Liturgia Mensal – Junho/2020

01º/06

SEGUNDA-FEIRA DE PENTECOSTES

Oitava de 1ª Classe- Missa Própria- Estação em S. Pedro ad Vincula

Como o Sábado Santo, assim também o Sábado antes de Pentecostes é dia do Batismo. Corresponde igualmente, a oitava de Pentecostes à oitava da Páscoa. A santa Igreja ocupa-se amorosamente dos filhos recém-nascidos pela graça batismal. A eles se dirigem por isso os textos da santa Missa, falando-lhes do Batismo, da Eucaristia e mais particularmente da Confirmação.

Reunidos aos neófitos, ouvimos a palavra do príncipe dos Apóstolos (Epístola). Gratos, lembramo-nos dos benefícios recebidos no Sacramento da Confirmação, quando o Espírito Santo desceu sobre nós. Em sua luz e por sua graça, temos a verdadeira fé e somos chamados à vida eterna (Evangelho). Na santa Missa, alimentando-nos Jesus e saciando-nos (Introito), somos também “instruídos de tudo quanto Ele nos havia dito” (Communio).


Páginas 549 a 552 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 80, 17 | ib., 2)

Cibávit eos ex ádipe fruménti, allelúia: et de petra, melle saturávit eos, allelúia, allelúia. Ps. Exsultáte Deo, adjutóri nostro: jubiláte Deo Jacob. ℣. Glória Patri… O Senhor os alimenta com flor de trigo, aleluia, e os sacia com mel do rochedo, aleluia, aleluia. Ps. Exultai em Deus, nosso auxílio.; cantai jubilosos ao Deus de Jacó. ℣. Glória ao Pai…

Coleta

Deus, qui Apóstolis tuis Sanctum dedísti Spíritum: concéde plebi tuæ piæ petitiónis efféctum; ut, quibus dedísti fidem, largiáris et pacem. Per D.N… in unitate ejusdem Spiritus Sancti. Ó Deus, que aos vossos Apóstolos enviastes o Espírito Santo, atendei às piedosas súplicas de vosso povo, e generosamente concedei a paz àqueles a quem já destes a fé. Por N. S… em união com o mesmo Espírito Santo.

Epístola (At 10, 34 e 42-48)

Léctio Actuum Apostolórum.

In diébus illis: Apériens Petrus os suum, dixit: Viri fratres, nobis præcépit Dóminus prædicáre pópulo: et testificári, quia ipse est, qui constitútus est a Deo iudex vivórum et mortuórum. Huic omnes Prophétæ testimónium pérhibent, remissiónem peccatórum accípere per nomen eius omnes, qui credunt in eum. Adhuc loquénte Petro verba hæc, cecidit Spíritus Sanctus super omnes, qui audiébant verbum. Et obstupuérunt ex circumcisióne fidéles, qui vénerant cum Petro: quia et in natiónes grátia Spíritus Sancti effúsa est. Audiébant enim illos loquéntes linguis et magnificántes Deum. Tunc respóndit Petrus: Numquid aquam quis prohibére potest, ut non baptizéntur hi, qui Spíritum Sanctum accepérunt sicut et nos? Et iussit eos baptizári in nómine Dómini Iesu Christi.

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Naqueles dias, Pedro, tomando a palavra, disse: Irmãos, o Senhor mandou-nos pregar ao povo e dar testemunho de que Ele é O que por Deus foi constituído juizados vivos e dos mortos. D’Ele dão testemunho todos os Profetas, que todos os que creem n’Ele, recebem por seu Nome a remissão dos pecados. Proferindo ainda Pedro estas palavras, desceu o Espírito Santo sobre todos os que ouviam a pregação. Os fiéis da circuncisão, que tinham vindo com Pedro, admiraram-se de que também sobre os gentios se derramasse o Dom do Espírito Santo. Porque os ouviam falar diversas línguas e glorificar a Deus. Então Pedro respondeu: Acaso pode alguém negar a água, para que não sejam batizados os que receberam o Espírito Santo, assim como nós? E mandou que eles se batizassem ao Nome do Senhor Jesus Cristo.

Aleluia (At 2, 4 | – ) 

Allelúia, allelúia. ℣. Loquebántur váriis linguis Apóstoli magnália Dei. Allelúia. (Hic genuflectitur) ℣. Veni, Sancte Spíritus, reple tuórum corda fidélium: et tui amóris in eis ignem accénde.

Aleluia, aleluia. ℣.  Os Apóstolos anunciavam em várias línguas as grandezas de Deus. Aleluia. Aleluia. (Aqui todos se ajoelham.) ℣. Vinde, Espírito Santo, enchei os corações de vossos fiéis, e acendei neles o fogo de vosso Amor.

Sequência 

Veni, Sancte Spíritus,
et emítte cǽlitus
lucis tuæ rádium.

Veni, pater páuperum;
veni, dator múnerum;
veni, lumen córdium.

Consolátor óptime,
dulcis hospes ánimæ,
dulce refrigérium.

In labóre réquies,
in æstu tempéries,
in fletu solácium.

O lux beatíssima,
reple cordis íntima
tuórum fidélium.

Sine tuo númine
nihil est in hómine,
nihil est innóxium.

Lava quod est sórdidum,
riga quod est áridum,
sana quod est sáucium.

Flecte quod est rígidum,
fove quod est frígidum,
rege quod est dévium.

Da tuis fidélibus,
in te confidéntibus,
sacrum septenárium.

Da virtútis méritum,
da salútis éxitum,
da perénne gáudium.

Amen. Allelúia.

Vinde, Santo Espírito,
Emiti um raio
Da celeste luz.
.
Vinde, Pai dos pobres,
Doador das graças,
Luz dos corações.
.
Consolador nosso,
Hóspede da alma,
Doce refrigério.
.
No labor repouso,
Na aflição sois gozo,
No calor, aragem.
.
Ó luz abençoada,
O íntimo enchei
Dos vossos fiéis.
.
Sem a vossa força,
Não há nada no homem,
Nada de inocente.
.
Ao sujo lavai,
Ao seco regai,
Curai o doente.
.
Envergai o rígido,
Aquecei o frígido,
Conduzi o errante.
.
Dai aos vossos filhos,
Que em Vós confiam,
Vossos sete dons.
.
Dai-lhes a virtude,
A imortal saúde,
O perene gáudio.
.
Amen. Aleluia.

.

Evangelho (Jo 3, 16-21)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Joánnem.

In illo témpore: Dixit Iesus Nicodémo: Sic Deus diléxit mundum, ut Fílium suum unigénitum daret: ut omnis, qui credit in eum, non péreat, sed hábeat vitam ætérnam. Non enim misit Deus Fílium suum in mundum, ut iúdicet mundum, sed ut salvétur mundus per ipsum. Qui credit in eum, non iudicátur; qui autem non credit, iam iudicátus est: quia non credit in nómine unigéniti Fílii Dei. Hoc est autem iudícium: quia lux venit in mundum, et dilexérunt hómines magis ténebras quam lucem: erant enim eórum mala ópera. Omnis enim, qui male agit, odit lucem, et non venit ad lucem, ut non arguántur ópera eius: qui autem facit veritátem, venit ad lucem, ut manifesténtur ópera eius, quia in Deo sunt facta. — CREDO…

Sequência do Santo Evangelho segundo João.

Naquele tempo, disse Jesus a Nicodemos: Deus amou tanto o mundo que sacrificou o seu Filho Unigênito, para que todo o que Nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus não enviou o seu, Filho ao mundo para julgar o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele. Quem Nele crê, não é julgado, mas quem não crê, já está julgado porque não crê no Nome do Filho Unigênito de Deus. E eis o julgamento: A Luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a Luz, porque as suas obras eram más. Todo aquele que faz o mal, odeia a Luz, e não se chega para a Luz, para que não sejam arguidas as suas obras; mas o que pratica a verdade, chega-se para a Luz a fim de que as suas obras sejam manifestadas, porque são feitas em Deus. — CREIO…

Ofertório (Sl 17, 14 e 16) 

Intónuit de cœlo Dóminus, et Altíssimus dedit vocem suam: et apparuérunt fontes aquárum, allelúia. O Senhor fez do céu ressoar o trovão, e o Altíssimo fez ouvir a sua voz. E brotaram as nascentes das águas, aleluia.

Secreta

Propítius, Dómine, quǽsumus, hæc dona sanctífica: et, hóstiæ spiritális oblatióne suscépta, nosmetípsos tibi pérfice munus ætérnum. Per D. N. Dignai-Vos, Senhor, santificar estes dons, e, aceitando a oferta deste Sacrifício espiritual, fazei de nós mesmos uma oblação eterna à vossa glória. Por N. S.

Prefácio (de Pentecostes)

℣. Dóminus vobíscum.
℞. Et cum spíritu tuo.
℣. Sursum corda.
℞. Habémus ad Dóminum.
℣. Grátias agámus Dómino Deo nostro.
℞. Dignum et iustum est.
.
Vere dignum et iustum est, æquum et salutáre, nos tibi semper et ubíque grátias ágere: Dómine sancte, Pater omnípotens, ætérne Deus: per Christum, Dóminum nostrum. Qui, ascéndens super omnes coelos sedénsque ad déxteram tuam, promíssum Spíritum Sanctum hodierna die in fílios adoptiónis effúdit. Quaprópter profúsis gáudiis totus in orbe terrárum mundus exsúltat. Sed et supérnæ Virtútes atque angélicæ Potestátes hymnum glóriæ tuæ cóncinunt, sine fine dicéntes: Sanctus, Sanctus, Sanctus…
℣. O Senhor seja convosco.
℞. E com o vosso espírito,
℣. Para o alto os corações.
℞. Já os temos para o Senhor,
℣. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
℞. É digno e justo.
.
Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar que, sempre e em todo o lugar, Vos demos graças, ó Senhor santo, Pai onipotente, eterno Deus, por Jesus Cristo Nosso Senhor. Ele, subindo ao mais alto dos céus, e estando assentado à vossa direita, fez descer (hoje) sobre os vossos filhos adotivos, o Espírito Santo que lhes prometera. Por isso o mundo inteiro exulta com imenso gozo, enquanto as sublimes Virtudes e as Potestades angélicas entoam o hino de vossa glória, dizendo sem fim: Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Jo 14, 26)

Spíritus Sanctus docébit vos, allelúia: quæcúmque díxero vobis, allelúia, allelúia. O Espírito Santo vos ensinará, aleluia, tudo o que vos tenho dito, aleluia, aleluia.

Pós-comunhão

Adésto, quǽsumus, Dómine, pópulo tuo: et, quem mystériis cœléstibus imbuísti, ab hóstium furóre defénde. Per D.N. Assisti a vosso povo, Vos pedimos, Senhor, e havendo-nos alimentado com os Mistérios celestes, defendei-nos contra o furor dos inimigos. Por N. S.

Traduções e comentários extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1962).


Clique em um dos demais dias para acessar a respectiva Liturgia:

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: