Revista Benedicta – V. 3, Julho/2022

A Revista Benedicta é o veículo eletrônico de divulgação católica da Irmandade do Carmo. Compõe-se por estudos de fiéis da Irmandade e convidados externos que versam sobre Tradição, Teologia, Política, Magistério, História, Filosofia, Arte e Apologética da Igreja Romana. É um apostolado para formação espiritual, intelectual e moral dos membros da Irmandade e de todos que desejam fortalecimento no caminho da santidade.

De periodicidade anual desde o ano de 2022, a Benedicta é publicada todo mês de julho, em honra a Nossa Senhora do Carmo, nossa padroeira. Seus textos possuem temáticas variadas e independentes. Na presente edição, identificada pelo Volume 3, constam:

revista-benedicta-julho-2022

 

– Seção FIDES QUAERENS INTELLECTUM, própria para artigos e ensaios:

Alguns aspectos do pensamento político de José Pedro Galvão de Sousa: José Pedro Galvão de Sousa (1912-1992) foi um filósofo e jurista brasileiro que evidenciou a sacralidade do direito natural, legando à apologética as armas para combater as iniquidades do atual Estado de direito democrático.

O homem que deseja ser Deus: Liev Tolstói (1828-1910), famoso escritor russo, professou um cristianismo pessoal que tinha como base filosófica os pilares mais contrários à Fé. Assim tornou-se o guru da nova religião radicalmente humanista da modernidade.

A batalha da escola católica: De todas as instituições promovidas historicamente pela cristandade em todo o Ocidente, a escola tem sido a mais sequestrada pelos ideais nefastos dos servos de Satanás. Desenrola-se diante dos católicos uma missão de reconquista.

– Seção CATHOLICAE LITTERAE, dedicada a resenhas:

O Napoleão de Notting Hill, de G. K. Chesterton: Este ensaio aborda uma obra literária de G. K. Chesterton (1874-1936), que tematiza de forma pictórica a morte do sobrenatural no homem moderno; e apresenta um panorama geral do procedimento estético chestertoniano.

– Seção YSTORIA SANCTI, espaço hagiológico:

Santa Rita de Cássia: S. Rita de Cássia (1381-1457) fez-se freira agostiniana após a Providência divina tê-la feito esposa e viúva. Desde criança sua vida foi marcada por episódios sobrenaturais e grande devoção. É comemorada em 22 de maio pela Santa Igreja.

– Seção EUTRAPELIAM, de conteúdo lúdico-educativo:

De joelhos: Em lembrança dos 400 anos de canonização de S. Teresa d’Ávila e em resgate das raízes católicas da poética brasileira, publicamos o poema místico-devocional “De joelhos”, da escritora paulista Francisca Júlia da Silva (1871-1920).

– Base ilustrativa da capa: La Inmaculada Concepción, de Giambattista Tiepolo (1769)

Boa leitura!

Que Nossa Senhora, Rainha do Céu e da Terra, olhe sempre por nós e pela Revista Benedicta.

Acesse aqui os volumes anteriores.

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: