Liturgia Diária- V Domingo depois da Páscoa

Domingo de 2ª Classe- Missa Própria

Neste último domingos depois da Páscoa, os cantos da missão são ainda, como no começo do Tempo pascal, de triunfo e de alegria. A Igreja não se cansa de celebrar a Ressurreição de Cristo e as graças de Redenção que nos transformaram a vida. 

Mas o homem esquece, com facilidade desconcertante, o que em si mesmo tem de mais nobre. A epístola exorta-nos à seriedade da vida cristã, e a coleta convida-nos a pedir a graça de evitar os desvios da inteligência e de conformar a nossa conduta ao ideal que nos foi traçado. Este duplo convite ao constante esforço pessoal e ao recurso à oração, leva-nos ao perfeito equilíbrio da ascese cristã. A exortação à prece é frequente nos evangelhos do Tempo, e não raro se mistura com referências à vinda do Espírito Santo e à oração do mesmo Cristo pelos seus. Torna-se mais insistente nas Rogações desta semana. 


Páginas 518 a 521 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963).


Missa Rezada às 9:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes e Missa Cantada às 15:30 horas na Catedral Diocesana.


LEITURAS

Introito (Is 48,20; Sl 65, 1-2)

Entoai um cântico de alegria, que se faça ouvir, aleluia, e ressoe até aos confins da Terra: o Senhor libertou o seu povo, aleluia, aleluia. Sl. Rejubilai diante de Deus com gritos de alegria e cantai um salmo ao seu nome. Ponde a vossa glória em celebrá-Lo. Glória ao pai.

Coleta


A necessidade absoluta da graça, convida à oração; pensamentos e obras, tudo deve vir de Deus, para ser ser bom.


Ó Deus, de quem todo o bem procede, escutai as nossas preces e concedei que por vossa inspiração pensemos o que é é reto e, dirigidos por Vós, o realizemos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo. 

Epístola (Tg 1, 22-27)


O cristão que se debruça sobre a Lei, pela qual norteia a vida, encontra, em suas obras, a felicidade. De outro modo, a religião é vã.


Leitura da Epístola de São Tiago Apóstolo.

Caríssimos: Sede cumpridores da palavra e não apenas ouvintes; isto equivaleria a vos enganardes a vós mesmos. Aquele que escuta a palavra sem a realizar  assemelha-se a alguém que contempla num espelho a fisionomia que a natureza lhe deu: contempla-se e, mal sai dali, esquece-se de como era. Mas aquele que procura meditar com atenção a lei perfeita da liberdade e nela persevera – não como ouvinte que facilmente se esquece, mas como cumpridor fiel do preceito -, este será feliz no seu proceder. Se alguém pensa ser piedoso, mas não refreia a sua língua e engana o seu coração, então é vã a sua religião. A religião pura e sem mácula aos olhos de Deus e nosso Pai é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas aflições, e conservar-se puro da corrupção deste mundo.

Aleluia (Jo 16,28)

Aleluia, aleluia. [1] Cristo ressuscitou e iluminou os que redimiu com o seu sangue. Aleluia. [2] Saí do Pai e vim ao mundo; agora deixo o mundo e volto para o Pai. Aleluia.

Evangelho (Jo 16, 23-20)


A união dos discípulos com Jesus é tão estreita que a prece deles é a sua, e o Pai os ama e ouve, como ama e ouve a seu Filho.


Sequência do Santo Evangelho segundo São João.

Naquele tempo disse Jesus a seus discípulos: Em verdade, em verdade vos digo: o que pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo dará. Até agora não pedistes nada em meu nome. Pedi e recebereis, para que a vossa alegria seja perfeita. Disse-vos essas coisas em termos figurados e obscuros. Vem a hora em que já não vos falarei por meio de comparações e parábolas, mas vos falarei abertamente a respeito do Pai. Naquele dia pedireis em meu nome, e já não digo que rogarei ao Pai por vós. Pois o mesmo Pai vos ama, porque vós me amastes e crestes que saí de Deus. Saí do Pai e vim ao mundo. Agora deixo o mundo e volto para junto do Pai. Disseram-lhe os seus discípulos: Eis que agora falas claramente e a tua linguagem já não é figurada e obscura. Agora sabemos que conheces todas as coisas e que não necessitas que alguém te pergunte. Por isso, cremos que saíste de Deus.

Ofertório (Sl 65, 8-9;20)

Bendizei, ó povos, o nosso Deus, e acreditai a voz do seu louvor. É Ele que sustenta na vida a minha alma e que não permite que os meus pés vacilem. Bendito seja o Senhor que não rejeitou a minha súplica, nem me privou da sua misericórdia, aleluia. 

Secreta

Recebei, Senhor, as preces e as oblações dos vossos fiéis e fazei que, por meio do ofício de piedade, alcancemos a glória celeste. Por Nosso Senhor Jesus Cristo. 

Comunhão (Sl 95, 2)

Cantai ao Senhor, aleluia, cantai ao Senhor e bendizei o seu nome; proclamai de dia em dia a sua obra de salvação, aleluia, aleluia.

Pós-comunhão

Fazei, Senhor, que, saciados com a virtude deste banquete divino, desejemos o que é reto e justo e realizemos o objeto de tão caros desejos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo. 


PARTITURAS E ÁUDIOS

 

*A segunda parte do aleluia, tanto a partitura quanto o áudio, não estão disponíveis. 

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: