Liturgia Mensal – Novembro/2020

26

S. SILVESTRE, Abade

Festa de 3ª Classe- Missa “Os justi” (2) com orações próprias e comemoração de S. Pedro de Alexandria, Bispo e Mártir

Olhando para o cadáver desfigurado de um parente seu, ficou profundamente abalado. “O que este foi, eu sou, e o que este é, eu serei”. Abandonando então o mundo, retirou-se para a solidão (Oração). Mais tarde, com alguns Companheiros, fundou a Ordem dos Silvestrinos com a regra de S. Bento.


Páginas 1389 a 1390 e 867 a 870 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 07:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 36, 30-31.1)

Os justi meditábitur sapiéntiam, et lingua ejus loquétur judícium: lex Dei ejus in corde ipsíus. Ps. Noli æmulári in malignántibus; neque zeláveris faciéntes iniquitatem. ℣.Glória Patri. A boca do Justo fala a sabedoria e a sua língua profere a equidade. A lei de seu Deus está em seu coração. SL. Não tenhas ciúmes dos maus, nem tenhas inveja dos que praticam a iniquidade. ℣.Glória ao Pai

Coleta

Clementíssime Deus, qui sanctum Silvéstrum Abbátem, sæculi hujus vanitátem in apérto túmulo pie meditántem, ad erénum vocáre, et præcláris vitæ méritis decoráre dignátus es: te súpplices exorámus ut, ejus exémplo terréna despiciéntes, tui consórtio perfruámur ætérno. Per D.N. Ó Deus clementíssimo, que em vossa bondade chamastes ao deserto o santo Abade Silvestre, quando, num túmulo aberto, meditava piedosamente sobre as vaidades do mundo, e ornastes a sua vida com exímios merecimentos, humildemente Vos rogamos, que, a seu exemplo, desprezemos as coisas da terra e da eternidade e gozemos de vossa presença. Per D.N.

2ª Coleta (de S. Pedro)

Infirmitátem nostram, réspice, omnípotens Deus: et, quia pondus própriæ actiónis gravat, beáti Petri Mártyris tui atque Pontíficis intercessio gloriósa nos prótegat. Per D.N. Ó Deus onipotente, olhai para a nossa fraqueza e, por nos oprimir o peso de nossas culpas, fazei que a gloriosa intercessão de S. Pedro vosso Mártir e Pontífice, nos proteja. Per D.N.

Epístola (Eclo 45,1-6)

Léctio líbri Sapiéntiae.

Diléctus Deo et homínibus, cujus memória in benedictióne est. Símilem illum fecit in glória sanctórum, et magnificávit eum in timóre inimicórum, et in verbis suis monstra placávit. Glorificávit illum in conspéctu regum, et jussit illi coram pópulo suo, et osténdit illi gloriam suam. In fide et lenitáte ipsíus sanctum fecit illum, et elégit eum ex omni carne. Audívit enim eum et vocem ipsíus, et indúxit illum in nubem. Et dedit illi coram praecépta, et legem vitae et disciplínae. 

Leitura do Livro da Sabedoria. 

Ele [Moisés] foi amado de Deus e dos homens; sua memória é abençoada. O Senhor o igualou aos Santos na glória, engrandeceu-o para temor dos seus inimigos e por suas palavras fez cessar as pragas. Glorificou-o diante dos reis; deu-lhe seus preceitos diante de seu povo e mostrou-lhe sua glória. Por sua fidelidade e mansidão o santificou e o escolheu dentre todos os homens. Deus lhe fez ouvir a sua voz, e fê-lo entrar na nuvem. E deu-lhe, face a face, os seus preceitos e a lei da vida e da doutrina.

Gradual (Sl 20, 4-5 | Sl 91,13)

Dómine, prævenísti eum in benedictiónibus dulcédinis: posuísti in cápite ejus corónam de Iápide pretióso. ℣. Vitam pétiit a te, et tribuísti ei longitúdinem diérum in sæculum sæculi. 

Allelúia, allelúia. ℣. Justus ut palma florébit: sicut cedrus Líbani multiplicábitur. Allelúia.

Senhor, Vós lhe concedestes abundantes bênçãos; pusestes sobre a sua cabeça uma coroa de pedras preciosas. ℣. Pediu-vos vida e largos anos lhe concedestes pelos séculos dos séculos.

Aleluia, aleluia. ℣. O Justo floresce como a palmeira, na plenitude da fôrça, como o cedro do Líbano. Aleluia.

Evangelho (Mt 19, 27-29)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthaéum. 

In illo témpore: Dixit Petrus ad Iesum: Ecce, nos relíquimus ómnia, et secúti sumus te: quid ergo erit nobis? Iesus autem dixit illis: Amen, dico vobis, quod vos, qui secuti estis me, in regeneratióne, cum séderit Fílius hóminis in sede maiestátis suæ, sedébitis et vos super sedes duódecim, iudicántes duódecim tribus Israël. Et omnis, qui relíquerit domum, vel fratres, aut soróres, aut patrem, aut matrem, aut uxórem, aut fílios, aut agros, propter nomen meum, céntuplum accípiet, et vitam ætérnam possidébit.

Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, disse Pedro a Jesus: Eis que abandonamos tudo e Vos seguimos: que recompensa haverá então para nós? Respondeu-lhe Jesus: Em verdade vos digo, que no dia da regeneração, quando o Filho do homem se assentar no trono de sua glória, também vós, que me seguistes, assentar-vos-eis em doze tronos, e julgareis as doze tribos de Israel. E todo aquele que deixar a casa, ou os irmãos, ou as irmãs, ou o pai, ou a mãe, ou a mulher, ou os filhos, ou as terras, por causa de meu Nome, receberá o cêntuplo e possuirá a vida eterna.

Ofertório (Sl 20, 3-4)

Desiderium animae ejus tribuisti ei, Domine, et voluntate labiorum ejus non fraudasti eum: posuisti in capite ejus coronam de lapide pretióso. Vós satisfizestes o desejo de seu coração, Senhor, e não desprezastes os votos de seus lábios. Pusestes sobre a sua cabeça uma coroa de pedras preciosas.

Secreta

Quæsumús, Dómine: ut, dum hæc múnera divínæ majestàti tuæ reverénter offérimus: pia mentis præparatióne et cordis puritáte, béati Silvéstri Abbátis imitatóres effécti, corpus et sánguinem Fílii tui sancte percípere mereámur: Qui tecum vivit et regnat. Oferecendo-Vos respeitosamente estes dons, Vos rogamos, Senhor, nos tornemos pela piedosa preparação de nossa mente e pureza de coração, imitadores de S. Silvestre, Abade, e assim mereçamos receber santamente o Corpo e o Sangue de vosso Filho, que, sendo Deus, convosco vive e reina.

2ª Secreta (de S. Pedro)

Refécti participatióne múneris sacri, quæsumus, Dómine Deus noster: ut, cujus exséquimur cultum, intercedénte beáto Petri Mártyre tuo atque Pontífice, sentiámus efféctum. Per D.N. Senhor, aceitai benigno as hóstias que Vos oferecemos, e pelos méritos de S. Pedro, vosso Mártir e Pontífice, concedei que elas nos sirvam de perpétuo socorro. Por N. S.

Prefácio (Comum)

℣. Dóminus vobíscum.
℞. Et cum spíritu tuo.
℣. Sursum corda.
℞. Habémus ad Dóminum.
℣. Grátias agámus Dómino Deo nostro.
℞. Dignum et iustum est.
.
Vere dignum et justum est, aequum et salutare, nos Tibi simper, et ubique gratias agere: Domine sancte, Pater omnipotens, aeterne Deus: per Christum Dominum nostrum. Per quem majestatem Tuam laudant Angeli, adorant Dominationes, tremunt Potestates, Coeli, Coelorumque Virtutes, ac beata Seraphim socia exultatione concelebrant. Cum quibus et nostras voces, ut admitti, jubeas, supplici confessione dicentes: Sanctus, Sanctus, Sanctus…
℣. O Senhor seja convosco.
℞. E com o vosso espírito,
℣. Para o alto os corações.
℞. Já os temos para o Senhor,
℣. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
℞. É digno e justo.
.
Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar, que, sempre e em todo o lugar, Vos demos graças, ó Senhor santo, Paí onipotente, eterno Deus, por Jesus Cristo, Nosso Senhor. É por Ele que os Anjos louvam a vossa Majestade, as Dominações a adoram, tremem as Potestades. Os Céus, as virtudes dos Céus, e os bem-aventurados Serafins a celebram com recíproca alegria. Às suas vozes, nós Vos rogamos, mandeis que se unam as nossas, quando em humilde confissão Vos dizemos: Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Lc 12,42)

Fidélis servus et prudens, quem constítuit dóminus super famíliam suam: ut det illis in témpore trítici mensúram. Eis o servo fiel e prudente que o Senhor pôs à frente de sua família, para dar a cada um o Pão, a seu tempo.

Pós-comunhão

Divina dape reféctis tríbue quæsumus, Dómine:sancti Silvéstri Abbátis vestígiis ita inhærére; ut copiósam mercédem in regno glóriæ tuæ cum sanctis habeámus. Per D.N. Fortalecidos pelo Alimento divino, Vos rogamos, Senhor, fazei-nos seguir de tal modo os ensinamentos de S. Silvestre, Abade, que mereçamos receber copiosa recompensa com os Santos no Reino de vossa glória. Por N. S.

2ª Pós-comunhão (de S. Pedro)

Refécti participatióne múneris sacri, quæsumus, Dómine Deus noster: ut, cujus exséquimur cultum, intercedénte beáto Petri Mártyre tuo atque Pontífice, sentiámus efféctum. Per D.N. Fortalecidos com a participação deste Dom Sagrado, nós Vos rogamos, Senhor, nosso Deus, que por intercessão de S. Pedro, vosso Mártir e Pontífice, sintamos o efeito do Mistério que hoje celebramos. Por N. S.
S. Pedro de Alexandria

Traduções e comentário extraídos do Missal de D. Beda (1947/1962). 

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: