Liturgia Diária- 23/04/2020

MISSA DA FÉRIA

4ª Classe- Missa do domingo, com comemoração de S. Jorge, Mártir

Sobre o santo: Era oficial do exército romano. Muito venerado como vencedor do dragão (tradições lendárias), tanto no Oriente como no Ocidente, morreu Mártir na Palestina. 


Páginas 500 a 504; 1038 a 1039; e 840 a 844 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


PRÓPRIO DO DIA

Introito (I Pe 2, 2 | Sl 80, 2) 

Quasi modo géniti infántes, allelúia: rationabiles, sine dolo lac concupíscite, allelúia, allelúia, allelúia. Ps. Exsultáte Deo, adiutóri nostro: iubiláte Deo Jacob. ℣. Glória Patri… Como meninos recém-nascidos, aleluia, razoáveis todavia, desejai sinceramente o leite [espiritual], aleluia, aleluia, aleluia. Sl. Cantai alegremente a Deus, nosso auxílio; cantai jubilosos ao Deus de Jacó. ℣. Glória ao Pai…

Coleta

Præsta, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, qui paschália festa perégimus, hæc, te largiénte, móribus et vita teneámus. Per D.N. Fazei, Vos pedimos, ó Deus onipotente, que tendo celebrado as festas pascais, por vossa graça conservemos o seu espírito, tanto em nossa vida como em nossos costumes. Por N.S.

2ª Coleta (de S. Jorge)

Deus, qui nos beáti Geórgii Mártyris tui méritis et intercessióne lætíficas: concéde propítius; ut, qui tua per eum benefícia póscimus, dono tuæ grátiæ consequámur. Per D.N. Ó Deus, que nos alegrais com os méritos e as orações de vosso Mártir S. Jorge, concedei-nos benignamente, que, implorando os vossos benefícios, por sua intercessão os obtenhamos pelo efeito de vossa graça. Por N.S.

Epístola (I Jo 5, 4-10)

Léctio Epístolæ beáti Joánnis Apóstoli.

Caríssimi: Omne, quod natum est ex Deo, vincit mundum: et hæc est victoria, quæ vincit mundum, fides nostra. Quis est, qui vincit mundum, nisi qui credit, quóniam Iesus est Fílius Dei? Hic est, qui venit per aquam et sánguinem, Iesus Christus: non in aqua solum, sed in aqua et sánguine. Et Spíritus est, qui testificátur, quóniam Christus est véritas. Quóniam tres sunt, qui testimónium dant in cœlo: Pater, Verbum, et Spíritus Sanctus: et hi tres unum sunt. Et tres sunt, qui testimónium dant in terra: Spíritus, et aqua, et sanguis: et hi tres unum sunt. Si testimónium hóminum accípimus, testimónium Dei maius est: quóniam hoc est testimónium Dei, quod maius est: quóniam testificátus est de Fílio suo. Qui credit in Fílium Dei, habet testimónium Dei in se.

Leitura da Epístola de São João Apóstolo.

Caríssimos: Tudo o que nasceu de Deus vence o mundo; e a vitória que vence o mundo, é a nossa fé. Quem é que vence o mundo senão aquele que crê ser Jesus o Filho de Deus ? Ele é O que veio pela água e pelo sangue, Jesus Cristo; não só pela água, senão pela água e pelo sangue [batismo e morte na cruz]. Também o Espírito é o que dá testemunho que Cristo é a Verdade. Porque três são os que testemunham no céu: o Pai, o Verbo e o Espírito Santo; e estes três são um só [testemunho]. E são três os que testemunham na terra: o Espírito, a água e o sangue; e estes três são um só [testemunho]. Se admitimos o testemunho dos homens, o testemunho de Deus é o maior; ora, este é o testemunho de Deus, que é maior, porque Ele o deu de seu Filho. Quem crê no Filho de Deus tem em si o testemunho de Deus.

Aleluia (Mt 28, 7; Jo 20, 26) 

Allelúia, allelúia. ℣. In die resurrectiónis meæ, dicit Dóminus, præcédam vos in Galilǽam. Allelúia. ℣. Post dies octo, iánuis clausis, stetit Iesus in médio discipulórum suórum, et dixit: Pax vobis. Allelúia.

Aleluia, aleluia. ℣. No dia de minha Ressurreição, diz o Senhor, eu vos precederei na Galileia. Aleluia. ℣. Oito dias depois, fechadas as portas, apareceu Jesus no meio de seus discípulos e disse: A paz seja convosco. Aleluia.

Evangelho (Jo 20, 19-31)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Joannem.

In illo témpore: Cum sero esset die illo, una sabbatórum, et fores essent clausæ, ubi erant discípuli congregáti propter metum Iudæórum: venit Iesus, et stetit in médio, et dixit eis: Pax vobis. Et cum hoc dixísset, osténdit eis manus et latus. Gavísi sunt ergo discípuli, viso Dómino. Dixit ergo eis íterum: Pax vobis. Sicut misit me Pater, et ego mitto vos. Hæc cum dixísset, insufflávit, et dixit eis: Accípite Spíritum Sanctum: quorum remiseritis peccáta, remittúntur eis; et quorum retinuéritis, reténta sunt. Thomas autem unus ex duódecim, qui dícitur Dídymus, non erat cum eis, quando venit Iesus. Dixérunt ergo ei alii discípuli: Vídimus Dóminum. Ille autem dixit eis: Nisi vídero in mánibus eius fixúram clavórum, et mittam dígitum meum in locum clavórum, et mittam manum meam in latus eius, non credam. Et post dies octo, íterum erant discípuli eius intus, et Thomas cum eis. Venit Iesus, iánuis clausis, et stetit in médio, et dixit: Pax vobis. Deinde dicit Thomæ: Infer dígitum tuum huc et vide manus meas, et affer manum tuam et mitte in latus meum: et noli esse incrédulus, sed fidélis. Respóndit Thomas et dixit ei: Dóminus meus et Deus meus. Dixit ei Iesus: Quia vidísti me, Thoma, credidísti: beáti, qui non vidérunt, et credidérunt. Multa quidem et alia signa fecit Iesus in conspéctu discipulórum suórum, quæ non sunt scripta in libro hoc. Hæc autem scripta sunt, ut credátis, quia Iesus est Christus, Fílius Dei: et ut credéntes vitam habeátis in nómine eius. 

Sequência do Santo Evangelho segundo João.

Naquele tempo, chegada já a tarde daquele dia, que era o primeiro dia da semana, e estando fechadas as portas do lugar onde se achavam reunidos os discípulos com medo dos judeus, veio Jesus, e pondo-se no meio deles, disse-lhes : A paz seja convosco. E dizendo isto, mostrou-lhes as mãos e o lado. Alegraram-se muito os discípulos, vendo o Senhor. Disse-lhes Jesus outra vez: A paz seja convosco! Assim como meu Pai me enviou, assim também eu vos envio. Ditas estas palavras, soprou sobre eles, dizendo-lhes : Recebei o Espírito Santo. Aqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados: e àqueles a quem os retiverdes, ser-lhes-ão retidos. Ora, Tomé, um dos doze, chamado Dídimo, não estava com eles, quando veio Jesus. Disseram-lhe, pois, os outros discípulos : Vimos o Senhor! Ele porém lhes disse: Se eu não vir em suas mãos o sinal dos cravos, se não meter o meu dedo no lugar dos cravos, e se não meter minha mão em seu lado, não acreditarei. Oito dias depois, estavam os discípulos de Jesus outra vez no mesmo lugar e Tomé com eles. Veio Jesus, estando fechadas as portas. E pondo-se no meio deles, disse: A paz seja convosco! Depois disse a Tomé: Mete aqui o teu dedo, e vê as minhas mãos; chega também a tua mão e mete-a em meu lado; não sejas incrédulo, mas fiel. Respondeu Tomé e disse-Lhe: Meu Senhor e meu Deus! Disse-lhe Jesus: Tu creste, ó Tomé, porque me viste; bem-aventurados os que não viram e todavia creram. Jesus fez ainda em presença dos discípulos, muitos outros milagres, que não foram escritos neste livro. Estes, porém, foram escritos neste livro. Estes, porém, foram escritos para que creiais que Jesus Cristo é o Cristo, Filho de Deus; e para que, crendo, tenhais a vida em seu Nome. 

Ofertório (Mt 28, 2, 5 e 6)

Angelus Dómini descéndit de cœlo, et dixit muliéribus: Quem quǽritis, surréxit, sicut dixit, allelúia. Um Anjo do Senhor desceu do céu e disse às mulheres: Aquele a quem buscais, ressuscitou, como havia dito, aleluia.

Secreta

Suscipe múnera, Dómine, quǽsumus, exsultántis Ecclésiæ: et, cui causam tanti gáudii præstitísti, perpétuæ fructum concéde lætítiæ. Per D.N. Recebei, Senhor, as ofertas que a vossa Igreja alegremente Vos consagra: e assim como lhe proporcionastes tamanho gozo, concedei-lhe também por fruto a perpétua alegria. Por N.S.

2ª Secreta (de S. Jorge)

Múnera, Dómine, obláta sanctífica: et, intercedénte beáto Geórgio Mártyre tuo, nos per hæc a peccatórum nostrórum máculis emúnda. Per D.N. Dignai-Vos, Senhor, santificar estes dons que Vos são oferecidos e, pelos mesmos, purificai-nos das manchas de nossos pecados, pela intercessão de S. Jorge, vosso Mártir. Por N.S.

Prefácio (da Páscoa)

℣. Dóminus vobíscum.
℞. Et cum spíritu tuo.
℣. Sursum corda.
℞. Habémus ad Dóminum.
℣. Grátias agámus Dómino Deo nostro.
℞. Dignum et iustum est.
.
Vere dignum et iustum est, æquum et salutare, te quidem Domine omni tempore, sed in hoc potissimum gloriosis prædicare, cum Pascha nostrum immolatus est Christus. Ipse enim verus est Angus qui abstulit peccáta mundi. Qui mortem nostram moriendo destruxit, et vitam resurgendo reparavit. Et ideo cum Angelis et Archangelis, cum Thronis et Dominationibus, cumque omnia milita coelestis exercitus, hymnum gloriæ tuæ canimus, sine fine dicentes: Sanctus, Sanctus, Sanctus…
℣. O Senhor seja convosco.
℞. E com o vosso espírito,
℣. Para o alto os corações.
℞. Já os temos para o Senhor,
℣. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
℞. É digno e justo.
.
Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar, que Vos louvemos, Senhor, em todo o tempo e com especialidade, mais gloriosamente neste tempo em que Cristo, nossa Páscoa, foi imolado. Porque. Ele é o verdadeiro Cordeiro que tirou os pecados do mundo. Por sua morte destruiu a nossa, e ressurgindo restaurou a nossa vida. E por isso, com os Anjos e os Arcanjos, com os Tronos e as Dominações e com toda a milícia do exército celestial, cantamos hinos à vossa glória, dizendo sem fim: Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Jo 20, 27) 

Mitte manum tuam, et cognósce loca clavórum, allelúia: et noli esse incrédulus, sed fidélis, allelúia, allelúia. Mete a tua mão e reconhece o lugar dos cravos, aleluia. E não sejas incrédulo mas fiel, aleluia, aleluia.

Pós-comunhão

Quǽsumus, Dómine, Deus noster: ut sacrosáncta mystéria, quæ pro reparatiónis nostræ munímine contulísti; et præsens nobis remédium esse fácias et futúrum. Per D.N. Nós Vos suplicamos, Senhor, Deus nosso, que os sacrossantos Mistérios que instituístes para nos assegurar a graça de nossa regeneração nos sirvam de remédio presente e futuro. Por N. S.

2ª Pós-comunhão (de S. Jorge)

Súpplices te rogámus, omnípotens Deus: ut, quos tuis réficis sacraméntis, intercedénte beáto Geórgio Mártyre tuo, tibi étiam plácitis móribus dignánter tríbuas deservíre. Per D.N. Ó Deus onipotente, instantemente Vos rogamos, pela intercessão de S. Jorge, vosso Mártir, concedais a quantos alimentastes com os vossos Sacramentos, Vos sirvam como convém por louváveis costumes.. Por N. S.

Traduções e comentários extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1947/1962).

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: