Liturgia Mensal – Junho/2020

03/06

QUARTA-FEIRA DAS TÊMPORAS DE PENTECOSTES

Oitava de 1ª Classe- Missa Própria- Estação em S. Maria Maior

Nos países do Sul da Europa, faz-se, neste tempo, a colheita do trigo. A Igreja agradece por isso as bênçãos de Deus. Os fiéis ofereciam outrora neste tempo, as dízimas, e entre outras coisas, o trigo (matéria da Eucaristia). Agradeçamos também nós, nestes dias (quarta-feira, sexta-feira e sábado) os benefícios recebidos neste Tempo pascal. Nos textos destas Missas falam do Milagre de Pentecostes (Batismo, Eucaristia e Confirmação) e alguns tratam também das curas de doentes e expulsão dos espíritos malignos. Aproveitemos estes dias para nossa renovação, purificando-nos do contacto com o espírito do mundo.


Páginas 555 a 559 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 67, 8 e 9 | ib., 2)

Deus, dum egrederéris coram pópulo tuo, iter fáciens eis, hábitans in illis, allelúia: terra mota est, cœli distillavérunt, allelúia, allelúia. Ps. Exsúrgat Deus, et dissipéntur inimíci eius: et fúgiant, qui odérunt eum, a fácie eius. ℣. Glória Patri… Ó Deus, quando andastes diante do vosso povo e lhe mostrastes o caminho, morando com ele, aleluia, foi então que a terra tremeu e os céus fizeram chover [o maná], aleluia, aleluia. Ps. Levante-se Deus, e sejam dispersos os seus inimigos e fujam de sua presença aqueles que O odeiam. ℣. Glória ao Pai…

Depois do Kyrie Eleison:

Coleta

Mentes nostras, quǽsumus, Dómine, Paráclitus, qui a te procédit, illúminet: et indúcat in omnem, sicut tuus promísit Fílius, veritátem: Qui tecum vivit et regnat… in unitate ejusdem Spiritus Sancti. Nós Vos suplicamos, Senhor, que o Consolador que procede de Vós ilumine as nossas almas e nos faça conhecer toda a verdade, como o prometeu o vosso Filho, O qual, sendo Deus, convosco vive e reina… em união com o mesmo Espírito Santo.

I Leitura (At 2, 14-21)

Léctio Actuum Apostolórum.

In diébus illis: Stans Petrus cum úndecim, levávit vocem suam, et locútus est eis: Viri Iudǽi, et qui habitátis Ierúsalem univérsi, hoc vobis notum sit, et áuribus percípite verba mea. Non enim, sicut vos æstimátis, hi ébrii sunt, cum sit hora diéi tértia: sed hoc est, quod dictum est per Prophétam Ioël: Et erit in novíssimis diébus – dicit Dóminus – effúndam de Spíritu meo super omnem carnem, et prophetábunt fílii vestri et fíliæ vestræ, et iúvenes vestri visiónes vidébunt, et senióres vestri sómnia somniábunt. Et quidem super servos meos et super ancíllas meas in diébus illis effúndam de Spíritu meo, et prophetábunt: et dabo prodígia in cœlo sursum et signa in terra deórsum, sánguinem et ignem et vapórem fumi. Sol convertétur in ténebras et luna in sánguinem, antequam véniat dies Dómini magnus et maniféstus. Et erit: omnis, quicúmque invocáverit nomen Dómini, salvus erit. 

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Naqueles dias, apresentou-se Pedro com os onze, elevou a voz e lhes disse: Seja-vos isto conhecido, varões da Judeia, e vós todos que habitais em Jerusalém. E com ouvidos atentos, ouvi as minhas palavras: Estes homens não estão embriagados, como vós pensais, pois é apenas a hora terceira do dia, mas é isto que foi dito pelo profeta Joel: E acontecerá nos últimos dias, (diz o Senhor) que derramarei o meu Espírito sobre toda carne. E profetizarão os vossos filhos e as vossas filhas, e os vossos jovens terão visões, e os vossos anciãos terão sonhos. Sim, naqueles dias derramarei o meu Espirito também sobre os meus servos e as minhas servas, e eles profetizarão. E farei ver prodígios em cima, no céu, e sinais em baixo, na terra: sangue e fogo e rolos de fumaça. O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes que venha o grande e magnífico dia do Senhor. E sucederá que todo aquele que invocar o Nome do Senhor, será salvo.

Aleluia (Sl 32, 6) 

Allelúia. ℣. Verbo Dómini cœli firmáti sunt, et Spíritu oris eius omnis virtus eórum. 

Aleluia. ℣. Pela palavra do Senhor são criados os céus; e pelo sopro de sua boca, todo o exército das estrelas.

O sacerdote reza o “Gloria in excelsis” e diz: Dominus vobiscum.

Coleta

Præsta, quǽsumus, omnípotens et miséricors Deus: ut Spíritus Sanctus advéniens, templum nos glóriæ suæ dignánter inhabitándo perfíciat. Qui tecum vivit et regnat… in unitate ejusdem Spiritus Sancti. Nós Vos suplicamos, ó Deus onipotente e misericordioso, concedei que, sobre nós desça o Espírito Santo, e habitando em nós, benignamente nos faça templos de sua glória. Por N.S... em união com o mesmo Espírito Santo.

II Leitura (At 5, 12-16)

Léctio Actuum Apostolórum.

In diébus illis: Per manus autem Apostolórum fiébant signa et prodígia multa in plebe. Et erant unanímiter omnes in pórticu Salomónis. Ceterórum autem nemo audébat se coniúngere illis: sed magnificábat eos pópulus. Magis autem augebátur credéntium in Dómino multitúdo virórum ac mulíerum, ita ut in pláteas eiícerent infírmos, et pónerent in léctulis ac grabátis, ut, veniénte Petro, saltem umbra illíus obumbráret quemquam illórum, et liberaréntur ab infirmitátibus suis. Concurrébat autem et multitúdo vicinárum civitátum Ierúsalem, afferéntes ægros et vexátos a spirítibus immúndis: qui curabántur omnes.

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Naqueles dias, pelas mãos dos Apóstolos se faziam muitos milagres e prodígios entre o povo. Todos, em perfeita harmonia, estavam reunidos no pórtico de Salomão. E nenhum dos outros ousava juntar-se com eles; mas o povo muito os estimava. E cada vez mais aumentava a multidão dos homens e mulheres que criam no Senhor, de maneira que traziam os doentes para as ruas, e os colocavam em leitos e enxergões, a fim de que, ao passar Pedro, cobrisse ao menos a sua sombra alguns deles e ficassem livres de suas enfermidades. Concorria também a Jerusalém muita gente das cidades vizinhas, trazendo enfermos e vexados pelos espíritos imundos. E todos eles eram curados.

Aleluia 

Allelúia, allelúia. (Hic genuflectitur) ℣. Veni, Sancte Spíritus, reple tuórum corda fidélium: et tui amóris in eis ignem accénde.

Aleluia, aleluia. (Aqui todos se ajoelham.) ℣. Vinde, Espírito Santo, enchei os corações de vossos fiéis, e acendei neles o fogo de vosso Amor.

Sequência 

Veni, Sancte Spíritus,
et emítte cǽlitus
lucis tuæ rádium.

Veni, pater páuperum;
veni, dator múnerum;
veni, lumen córdium.

Consolátor óptime,
dulcis hospes ánimæ,
dulce refrigérium.

In labóre réquies,
in æstu tempéries,
in fletu solácium.

O lux beatíssima,
reple cordis íntima
tuórum fidélium.

Sine tuo númine
nihil est in hómine,
nihil est innóxium.

Lava quod est sórdidum,
riga quod est áridum,
sana quod est sáucium.

Flecte quod est rígidum,
fove quod est frígidum,
rege quod est dévium.

Da tuis fidélibus,
in te confidéntibus,
sacrum septenárium.

Da virtútis méritum,
da salútis éxitum,
da perénne gáudium.

Amen. Allelúia.

Vinde, Santo Espírito,
Emiti um raio
Da celeste luz.
.
Vinde, Pai dos pobres,
Doador das graças,
Luz dos corações.
.
Consolador nosso,
Hóspede da alma,
Doce refrigério.
.
No labor repouso,
Na aflição sois gozo,
No calor, aragem.
.
Ó luz abençoada,
O íntimo enchei
Dos vossos fiéis.
.
Sem a vossa força,
Não há nada no homem,
Nada de inocente.
.
Ao sujo lavai,
Ao seco regai,
Curai o doente.
.
Envergai o rígido,
Aquecei o frígido,
Conduzi o errante.
.
Dai aos vossos filhos,
Que em Vós confiam,
Vossos sete dons.
.
Dai-lhes a virtude,
A imortal saúde,
O perene gáudio.
.
Amen. Aleluia..

Evangelho (Jo 6, 44-52)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Joánnem.

In illo témpore: Dixit Iesus turbis Iudæórum: Nemo potest veníre ad me, nisi Pater, qui misit me, tráxerit eum: et ego resuscitábo eum in novíssimo die. Est scriptum in Prophétis: Et erunt omnes docíbiles Dei. Omnis, qui audívit a Patre et dídicit, venit ad me. Non quia Patrem vidit quisquam, nisi is, qui est a Deo, hic vidit Patrem. Amen, amen, dico vobis: qui credit in me, habet vitam ætérnam. Ego sum panis vitæ. Patres vestri manducavérunt manna in desérto, et mórtui sunt. Hic est panis de cœlo descéndens: ut, si quis ex ipso manducáverit, non moriátur. Ego sum panis vivus, qui de cœlo descéndi. Si quis manducáverit ex hoc pane, vivet in ætérnum: et panis, quem ego dabo, caro mea est pro mundi vita. — CREDO…

Sequência do Santo Evangelho segundo João.

Naquele tempo, disse Jesus às turbas dos judeus: Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não atrair. Eu o ressuscitarei no último dia. Nos Profetas está escrito: E serão todos instruídos por Deus. Portanto todo aquele que ouviu o Pai e aprendeu, vem a Mim. Não porque alguém tenha visto o Pai, pois só Aquele que é de Deus, Esse viu o Pai. Em verdade, em verdade vos digo: O que crê em mim tem a vida eterna. Eu sou o Pão da vida. Vossos pais comeram o maná no deserto, e morreram. Este é o pão que desceu do céu; o que dele comer não morrerá. Eu sou o Pão vivo, que desceu do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente; e o pão que eu darei, é a minha Carne, para a vida do mundo. — CREIO…

Ofertório (Sl 118, 47-48) 

Meditábor in mandátis tuis, quæ diléxi valde: et levábo manus meas ad mandáta tua, quæ diléxi, allelúia. Meditarei os vossos mandamentos, que muito amo; e levantarei as minhas mãos para cumprir os vossos preceitos, que muito estimo, aleluia.

Secreta

Accipe, quǽsumus, Dómine, munus oblátum: et dignánter operáre; ut, quod mystériis ágimus, piis efféctibus celebrámus. Per D. N. Senhor, nós Vos rogamos, aceitai o dom que Vos oferecemos e permiti, por vossa bondade, alcancemos em piedosos efeitos, o que no Mistério celebramos. Por N. S.

Prefácio (de Pentecostes)

℣. Dóminus vobíscum.
℞. Et cum spíritu tuo.
℣. Sursum corda.
℞. Habémus ad Dóminum.
℣. Grátias agámus Dómino Deo nostro.
℞. Dignum et iustum est.
.
Vere dignum et iustum est, æquum et salutáre, nos tibi semper et ubíque grátias ágere: Dómine sancte, Pater omnípotens, ætérne Deus: per Christum, Dóminum nostrum. Qui, ascéndens super omnes coelos sedénsque ad déxteram tuam, promíssum Spíritum Sanctum hodierna die in fílios adoptiónis effúdit. Quaprópter profúsis gáudiis totus in orbe terrárum mundus exsúltat. Sed et supérnæ Virtútes atque angélicæ Potestátes hymnum glóriæ tuæ cóncinunt, sine fine dicéntes: Sanctus, Sanctus, Sanctus…
℣. O Senhor seja convosco.
℞. E com o vosso espírito,
℣. Para o alto os corações.
℞. Já os temos para o Senhor,
℣. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
℞. É digno e justo.
.
Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar que, sempre e em todo o lugar, Vos demos graças, ó Senhor santo, Pai onipotente, eterno Deus, por Jesus Cristo Nosso Senhor. Ele, subindo ao mais alto dos céus, e estando assentado à vossa direita, fez descer (hoje) sobre os vossos filhos adotivos, o Espírito Santo que lhes prometera. Por isso o mundo inteiro exulta com imenso gozo, enquanto as sublimes Virtudes e as Potestades angélicas entoam o hino de vossa glória, dizendo sem fim: Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Jo 14, 27)

Pacem relínquo vobis, allelúia: pacem meam do vobis, allelúia, allelúia. Deixo-vos a paz, aleluia, dou-vos a minha paz, aleluia, aleluia.

Pós-comunhão

Suméntes, Dómine, cœléstia sacraménta, quǽsumus cleméntiam tuam: ut quod temporáliter gérimus ætérnis gáudiis consequámur. Per D.N. Recebendo o celeste alimento, imploramos a vossa clemência, Senhor, para que alcancemos nas alegrias eternas o que nesta vida celebramos. Por N. S.

Traduções e comentários extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1962).


Clique em um dos demais dias para acessar a respectiva Liturgia:

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: