Liturgia Mensal – Julho/2020

31/07

S. INÁCIO DE LOIOLA, Confessor

Festa de 3ª Classe- Missa própria

Nasceu na Espanha em 1491. Como oficial do exército, foi gravemente ferido no cerco de Pamplona. Boas leituras, durante a sua doença, o levaram a deixar o mundo e a servir somente na milícia do Senhor. Em Paris, alguns varões, animados dos mesmos ideais, fundaram com ele a Companhia de Jesus. Em obediência ao Superior, estes “soldados do Cristo” queriam propagar e defender a religião católica e trabalhar na restauração da vida religiosa. Inácio, o primeiro “General ” morreu em Roma. Pio XI o declarou Padroeiro dos exercícios espirituais.


Páginas 1201 a 1203 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Fil. 2, 10-11| Sl 5, 12-13)

In nómine Iesu omne genu fléctitur, coeléstium, terréstrium et infernórum: et omnis lingua confiteátur, quia Dóminus Iesus Christus in glória est Dei Patris. Ps. Gloriabúntur in te omnes, qui díligunt nomen tuum: quóniam tu benedíces justo. ℣. Glória Patri… Ao nome de Jesus, se dobre todo joelho daqueles que estão no céu, na terra e debaixo dela; e toda língua confesse que o Senhor Jesus Cristo está na glória de Deus Pai. Sl. Todos os que amam o vosso Nome, Vos louvem, ó Senhor, porque abençoais o Justo. ℣. Glória ao Pai…

Coleta

Deus, qui ad maiórem tui nóminis glóriam propagándam, novo per beátum Ignátium subsídio militántem Ecclésiam roborásti: concéde; ut, eius auxílio et imitatióne certántes in terris, coronári cum ipso mereámur in coelis. Per D.N. Ó Deus, que para a propagação da maior glória de vosso Nome, destes nova força à vossa Igreja militante com um novo subsídio, por meio de S. Inácio, concedei-nos, que, com seu auxílio e a seu exemplo, combatendo na terra, mereçamos ser coroados com ele no céu. Por N. S.

Epístola (II Tim 2, 8-10; 3, 10-12)

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Timótheum.

Caríssime: Memor esto, Dóminum Iesum Christum resurrexísse a mórtuis ex sémine David, secúndum Evangélium meum, in quo labóro usque ad víncula, quasi male óperans: sed verbum Dei non est alligátum. Ideo ómnia sustíneo propter eléctos, ut et ipsi salútem consequántur, quæ est in Christo Iesu, cum glória coelésti. Tu autem assecútus es meam doctrínam, institutiónem, propósitum, fidem, longanimitátem, dilectiónem, patiéntiam, persecutiónes, passiónes: quália mihi facta sunt Antiochíæ, Icónii et Lystris: quales persecutiónes sustínui, et ex ómnibus erípuit me Dóminus. Et omnes, qui pie volunt vívere in Christo Iesu, persecutiónem patiéntur.

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo a Timóteo.

Caríssimo: Lembra-te que o Senhor Jesus Cristo, da estirpe de Davi, ressuscitou dos mortos, segundo o meu Evangelho pelo qual sofro ao ponto de ser algemado, como se fora um malfeitor; mas a palavra de Deus não está presa. Eis porque, tudo suporto pelos escolhidos, para que também eles consigam a salvação que está no Cristo Jesus, com a glória celeste. Tu, porém, tens seguido a minha doutrina, o meu modo de viver, as minhas resoluções, a fé, a longanimidade, a caridade, a paciência: as perseguições, os vexames que me fizeram em Antioquia, Icônio e Listria. Grandes foram as perseguições que sofri, mas de todas me livrou o Senhor. E assim todos os que querem viver piamente no Cristo Jesus padecerão perseguições.
.

Gradual (Sl 91, 13 e 14 e 3 |Tg 1, 12)

Justus ut palma florébit: sicut cedrus Líbani multiplicábitur in domo Dómini. ℣. Ad annuntiándum mane misericórdiam tuam, et veritátem tuam per noctem.

Allelúia, allelúia. ℣. Beátus vir, qui suffert tentatiónem: quóniam, cum probátus fúerit, accípiet corónam vitæ. Allelúia.

O Justo floresce como a palmeira, na plenitude da fôrça, como o cedro do Líbano na casa do Senhor. ℣. Para anunciar pela manhã a vossa misericórdia e a vossa fidelidade durante a noite. 

Aleluia, aleluia. ℣. Bem-aventurado o homem que suporta a tentação; porque depois que tiver sido provado receberá a coroa da vida. Aleluia. 

Evangelho (Lc 10, 1-9)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.

In illo témpore: Designávit Dóminus et alios septuagínta duos: et misit illos binos ante fáciem suam in omnem civitátem et locum, quo erat ipse ventúrus. Et dicebat illis: Messis quidem multa, operárii autem pauci. Rogáte ergo Dóminum messis, ut mittat operários in messem suam. Ite: ecce, ego mitto vos sicut agnos inter lupos. Nolíte portáre sacculum neque peram neque calceaménta; et néminem per viam salutavéritis. In quamcúmque domum intravéritis, primum dícite: Pax huic dómui: et si ibi fúerit fílius pacis, requiéscet super illum pax vestra: sin autem, ad vos revertétur. In eádem autem domo manéte, edéntes et bibéntes quæ apud illos sunt: dignus est enim operárius mercéde sua. Nolíte transíre de domo in domum. Et in quamcúmque civitátem intravéritis, et suscéperint vos, manducáte quæ apponúntur vobis: et curáte infírmos, qui in illa sunt, et dícite illis: Appropinquávit in vos regnum Dei.

Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas.

Naquele tempo, designou o Senhor outros setenta e dois discípulos e mandou-os, dois a dois, em suai frente, por todas as cidades e lugares onde Ele próprio devia ir. Ele lhes dizia: A messe é grande, mas os operários são poucos. Rogai, pois, ao dono da seara que mande operários para sua messe. Ide, eis que vos envio como cordeiros para o meio de lobos. Não leveis bolsa, nem alforge, nem calçado e pelo caminho a ninguém saudeis. Em qualquer casa em que entrardes, dizei primeiro: A paz seja nesta casa. E se aí houver um filho da paz, repousará sobre ele a vossa paz; se não, voltará ela para vós. Na mesma casa ficai, comendo e bebendo do que eles tiverem, pois o operário merece seu salário. Não andeis de casa em casa. E se entrardes em alguma cidade e vos receberem, comei o que vos derem. Curai os enfermos que aí houver e dizei-lhes: Aproximou-se de vós o Reino de Deus.

Ofertório (Sl 88, 25)

Véritas mea et misericórdia mea cum ipso: et in nómine meo exaltábitur cornu ejus. Minha fidelidade e minha misericórdia estarão com ele, e em meu Nome se levantará o seu poder.

Secreta

Adsint, Dómine Deus, oblatiónibus nostris sancti Ignátii benígna suffrágia: ut sacrosáncta mystéria, in quibus omnis sanctitátis fontem constituísti, nos quoque in veritáte sanctíficet. Per D.N. Nossas oferendas, ó Deus e Senhor, sejam acompanhadas pelas benignas orações de S. Inácio, a fim de que os sacrossantos Mistérios em que estabelecestes a origem de toda santidade, verdadeiramente também
a nós santifiquem. Por N.S.

Prefácio (Comum)

℣. Dóminus vobíscum.
℞. Et cum spíritu tuo.
℣. Sursum corda.
℞. Habémus ad Dóminum.
℣. Grátias agámus Dómino Deo nostro.
℞. Dignum et iustum est.
.
Vere dignum et justum est, aequum et salutare, nos Tibi simper, et ubique gratias agere: Domine sancte, Pater omnipotens, aeterne Deus: per Christum Dominum nostrum. Per quem majestatem Tuam laudant Angeli, adorant Dominationes, tremunt Potestates, Coeli, Coelorumque Virtutes, ac beata Seraphim socia exultatione concelebrant. Cum quibus et nostras voces, ut admitti, jubeas, supplici confessione dicentes: Sanctus, Sanctus, Sanctus…
℣. O Senhor seja convosco.
℞. E com o vosso espírito,
℣. Para o alto os corações.
℞. Já os temos para o Senhor,
℣. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
℞. É digno e justo.
.
Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar, que, sempre e em todo o lugar, Vos demos graças, ó Senhor santo, Paí onipotente, eterno Deus, por Jesus Cristo, Nosso Senhor. É por Ele que os Anjos louvam a vossa Majestade, as Dominações a adoram, tremem as Potestades. Os Céus, as virtudes dos Céus, e os bem-aventurados Serafins a celebram com recíproca alegria. Às suas vozes, nós Vos rogamos, mandeis que se unam as nossas, quando em humilde confissão Vos dizemos: Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Lc 12, 49)

Ignem veni míttere in terram: et quid volo, nisi ut accendátur? Eu vim trazer o fogo à terra; e que posso desejar senão que ele arda ?

Pós-comunhão

Laudis hóstia, Dómine, quam pro sancto Ignátio grátias agentes obtúlimus: ad perpétuam nos maiestátis tuæ laudatiónem, eius intercessióne, pérducat. Per D.N. Senhor, esta hóstia de louvor que, dando graças, Vos oferecemos em honra de S. Inácio, nos conduza por sua intercessão, ao eterno louvor de vossa Majestade. Por N.S.

Traduções e comentários extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1962).

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: