Liturgia Diária- 23/04/2021

MISSA DA FÉRIA

4ª Classe- Missa Própria, com comemoração de S. Jorge, Mártir

DIA DE ABSTINÊNCIA

Tão perto da Páscoa, este domingo é como que uma síntese de tudo quanto de bom, de belo e de consolador há neste Tempo. Visão suavíssima! Jesus, o Bom Pastor, no meio de suas ovelhas, pelas quais havia dado a sua vida! Os primeiros Cristãos gostavam de demorar-se nesta contemplação, como provam os desenhos nas catacumbas de Roma. Confiantes, nós nos aproximamos hoje da igreja. É o Bom Pastor mesmo quem nos recebe e nos fala (Evangelho).

Lembrando-nos de tudo que fez por nós, cantamos jubilosos no Introito: Da misericórdia do Senhor está cheia a terra. S. Pedro, que em si próprio experimentou todo o amor misericordioso do Pastor, mostra-nos na Epístola a extensão e as finezas desse amor. E assim esclarecidos, temos a certeza de que o Bom Pastor nos conhece, isto é, que nos vem instruir, fortalecer e iluminar no santo Sacrifício da Missa (Communio).

Sobre o santo: Era oficial do exército romano. Muito venerado como vencedor do dragão (tradições lendárias), tanto no Oriente como no Ocidente, morreu Mártir na Palestina. 


Páginas 505 a 508; 1038 a 1039; e 840 a 844 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 32, 5-6 | ib.,1) (Áudio)

Misericórdia Dómini plena est terra, allelúia: verbo Dómini cœli firmáti sunt, allelúia, allelúia. Ps. Exsultáte, iusti, in Dómino: rectos decet collaudátio. ℣. Glória Patri… Da misericórdia do Senhor está cheia a terra, aleluia. Pela palavra do Senhor foram criados os céus, aleluia, aleluia. Ps. Exultai, ó Justos, no Senhor. Os retos de coração devem louvá-Lo. ℣. Glória ao Pai…

Coleta

Deus, qui in Fílii tui humilitáte iacéntem mundum erexísti: fidélibus tuis perpétuam concéde lætítiam; ut, quos perpétuæ mortis eripuísti cásibus, gaudiis fácias pérfrui sempitérnis. Per eundem D.N. Ó Deus, que pela humilhação de vosso Filho levantastes o mundo do abatimento em que jazia, concedei a vossos fiéis a alegria perpétua, e, assim como os livrastes do perigo da morte eterna, fazei-os gozar as alegrias eternas. Pelo mesmo J. C.

2ª Coleta (de S. Jorge)

Deus, qui nos beáti Geórgii Mártyris tui méritis et intercessióne lætíficas: concéde propítius; ut, qui tua per eum benefícia póscimus, dono tuæ grátiæ consequámur. Per D.N. Ó Deus, que nos alegrais com os méritos e as orações de vosso Mártir S. Jorge, concedei-nos benignamente, que, implorando os vossos benefícios, por sua intercessão os obtenhamos pelo efeito de vossa graça. Por N.S.

Epístola (I Pe 2, 21-25)

Léctio Epístolæ beáti Petri Apóstoli.Caríssimi: Christus passus est pro nobis, vobis relínquens exémplum, ut sequámini vestígia eius. Qui peccátum non fecit, nec invéntus est dolus in ore eius: qui cum male dicerétur, non maledicébat: cum paterétur, non comminabátur: tradébat autem iudicánti se iniúste: qui peccáta nostra ipse pértulit in córpore suo super lignum: ut, peccátis mórtui, iustítiæ vivámus: cuius livóre sanáti estis. Erátis enim sicut oves errántes, sed convérsi estis nunc ad pastórem et epíscopum animárum vestrárum. Leitura da Epístola de São Pedro Apóstolo.Caríssimos: O Cristo padeceu por nós, e deixou-vos o exemplo, para que sigais as suas pegadas. Ele não cometeu pecado, nem engano foi achado em sua boca. Quando O injuriavam, a ninguém injuriava; e quando maltratado, não ameaçava, mas entregava-se a quem injustamente O julgava. Foi Ele mesmo quem levou os nossos pecados em seu Corpo, sobre o madeiro [da cruz] para que, mortos para os pecados, vivamos para a justiça. Por suas chagas fostes curados, pois vós éreis como ovelhas desgarradas; agora, porém, já vos convertestes ao Pastor e Bispo de vossas almas.

Aleluia (Lc 24, 35 | Jo 10, 14) (Vídeo-1) (Vídeo-2)

Allelúia, allelúia. ℣. Cognovérunt discípuli Dóminum Iesum in fractióne panis. Allelúia. ℣. Ego sum pastor bonus: et cognósco oves meas, et cognóscunt me meæ. Allelúia.

Aleluia, aleluia. ℣. Os discípulos conheceram o Senhor Jesus na fração do pão. Aleluia. Aleluia. ℣. Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas e as. minhas ovelhas me conhecem. Aleluia.

Evangelho (Jo 10, 11-16)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Joannem.

In illo témpore: Dixit Iesus pharisǽis: Ego sum pastor bonus. Bonus pastor ánimam suam dat pro óvibus suis. Mercennárius autem et qui non est pastor, cuius non sunt oves própriæ, videt lupum veniéntem, et dimíttit oves et fugit: et lupus rapit et dispérgit oves: mercennárius autem fugit, quia mercennárius est et non pértinet ad eum de óvibus. Ego sum pastor bonus: et cognósco meas et cognóscunt me meæ. Sicut novit me Pater, et ego agnósco Patrem, et ánimam meam pono pro óvibus meis. Et álias oves hábeo, quæ non sunt ex hoc ovíli: et illas opórtet me addúcere, et vocem meam áudient, et fiet unum ovíle et unus pastor. 

Sequência do Santo Evangelho segundo João.

Naquele tempo, disse Jesus aos fariseus: Eu sou o bom Pastor. O bom Pastor dá a sua vida por suas ovelhas. O mercenário, porém, o que não é pastor, de quem não são próprias as ovelhas, vendo chegar o lobo, deixa as ovelhas e foge; e o lobo rouba e dispersa as ovelhas. O mercenário foge, porque é mercenário e não lhe importam as ovelhas. Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e as minhas ovelhas me conhecem. Assim como o Pai me conhece, e eu conheço o Pai, eu dou a minha vida por minhas ovelhas. Outras ovelhas tenho eu ainda que não são deste aprisco. É preciso que eu as chame também, e ouvirão a minha voz e haverá um só rebanho e um só pastor. 

Ofertório (Sl 62, 2 e 5) (Vídeo)

Deus, Deus meus, ad te de luce vígilo: et in nómine tuo levábo manus meas, allelúia. Ó Deus, meu Deus, eu velo a invocar-Vos desde a aurora: e em vosso Nome levantarei as minhas mãos, aleluia.

Secreta

Benedictiónem nobis, Dómine, cónferat salutárem sacra semper oblátio: ut, quod agit mystério, virtúte perfíciat. Per D.N. Fazei, Senhor, que esta sagrada Oblação nos obtenha sempre a vossa bênção salutar, para que produza por sua força o que representa no Mistério. Por N.S.

2ª Secreta (de S. Jorge)

Múnera, Dómine, obláta sanctífica: et, intercedénte beáto Geórgio Mártyre tuo, nos per hæc a peccatórum nostrórum máculis emúnda. Per D.N. Dignai-Vos, Senhor, santificar estes dons que Vos são oferecidos e, pelos mesmos, purificai-nos das manchas de nossos pecados, pela intercessão de S. Jorge, vosso Mártir. Por N.S.

Prefácio (da Páscoa)

℣. Dóminus vobíscum.
℞. Et cum spíritu tuo.
℣. Sursum corda.
℞. Habémus ad Dóminum.
℣. Grátias agámus Dómino Deo nostro.
℞. Dignum et iustum est.
.
Vere dignum et iustum est, æquum et salutare, te quidem Domine omni tempore, sed in hoc potissimum gloriosis prædicare, cum Pascha nostrum immolatus est Christus. Ipse enim verus est Angus qui abstulit peccáta mundi. Qui mortem nostram moriendo destruxit, et vitam resurgendo reparavit. Et ideo cum Angelis et Archangelis, cum Thronis et Dominationibus, cumque omnia milita coelestis exercitus, hymnum gloriæ tuæ canimus, sine fine dicentes: Sanctus, Sanctus, Sanctus…
℣. O Senhor seja convosco.
℞. E com o vosso espírito,
℣. Para o alto os corações.
℞. Já os temos para o Senhor,
℣. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
℞. É digno e justo.
.
Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar, que Vos louvemos, Senhor, em todo o tempo e com especialidade, mais gloriosamente neste tempo em que Cristo, nossa Páscoa, foi imolado. Porque. Ele é o verdadeiro Cordeiro que tirou os pecados do mundo. Por sua morte destruiu a nossa, e ressurgindo restaurou a nossa vida. E por isso, com os Anjos e os Arcanjos, com os Tronos e as Dominações e com toda a milícia do exército celestial, cantamos hinos à vossa glória, dizendo sem fim: Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Jo 10, 14) (Áudio)

Ego sum pastor bonus, allelúia: et cognósco oves meas, et cognóscunt me meæ, allelúia, allelúia. Eu sou o bom Pastor, aleluia. E conheço as minhas ovelhas e as minhas ovelhas me conhecem, aleluia, aleluia.

Pós-comunhão

Præsta nobis, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, vivificatiónis tuæ grátiam consequéntes, in tuo semper múnere gloriémur. Per D.N. Concedei-nos, ó Deus onipotente, que, tendo alcançado a graça de uma vida nova, sempre nos gloriemos em suas dádivas. Por N. S.

2ª Pós-comunhão (de S. Jorge)

Súpplices te rogámus, omnípotens Deus: ut, quos tuis réficis sacraméntis, intercedénte beáto Geórgio Mártyre tuo, tibi étiam plácitis móribus dignánter tríbuas deservíre. Per D.N. Ó Deus onipotente, instantemente Vos rogamos, pela intercessão de S. Jorge, vosso Mártir, concedais a quantos alimentastes com os vossos Sacramentos, Vos sirvam como convém por louváveis costumes.. Por N. S.

Traduções e comentários extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1947/1962).

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: