Liturgia Diária- 17/04/2020

SEXTA-FEIRA DE PÁSCOA

Oitava de 1ª Classe – Missa Própria – Estação em S. Maria dos Mártires

NÃO SE FAZ NEM ABSTINÊNCIA NEM JEJUM

Há oito dias encontramos a Mãe, de Deus ao pé da Cruz, como “Rainha dos Mártires”. Hoje celebramos com ela o triunfo sobre o martírio e a morte (Statio). Com os neófitos e Mártires nos lembramos do auxílio do Senhor (Introito), que nos salvou pelo Batismo, como salvou a Noé do dilúvio (Epístola). O Cristo legou o seu poder de salvar aos Apóstolos (Evangelho), mas incorporados no Cristo, somos também chamados a propagar o Reino de Deus (Communio — Ação Católica).


Páginas 493 a 495 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 77, 53 | ib., 1)

Edúxit eos Dóminus in spe, allelúia: et inimícos eórum opéruit mare, allelúia, allelúia, allelúia. Ps. Attendite, pópule meus, legem meam: inclináte aurem vestram in verba oris mei. ℣. Glória Patri… O Senhor os conduziu cheios de confiança, aleluia, e sepultou no mar os seus inimigos, aleluia, aleluia, aleluia. Sl. Escuta, povo meu, a minha lei; inclina os teus ouvidos às palavras de minha boca. ℣. Glória ao Pai.

Coleta

Omnípotens sempitérne Deus, qui paschále sacraméntum in reconciliatiónis humánæ fœ́dere contulísti: da méntibus nostris; ut, quod professióne celebrámus, imitémur efféctu. Per D.N. Ó Deus onipotente e eterno, que estabelecestes o Mistério pascal como pacto de reconciliação com a humanidade, concedei às nossas almas a graça de expressarmos em nossas ações as verdades que professamos, celebrando este Mistério Por N.S.

Epístola (I Pe 3, 18-22)

Léctio Epístolæ beáti Petri Apóstoli.

Caríssimi: Christus semel pro peccátis nostris mórtuus est, iustus pro iniústis, ut nos offérret Deo, mortificátus quidem carne, vivificátus autem spíritu. In quo et his, qui in cárcere erant, spirítibus véniens prædicávit: qui incréduli fúerant aliquándo, quando exspectábant Dei patiéntiam in diébus Noë, cum fabricarétur arca, in qua pauci, id est octo ánimæ salvæ factæ sunt per aquam. Quod et vos nunc símilis formæ salvos facit baptísma: non carnis deposítio sórdium, sed consciéntiæ bonæ interrogátio in Deum per resurrectiónem Iesu Christi, Dómini nostri, qui est in dextera Dei.

Leitura da Epístola de São Pedro Apóstolo.

Caríssimos: O Cristo morreu, uma vez por todas, por nossos pecados, Ele, o Justo, pelos injustos, para nos conduzir a Deus. Sendo de fato morto na carne, recebeu a vida eterna segundo o Espírito. Por esse Espirito também Ele veio pregar às almas que estavam na prisão. Estas eram outrora incrédulas, quando confiavam na paciência de Deus. Isto foi no tempo de Noé, enquanto se construía a arca na qual poucas pessoas, oito apenas, foram salvas pela água. De modo semelhante vos salva agora o Batismo, não purificando das manchas da carne, porém implorando boa consciência diante de Deus, em virtude da Ressurreição de Jesus Cristo Nosso Senhor, que está sentado à direita de Deus. 

Aleluia (Sl 117, 24 e 26-27|Sl 95, 10)

Allelúia, allelúia. Hæc dies, quam fecit Dóminus: exsultémus et lætémur in ea. ℣. Benedíctus, qui venit in nómine Dómini: Deus Dóminus, et illúxit nobis

Allelúia, allelúia. ℣. Dícite in géntibus: quia Dóminus regnávit a ligno.

Aleluia, aleluia. Este é o dia que o Senhor fez, exultemos e alegremo-nos nele. ℣. Bendito seja O que vem em Nome do Senhor; Deus é o Senhor e resplandeceu sobre nós.

Aleluia, aleluia. ℣. Dizei às nações que o Senhor reina do alto do madeiro [da Cruz].

Sequência

Víctimæ pascháli laudes ímmolent Christiáni.

Agnus rédemit oves: Christus ínnocens Patri reconciliávit peccatóres.

Mors et vita duéllo conflixére mirándo: dux vitæ mórtuus regnat vivus.

Dic nobis, María, quid vidísti in via?

Sepúlcrum Christi vivéntis et glóriam vidi resurgéntis.

Angélicos testes, sudárium et vestes.

Surréxit Christus, spes mea: præcédet vos in Galilǽam.

Scimus Christum surrexísse a mórtuis vere: tu nobis, victor Rex, miserére. Amen. Allelúia.

À vítima pascal louvor imolem os Cristãos.

O Cordeiro redimiu as ovelhas: O Cristo inocente, com o Pai, reconciliou os pecadores.

A morte e a vida se bateram. Num duelo estranho, o Rei da vida, morto, Reina vivo.

— Dize-nos, Maria, No caminho, o que havia?

O sepulcro do Cristo, que vive, e a sua glória que ante os olhos tive.

Testemunhas celestes, o sudário e as vestes.

O Cristo ressurgiu; minha esperança. Para a Galileia, antes de vos avança.

Sabemos que o Cristo ressurgiu, dos mortos, na verdade. Ó Rei vitorioso, De nós tende piedade. Amém Aleluia.

Evangelho (Mt 28, 16-20)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthaeum.

In illo témpore: Undecim discípuli abiérunt in Galilǽam, in montem, ubi constitúerat illis Iesus. Et vidéntes eum adoravérunt: quidam autem dubitavérunt. Et accédens Iesus locútus est eis, dicens: Data est mihi omnis potéstas in cœlo et in terra. Eúntes ergo, docéte omnes gentes, baptizántes eos in nómine Patris, et Fílii, et Spíritus Sancti: docentes eos serváre ómnia, quæcúmque mandávi vobis. Et ecce, ego vobíscum sum ómnibus diébus usque ad consummatiónem sǽculi. — CREDO…

Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, os onze discípulos dirigiram-se à Galileia, ao monte que Jesus lhes indicara. E quando O viram, eles O adoraram; no entanto alguns tinham dúvidas ainda. E aproximando-se, Jesus lhes falou, dizendo: Todo poder me foi dado no céu e na terra. Ide, pois, e ensinai a todos os povos; batizai-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, e ensinai-lhes a observar tudo que vos ordenei. E eis que estou convosco, todos os dias até o fim do mundo. — CREIO…

Ofertório (Ex 12, 14)

Erit vobis hæc dies memoriális, allelúia: et diem festum celebrábitis sollémnem Dómino in progénies vestras: legítimum sempitérnum diem, allelúia, allelúia, allelúia. Este dia será para vós um dia memorável, aleluia; e vós celebrareis esta festa em vossas gerações com um culto perpétuo, como dia solene do Senhor, aleluia, aleluia, aleluia.

Secreta

Hóstias, quǽsumus, Dómine, placátus assúme: quas et pro renatórum expiatióne peccáti deférimus, et pro acceleratióne cœléstis auxílii. Per D.N. Senhor, nós Vos suplicamos, recebei favoravelmente estas hóstias que Vos oferecemos em expiação das culpas dos que renasceram [da fonte batismal] e para que se apresse o auxilio celestial. Por N.S.

Prefácio (da Páscoa)

℣. Dóminus vobíscum.
℞. Et cum spíritu tuo.
℣. Sursum corda.
℞. Habémus ad Dóminum.
℣. Grátias agámus Dómino Deo nostro.
℞. Dignum et iustum est.
.
Vere dignum et iustum est, æquum et salutare, te quidem Domine omni tempore, sed in hac potissimum die gloriosis prædicare, cum Pascha nostrum immolatus est Christus. Ipse enim verus est Angus qui abstulit peccáta mundi. Qui mortem nostram moriendo destruxit, et vitam resurgendo reparavit. Et ideo cum Angelis et Archangelis, cum Thronis et Dominationibus, cumque omnia milita coelestis exercitus, hymnum gloriæ tuæ canimus, sine fine dicentes: Sanctus, Sanctus, Sanctus…
℣. O Senhor seja convosco.
℞. E com o vosso espírito,
℣. Para o alto os corações.
℞. Já os temos para o Senhor,
℣. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
℞. É digno e justo.
.
Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar, que Vos louvemos, Senhor, em todo o tempo e com especia!idade, mais gloriosamente neste dia em que Cristo, nossa Páscoa, foi imolado. Porque. Ele é o verdadeiro Cordeiro que tirou os pecados do mundo. Por sua morte destruiu a nossa, e ressurgindo restaurou a nossa vida. E por isso, com os Anjos e os Arcanjos, com os Tronos e as Dominações e com toda a milícia do exército celestial, cantamos hinos à vossa glória, dizendo sem fim: Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Mt 28, 18-19)

Data est mihi omnis potéstas in cœlo et in terra, allelúia: eúntes, docéte omnes gentes, baptizántes eos in nómine Patris, et Fílii, et Spíritus Sancti, allelúia, allelúia. Todo o poder me foi dado no céu e na terra, aleluia; ide, ensinai a todos os povos, e batizai-os em Nome do Padre, e do Filho, e do Espírito Santo, aleluia, aleluia. 

Pós-comunhão

Réspice, quǽsumus, Dómine, pópulum tuum: et, quem ætérnis dignátus es renováre mystériis, a temporálibus culpis dignánter absólve. Per D.N. Senhor, nós Vos suplicamos, olhai propício para o vosso povo, e absolvei benignamente das culpas temporais aos que por vossa bondade renovastes pelos Mistérios eternos. Por N. S.

Traduções e comentários extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1947/1962).

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: