Meditações – Mês de Maria – 9º Dia

9º DIA – Maria é o apoio que constitui minha força

Liturgia Diária- 20/08/2018

SÃO BERNARDO, Abade e Doutor

Festa de 3ª Classe- Missa “In Medio”, com Epístola própria

É uma alegria, nos dias que se seguem à Assunção, poder celebrar a festa de São Bernardo, cujo principal título de glória é ter cantado, com inefável ternura e ardente piedade, em suas orações, obras e sermões, as grandezas de Maria. Nascido em 1090 em Fontaine-lez-Dijon, entrou no mosteiro de Cister aos 22 anos, arrastando com ele quatro de seus irmãos e trinta nobres da sua idade. A Ordem Cisterciense, ramo saído do velho tronco beneditino, adquire então um novo vigor que lhe permite cobrir com seus rebentos a Europa inteira. Bernardo fundou, passado pouco tempo, a grande abadia de Claraval, a que ficou ligado o seu nome. Derramou sobre mais de setecentos monges os tesouros de doutrina e sabedoria que Deus lhe tinha confiado. Grande contemplativo, São Bernardo nem por isso se alheou das questões da história do seu tempo. Foi um dos que imprimiram ao século XII o seu caráter tão profundamente cristão. Pôs fim ao cisma de Anacleto, que perturbava o clero e o povo de Roma. Refutou a heresia de Abelardo no Concílio de Sens, e desmascarou os erros de Arnaldo de Bréscia. Pregou a segunda cruzada. São Bernardo morreu em Claraval, em 20 de agosto de 1153. Seu corpo foi colocado aos pés do altar da Virgem. Deixava atrás de si 165 mosteiros. Os seus escritos, cheios duma doutrina inspirada pela sabedoria divina, fizeram-no alinhar entre os doutores da Igreja.