Liturgia Diária- 22/08/2020

IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA

Festa de 2ª Classe- Missa própria, com comemoração dos Santos Timóteo, Hipólito (Bispo) e Sinforiano, Mártires

Esta festa foi aprovada para a Igreja universal no dia 1º de maio de 1945. 


Páginas 1240 e 1244 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 07:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 22/08/2019

IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA

Festa de 2ª Classe- Missa própria, com comemoração dos Santos Timóteo, Hipólito (Bispo) e Sinforiano, Mártires

Esta festa foi aprovada para a Igreja universal no dia 1º de maio de 1945. 


Páginas 1240 e 1244 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 22/08/2018

FESTA DO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA

Festa de 2ª Classe- Missa Própria

Immaculate-Heart-of-Mary

Depois de ter em plena guerra consagrado o gênero humano ao imaculado coração de Maria para o colocar por esse modo por debaixo da particular proteção da Mãe do Salvador, S. Santidade Pio XII decretou que em 1944 que todos os anos se celebrasse doravante na Igreja inteira uma festa especial em honra de Coração Imaculado no dia 22 de Agosto.

É já antiga a devoção ao Coração Imaculado de Nossa Senhora. No século XVII propagou-a muito São João Eudes juntamente com a do Sagrado Coração de jesus. No século XIX o Papa Pio VII e Pio IX concederam as várias Igrejas particulares uma festa “do Coração Puríssimo de Maria”, fixada primeiramente no domingo depois da Assunção e mais tarde no sábado que se segue a festa do Sagrado Coração. Pio XII transferiu-a para 22 de Agosto e designou como principal intenção pedir, por intercessão da Santíssima Virgem, a “paz para os povos, a liberdade da Igreja, a conversão dos pecadores, o amor da pureza, e prática da virtude” (decreto de 4 de maio de 1944).


SANTOS TIMÓTEO, HIPÓLITO E SINFORIANO, Mártires

Comemoração- Missa do dia com 2ªs orações próprias

São Timóteo, cuja festa a Igreja hoje celebra, não é o discípulo de São Paulo, mas um mártir romano morto em 303 ou 306, durante a última perseguição. O seu corpo repousa em São paulo extramuros, junto do grande Apóstolo. – A história de Santo Hipólito, martirizado em Óstia, perto de Roma, permanece obscura. – São Sinforiano é um mártir de Autun, morto ainda jovem no século II ou III. É um dos grandes santos da Gália; foram construídas várias igrejas em sua honra. As suas atas parecem autênticas. 


Páginas 1240 a 1243 do Missal Quotidiano.


Missa às 18:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 22/08/2017

FESTA DO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA

Festa de 2ª Classe- Missa Própria

Immaculate-Heart-of-Mary

Depois de ter em plena guerra consagrado o gênero humano ao imaculado coração de Maria para o colocar por esse modo por debaixo da particular proteção da Mãe do Salvador, S. Santidade Pio XII decretou que em 1944 que todos os anos se celebrasse doravante na Igreja inteira uma festa especial em honra de Coração Imaculado no dia 22 de Agosto.

É já antiga a devoção ao Coração Imaculado de Nossa Senhora. No século XVII propagou-a muito São João Eudes juntamente com a do Sagrado Coração de jesus. No século XIX o Papa Pio VII e Pio IX concederam as várias Igrejas particulares uma festa “do Coração Puríssimo de Maria”, fixada primeiramente no domingo depois da Assunção e mais tarde no sábado que se segue a festa do Sagrado Coração. Pio XII transferiu-a para 22 de Agosto e designou como principal intenção pedir, por intercessão da Santíssima Virgem, a “paz para os povos, a liberdade da Igreja, a conversão dos pecadores, o amor da pureza, e prática da virtude” (decreto de 4 de maio de 1944).


Páginas 1240 a 1243 do Missal Quotidiano.


LEITURAS

Leitura (Eclo 24, 23-31)

Leitura do Livro de Sabedoria.

Naqueles dias: Cresci como a vinha de frutos de agradável odor, e minhas flores são frutos de glória e abundância. Sou a mãe do puro amor, do temor (de Deus), da ciência e da santa esperança, em mim se acha toda a graça do caminho e da verdade, em mim toda a esperança da vida e da virtude. Vinde a mim todos os que me desejais com ardor, e enchei-vos de meus frutos; pois meu espírito é mais doce do que o mel, e minha posse mais suave que o favo de mel. A memória de meu nome durará por toda a série dos séculos. Aqueles que me comem terão ainda fome, e aqueles que me bebem terão ainda sede. Aquele que me ouve não será humilhado, e os que agem por mim não pecarão. Aqueles que me tornam conhecida terão a vida eterna.

Evangelho (Lc 19, 25-27)

Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas. 

Naquele tempo: Junto à cruz de Jesus estavam de pé sua mãe, a irmã de sua mãe, Maria, mulher de Cléofas, e Maria Madalena. Quando Jesus viu sua mãe e perto dela o discípulo que amava, disse à sua mãe: Mulher, eis aí teu filho. Depois disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E dessa hora em diante o discípulo a levou para a sua casa.

Liturgia Diária- 22/08/2016

FESTA DO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA

Festa de 2ª Classe- Missa Própria

Immaculate-Heart-of-Mary

Depois de ter em plena guerra consagrado o gênero humano ao imaculado coração de Maria para o colocar por esse modo por debaixo da particular proteção da Mãe do Salvador, S. Santidade Pio XII decretou que em 1944 que todos os anos se celebrasse doravante na Igreja inteira uma festa especial em honra de Coração Imaculado no dia 22 de Agosto. É já antiga a devoção ao Coração Imaculado de Nossa Senhora. No século XVII propagou-a muito São João Eudes juntamente com a do Sagrado Coração de jesus. No século XIX o Papa Pio VII e Pio IX concederam as várias Igrejas particulares uma festa “do Coração Puríssimo de Maria”, fixada primeiramente no domingo depois da Assunção e mais tarde no sábado que se segue a festa do Sagrado Coração. Pio XII transferiu-a para 22 de Agosto e designou como principal intenção pedir, por intercessão da Santíssima Virgem, a “paz para os povos, a liberdade da Igreja, a conversão dos pecadores, o amor da pureza, e prática da virtude” (decreto de 4 de maio de 1944).

LEITURAS/LESSONS

Leitura (Eclo 24, 23-31)

Leitura do Livro de Sabedoria.

Naqueles dias: Cresci como a vinha de frutos de agradável odor, e minhas flores são frutos de glória e abundância. Sou a mãe do puro amor, do temor (de Deus), da ciência e da santa esperança, em mim se acha toda a graça do caminho e da verdade, em mim toda a esperança da vida e da virtude. Vinde a mim todos os que me desejais com ardor, e enchei-vos de meus frutos; pois meu espírito é mais doce do que o mel, e minha posse mais suave que o favo de mel. A memória de meu nome durará por toda a série dos séculos. Aqueles que me comem terão ainda fome, e aqueles que me bebem terão ainda sede. Aquele que me ouve não será humilhado, e os que agem por mim não pecarão. Aqueles que me tornam conhecida terão a vida eterna.

Evangelho (Lc 19, 25-27)

Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas. 

Naquele tempo: Junto à cruz de Jesus estavam de pé sua mãe, a irmã de sua mãe, Maria, mulher de Cléofas, e Maria Madalena. Quando Jesus viu sua mãe e perto dela o discípulo que amava, disse à sua mãe: Mulher, eis aí teu filho. Depois disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E dessa hora em diante o discípulo a levou para a sua casa.

In English

Lesson (Eccles. 24: 23-31)

Lesson from the Book of the Wisdon. 

As the vine I have brought forth a pleasant odor, and my flowers are the fruit of honor and riches. I am the mother of fair love, and of fear, and of knowledge, and of holy hope. In me is all grace of the way and of the truth in me is all hope of life and of virtue. Come over to me, all ye that desire me, and be filled with my fruits; for my spirit is sweet above honey, and my inheritance above honey and the honey-comb. My memory is unto everlasting generations. They that eat me, shall yet hunger; and they that drink me, shall yet thirst. He that hearkeneth to me, shall not be confounded, and they that work by me, shall not sin. They that explain me shall have life everlasting.

Gospel (Luke 19: 25-27)

The continuation of the holy Gospel according to John.

At that time, there stood by the cross of Jesus, His mother, and His mother’s sister Mary of Cleophas, and Mary Magdalen. When Jesus therefore had seen His mother and the disciple standing, whom He loved, He saith to His mother,”Woman, behold thy son.” After that He saith to the disciple, “Behold, thy mother.” And from that hour the disciple took her to his own.