Nota – Contribuições

Caríssimos fieis, Salve Maria!

Em virtude dos fatos recentes e da consequente falta de Missas, pedimos que as contribuições que eram dadas in loco (pessoalmente), durante as celebrações, sejam direcionadas para a conta corrente de nossa Irmandade.

Lembrando sempre a fala de nosso reverendíssimo pastor: o Dízimo não necessita de pastoral, visto que está previsto nas Sagradas Escrituras. Seguem os dados para depósito:

Associação Civil Irmandade Nossa Senhora do Carmo
CNPJ: 22.603.477/0001-02
Conta Corrente: 45852-X
Agência: 1501-6
Banco do Brasil

Capítulo IX – Díz(imo) a quem dás que te direi quem és [O Dízimo]

A verdade nada mais é do que o obvio.

E por falar em sacerdócio, tratemos agora de uma questão a ele unida, da qual pouco ou nada se sabe, mas que se tornou o ponto central da pregação de muitos, especialmente os ligados ao segmento da “teologia da pros­peridade”. Quem quiser aprofundá-la aconselhamos ir à fonte principal aqui uti­lizada, pois o que será dito não passará de uma sucinta exposição deste vídeo[1]. E tudo se resume a um fato óbvio, o fato de nenhum pastor ou seita protestante poder cobrar o dízimo.