Liturgia Diária- 28/12/2019

OS SANTOS INOCENTES, Mártires

Festa de 2ª Classe- Missa Própria – Estação em São Paulo

Na igreja de S. Paulo em Roma (Statio), veneram-se as relíquias dessas Testemunhas da Divindade de Nosso Senhor, que confessaram a sua fé, “não em palavras, mas sofrendo a morte” (Oração). Alegres, unimo-nos a elas e assinamos também nós este testemunho (Introito). A mesma graça nos auxiliará e nos libertará dos laços do inimigo e nos fará seguir o Cordeiro (Epístola, Gradual). O Evangelho nos narra o acontecimento histórico: como a Providência de Deus salvou ao Menino Jesus e a seus pais. Ela mesma se serviu da maldade do perseguidor para dar tão grande distinção e glória aos Santos Inocentes. Peçam eles por nós, para que também os nossos sacrifícios sejam aceitos por Deus (Secreta, Pós-comunhão), e para que a nossa vida, que é um constante morrer, seja para nós um penhor de vida eterna. .


Páginas 69 a 72 do Missal Quotidiano.


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Próximas Missas

23/12 (segunda-feira)Missa às 18 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.

24/12 (terça-feira)Noite de Natal – Missa Cantada às 20 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.

25/12 (quarta-feira)Dia de Natal – Missa Rezada às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.

De 26/12 (quinta-feira) a 28/12 (sábado) – Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.

29/12Domingo dentro da Oitava de Natal

  • Missa Rezada às 09:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.
  • Missa Cantada às 15:30 horas na Catedral Santa Terezinha.

Atendimento de Confissões- Antes das Missas na Capela.

Liturgia Diária- 28/12/2018

OS SANTOS INOCENTES, Mártires

Festa de 2ª Classe- Missa Própria – Estação em São Paulo

Na igreja de S. Paulo em Roma (Statio), veneram-se as relíquias dessas Testemunhas da Divindade de Nosso Senhor, que confessaram a sua fé, « não em palavras, mas sofrendo a morte » (Oração). Alegres, unimo-nos a elas e assinamos também nós este testemunho (Introito). A mesma graça nos auxiliará e nos libertará dos laços do inimigo e nos fará seguir o Cordeiro (Epístola, Gradual). O Evangelho nos narra o acontecimento histórico: como a Providência de Deus salvou ao Menino Jesus e a seus pais. Ela mesma se serviu da maldade do perseguidor para dar tão grande distinção e glória aos Santos Inocentes. Peçam eles por nós, para que também os nossos sacrifícios sejam aceitos por Deus (Secreta, Pós-comunhão), e para que a nossa vida, que é um constante morrer, seja para nós um penhor de vida eterna. .


Páginas 69 a 72 do Missal Quotidiano.


Missa às 18:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


Liturgia Diária- 28/12/2017

SANTOS INOCENTES, Mártires

Festa de 2ª Classe- Missa Própria com Comemoração da Oitava do Natal

Holy_Innocents_Pic

Nesta Oitava do Natal, a Igreja imortaliza a memória das criancinhas das cercanias de Belém, massacradas por Herodes. Imoladas à impiedade do monarca, estas vidas inocentes são um testemunho de Cristo, perseguido, desde o berço, pelo mundo que não O quer receber. É já o próprio Cristo que está em causa na carnificina daquelas crianças. É já opção “por” ou “contra” Ele que entra em jogo. Mas a perseguição será impotente, perante a obra da Salvação, que Jesus veio a realizar e nada poderá impedir. 

Virá a cair, um dia, nas mãos dos adversários, mas só na hora marcada por Deus, e para resgatar o mundo com o próprio sangue. 


Páginas 69 a 72 do Missal Quotidiano.


Missa às 18:30 horas na Capela São Judas Tadeu.


LEITURAS

Leitura (Ap 14, 1-5)


Serve-se a Igreja duma das mais belas visões de São João para nos mostrar a sorte invejável reservada, no Céu, àqueles que realizam o duplo ideal do martírio e da virgindade. São desse número as crianças massacradas por Herodes. 


Leitura do Livro de Apocalipse de São João Apóstolo.

Naqueles dias: Eu vi ainda: o Cordeiro estava de pé no monte Sião, e perto dele cento e quarenta e quatro mil pessoas que traziam escritos na fronte o nome dele e o nome de seu Pai. Ouvia, entretanto, um coro celeste semelhante ao ruído de muitas águas e ao ribombar de potente trovão. Esse coro que eu ouvia era ainda semelhante a músicos tocando as suas cítaras. Cantavam como que um cântico novo diante do trono, diante dos quatro Animais e dos Anciãos. Ninguém podia aprender este cântico, a não ser aqueles cento e quarenta e quatro mil que foram resgatados da terra. Estes são os que não se contaminaram com mulheres, pois são virgens. São eles que acompanham o Cordeiro por onde quer que vá; foram resgatados dentre os homens, como primícias oferecidas a Deus e ao Cordeiro. Em sua boca não se achou mentira, pois são irrepreensíveis.

Evangelho (Mt 2, 13-18)


São Mateus vê, na fuga para o Egito e na angústia provocada pelo massacre dos Inocentes, a realização de dois textos proféticos. Numerosos fatos da vida de Jesus realizam os vaticínios das Escrituras e provam, por conseguinte, que Ele é efetivamente o Messias.


Sequência do Santo Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus.

 Naquele tempo: Depois de sua partida, um anjo do Senhor apareceu em sonhos a José e disse: Levanta-te, toma o menino e sua mãe e foge para o Egito; fica lá até que eu te avise, porque Herodes vai procurar o menino para o matar. José levantou-se durante a noite, tomou o menino e sua mãe e partiu para o Egito. Ali permaneceu até a morte de Herodes para que se cumprisse o que o Senhor dissera pelo profeta: Eu chamei do Egito meu filho (Os 11,1). Vendo, então, Herodes que tinha sido enganado pelos magos, ficou muito irado e mandou massacrar em Belém e nos seus arredores todos os meninos de dois anos para baixo, conforme o tempo exato que havia indagado dos magos. Cumpriu-se, então, o que foi dito pelo profeta Jeremias: Em Ramá se ouviu uma voz, choro e grandes lamentos: é Raquel a chorar seus filhos; não quer consolação, porque já não existem (Jer 31,15)!