Liturgia Mensal – Junho/2020

25/06

FESTA DO CORAÇÃO EUCARÍSTICO DE JESUS

Festa de 3ª Classe– PRÓPRIO DO BRASIL Missa própria, com comemoração de S. Guilherme, Abade

Por decreto da Sagrada Congregação dos Ritos de 25 de janeiro de 1935, a celebração desta solenidade foi estendida para todo o Brasil, pois antes desta data era celebrada apenas em algumas dioceses.

O decreto da instituição desta festividade delineia os seus fins particulares da seguinte maneira: “A razão particular dessa instituição é comemorar o amor de Nosso Senhor Jesus Cristo no mistério da Eucaristia. Por este meio a Igreja quer estimular os fiéis a se aproximarem com mais confiança deste augusto mistério pelo qual sempre mais se inflamam os corações nas chamas de amor do Coração Divino. No SSmo. Sacramento, o Coração de Jesus protege e ama as almas, vivendo e permanecendo no meio delas, como elas por sua vez vivem e permanecem n’Ele. Neste Sacramento, Jesus se dá a nós como vítima, como companheiro, como alimento, como viático e como penhor de glória eterna”.

E podemos nós acrescentar ao assistirmos e tomarmos parte ativa na santa Missa: Ele nos dá um meio para nos tornarmos também seus companheiros, seus membros, suas vítimas. Dai-nos, Senhor, permanecermos e ainda crescermos em vosso amor até o fim (Postcommunio).

Sobre o santo: Nasceu em Vercelli, na Itália. Fundou no Montevergine um Mosteiro de Beneditinos Eremitas. Operou muitos milagres. Segundas orações da Missa “Os justi (2)”, do comum dos Abades.


Páginas [25] a [28] (ao final) do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Jo 13, 1 | Sl 97, 1) 

Sciens Jesus, quia venit hora ejus, ut tránseat ex hoc mundo ad Patrem: cum dilexísset suos, qui erant in mundo, in finem diléxit eos. Allelúia, allelúia. Ps. Cantáte Domino cánticum novum: quia mirabília fecit. ℣. Glória Patri… Sabendo Jesus que era chegada a sua hora, de passar deste mundo ao Pai, como tinha amado os seus, que estavam no mundo, amou-os até o fim. Aleluia, aleluia. Sl. Cantai ao Senhor um cântico novo, porque Ele fez maravilhas. ℣. Glória ao Pai…

Coleta

Domine Jesus Christe, qui, divítias amóris tui erga hómines effúndens, Eucharistíae Sacraméntum condidísti: da nobis, quaesumus; ut amantíssimum Cor tuum dilígere, et tanto Sacraménto digne semper ut valeámus: Qui vivis et regnas. Senhor Jesus Cristo, que, derramando as riquezas de vosso amor sobre os homens, instituístes o Sacramento da Eucaristia, concedei-nos, Volo suplicamos, que amemos vosso amantíssimo Coração, e recebamos sempre dignamente tão grande Sacramento Vós que, sendo Deus, viveis e reinais. 

2ª Coleta (de S. Guilherme)

Deus, qui infirmitáti nostræ ad teréndam salútis viam in Sanctis tuis exémplum et præsídium collocásti: da nobis, ita beáti Guliélmi Abbátis mérita venerári; ut eiúsdem excipiámus suffrágia et vestígia prosequámur. Per D.N. Ó Deus, que auxiliando a nossa fraqueza no caminho da salvação, nos destes o exemplo e a proteção de vossos Santos, fazei-nos venerar de tal modo os méritos de S. Guilherme, Abade, que alcancemos a sua intercessão e sigamos os seus passos. Por N. S.

Epístola (Ef 3, 8-19)

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Ephésios.

Fratres: Mihi, ómnium sanctórum mínimo, data est grátia hæc, in géntibus evangelizáre investigábiles divítias Christi, et illumináre omnes, quæ sit dispensátio sacraménti abscónditi a sǽculis in Deo, qui ómnia creávit: ut innotéscat principátibus et potestátibus in cœléstibus per Ecclésiam multifórmis sapiéntia Dei, secúndum præfinitiónem sæculórum, quam fecit in Christo Iesu, Dómino nostro, in quo habémus fidúciam et accéssum in confidéntia per fidem eius. Huius rei grátia flecto génua mea ad Patrem Dómini nostri Iesu Christi, ex quo omnis patérnitas in cœlis ei in terra nominátur, ut det vobis, secúndum divítias glóriæ suæ, virtúte corroborári per Spíritum eius in interiórem hóminem, Christum habitáre per fidem in córdibus vestris: in caritáte radicáti et fundáti, ut póssitis comprehéndere cum ómnibus sanctis, quæ sit latitúdo, et longitúdo, et sublímitas, et profúndum: scire étiam supereminéntem sciéntiæ caritátem Christi, ut impleámini in omnem plenitúdinem Dei.

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Efésios.

Irmãos: A mim, o mínimo de todos os santos [Cristãos], foi dada a graça de anunciar entre os gentios as incompreensíveis riquezas do Cristo, e de esclarecer a todos qual seja a economia do Mistério escondido, desde o princípio dos séculos, em Deus, que criou todas as coisas. Agora, porém, aos principados e potestades nos céus, se patenteia pela Igreja a multiforme sabedoria de Deus segundo a determinação eterna que fez em Jesus Cristo, Nosso Senhor. N’Ele temos a liberdade e o acesso com a confiança, pela fé que n’Ele professamos. Por esta razão é que dobro os joelhos diante do Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, do qual toda a grande família, que está no céu e na terra, toma o nome, para que, segundo as riquezas de sua glória, vos conceda sejais fortalecidos em virtude, segundo o homem interior, por seu Espírito. E o Cristo habite pela fé em vossos corações, arraigados e fundados no Amor para que possais compreender com todos os Santos, qual seja a largura e o comprimento, a altura e a profundidade [deste Mistério do Cristo] e conhecer também aquele Amor do Cristo, que excede a toda ciência, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus. 

Gradual (Is 12, 6; ib., 4 | Zc 9, 17) 

Exsúlta et lauda, habitátio Sion, quia magnus in médio tui Sanctus Israel. ℣. Netas fácite in pópulis adinventiónes ejus.

Allelúia, allelúia. ℣. Quid bonum ejus est, et quid pulchrum ejus, nisi fruméntum electórum et vinum gérminans vírgines? Allelúia.

Exultai e louvai, habitantes de Sião, porque o Grande, o Santo de Israel, está no meio de Vós. ℣. Fazei conhecidas entre as nações, as obras que Ele fez.

Aleluia, aleluia. ℣. Que tem o Senhor de melhor e de mais precioso que o Pão dos eleitos e o Vinho que germina Virgens? Aleluia.

Evangelho (Lc 22, 15-20)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.

In illo témpore: Dixit Jesus discipulis suis: Desidério desidoravi hoc pascha manducare vobíscum ántequam pátiar. Dico enim vobis, quia ex hoc non manducábo iilud, donec impleátur in regno Dei. Et accépto cálice grátias egit et dixit: Accipite et divídite inter vos. Dico enim vobis, quod non bibam de generatióne vitis, donec regnum Dei véniat. Et accépto pane, grátias egit, et fregit, et dedit eis, dicens: Hoc est corpus meum, quod pro vobis dacur: hoc fácite in meam commemoratiónem. Simíliter et cálicem, postquam cenávit, dicens: Hic est cálix novum testaméntum in sánguine meo, qui pro vobis fundétur. — CREDO…

Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Desejei vivamente comer convosco este Cordeiro pascal, antes de padecer. Digo-vos, pois, que não mais comerei até que isto se realize no Reino de Deus. E tomando o cálice, rendeu graças e disse: Tomai, e distribuí-o entre vós. Porque eu vos digo que não mais beberei do fruto da vide até que chegue o Reino de Deus. E tomando o pão, rendeu graças, partiu-o e o deu a eles, dizendo: Isto é o meu Corpo, que por vós é dado; fazei isto em memória de mim. Igualmente tomou o cálice, após ter ceado, dizendo: Este é o cálice do novo Testamento, em meu Sangue, que por vós será derramado. — CREIO…

Ofertório (Sl 30, 20) 

Quam magna multitúdo dulcédinis tuae, Dómine, quam abscondísti timéntibus te. Allelúia. Como é grande, Senhor, a abundância de vossa doçura que tendes reservado para os que Vos temem. Aleluia.

Secreta

Tuére nos, Domine, tua tibi holocáusta offeréntes: ad quae ut fervéntius corda nostra praeparéntur, flammis adúre tuae divinae caritátis: Qui vivis. Protegei-nos, Senhor, enquanto Vos oferecemos nosso sacrifício, e para que, oferecendo-o, estejam os nossos corações mais fervorosamente dispostos, abrasai-os nas chamas de Vosso divino Amor. Vós, que, sendo Deus, viveis.

2ª Secreta (de S. Guilherme)

Sacris altáribus, Domine, hóstias superpósitas sanctus Guliélmi Abbas, quaésumus, in saltitem nobis proveníre depóscat. Per D. N. Nós Vos imploramos, Senhor, que o santo Abade Guilherme nos obtenha que as hóstias oferecidas em vosso sagrado altar nos aproveitem para nossa salvação. Por N. S.

Prefácio (do Sagrado Coração de Jesus)

℣. Dóminus vobíscum.
℞. Et cum spíritu tuo.
℣. Sursum corda.
℞. Habémus ad Dóminum.
℣. Grátias agámus Dómino Deo nostro.
℞. Dignum et iustum est.
.
Vere dignum et justum est, aequum et salutare, nos Tibi simper, et ubique gratias agere: Domine sancte, Pater omnipotens, aeterne Deus: Qui Unigénitum tuum, in Cruce pendéntem, láncea mílitis transfígi voluísti: ut apértum Cor, divínæ largitátis sacrárium, torréntes nobis fúnderet miseratiónis et grátiæ: et, quod amóre nostri flagráre numquam déstitit, piis esset réquies et poeniténtibus pater et salútis refúgium. Et ídeo cum Angelis et Archángelis, cum Thronis et Dominatiónibus cumque omni milítia coeléstis exércitus hymnum glóriæ tuæ cánimus, sine fine dicéntes: Sanctus, Sanctus, Sanctus…
℣. O Senhor seja convosco.
℞. E com o vosso espírito,
℣. Para o alto os corações.
℞. Já os temos para o Senhor,
℣. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
℞. É digno e justo.
.
Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar, que, sempre e em todo o lugar, Vos demos graças, ó Senhor santo, Paí onipotente, eterno Deus, que quisestes fosse traspassado pela lança de um soldado, o vosso Filho Unigênito suspenso na Cruz, para que, aberto o seu Coração, santuário da liberalidade divina, derramasse sobre nós torrentes de graças e de misericórdia, e ardendo sem cessar de amor por nós, fosse ele descanso para as almas piedosas e para as almas penitentes, refúgio de salvação. E por isso com os Anjos e os Arcanjos, com os Tronos e as Dominações, e com toda a milícia do exército celestial, cantamos hinos à vossa glória, dizendo sem fim: Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Mt 28, 20)

Ecce ego vobíscum sum ómnibus diébus usque ad consummatiónem saeculi: dicit Dóminus. Allelúia. Eis que estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos, diz o Senhor. Aleluia.

Pós-comunhão

Divínis donis Cordis tui satiáti: quaesumus, Dómine Jesu, ut in tui semper amóre permanére et usque in finem créscere mereámur: Qui vivis et regnas. Concedei-nos, Senhor Jesus, que, saciados pelos dons divinos de vosso Coração, possamos viver sempre em vosso amor, e nele crescer até o fim. Vós que, sendo Deus, viveis e reinais.

2ª Pós-comunhão (de S. Guilherme)

Prótegat nos, Domine, cum tui perceptióne sacraménti beátus Guliélmi, pro nobis intercedéndo: ut et conversatiónis ejus experiámur insígnia, et intercessiónis percipiámus suffrágia. Per D.N. Proteja-nos, Senhor, pela recepção de vosso Sacramento, o santo Abade Guilherme, intercedendo por nós, a fim de que, imitando os exemplos de sua vida, sintamos os efeitos de sua intercessão. Por N. S.

 


Traduções e comentários extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1962).


Clique em um dos demais dias para acessar a respectiva Liturgia:

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: