Liturgia Mensal – Outubro/2020

09

S. JOÃO LEONARDI, Confessor

Festa de 3ª Classe- Missa própria e comemoração dos Ss. Dionísio (Bispo), Rústico e Eleutério, Mártires

Filho de uma família piedosa viveu cristãmente no mundo até a idade de 26 anos, quando se sentiu chamado para o estado clerical. Fazendo grandes progressos nos seus estudos, foi ordenado Sacerdote depois de 4 anos e, pouco tempo depois, fundou a Congregação dos Clérigos Regulares a que chamara de Nossa Senhora. Pregando e escrevendo, trabalhou muito para a salvação das almas. Tanto ele como sua Congregação tiveram de sofrer muitas perseguições, mas venceram e a Congregação foi aprovada pela Santa Sé. Mais tarde ainda ele cooperou na formação de jovens Missionários. Rico em merecimento, e fazendo austeras penitências morreu em Roma, no dia 9 de outubro de 1909.


Páginas 1325 a 1328 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 07:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Eclo 42, 15-16 | Sl 95, 1)

In sermónibus Dómini ópera ejus: sol illúminans per ómnia respéxit, et glória Dómini plenum est opus ejus. Ps. Cantáte Dómino cánticum novum: cantáte Dómino, omnis terra. ℣. Glória Patri… Pelas palavras do Senhor se dirigem as suas obras; como o sol ilumina todas as coisas, assim as suas obras estão cheias da glória do Senhor. Sl. Cantai ao Senhor um cântico novo: cantai ao Senhor, ó terra toda. ℣. Glória ao Pai…

Coleta

Deus, qui beátum Joánnem Confessórem tuum ad fidem in géntibus propagándam mirabíliter excitáre dignátus es, ac per eum in erudiéndis fidélibus novam in Ecclésia tua famíliam congregásti: da nobis fámulis tuis; ita eius institútis profícere, ut præmia consequámur ætérna. Per D.N. Ó Deus, que benignamente chamastes vosso Confessor S. João para propagar a fé entre os povos, e por ele fundastes uma nova Família para instruir os fiéis, concedei a nós, vossos servos, aproveitemos de tal forma dos seus institutos, que alcancemos os prêmios eternos. Por N.S.

2ª Coleta (dos ss. mártires)

Deus, qui hodiérna die beátum Dionýsium, Mártyrem tuum atque Pontíficem, virtúte constantiæ in passióne roborásti, quique illi, ad prædicándum géntibus glóriam tuam, Rústicum et Eleuthérium sociáre dignátus es: tríbue nobis, quǽsumus; eórum imitatióne, pro amóre tuo próspera mundi despícere, et nulla eius advérsa formidáre. Per D.N. Ó Deus, que neste dia fortalecestes vosso Mártir e Pontífice S. Dionísio com a virtude da constância no martírio, e Vos dignastes associar-lhe Rústico e Eleutério para pregarem a vossa glória aos gentios, nós Vos suplicamos concedei que, seguindo o seu exemplo, desprezemos por amor de Vós as alegrias do mundo, e não receemos nenhuma de suas adversidades. Por N.S.

Epístola (II Cor 4, 1-6. 15-18)

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Corínthios.

Fratres: Habéntes administratiónem iuxta quod misericórdiam consecúti sumus, non defícimus, sed abdicámus occúlta dedécoris, non ambulántes in astútia, neque adulterántes verbum Dei, sed in manifestatióne veritátis commendántes nosmetípsos ad omnem consciéntiam hóminum coram Deo. Quod si étiam opértum est Evangélium nostrum: in iis, qui péreunt, est opértum: in quibus Deus huius sǽculi excæcávit mentes infidélium, ut non fúlgeat illis illuminátio Evangélii glóriæ Christi, qui est imágo Dei. Non enim nosmetípsos prædicámus, sed Iesum Christum Dóminum nostrum: nos autem servos vestros per Iesum: quóniam Deus, qui dixit de ténebris lucem splendéscere, ipse illúxit in córdibus nostris ad illuminatiónem sciéntiæ claritátis Dei, in fácie Christi Iesu. Omnia enim propter vos: ut grátia abúndans, per multos in gratiárum actione, abúndet in glóriam Dei. Propter quod non deficimus: sed licet is, qui foris est, noster homo corrumpátur: tamen is, qui intus est, renovatur de die in diem. Id enim, quod in præsenti est momentáneum et leve tribulatiónis nostræ, supra modum in sublimitáte ætérnum glóriæ pondus operátur in nobis, non contemplántibus nobis quæ vidéntur, sed quæ non vidéntur. Quæ enim vidéntur, temporália sunt: quæ autem non vidéntur, ætérna sunt.

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Coríntios.

Irmãos: Sendo encarregados deste ministério, segundo a misericórdia que alcançamos, não desanimamos, mas rejeitamos as maquinações vergonhosas. Não andamos com subterfúgios, nem adulteramos a palavra de Deus, mas recomendamo-nos, manifestando a verdade à consciência de todos os homens diante de Deus. Se, no entanto, o nosso Evangelho ainda fica encoberto, encoberto está, para aqueles que se perdem. Neles, o Deus deste século cegou o entendimento nos infiéis, para que não vejam a luz do Evangelho da glória do Cristo que é a imagem de Deus. Pois não pregamos a nós mesmos, mas a Jesus Cristo Nosso Senhor, e a nós mesmos como servos vossos por amor de Jesus. Porque Deus, que disse: “Das trevas resplandeça a luz”, Ele mesmo iluminou os nossos corações, para manifestar o conhecimento da glória de Deus na face do Cristo Jesus. Porquanto tudo é por vossa causa, para que a graça, largamente concedida, pelo grande número faça avultar a ação de graças para glória de Deus. Por isso não esmorecemos: antes, ainda que se consuma o nosso homem exterior, o nosso interior renova-se de dia em dia. Porquanto a nossa presente tribulação, momentânea e leve, produz em nós abundantemente, no mais alto grau, um gozo eterno de glória, se não olhamos as coisas visíveis/ mas as invisíveis. As coisas que se vêem são temporárias, e as que não se veem são eternas.

Gradual (Sl 72, 21; 68, 10; Is 49, 2 |Sl 70, 7)

Inflammátum est cor meum, et renes mei commutáti sunt: zelus domus tuæ comédit me. ℣. Pósuit os meum quasi gládium acutum: in umbra manus suæ protéxit me, et pósuit me sicut sagíttam eléctam.

Allelúia, allelúia. ℣. Tamquam prodígium factus sum multis: et tu adiútor fortis. Allelúia.

Ardeu o meu coração quando o meu interior se comoveu; o zelo por vossa casa me consome. ℣. Ele afiou a minha língua com uma espada aguda, protegeu-me à sombra de sua mão, e fez de mim uma seta escolhida.

Aleluia, aleluia. ℣. Como um milagre, eu sou considerado por muitos; Vós sois a minha firme proteção. Aleluia.

Evangelho (Lc 10, 1-9)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.

In illo témpore: Designávit Dóminus et alios septuagínta duos: et misit illos binos ante fáciem suam in omnem civitátem et locum, quo erat ipse ventúrus. Et dicebat illis: Messis quidem multa, operárii autem pauci. Rogáte ergo dóminum messis ut mittat operários in messem suam. Ite: ecce ego mitto vos sicut agnos inter lupos. Nolíte portáre sǽculum, neque peram, neque calceaménta: et néminem per viam salutavéritis. In quamcúmque domum intravéritis, primum dícite: Pax huic dómui: et si ibi fúerit fílius pacis, requiéscet super illum pax vestra: sin autem, ad vos revertetur. In eádem autem domo manéte edéntes, et bibéntes quæ apud illos sunt: dignus est enim operarius mercéde sua. Nolíte transíre de domo in domum. Et in quamcúmque civitátem intravéritis, et suscéperint vos, manducáte, quæ apponúntur vobis: et curáte infírmos, qui in illa sunt, et dícite illis: Appropinquávit in vos regnum Dei.

Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas.

Naquele tempo, designou o Senhor outros setenta e dois discípulos e mandou-os, dois a dois, em suai frente, por todas as cidades e lugares onde Ele próprio devia ir. Ele lhes dizia: A messe é grande, mas os operários são poucos. Rogai, pois, ao dono da seara que mande operários para sua messe. Ide, eis que vos envio como cordeiros para o meio de lobos. Não leveis bolsa, nem alforge, nem calçado e pelo caminho a ninguém saudeis. Em qualquer casa em que entrardes, dizei primeiro: A paz seja nesta casa. E se aí houver um filho da paz, repousará sobre ele a vossa paz; se não, voltará ela para vós. Na mesma casa ficai, comendo e bebendo do que eles tiverem, pois o operário merece seu salário. Não andeis de casa em casa. E se entrardes em alguma cidade e vos receberem, comei o que vos derem. Curai os enfermos que aí houver e dizei-lhes: Aproximou-se de vós o Reino de Deus.

Ofertório (Col 1, 25)

Christi factus sum ego miníster secúndum dispensatiónem Dei, quæ data est mihi, ut ímpleam verbum Dóminii. Eu fui feito ministro do Cristo pela graça de Deus, que me foi dada para que eu pregue a palavra do Senhor.

Secreta

Súscipe, Dómine, oblatiónem mundam salutáris hóstiæ: et præsta; ut, intercedénte beáto Ioánne Confessóre tuo, úbique géntium iúgiter offerátur. Per D.N. Recebei, Senhor, essa oblação pura da Hóstia salutar, e concedei que, pela intercessão de vosso Confessor S. João, seja ela sempre e por toda parte oferecida. Por N.S.

2ª Secreta (dos ss. mártires)

Obláta tibi, Dómine, múnera pópuli tui, pro tuórum honóre Sanctórum, súscipe propítius, quǽsumus: et eórum nos intercessióne sanctífica. Per D.N. Nós Vos imploramos, Senhor, recebei propicio os dons de vosso povo oferecidos em honra de vossos Santos, e santificai-nos com a sua intercessão. Por N.S.

Prefácio (Comum)

℣. Dóminus vobíscum.
℞. Et cum spíritu tuo.
℣. Sursum corda.
℞. Habémus ad Dóminum.
℣. Grátias agámus Dómino Deo nostro.
℞. Dignum et iustum est.
.
Vere dignum et justum est, aequum et salutare, nos Tibi simper, et ubique gratias agere: Domine sancte, Pater omnipotens, aeterne Deus: per Christum Dominum nostrum. Per quem majestatem Tuam laudant Angeli, adorant Dominationes, tremunt Potestates, Coeli, Coelorumque Virtutes, ac beata Seraphim socia exultatione concelebrant. Cum quibus et nostras voces, ut admitti, jubeas, supplici confessione dicentes: Sanctus, Sanctus, Sanctus…
℣. O Senhor seja convosco.
℞. E com o vosso espírito,
℣. Para o alto os corações.
℞. Já os temos para o Senhor,
℣. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
℞. É digno e justo.
.
Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar, que, sempre e em todo o lugar, Vos demos graças, ó Senhor santo, Paí onipotente, eterno Deus, por Jesus Cristo, Nosso Senhor. É por Ele que os Anjos louvam a vossa Majestade, as Dominações a adoram, tremem as Potestades. Os Céus, as virtudes dos Céus, e os bem-aventurados Serafins a celebram com recíproca alegria. Às suas vozes, nós Vos rogamos, mandeis que se unam as nossas, quando em humilde confissão Vos dizemos: Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Sl 44, 8)

Quæ mihi fúerunt lucra, hæc arbitrátus sum propter Christum detriménta. Essas coisas que me foram vantajosas, por amor do Cristo eu as julguei nocivas.

Pós-comunhão

Pretiósi córporis, et sánguinis tui sacris refécti mystériis, Dómine, adprecámur: ut beáti Ioánnis Confessóris tui exémplo, studeámus confitéri quod crédidit, et ópere exercére quod dócuit: Qui vivis et regnas.
Alimentados com os Mistérios sagrados de vosso precioso Corpo e Sangue, Vos pedimos, Senhor, fazei que pelo exemplo de vosso Confessor S. João, nos empenhemos em professar o que ele creu, e em praticar o que ele ensinou. Vós, que sendo Deus, viveis e reinais.

2ª Pós-comunhão (dos ss. mártires)

Sumptis, Dómine, sacraméntis, quǽsumus: ut, intercedéntibus beátis Martýribus tuis Dionýsio, Rústico et Eleuthério, ad redemptiónis ætérnæ proficiamus augméntum. Per D.N. Senhor, tendo nós recebido estes Sacramentos, Vos suplicamos, que, pela intercessão de vossos santos Mártires Dionísio, Rústico e Eleutério, possamos alcançar aumento dos frutos eternos da Redenção. Por N. S.
São João Leonardi, Confessor

Traduções e comentários extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1962).

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: