Liturgia Diária- 02/12/2019

S. BIBIANA, Virgem e Mártir

Festa de 3ª Classe- Missa “Me exspectaverunt”, com comemoração do domingo

Oriunda de família nobre, defendeu corajosamente a sua virgindade. Aos golpes dos açoites, morreu mártir como seus país e sua irmã. A basílica de Santa Maria Maior, que encerra as suas relíquias, foi construída sobre o seu sepulcro.


Páginas 907, 07 a 11 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 18 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 118, 95-96 | ib., 1)

Me exspectavérunt peccatóres, ut pérderent me: testimónia tua, Dómine, intelléxi: omnis consummatiónis vidi finem: latum mandátum tuum nimis. Ps. Beáti immaculáti in via: qui ámbulant in lege Dómini. ℣. Glória Patri… Os pecadores me esperavam para me perder, porém eu compreendi os vossos ensinamentos, Senhor. Vi o fim de tudo o que parecia perfeito,- somente a vossa lei não tem limites. Sl. Bem-aventurados os que se mantêm sem mácula no caminho, os que andam na lei do Senhor. ℣. Glória ao Pai…

Coleta

Deus, ómnium largítor bonórum, qui in fámula tua Bibiána cum virginitátis flore martýrii palmam coniunxísti: mentes nostras eius intercessióne tibi caritáte coniúnge; ut, amótis perículis, præmia consequámur ætérna. Per D.N. Ó Deus, que, como Dispensador de todos os bens, em vossa serva Bibiana unistes a flor da virgindade à palma do martírio, dignai-Vos, por sua intercessão, unir a Vós pelo Amor, as nossas almas, a fim de que, afastados dos perigos, alcancemos as recompensas eternas. Per D.N.

2ª Coleta (da Féria)

Excita, quæsumus, Dómine, poténtiam tuam et veni; ut ab imminéntibus peccatórum nostrórum perículis, te mereámur protegénte éripi, te liberánte salvári. Qui vivis et regnas. Manifestai,. Senhor, Vos pedimos, o vosso poder e vinde, para que, por vossa proteção, mereçamos ser libertados dos perigos a que os nossos pecados nos expõem, e ser salvos por vossa mão libertadora. Vós, que, sendo Deus, viveis e reinais.

Epístola (Eclo 51, 13-17)

Léctio libri Sapiéntiæ.

Dómine, Deus meus, exaltásti super terram habitatiónem meam, et pro morte defluénte deprecáta sum. Invocávi Dóminum, Patrem Dómini mei, ut non derelínquat me in die tribulatiónis meæ, et in témpore superbórum sine adiutório. Laudábo nomen tuum assídue, et collaudábo illud in confessióne, et exaudíta est orátio mea. Et liberásti me de perditióne, et eripuísti me de témpore iníquo. Proptérea confitébor et laudem dicam tibi, Dómine, Deus noster. 

Leitura do livro da Sabedoria.

Senhor, meu Deus, exaltastes a minha habitação sobre a terra, e eu Vos pedi que me livrásseis da morte que me ameaçava. Invoquei o Senhor, Pai de meu Senhor, para que não me abandonasse no dia de minha tribulação e durante o domínio dos soberbos, não me deixasse indefeso. Louvarei incessantemente o vosso Nome, e celebrá-lo-ei em minhas ações de graças pois foi atendida a minha oração. Vós me livrastes da perdição e me salvastes no tempo mau. Por isso, eu Vos glorificarei, e a Vós, ó Senhor, nosso Deus, cantarei louvores. 

Gradual (Sl 45, 6; ib, 5 | -)

Adiuvábit eam Deus vultu suo: Deus in médio eius, non commovébitur. ℣. Flúminis ímpetus lætíficat civitátem Dei: sanctificávit tabernáculum suum Altíssimus. 

Allelúia, allelúia. ℣. Hæc est Virgo sápiens, et una de número prudéntum. Allelúia.

Deus a auxilia com o seu olhar. Deus está com ela e ela não vacilará. ℣. Um rio, com a torrente de suas águas alegra a cidade de Deus [a Santa], O Altíssimo santificou o seu tabernáculo.

Aleluia, aleluia. ℣. Esta é a virgem sábia e uma das virgens prudentes. Aleluia.

Evangelho (Mt 13, 44-52)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthaeum.

In illo témpore: Dixit Iesus discípulis suis parábolam me: Símile est regnum cœlórum thesáuro abscóndito in agro: quem qui invénit homo, abscóndit, et præ gáudio illíus vadit, et vendit univérsa, quæ habet, et emit agrum illum. Iterum símile est regnum cœlórum hómini negotiatóri, quærénti bonas margarítas. Invénta autem una pretiósa margaríta, ábiit, et véndidit ómnia, quæ hábuit, et emit eam. Iterum símile est regnum cœlórum sagénæ, missæ in mare et ex omni génere píscium congregánti. Quam, cum impléta esset, educéntes, et secus litus sedéntes, elegérunt bonos in vasa, malos autem foras misérunt. Sic erit in consummatióne sǽculi: exíbunt Angeli, et separábunt malos de médio iustórum, et mittent eos in camínum ignis: ibi erit fletus et stridor déntium. Intellexístis hæc ómnia? Dicunt ei: Etiam. Ait illis: Ideo omnis scriba doctus in regno cœlórum símilis est hómini patrifamílias, qui profert de thesáuro suo nova et vétera.

Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos esta parábola: O Reino dos céus é semelhante a um tesouro escondido num campo. Quem o encontra o esconde, e, contente com o achado, vai e vende tudo o que tem, e compra aquele campo.—O Reino dos céus é também semelhante a um mercador que procurava belas pérolas, e tendo achado uma de grande preço, foi-se e vendeu tudo o que possuía e a comprou. — O Reino dos céus é ainda semelhante a uma rede, que lançada no mar, recolheu peixes de toda espécie. Quando estava cheia, os pescadores a puxaram para a praia, e sentados ali, escolheram os bons peixes para os vasos, e lançaram fora os ruins. Assim será no fim do mundo. Virão os Anjos e separarão os maus do meio dos Justos, e os lançarão na fornalha de fogo. E ali haverá choro e ranger de dentes. Compreendestes tudo isto? Responderam-Lhe: Sim. E Ele continuou: Por esta razão todo escriba instruído no Reino dos céus é semelhante a um pai de família que tira de seu tesouro coisas novas e velhas.

Ofertório (Sl 44, 3) 

Diffúsa est grátia in lábiis tuis: proptérea benedíxit te Deus in ætérnum, et in sǽculum sǽculi. A graça expande-se em vossos lábios; por isso Deus vos abençoou para sempre e por todos os séculos.

Secreta

Hóstias tibi, Dómine, beátæ Bibiánæ Vírginis et Martyris tuæ dicátas méritis, benígnus assúme: et ad perpétuum nobis tríbue proveníre subsídium. Per D. N. Aceitai bondosamente, Senhor, as hóstias oferecidas pelos méritos da bem-aventurada Bibiana, vossa Virgem e Mártir, e concedei que nos sirvam de perpétuo auxílio. Por N. S.

2ª Secreta (da Féria)

Hæc sacra nos, Dómine, potenti virtúte mundátos, ad suum fáciant purióres veníre princípium. Per D. N. Fazei, Senhor, que purificados pela poderosa força destas santas ofertas, mereçamos chegar mais puros Aquele que é delas o princípio. Por N. S.

Prefácio (Comum)

℣. Dóminus vobíscum.
℞. Et cum spíritu tuo.
℣. Sursum corda.
℞. Habémus ad Dóminum.
℣. Grátias agámus Dómino Deo nostro.
℞. Dignum et iustum est.
.
Vere dignum et justum est, aequum et salutare, nos Tibi simper, et ubique gratias agere: Domine sancte, Pater omnipotens, aeterne Deus: per Christum Dominum nostrum. Per quem majestatem Tuam laudant Angeli, adorant Dominationes, tremunt Potestates, Coeli, Coelorumque Virtutes, ac beata Seraphim socia exultatione concelebrant. Cum quibus et nostras voces, ut admitti, jubeas, supplici confessione dicentes: Sanctus, Sanctus, Sanctus…
℣. O Senhor seja convosco.
℞. E com o vosso espírito,
℣. Para o alto os corações.
℞. Já os temos para o Senhor,
℣. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
℞. É digno e justo.
.
Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar, que, sempre e em todo o lugar, Vos demos graças, ó Senhor santo, Paí onipotente, eterno Deus, por Jesus Cristo, Nosso Senhor. É por Ele que os Anjos louvam a vossa Majestade, as Dominações a adoram, tremem as Potestades. Os Céus, as virtudes dos Céus, e os bem-aventurados Serafins a celebram com recíproca alegria. Às suas vozes, nós Vos rogamos, mandeis que se unam as nossas, quando em humilde confissão Vos dizemos: Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Sl 118: 121, 122, 128)

Feci iudícium et iustítiam, Dómine, non calumniéntur mihi supérbi: ad ómnia mandáta tua dirigébar, omnem viam iniquitátis ódio hábui. Tenho praticado a retidão e a justiça, Senhor: não me caluniem os soberbos. Tenho seguido vossos mandamentos e odiado os caminhos da injustiça.

Pós-comunhão

Divíni múneris largitáte satiáti, quǽsumus, Dómine, Deus noster: ut, intercedénte beáta Bibiána Vírgine et Mártyre tua, in eius semper participatióne vivámus. Per D.N.  Saciados pela riqueza de vosso Dom divino, nós Vos rogamos, Senhor nosso Deus, que por intercessão da bem-aventurada Bibiana, vossa Virgem e Mártir, vivamos sempre na participação deste Sacramento. Por N. S.

2ª Pós-comunhão (da Féria)

Suscipiámus, Dómine, miseri-córdiam tuam in médio templi tui: ut reparatiónis nostræ ventúra solémnia cóngruis honóribus præcedémus. Per D.N.  Fazei, Senhor, que possamos receber a vossa misericórdia no meio de vosso templo, a fim de nos prepararmos com o devido respeito para a solenidade de nossa redenção que se aproxima. Por N. S.

Traduções e comentários extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1947/1962).

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: