Liturgia Mensal – Setembro/2020

12

O SANTÍSSIMO NOME DE MARIA

Festa de 3ª Classe- Missa própria

O Papa Inocêncio XI, em ação de graças pela libertação de Viena, instituiu a festa de hoje. É uma saudação dos filhos à sua Mãe Santíssima e uma invocação de sua proteção. Nos lugares em que se tornou conhecida a Religião cristã, foi invocado o Nome de Maria.


Páginas 1276 a 1278 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 08 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes. 


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 44: 13, 15 e 16 |ib., 2)

Vultum tuum deprecabúntur omnes dívites plebis: adducéntur Regi Vírgines post eam: próximæ eius adducéntur tibi in lætítia et exsultatióne. Ps. Eructávit cor meum verbum bonum: dico ego ópera mea Regi. ℣. Glória Patri… Todos os ricos do povo com dádivas suplicam o vosso olhar; virgens que a seguem serão conduzidas até o Rei; suas companheiras Vos serão apresentadas no meio da alegria e do júbilo. Sl. Exulta o meu coração em alegre canto; ao Rei dedico as minhas obras. ℣. Glória ao Pai…

Coleta

Concéde, quǽsumus, omnípotens Deus: ut fidéles tui, qui sub sanctíssimæ Vírginis Maríæ Nómine et protectióne lætántur; eius pia intercessióne a cunctis malis liberéntur in terris, et ad gáudia ætérna perveníre mereántur in coelis. Per D. N. Nós Vos rogamos, ó Deus onipotente, concedei a vossos fiéis que se alegram com o Nome e a proteção da Santíssima Virgem Maria, que, por sua piedosa intercessão se vejam livres de todos os males na terra e mereçam chegar às alegrias eternas no céu. Por N. S.

Leitura (Eclo 24, 23-31)

Léctio libri Sapiéntiae.

Ego quasi vitis fructificávi suavitátem odóris: et flores mei fructus honóris et honestátis. Ego mater pulchræ dilectiónis et timóris et agnitiónis et sanctæ spei. In me grátia omnis viæ et veritátis: in me omnis spes vitæ et virtútis. Transíte ad me, omnes qui concupíscitis me, et a generatiónibus meis implémini. Spíritus enim meus super mel dulcis, et heréditas mea super mel et favum. Memória mea in generatiónes sæculórum. Qui edunt me, adhuc esúrient: et qui bibunt me, adhuc sítient. Qui audit me, non confundétur: et qui operántur in me, non peccábunt. Qui elúcidant me, vitam ætérnam habébunt.

Leitura do livro da Sabedoria.

Assim como a vinha, eu produzia flores de suave odor e minhas flores dão frutos de glória e abundância. Eu sou a mãe do belo amor, do temor, da ciência e da santa esperança. Em mim está a graça do caminho e da verdade: em mim toda a promessa de vida e de virtude. Vinde a mim, vós: todos que me desejais e saciai-vos com meus frutos. Meu espírito é mais doce que o mel e minha herança mais suave que o mel e o favo. Minha memória se conservará nas gerações através dos séculos. Os que me comem me desejam ainda mais e os que me bebem terão de mim mais sede ainda. O que me escuta não será confundido e os que agem por mim não pecarão. Os que me glorificam, terão a vida eterna.

Gradual

Benedícta et venerábilis es, Virgo María: quæ sine tactu pudóris invénia es Mater Salvatóris. ℣. Virgo, Dei Génetrix, quem totus non capit orbis, in tua se clausit víscera factus homo.

Allelúia, allelúia. ℣. Post partum, Virgo, invioláta permansísti: Dei Génetrix, intercéde pro nobis. Allelúia.

Bendita e venerável sois vós, ó Virgem Maria, que sem ofensa de pureza, viestes a ser Mãe do Salvador. ℣. Ó Virgem Mãe de Deus, em vosso seio se encerrou feito homem, Aquele que o orbe inteiro não pode conter..

Aleluia, aleluia. ℣. Depois de haverdes dado à luz, ó Virgem, permanecestes Imaculada. Intercedei por nós, ó Mãe de Deus. Aleluia.

Evangelho (Lc 1, 26-38)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.

In illo témpore: Missus est Angelus Gábriel a Deo in civitátem Galilææ, cui nomen Názareth, ad Vírginem desponsátam viro, cui nomen erat Ioseph, de domo David, et nomen Vírginis María. Et ingréssus Angelus ad eam, dixit: Ave, grátia plena; Dóminus tecum: benedícta tu in muliéribus. Quæ cum audísset, turbáta est in sermóne eius: et cogitábat, qualis esset ista salutátio. Et ait Angelus ei: Ne tímeas, María, invenísti enim grátiam apud Deum: ecce, concípies in útero et páries fílium, et vocábis nomen eius Iesum. Hic erit magnus, et Fílius Altíssimi vocábitur, et dabit illi Dóminus Deus sedem David, patris eius: et regnábit in domo Iacob in ætérnum, et regni eius non erit finis. Dixit autem María ad Angelum: Quómodo fiet istud, quóniam virum non cognósco? Et respóndens Angelus, dixit ei: Spíritus Sanctus supervéniet in te, et virtus Altíssimi obumbrábit tibi. Ideóque et quod nascétur ex te Sanctum, vocábitur Fílius Dei. Et ecce, Elisabeth, cognáta tua, et ipsa concépit fílium in senectúte sua: et hic mensis sextus est illi, quæ vocátur stérilis: quia non erit impossíbile apud Deum omne verbum. Dixit autem María: Ecce ancílla Dómini, fiat mihi secúndum verbum tuum.

Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas.

Naquele tempo, foi o Anjo Gabriel enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, a uma Virgem desposada com um varão que se chamava José, da casa de Davi; e o Nome da Virgem era Maria. Entrando o Anjo onde ela estava, disse-lhe: Ave, cheia de graça; o Senhor é contigo: bendita és tu entre as mulheres. Ouvindo isto, ela se assustou e pensava no que significaria esta saudação. Mas o Anjo lhe disse: Não temas, Maria, pois achaste graça diante de Deus. Eis que conceberás em teu seio e darás à luz um Filho, e por-Lhe-ás o Nome de Jesus. Ele será grande e será chamado o Filho do Altíssimo. O Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai; e reinará eternamente na casa de Jacó e seu Reino não terá fim. Perguntou então Maria ao Anjo: Como se fará isso, se-não conheço varão? Respondeu-lhe o Anjo: O Espirito Santo descerá sobre ti, e a força do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra. Por isso também o Santo que nascer de ti, será chamado Filho de Deus. E eis que Isabel, tua parenta, concebeu um Filho na sua velhice; e este é o sexto mês daquela que é chamada estéril, porque a Deus nada é impossível. Então disse Maria: Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a sua palavra.

Ofertório (Lc 1, 28 e 42)

Ave, María, grátia plena; Dóminus tecum: benedícta tu in muliéribus, et benedíctus fructus ventris tui. Ave, Maria, cheia de graça, o Senhor é contigo, bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto de teu ventre. 

Secreta

Tua, Dómine, propitiatióne, et beátæ Maríæ semper Vírginis intercessióne, ad perpétuam atque præséntem hæc oblátio nobis profíciat prosperitátem et pacem. Per D.N. Aproveite-nos, Senhor, esta oblação para a nossa perpétua e presente paz e prosperidade, por vossa misericórdia, e pela intercessão da Bem-aventurada sempre Virgem Maria. Por N.S.

Prefácio (da Ssma. Virgem)

℣. Dóminus vobíscum.
℞. Et cum spíritu tuo.
℣. Sursum corda.
℞. Habémus ad Dóminum.
℣. Grátias agámus Dómino Deo nostro.
℞. Dignum et iustum est.
.
Vere dignum et justum est, æqum et salutáre, nos tibi semper, et ubique grátias ágere: Dómine sancte, Pater omnípotens, ætérne Deus. Et te in festivitate beátæ Mariæ semper Vírginis collaudáre, benedícere, et prædicáre. Quæ et Unigénitum tuum Sancti Spíritus obumbratióne concépit, et virginitátis glória permanénte, lumen ætérnum mundo effúdit, Jesum Christum Dóminum nostrum. Per quem majestátem tuam laudant Angeli, adórant Dominatiónes, tremunt Potestátes coeli coelorúmque Virtútes, ac beáta Séraphim, sócia exsultatióne concélebrant. Cum quibus et nostras voces ut admitti júbeas deprecámur, súpplici confessióne dicéntes: Sanctus, Sanctus, Sanctus…
℣. O Senhor seja convosco.
℞. E com o vosso espírito,
℣. Para o alto os corações.
℞. Já os temos para o Senhor,
℣. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
℞. É digno e justo.
.
Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar que, sempre e em todo o lugar, Vos demos graças, ó Senhor santo, Pai onipotente, eterno Deus. E que, na Festividade da Bem-aventurada sempre Virgem Maria, Vos louvemos, bendigamos e exaltemos. Por obra do Espírito Santo ela concebeu o vosso Unigênito, e permanecendo com a glória da virgindade, deu ao mundo a eterna Luz, Jesus Cristo, Nosso Senhor. Por Ele os Anjos louvam a vossa Majestade, as Dominações a adoram, tremem as Potestades. Os Céus, as Virtudes dos Céus e os bem-aventurados Serafins a celebram com recíproca alegria. As suas vozes, nós Vos rogamos, mandeis que. se unam as nossas, quando, em humilde confissão, Vos dizemos: Santo, Santo, Santo…

Comunhão

Beáta viscera Maríæ Vírginis, quæ portavérunt ætérni Patris Fílium, allelúia. Bem-aventuradas as entranhas dá Virgem Maria que encerraram o Filho do Pai Eterno.

Pós-comunhão

Sumptis, Dómine, salútis nostræ subsídiis: da, quǽsumus, beátæ Maríæ semper Vírginis patrocíniis nos ubíque prótegi; in cuius veneratióne hæc tuæ obtúlimus maiestáti. Per D. N. Tendo recebido, Senhor, os auxílios de nossa salvação, pedimos nos concedais que em todo o lugar, nos proteja o patrocínio da Bem-aventurada sempre Virgem Maria, em cuja honra oferecemos este sacrifício à vossa divina Majestade. Por N. S. 

 


Traduções e comentários extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1962).

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: