senhor havia descido com Azarias e seus companheiros à fornalha e afastava o fogo. Fez do centro da fogueira como um lugar onde soprasse uma brisa matinal: o fogo nem mesmo os tocava, nem lhes fazia mal algum, nem lhes causava a menor dor. Então os três jovens elevaram suas vozes em uníssono para louvar, glorificar e bendizer a Deus dentro da fornalha, neste cântico:

Hino (Daniel 3, 52-56)

Bendito sois, Senhor, Deus dos nossos pais: E digno de louvor e glória por todos os séculos.
E bendito o santo nome da vossa glória: E digno de louvor e glória por todos os séculos.
Bendito sois no Templo santo da vossa glória: E digno de louvor e glória por todos os séculos.
Bendito sois pelo santo Trono do vosso Reino: E digno de louvor e glória por todos os séculos.
Bendito sois pelo Cetro da vossa Divindade: E digno de louvor e glória por todos os séculos.
Bendito sois Vós, que estais sentado sobre os Querubins, perscrutando os abismos: E digno de louvor e glória por todos os séculos.
Bendito sois Vós, que andais sobre as asas dos ventos, e sobre as ondas do mar: E digno de louvor e glória por todos os séculos.
Bendigam-Vos todos os Anjos e Santos: E que Vos louvem e glorifiquem por todos os séculos.
Bendigam-Vos os Céus, a Terra, o Mar e tudo o que neles existe: E que Vos louvem e glorifiquem por todos os séculos.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo: E ao que é digno de louvor e glória por todos os séculos.
Assim como era no princípio, agora e sempre, e por todos os séculos dos séculos. Amém: E ao que é digno de louvor e glória por todos os séculos.
Bendito sois, Senhor, Deus dos nossos pais: E digno de louvor e glória por todos os séculos.

Epístola (2Tess. 2, 1-8)

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Tessalonicenses

Irmãos: No que diz respeito à vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e nossa reunião com ele, rogamo-vos, irmãos, não vos deixeis facilmente perturbar o espírito e alarmar-vos, nem por alguma pretensa revelação nem por palavra ou carta tidas como procedentes de nós e que vos afirmassem estar iminente o dia do Senhor. Ninguém de modo algum vos engane. Porque primeiro deve vir a apostasia, e deve manifestar-se o homem da iniquidade, o filho da perdição, o adversário, aquele que se levanta contra tudo o que é divino e sagrado, a ponto de tomar lugar no templo de Deus, e apresentar-se como se fosse Deus. Não vos lembrais de que vos dizia estas coisas, quando estava ainda convosco? Agora, sabeis perfeitamente que algo o detém, de modo que ele só se manifestará a seu tempo. Porque o mistério da iniqüidade já está em ação, apenas esperando o desaparecimento daquele que o detém. Então o tal ímpio se manifestará. Mas o Senhor Jesus o destruirá com o sopro de sua boca e o aniquilará com o resplendor da sua vinda.

Evangelho (Lc 3, 1-6)

Continuação do Santo Evangelho segundo Lucas.

No décimo quinto ano do reinado do imperador Tibério, sendo Pôncio Pilatos governador da Judéia, Herodes tetrarca da Galiléia, seu irmão Filipe tetrarca da Ituréia e da província de Traconites, e Lisânias tetrarca da Abilina, sendo sumos sacerdotes Anás e Caifás, veio a palavra do Senhor no deserto a João, filho de Zacarias. Ele percorria toda a região do Jordão, pregando o batismo de arrependimento para remissão dos pecados, como está escrito no livro das palavras do profeta Isaías (40,3ss.): Uma voz clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas. Todo vale será aterrado, e todo monte e outeiro serão arrasados; tornar-se-á direito o que estiver torto, e os caminhos escabrosos serão aplainados. Todo homem verá a salvação de Deus.

 

Liturgia Diária- 01/12/2017

MISSA DA FÉRIA

Féria de 4ª Classe- Missa comum do Domingo


LEITURAS

Epístola (Col 1, 9-14)


“Tornados dignos de participar da luminosa herança dos santos”, devemos levar, na terra, uma vida digna da nossa sublime vocação.


Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Colossenses.

Irmãos, não cessamos de orar por vós e pedir a Deus para que vos conceda pleno conhecimento da sua vontade, perfeita sabedoria e penetração espiritual, para que vos comporteis de maneira digna do Senhor, procurando agradar-lhe em tudo, frutificando em toda boa obra e crescendo no conhecimento de Deus. Para que, confortados em tudo pelo seu glorioso poder, tenhais a paciência de tudo suportar com longanimidade. Sede contentes e agradecidos ao Pai, que vos fez dignos de participar da herança dos santos na luz. Ele nos arrancou do poder das trevas e nos introduziu no Reino de seu Filho muito amado, no qual temos a redenção, a remissão dos pecados.

Evangelho (Mt, 24, 15-35)


O evangelho do fim dos tempos não deve perturbar-nos. É a passagem necessária do tempo à eternidade. Aqueles que acolherem Jesus Cristo sobre a terra serão por Ele introduzidos no Céu. Os que O rejeitaram, serão rejeitados. Imagem das desgraças que hão de assinalar o fim do mundo, a ruína de Jerusalém, anunciada por Jesus, realizou-se menos de quarenta anos depois. Não sabemos quando chegará o fim do mundo, mas é certo que há de vir, e não há melhor maneira de para ele nos preparar que depor toda a nossa confiança em Jesus Cristo e viver dignamente a nossa vida de batizados.


Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Quando virdes estabelecida no lugar santo a abominação da desolação que foi predita pelo profeta Daniel (9,27) – o leitor entenda bem – então os habitantes da Judeia fujam para as montanhas. Aquele que está no terraço da casa não desça para tomar o que está em sua casa. E aquele que está no campo não volte para buscar suas vestimentas. Ai das mulheres que estiverem grávidas ou amamentarem naqueles dias! Rogai para que vossa fuga não seja no inverno, nem em dia de sábado; porque então a tribulação será tão grande como nunca foi vista, desde o começo do mundo até o presente, nem jamais será. Se aqueles dias não fossem abreviados, criatura alguma escaparia; mas por causa dos escolhidos, aqueles dias serão abreviados. Então se alguém vos disser: Eis, aqui está o Cristo! Ou: Ei-lo acolá!, não creiais. Porque se levantarão falsos cristos e falsos profetas, que farão milagres a ponto de seduzir, se isto fosse possível, até mesmo os escolhidos. Eis que estais prevenidos. Se, pois, vos disserem: Vinde, ele está no deserto, não saiais. Ou: Lá está ele em casa, não o creiais. Porque, como o relâmpago parte do oriente e ilumina até o ocidente, assim será a volta do Filho do Homem. Onde houver um cadáver, aí se ajuntarão os abutres. Logo após estes dias de tribulação, o sol escurecerá, a lua não terá claridade, cairão do céu as estrelas e as potências dos céus serão abaladas. Então aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem. Todas as tribos da terra baterão no peito e verão o Filho do Homem vir sobre as nuvens do céu cercado de glória e de majestade. Ele enviará seus anjos com estridentes trombetas, e juntarão seus escolhidos dos quatro ventos, duma extremidade do céu à outra. Compreendei isto pela comparação da figueira: quando seus ramos estão tenros e crescem as folhas, pressentis que o verão está próximo. Do mesmo modo, quando virdes tudo isto, sabei que o Filho do Homem está próximo, à porta. Em verdade vos declaro: não passará esta geração antes que tudo isto aconteça. O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão.

Liturgia Diária- 29/11/2017

SÃO SATURNINO, Mártir

Comemoração- Missa da Féria com 2ªs orações próprias

São Saturnino é um mártir romano da perseguição de Diocleciano, cerca de 303, originário de Cartago.

LEITURAS

Epístola (Col 1, 9-14)


“Tornados dignos de participar da luminosa herança dos santos”, devemos levar, na terra, uma vida digna da nossa sublime vocação.


Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Colossenses.

Irmãos, não cessamos de orar por vós e pedir a Deus para que vos conceda pleno conhecimento da sua vontade, perfeita sabedoria e penetração espiritual, para que vos comporteis de maneira digna do Senhor, procurando agradar-lhe em tudo, frutificando em toda boa obra e crescendo no conhecimento de Deus. Para que, confortados em tudo pelo seu glorioso poder, tenhais a paciência de tudo suportar com longanimidade. Sede contentes e agradecidos ao Pai, que vos fez dignos de participar da herança dos santos na luz. Ele nos arrancou do poder das trevas e nos introduziu no Reino de seu Filho muito amado, no qual temos a redenção, a remissão dos pecados.

Evangelho (Mt, 24, 15-35)


O evangelho do fim dos tempos não deve perturbar-nos. É a passagem necessária do tempo à eternidade. Aqueles que acolherem Jesus Cristo sobre a terra serão por Ele introduzidos no Céu. Os que O rejeitaram, serão rejeitados. Imagem das desgraças que hão de assinalar o fim do mundo, a ruína de Jerusalém, anunciada por Jesus, realizou-se menos de quarenta anos depois. Não sabemos quando chegará o fim do mundo, mas é certo que há de vir, e não há melhor maneira de para ele nos preparar que depor toda a nossa confiança em Jesus Cristo e viver dignamente a nossa vida de batizados.


Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Quando virdes estabelecida no lugar santo a abominação da desolação que foi predita pelo profeta Daniel (9,27) – o leitor entenda bem – então os habitantes da Judeia fujam para as montanhas. Aquele que está no terraço da casa não desça para tomar o que está em sua casa. E aquele que está no campo não volte para buscar suas vestimentas. Ai das mulheres que estiverem grávidas ou amamentarem naqueles dias! Rogai para que vossa fuga não seja no inverno, nem em dia de sábado; porque então a tribulação será tão grande como nunca foi vista, desde o começo do mundo até o presente, nem jamais será. Se aqueles dias não fossem abreviados, criatura alguma escaparia; mas por causa dos escolhidos, aqueles dias serão abreviados. Então se alguém vos disser: Eis, aqui está o Cristo! Ou: Ei-lo acolá!, não creiais. Porque se levantarão falsos cristos e falsos profetas, que farão milagres a ponto de seduzir, se isto fosse possível, até mesmo os escolhidos. Eis que estais prevenidos. Se, pois, vos disserem: Vinde, ele está no deserto, não saiais. Ou: Lá está ele em casa, não o creiais. Porque, como o relâmpago parte do oriente e ilumina até o ocidente, assim será a volta do Filho do Homem. Onde houver um cadáver, aí se ajuntarão os abutres. Logo após estes dias de tribulação, o sol escurecerá, a lua não terá claridade, cairão do céu as estrelas e as potências dos céus serão abaladas. Então aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem. Todas as tribos da terra baterão no peito e verão o Filho do Homem vir sobre as nuvens do céu cercado de glória e de majestade. Ele enviará seus anjos com estridentes trombetas, e juntarão seus escolhidos dos quatro ventos, duma extremidade do céu à outra. Compreendei isto pela comparação da figueira: quando seus ramos estão tenros e crescem as folhas, pressentis que o verão está próximo. Do mesmo modo, quando virdes tudo isto, sabei que o Filho do Homem está próximo, à porta. Em verdade vos declaro: não passará esta geração antes que tudo isto aconteça. O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão.

Liturgia Diária- 28/11/2017

MISSA DA FÉRIA

Féria de 4ª Classe- Missa comum do Domingo


LEITURAS

Epístola (Col 1, 9-14)


“Tornados dignos de participar da luminosa herança dos santos”, devemos levar, na terra, uma vida digna da nossa sublime vocação.


Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Colossenses.

Irmãos, não cessamos de orar por vós e pedir a Deus para que vos conceda pleno conhecimento da sua vontade, perfeita sabedoria e penetração espiritual, para que vos comporteis de maneira digna do Senhor, procurando agradar-lhe em tudo, frutificando em toda boa obra e crescendo no conhecimento de Deus. Para que, confortados em tudo pelo seu glorioso poder, tenhais a paciência de tudo suportar com longanimidade. Sede contentes e agradecidos ao Pai, que vos fez dignos de participar da herança dos santos na luz. Ele nos arrancou do poder das trevas e nos introduziu no Reino de seu Filho muito amado, no qual temos a redenção, a remissão dos pecados.

Evangelho (Mt, 24, 15-35)


O evangelho do fim dos tempos não deve perturbar-nos. É a passagem necessária do tempo à eternidade. Aqueles que acolherem Jesus Cristo sobre a terra serão por Ele introduzidos no Céu. Os que O rejeitaram, serão rejeitados. Imagem das desgraças que hão de assinalar o fim do mundo, a ruína de Jerusalém, anunciada por Jesus, realizou-se menos de quarenta anos depois. Não sabemos quando chegará o fim do mundo, mas é certo que há de vir, e não há melhor maneira de para ele nos preparar que depor toda a nossa confiança em Jesus Cristo e viver dignamente a nossa vida de batizados.


Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Quando virdes estabelecida no lugar santo a abominação da desolação que foi predita pelo profeta Daniel (9,27) – o leitor entenda bem – então os habitantes da Judeia fujam para as montanhas. Aquele que está no terraço da casa não desça para tomar o que está em sua casa. E aquele que está no campo não volte para buscar suas vestimentas. Ai das mulheres que estiverem grávidas ou amamentarem naqueles dias! Rogai para que vossa fuga não seja no inverno, nem em dia de sábado; porque então a tribulação será tão grande como nunca foi vista, desde o começo do mundo até o presente, nem jamais será. Se aqueles dias não fossem abreviados, criatura alguma escaparia; mas por causa dos escolhidos, aqueles dias serão abreviados. Então se alguém vos disser: Eis, aqui está o Cristo! Ou: Ei-lo acolá!, não creiais. Porque se levantarão falsos cristos e falsos profetas, que farão milagres a ponto de seduzir, se isto fosse possível, até mesmo os escolhidos. Eis que estais prevenidos. Se, pois, vos disserem: Vinde, ele está no deserto, não saiais. Ou: Lá está ele em casa, não o creiais. Porque, como o relâmpago parte do oriente e ilumina até o ocidente, assim será a volta do Filho do Homem. Onde houver um cadáver, aí se ajuntarão os abutres. Logo após estes dias de tribulação, o sol escurecerá, a lua não terá claridade, cairão do céu as estrelas e as potências dos céus serão abaladas. Então aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem. Todas as tribos da terra baterão no peito e verão o Filho do Homem vir sobre as nuvens do céu cercado de glória e de majestade. Ele enviará seus anjos com estridentes trombetas, e juntarão seus escolhidos dos quatro ventos, duma extremidade do céu à outra. Compreendei isto pela comparação da figueira: quando seus ramos estão tenros e crescem as folhas, pressentis que o verão está próximo. Do mesmo modo, quando virdes tudo isto, sabei que o Filho do Homem está próximo, à porta. Em verdade vos declaro: não passará esta geração antes que tudo isto aconteça. O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão.

Liturgia Diária- 27/11/2017

MISSA DA FÉRIA

Féria de 4ª Classe- Missa comum do Último Domingo depois de Pentecostes


LEITURAS

Epístola (Col 1, 9-14)


“Tornados dignos de participar da luminosa herança dos santos”, devemos levar, na terra, uma vida digna da nossa sublime vocação.


Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Colossenses.

Irmãos, não cessamos de orar por vós e pedir a Deus para que vos conceda pleno conhecimento da sua vontade, perfeita sabedoria e penetração espiritual, para que vos comporteis de maneira digna do Senhor, procurando agradar-lhe em tudo, frutificando em toda boa obra e crescendo no conhecimento de Deus. Para que, confortados em tudo pelo seu glorioso poder, tenhais a paciência de tudo suportar com longanimidade. Sede contentes e agradecidos ao Pai, que vos fez dignos de participar da herança dos santos na luz. Ele nos arrancou do poder das trevas e nos introduziu no Reino de seu Filho muito amado, no qual temos a redenção, a remissão dos pecados.

Evangelho (Mt, 24, 15-35)


O evangelho do fim dos tempos não deve perturbar-nos. É a passagem necessária do tempo à eternidade. Aqueles que acolherem Jesus Cristo sobre a terra serão por Ele introduzidos no Céu. Os que O rejeitaram, serão rejeitados. Imagem das desgraças que hão de assinalar o fim do mundo, a ruína de Jerusalém, anunciada por Jesus, realizou-se menos de quarenta anos depois. Não sabemos quando chegará o fim do mundo, mas é certo que há de vir, e não há melhor maneira de para ele nos preparar que depor toda a nossa confiança em Jesus Cristo e viver dignamente a nossa vida de batizados.


Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Quando virdes estabelecida no lugar santo a abominação da desolação que foi predita pelo profeta Daniel (9,27) – o leitor entenda bem – então os habitantes da Judeia fujam para as montanhas. Aquele que está no terraço da casa não desça para tomar o que está em sua casa. E aquele que está no campo não volte para buscar suas vestimentas. Ai das mulheres que estiverem grávidas ou amamentarem naqueles dias! Rogai para que vossa fuga não seja no inverno, nem em dia de sábado; porque então a tribulação será tão grande como nunca foi vista, desde o começo do mundo até o presente, nem jamais será. Se aqueles dias não fossem abreviados, criatura alguma escaparia; mas por causa dos escolhidos, aqueles dias serão abreviados. Então se alguém vos disser: Eis, aqui está o Cristo! Ou: Ei-lo acolá!, não creiais. Porque se levantarão falsos cristos e falsos profetas, que farão milagres a ponto de seduzir, se isto fosse possível, até mesmo os escolhidos. Eis que estais prevenidos. Se, pois, vos disserem: Vinde, ele está no deserto, não saiais. Ou: Lá está ele em casa, não o creiais. Porque, como o relâmpago parte do oriente e ilumina até o ocidente, assim será a volta do Filho do Homem. Onde houver um cadáver, aí se ajuntarão os abutres. Logo após estes dias de tribulação, o sol escurecerá, a lua não terá claridade, cairão do céu as estrelas e as potências dos céus serão abaladas. Então aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem. Todas as tribos da terra baterão no peito e verão o Filho do Homem vir sobre as nuvens do céu cercado de glória e de majestade. Ele enviará seus anjos com estridentes trombetas, e juntarão seus escolhidos dos quatro ventos, duma extremidade do céu à outra. Compreendei isto pela comparação da figueira: quando seus ramos estão tenros e crescem as folhas, pressentis que o verão está próximo. Do mesmo modo, quando virdes tudo isto, sabei que o Filho do Homem está próximo, à porta. Em verdade vos declaro: não passará esta geração antes que tudo isto aconteça. O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão.

Liturgia Diária- Último Domingo depois de Pentecostes

Domingo de 2ª Classe- Missa Própria

Ao terminar o ano eclesiástico, a Igreja convida-nos a meditar o evangelho do juízo final. Em dia por Deus fixado, o Filho do Homem aparecerá glorioso, entre as nuvens do céu, e todas as nações da terra se juntarão em sua presença, para serem julgadas.

Não há dúvida que a Igreja procura, com este pensamento, levar-nos à consciência das nossas responsabilidades. mas é também seu desejo fazer-nos ver, no julgamento de Cristo, o coroamento da sua vitória e o acabamento de sua obra redentora. Enchamo-nos de confiança e de esperança imensa, ao pensarmos que Aquele que nos virá julgar é o mesmo que desceu à terra para nos salvar. No decurso do ano litúrgico, a Igreja não se cansa de no-lo lembrar. De maneira muito particular, nos lembrou estas verdades na vigília do Natal, precisamente no momento em que se celebra a primeira vinda do Filho de Deus ao mundo (Coleta da Vigília). Hoje novamente o repete pela boca de São Paulo. Arrancados ao poder do demônio, pertencemos doravante ao reino do Filho bem-amado, em que encontramos a nossa redenção e o perdão dos nossos pecados (epístola).

LEITURAS

Epístola (Col 1, 9-14)


“Tornados dignos de participar da luminosa herança dos santos”, devemos levar, na terra, uma vida digna da nossa sublime vocação.


Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Colossenses.

Irmãos, não cessamos de orar por vós e pedir a Deus para que vos conceda pleno conhecimento da sua vontade, perfeita sabedoria e penetração espiritual, para que vos comporteis de maneira digna do Senhor, procurando agradar-lhe em tudo, frutificando em toda boa obra e crescendo no conhecimento de Deus. Para que, confortados em tudo pelo seu glorioso poder, tenhais a paciência de tudo suportar com longanimidade. Sede contentes e agradecidos ao Pai, que vos fez dignos de participar da herança dos santos na luz. Ele nos arrancou do poder das trevas e nos introduziu no Reino de seu Filho muito amado, no qual temos a redenção, a remissão dos pecados.

Evangelho (Mt, 24, 15-35)


O evangelho do fim dos tempos não deve perturbar-nos. É a passagem necessária do tempo à eternidade. Aqueles que acolherem Jesus Cristo sobre a terra serão por Ele introduzidos no Céu. Os que O rejeitaram, serão rejeitados. Imagem das desgraças que hão de assinalar o fim do mundo, a ruína de Jerusalém, anunciada por Jesus, realizou-se menos de quarenta anos depois. Não sabemos quando chegará o fim do mundo, mas é certo que há de vir, e não há melhor maneira de para ele nos preparar que depor toda a nossa confiança em Jesus Cristo e viver dignamente a nossa vida de batizados.


Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Quando virdes estabelecida no lugar santo a abominação da desolação que foi predita pelo profeta Daniel (9,27) – o leitor entenda bem – então os habitantes da Judeia fujam para as montanhas. Aquele que está no terraço da casa não desça para tomar o que está em sua casa. E aquele que está no campo não volte para buscar suas vestimentas. Ai das mulheres que estiverem grávidas ou amamentarem naqueles dias! Rogai para que vossa fuga não seja no inverno, nem em dia de sábado; porque então a tribulação será tão grande como nunca foi vista, desde o começo do mundo até o presente, nem jamais será. Se aqueles dias não fossem abreviados, criatura alguma escaparia; mas por causa dos escolhidos, aqueles dias serão abreviados. Então se alguém vos disser: Eis, aqui está o Cristo! Ou: Ei-lo acolá!, não creiais. Porque se levantarão falsos cristos e falsos profetas, que farão milagres a ponto de seduzir, se isto fosse possível, até mesmo os escolhidos. Eis que estais prevenidos. Se, pois, vos disserem: Vinde, ele está no deserto, não saiais. Ou: Lá está ele em casa, não o creiais. Porque, como o relâmpago parte do oriente e ilumina até o ocidente, assim será a volta do Filho do Homem. Onde houver um cadáver, aí se ajuntarão os abutres. Logo após estes dias de tribulação, o sol escurecerá, a lua não terá claridade, cairão do céu as estrelas e as potências dos céus serão abaladas. Então aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem. Todas as tribos da terra baterão no peito e verão o Filho do Homem vir sobre as nuvens do céu cercado de glória e de majestade. Ele enviará seus anjos com estridentes trombetas, e juntarão seus escolhidos dos quatro ventos, duma extremidade do céu à outra. Compreendei isto pela comparação da figueira: quando seus ramos estão tenros e crescem as folhas, pressentis que o verão está próximo. Do mesmo modo, quando virdes tudo isto, sabei que o Filho do Homem está próximo, à porta. Em verdade vos declaro: não passará esta geração antes que tudo isto aconteça. O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão.

Liturgia Diária- 25/12/2016- Missa do Dia

FESTA DA NATIVIDADE DE NOSSO SENHOR

Festa de 1ª Classe- Missa Própria


MISSA DO DIA

f8e34-heilige-nacht

A Missa do dia honra o nascimento eterno do Filho de Deus no seio do Pai, explicado de maneira maravilhosa no Prólogo do Evangelho de São João.

Epístola (Heb 1, 1-12)

Epístola de São Paulo Apóstolo aos Hebreus.

Deus, tendo falado outrora, muitas vezes e de muitos modos, a nossos pais, pelos profetas; ultimamente, nos nossos dias, falou-nos por meio de seu Filho, a Quem constituiu herdeiro de todas as coisas, por Quem criou também os séculos; o qual, sendo, como é, resplendor da sua glória e imagem da sua substância; e sustentando tudo com a sua palavra poderosa, depois de ter feito a purificação dos pecados, foi-se sentar à· direita da majestade de Deus, no mais alto dos Céus, feito tanto mais superior aos Anjos, quanto herdou um nome superior ao deles. Com efeito, a qual dos Anjos disse Ele alguma vez: ‘Tu és meu Filho: Hoje mesmo Te gerei’?! E noutra passagem: ‘Eu serei para Ele um Pai, e Ele será para Mim um Filho’?! E novamente, quando introduzir o seu primogênito no Mundo, dirá: Que todos os Anjos de Deus O adorem. Falando dos Anjos, diz: Ele fez seus Anjos os ventos, e seus ministros a chama de fogo. Porém, acerca do Filho, diz: “O teu trono, Ó Deus, subsistirá pelos séculos dos séculos; é um cetro de equidade o cetro do teu reino. Amaste a justiça, e aborreceste a iniquidade: por isso, ó Deus, o teu Deus ungiu-Te com o óleo da alegria, de preferência aos teus pares.” E ainda: “Tu; Senhor, no princípio, fundaste a Terra, e os. Céus são obra das tuas mãos. Eles perecerão, mas Tu permanecerás; todos envelhecerão como. um vestido: Tu os enrolarás como a uma capa, e, [tal qual um vestido], serão mudados. Tu, porém, és sempre o mesmo, e os teus anos nunca terão termo”.

Evangelho (Jo 1, 1-14)

Início do Santo Evangelho segundo João.

No princípio era o Verbo, e o Verbo estava em Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio em Deus. Tudo foi feito por Ele, e nada de quanto se fez foi feito sem Ele. N’Ele estava a vida, e a vida era a luz dos homens; esta luz brilhou nas trevas, e as trevas não a sufocaram. Surgiu um homem enviado por Deus, chamado João, o qual veio como testemunho, para dar testemunho da luz, a fim de que todos acreditassem por intermédio dele. Não era ele a luz, mas devia dar testemunho da luz. Ele [o Verbo] era a luz verdadeira, que a todo homem ilumina, vindo ao Mundo. Estava no Mundo, e o Mundo foi feito por Ele, mas o Mundo não O reconheceu. Veio para o que era seu, e os seus não O acolheram. A todos, porém, quantos O receberam, deu Ele o poder de se tornarem filhos de Deus: isto é, àqueles que creem no seu nome; que nasceram, não do sangue, nem do desejo da carne, nem da vontade do homem, mas só de Deus. (Aqui se ajoelha) E O VERBO SE FEZ CARNE, e habitou entre nós; e nós vimos a sua glória, glória como de Filho Único do Pai, cheio de graça e de verdade.

In English

Epistle (Heb 1: 1-12)

Lesson from the Epistle of Blessed Paul, the Apostle to the Hebrews.

God, Who at sundry times and in divers manners spoke in times past to the fathers by the prophets, last of all in these days hath spoken to us by His Son, whom He hath appointed heir of all things, by whom also He made the world: Who being the brightness of His glory and the figure of His substance, and upholding all things by the word of His power, making purgation of sins, sitteth on the right hand of the Majesty on high: being made so much better than the angels, as He hath inherited a more excellent name than they. For to which of he angels hath He said at any time: I will be to Him a Father, and He shall be to Me a Son? And again, when He bringeth in the first begotten into the world, He saith: And let all the angels of God adore Him. And to the angels indeed He saith: He that maketh His angels spirits, and His ministers a flame of fire. But to the Son: Thy throne, O God, is for ever and ever: a scepter of justice is the scepter of Thy kingdom. Thou hast loved justice and hated iniquity: therefore God, Thy God, hath anointed Thee with the oil of gladness above Thy fellows. And: Thou in the beginning, O Lord, didst found the earth: and the works of Thy hands are the heavens. They shall perish, but Thou shalt continue: and they shall all grow old as a garment: and as a vesture shalt Thou change them and they shall be changed: but Thou art the self-same, and Thy years shall not fail.

Gospel (John 1: 1-14)

The continuation of the holy Gospel according to John.

In the beginning was the Word, and the Word was with God, and the Word was God. The same was in the beginning with God. All things were made by Him, and without Him was made nothing that was made: in Him was life, and the life was the Light of men; and the Light shineth in darkness, and the darkness did not comprehend it. There was a man sent from God, whose name was John. This man came for a witness, to testify concerning the Light, that all might believe through Him. He was not the Light, be he was to testify concerning the Light. That was the true Light, which enlighteneth every man that cometh into this world. He was in the world, and the world was made by Him, and the world knew Him not. He came unto His own, and His own received Him not. But as many as received Him to them He gave power to become sons of God, to them that believe in His Name, who are born not of blood, nor of the will of the flesh, nor of the will of man, but of God. (Here all kneelAND THE WORD WAS MADE FLESH,
and dwelt among us: and we saw His glory, the glory as of the Only begotten of the Father, full of grace and truth

Liturgia Diária- 25/12/2016- Missa da Aurora

FESTA DA NATIVIDADE DE NOSSO SENHOR

Festa de 1ª Classe- Missa Própria


MISSA DA AURORA

nascimento-de-jesus-08

A Missa da aurora honra o segundo nascimento de Cristo: o nascimento da graça e da misericórdia, que se realiza no coração de cada fiel, como aconteceu no coração dos pastores que foram visitar Jesus.

Epístola (Tt 3, 4-7)

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo a Tito.
Caríssimo: Apareceu-nos a bondade de Deus, nosso Salvador, e o seu amor pelos homens; não foi pelas obras de justiça, que nós tivéssemos feito; mas foi pela sua misericórdia que Ele nos salvou, mediante o Batismo da regeneração e renovação do Espírito Santo, que Ele difundiu sobre nós abundantemente por Jesus Cristo, nosso Salvador; a fim de que, justificados pela sua graça, sejamos herdeiros da vida eterna, segundo a esperança que temos de a possuir um dia, em Jesus Cristo, Nosso Senhor.

Evangelho (Lc 2, 15-20)

Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas.
.
Naquele tempo: Os pastores diziam entre si: Vamos a Belém e vejamos o que lá aconteceu, e o que o Senhor nos manifestou. Partiram, pois, a toda pressa, e encontraram Maria e José, e o Menino deitado na manjedoura. Ao verem isto, reconheceram que era o que lhes tinha sido dito acerca do Menino. E todos os que os ouviram, se admiraram das coisas que lhes diziam os pastores. Maria, por seu lado, conservava todas estas coisas, meditando-as no seu coração. Então, os pastores voltaram, glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham ouvido e visto, conforme lhes tinha sido anunciado.

In English

Epistle (Titus 3: 4-7)

Lesson from the Epistle of Blessed Paul the Apostle to Titus.

Dearly beloved, when the kindness and love of God our Saviour for humanity were revealed, it was not because of any upright actions we had done ourselves; it was for no reason except his own faithful love that he saved us, by means of the cleansing water of rebirth and renewal in the Holy Spirit which he has so generously poured over us through Jesus Christ our Saviour; so that, justified by his grace, we should become heirs in hope of eternal life.

Gospel (Luke 2: 15-20)

The continuation of the holy Gospel according to Luke.

At that time the shepherds said to one another: Let us go over to Bethlehem, and let us see this word that is come to pass, which the Lord hath showed to us. And they came with haste and they found Mary and Joseph, and the Infant lying in the manger. And seeing they understood of the word that had been spoken to them concerning this Child. And all that heard wondered: and at those things that were told them by the shepherds. But Mary kept all these words, pondering them in her heart. And the shepherds returned, glorifying and praising God for all the things they had heard and seen, as it was told unto them.

Liturgia Diária- 25/12/2016- Missa do Galo

FESTA DA NATIVIDADE DE NOSSO SENHOR

Festa de 1ª Classe- Missa Própria


MISSA DO GALO (À MEIA-NOITE)

maxresdefault

A Missa da meia-noite honra o nascimento de Jesus segundo a carne, narrado no Evangelho de São Lucas.

LEITURAS/LESSONS

Epístola (Tt 2, 11-15)

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo a Tito.

Irmãos: Manifestou-se, com efeito, a graça de Deus, fonte de salvação para todos os homens. Veio para nos ensinar a renunciar à impiedade e às paixões mundanas e a viver neste mundo com toda sobriedade, justiça e piedade, na expectativa da nossa esperança feliz, a aparição gloriosa de nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo, que se entregou por nós, a fim de nos resgatar de toda a iniquidade, nos purificar e nos constituir seu povo de predileção, zeloso na prática do bem. Eis o que deves ensinar, pregar e defender com toda a autoridade. E que ninguém te menospreze!

Evangelho (Lc 2, 1-14)

Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas. 

Naquele tempo apareceu um decreto de César Augusto, ordenando o recenseamento de toda a terra. Este recenseamento foi feito antes do governo de Quirino, na Síria. Todos iam alistar-se, cada um na sua cidade. Também José subiu da Galileia, da cidade de Nazaré, à Judeia, à Cidade de Davi, chamada Belém, porque era da casa e família de Davi, para se alistar com a sua esposa Maria, que estava grávida. Estando eles ali,  completaram-se os dias dela. E deu à luz seu filho primogênito, e, envolvendo-o em faixas, reclinou-o num presépio; porque não havia lugar para eles na hospedaria. Havia nos arredores uns pastores, que vigiavam e guardavam seu rebanho nos campos durante as vigílias da noite. Um anjo do Senhor apareceu-lhes e a glória do Senhor refulgiu ao redor deles, e tiveram grande temor. O anjo disse-lhes: Não temais, eis que vos anuncio uma boa nova que será alegria para todo o povo: hoje vos nasceu na Cidade de Davi um Salvador, que é o Cristo Senhor. Isto vos servirá de sinal: achareis um recém-nascido envolto em faixas e posto numa manjedoura. E subitamente ao anjo se juntou uma multidão do exército celeste, que louvava a Deus e dizia: Glória a Deus no mais alto dos céus e na terra paz aos homens, objetos da benevolência (divina).

In English

Epistle (Titus 2: 11-15)

Lesson from the Epistle of Blessed Paul the Apostle to Titus. 

Dearly beloved, The grace of God our Saviour hath appeared to all men, instructing us, that, denying ungodliness and worldly desires, we should live soberly and justly and godly in this world, looking for the blessed hope and coming of the glory of the great God and our Saviour Jesus Christ: Who gave Himself for us, that He might redeem us from all iniquity, and might cleanse to Himself a people acceptable, a pursuer of good works.These things speak and exhort: in Christ Jesus our Lord.

Gospel (Luke 2: 1-14)

The continuation of the holy Gospel according to Luke. 

At that time there went out a decree from Cæsar Augustus, that the whole world should be enrolled. This enrolling was first made by Cyrinus, the governor of Syria. And all went to be enrolled, every one into his own city. And Joseph also went up from Galilee out of the city of Nazareth, into Judea to the city of David, which is called Bethlehem: because he was of the house and family of David, to be enrolled with Mary, his espoused wife, who was with child. And it came to pass that when they were there, her days were accomplished that she should be delivered. And she brought forth her firstborn Son and wrapped Him in swaddling clothes, and laid Him in a manger: because there was no room for them in the inn. And there were in the same country shepherds watching and keeping the night watches over their flock. And behold an Angel of the Lord stood by them, and the brightness of God shone around about them, and they feared with a great fear. And the Angel said to them: Fear not; for behold I bring you good tidings of great joy, that shall be to all the people: for this day is born to you a Savior, who is Christ the Lord, in the city of David. And this shall be a sign unto you: you shall find the Infant wrapped in swaddling clothes, and laid in a manger. And suddenly there was with the Angel a multitude of the heavenly army, praising God and Saying: Glory to God in the highest, and on earth peace to men of good will.