Liturgia Diária- 29/09/2018

DEDICAÇÃO DE SÃO MIGUEL ARCANJO

Festa de 1ª Classe- Missa Própria

São Miguel Arcanjo, vencedor do dragão infernal, oferecei a Deus as nossas orações como o fumo dos perfumes.

A festa de 29 de setembro é a mais antiga das festas consagradas a S. Miguel; lembra a dedicação do velho e venerável santuário dedicado ao santo arcanjo, nos arredores de Roma, a sete milhas da via Salária. A missa composta para a circunstância é atualmente a do 18º Domingo depois de Pentecostes. A que nós temos hoje tem muitas partes semelhantes à da festa dos Santos Anjos da Guarda, pois estas duas festas confundiram-se durante muitos anos.

O nome de Miguel (em hebraico, “quem como Deus”) lembra o combate que se travou no Céu ente o Arcanjo, “príncipe da milícia celeste”, e o demônio. No combate que continua entre o bem e o mal, Cristo tem por aliados S. Miguel e os seus anjos, a Igreja e os santos; do lado oposto estão Satanás e os demônios, com todos os seus auxiliares. Também nós estamos pessoalmente alistados neste combate; peçamos a São Miguel e aos seus anjos que nos ajudem, para não perecermos no dia do juízo. Quando um cristão deixa este mundo, a Igreja pede que S. Miguel, o porta estandarte, o introduza na luz celeste (Antífona do Ofertório da missa de Réquiem); daí o hábito de o representar segundo a balança divina onde são pesadas as almas. S.Miguel é também quem preside ao culto de adoração que se presta a Deus; foi a ele que São João, no Apocalipse, viu junto ao altar, com um turíbulo de ouro na mão; ele faz subir até Deus, como o fumo do incenso, a oração dos santos. 


Páginas 1306 a 1310 do Missal Quotidiano.


Formação de Fiéis às 16 horas na Sede da Irmandade (mais informações). Missa às 18:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


PRÓPRIO DO DIA

Introito

Benedícite Dóminum, omnes Angeli ejus: poténtes vírtúte, quí fácítís verbum ejus, ad audíéndam vocem sermónum ejus. Ps. Bénedíc, áníma mea, Domino: et ómnia, quae intra me sunt, nómíní sancto ejus. V. Glória Patri Bendizei ao Senhor, vós, todos os seus Anjos, poderosos em força que cumpris ás suas ordens, logo que ouvis a sua palavra. Sl. Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e tudo que há dentro de mim, bendiga o seu santo Nome. V. Glória ao Pai.

Coleta

Deus, qui, miro órdine, Angelórum ministéria hominúmque dispénsas: concéde propítius; ut, a quíbus
tibi ministrántibus ín caelo sem per assístítur, ab hís ín
terra vita nostra muniátur. Per D. N.
Ó Deus, que com ordem admirável determinais o ministério dos Anjos e dos homens, concedei-nos, propício, que nossa vida na terra seja protegida pelos Anjos que sem cessar servem, no céu, diante de vossa face. Por N. S.

Epístola (Ap 1, 1-5)

A missa de São Miguel põe em relevo o ministério dos anjos; o Apocalipse, logo no início, apresenta-no-los já diante do trono de Deus, já encarregados de missões divinas junto dos homens. 

Léctio líbri Apocalypsis beáti Joánnis Apóstoli.

In diébus íllís: Signíficávít Deus, quee opórtet fíerí cito,
míttens per Angelum suum servo suo Joánni, quí testimóníum perhíbuít verbo Dei, et testimóníum Jesu
Christí, quaecúmque vídit. Beátus, quí legít et audít
verba prophetíae hujus: et servat ea, quae ín ea scripta
sunt: tempus ením prope est. Joánnes septem ecclésíís,
quee sunt ín Asia. Grátía vobís et pax ab eo, quí est
et quí erat et quí ventúrus est: et a septem spírítibus,
quí ín conspéctu throní ejus sunt: et a Jesu Chrísto, qui
est testís fidélís, prímogénítus mortuórum et prínceps
regum terrae, quí díléxít nos et lavít nos a peccátís nostrís ín sánguíne suo.

Leitura do Livro do Apocalipse de São João. 

Naqueles dias, manifestou Deus o que em breve deveria acontecer. Manifestou-o, enviando o Anjo a seu servo João, que deu testemunho da palavra de Deus, e testemunhou de Jesus Cristo sobre todas as coisas que viu. Feliz de quem ler e ouvir as palavras desta profecia, observar o que nela está escrito, porque o tempo está próximo. João, às sete igrejas que há na Ásia: A graça e a paz vos sejam dadas, da parte d’Aquele que é, que era e que há de vir; da parte dos sete Espíritos que assistem ante o trono de Deus: e da parte de Jesus Cristo, Testemunha fiel, Primogênito dentre os mortos, Príncipe dos reis da terra, a Ele que
nos amou e nos lavou de nossos pecados com seu Sangue.

Gradual (Sl 102, 20. 1)

Benedícite Dóminum, omnes Angeli ejus: poténtes
vírtúte, qui fácitis verbum ejus. V. Bénedic, ánima mea,
Dóminum, et ómnia interióra mea, nomen sanctum
ejus.
Bendizei ao Senhor, vós, todos os seus Anjos, poderosos em força, que cumpris as suas ordens. V. Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e tudo que há em
mim bendiga o seu santo Nome.

Aleluia

Allelúía, allelúía. V. Sancte Michaél Archángele, defénde
nos ín prcelío: ut non pereámus ín treméndo judicio. Allelúía.
Aleluia, aleluia. V. São Miguel Arcanjo, defendei-nos neste combate a fim de que não pereçamos no dia do juízo tremendo. Aleluia

Evangelho (Mt 18,1-10)

A vida divina em nós é duma grandeza de tal ordem que ultrapassa todas as outras. É dum tal valor que tudo devemos sacrificar por ela. O próprio Deus delega anjos para a nossa guarda. 

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthaeum. 

In íllo témpore: Accessérunt discípulí ad Jesum, dicéntes: Quis, putas, májor est ín regno ceelórum? Et
ádvocans Jesus párvulum, státuit eum in médio eórum
et díxít: Amen, díco vobis, nísi convérsi fuérítís et efficíámíni sícut párvuli, non íntrábitís ín regnum caelórum. Quícúmque ergo humilíáverít se sicut párvulus iste, híc est major ín regno caelórum. Et quí suscéperít unum párvulum talem ín nómíne meo, me súscípít. Qui autem scandalízáverít unum de pusíllís ístís, quí ín me credunt, éxpedít ei, ut suspendátur
mola asináría ín collo ejus, et demergátur ín profúndum marís. Vae mundo a scándalis! Necésse est ením, ut véníant scándala: verúmtamen vae hómíni illí, per quem scándalum venit! Si autem manus tua vel pes tuus scandalízat te, abscíde eum, et prójíce abs te: bonum
tibi est ad vítam íngredi débílem vel claudum, quam
duas manus vel duos pedes habéntem míttí ín ígnem
aetérnum. Et si óculus tuus scandalízat te, érue eum et
prójíce abs te: bonum tibi est cum uno óculo ín vítam
íntráre, quam duos óculos habéntem míttí ín  ehénnam
ígnís. Yídéte, ne contemnátís unum ex hís pusíllís: díco
ením vobis, quía Angeli eórum ín ceelís semper vident fácíem Patrís meí, quí in caelis est.

Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, chegaram-se a Jesus os discípulos com esta pergunta: Quem é maior no reino dos céus? Jesus, chamando uma criança, colocou-a no meio deles e disse: Em verdade vos digo: se não vos converterdes e não vos tornardes como as crianças, não entrareis no Reino dos céus. Portanto quem se tornar humilde como esta criança, este é o maior no Reino do céu. Quem acolher, em meu Nome, uma criança assim, a mim é que acolhe. Mas quem escandalizar um desses pequeninos que em mim creem, melhor lhe fora
que suspendesse a mó de um moinho ao pescoço e se lançasse nas profundezas do mar. Aí do mundo por causa dos escândalos ! É inevitável que venham escândalos, mas aí do homem por quem eles vierem.
Se tua mão e teu pé te forem ocasião de pecado, corta-os e lança-os longe de ti! Melhor te é entrares na vida manco e aleijado do que, tendo duas mãos ou dois pés, seres lançado ao fogo eterno. Se tua vista
for ocasião de pecado, arranca-a e lança-a longe de ti; melhor te é entrares na vida com um só olho do que com dois seres lançado ao fogo do inferno. Vede que não desprezeis a nenhum desses pequeninos! Porque vos digo: seus Anjos contemplam sem cessar a face de meu Pai, que está nos céus.

Ofertório (Ap 8, 3-4)

Stetit Angelus juxta aram templi, habens thuríbulum
áureum ín manu sua, et data sunt ei íncénsa multa: et
ascéndít fumus arómatum in conspéctu Dei, allelúia.
Junto ao altar do templo estava um Anjo, com um turíbulo de ouro em sua mão. E foram-lhe dados muitos perfumes; e o odor do incenso subiu até à presença de Deus, aleluia.

Secreta

Hóstias tibí, Domine, laudis offérímus, supplíciter deprecantes: ut eásdem, angélico pro nobís interveníénte suffrágío, et placátus accípías, et ad salútem nostram proveníre concédas. Per D. N Nós Vos oferecemos, Senhor, estas hóstias de louvor, rogando-Vos humildemente, que as aceiteis com benignidade pela intercessão de vosso Anjo, e sejam elas úteis à nossa salvação. Por N. S.

Comunhão (Dn 3,58)

Benedícíte, omnes Angeli Dómíní, Dómínum: hymnum
dícíte et superexaltáte eum ín saécula.
Bendizei ao Senhor, vós, todos os Anjos do Senhor,- cantai-Lhe hinos e exaltai-O por todos os séculos.

Pós-comunhão

Beáti Archángeli tui Michaélis intercessióne suffúlti:
súpplices te, Domine, deprecámur; ut, quod ore proséquimur, contíngámus et mente. Per D. N.
Confiando na intercessão de vosso santo Arcanjo Miguel, Vos suplicamos humildemente, Senhor, que a nossa alma alcance o que os nossos lábios solicitam. Por N. S.

Textos e traduções do Missal de Dom Beda Keickesen, 1947. Comentários extraídos da versão de D. Gaspar Lefebvre, 1963. 

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: