Agenda Litúrgica – 2021

Salve Maria Santíssima!

Já está disponível a Agenda Litúrgica 2021, segundo o Calendário Romano Tradicional, Universal e Próprio do Brasil, conforme as normas editadas pela Sé Apostólica até 1962. 

Os interessados poderão adquirir seu(s) exemplar(es) presencialmente na Capela Nossa Senhora de Lourdes, ao final das Santas Missas dos domingos, festas e/ou solenidades; por e-mail (comunicacao@irmandadedocarmo.org) ou WhatsApp (clique aqui). 

O investimento é de R$ 40,00 + frete (se for o caso).

Formas de pagamento: dinheiro, boleto ou transferência bancária.

OBS: Para realizar o pagamento via boleto será necessário fornecer o CPF. 

Lembramos ainda que a aquisição desta agenda além de ajudar em nosso apostolado, na propagação do Reinado de Nosso Senhor Jesus Cristo, ajudará também na construção de nossa Capela.

Viva Cristo Rei!
Salve Maria Santíssima!

Calendário Litúrgico- 2021

Publicamos o Calendário Litúrgico de 2021, editado anualmente pela Irmandade do Carmo, segundo as normas e rubricas aprovadas até 1962 pela Sé Apostólica, com o Próprio do Brasil, geral e de algumas localidades.

Manteve-se o estilo e a forma utilizada no ano anterior, indicando-se data, cor litúrgica, classe e festa e/ou comemoração do dia, anotando-se, ainda, quando se trata de dia santo de guarda/de preceito ou de abstinência, obrigatória ou recomendada (Têmporas).

Neste ano, acrescentamos as festas próprias de algumas localidades brasileiras, como a Festa de Nossa Senhora da Penha (1º de setembro), distinguindo-as das demais festas gerais e do Brasil, conforme tabela adiante.

Também foram incluídas imagens indicativas da devoção das nove primeiras sextas-feiras, em honra do Sagrado Coração de Jesus, e dos cinco primeiros sábados, em louvor ao Imaculado Coração de Maria. Opta-se por iniciar já no mês de janeiro, contudo, nada impede inicia-las mais adiante, desde que respeitado o número de cada uma.

Além disso, pontua-se aqui as indulgências, parciais ou plenárias, de acordo com o dia litúrgico, trazendo-se também eventuais práticas a serem observadas. Para tanto, tomamos por base Enchiridion Indulgentiarum – 3ª ed., de maio de 1986, também nominado Manual das Indulgências (leia aqui), recomendando-se ainda a leitura das normas contidas na Constituição Apostólica Indulgentiarum Doctrina (acesse aqui).

Constatando-se algum erro, ou surgindo alguma mudança, as alterações são publicadas neste site. Por isso, sugerimos o constante acompanhamento de nossas postagens e avisos.

CLIQUE AQUI E CONFIRA


NOTAS:

  • Publicado em 31/12/2020.