Liturgia Diária- I Domingo do Advento

Domingo de 1ª Classe- ESTAÇÃO EM SANTA MARIA MAIOR – Missa Própria

A terra abençoada de que nos fala a Communio, é Maria Santíssima. Ela nos deu o fruto abençoado de suas entranhas. Por isso estamos reunidos, ao menos em espírito, em sua igreja. (Statio

Compenetrados das palavras do Evangelho: “Erguei as vossas cabeças, porque se aproxima a vossa Redenção… Sabei que perto está o Reino de Deus”, voltamo-nos no começo do Ano eclesiástico para Deus, com toda a alma (Introito). Nossa Redenção é obra da bondade de Deus (Oração), mas também o é de nossa cooperação, conforme nos diz St. Agostinho: “Aquele que te criou sem ti, não te salvará sem ti”. Esta cooperação consiste em “levantarmo-nos do sono, renunciarmos às trevas e revestirmo-nos do Senhor Jesus Cristo” (Epístola). Unindo, no Ofertório, estas resoluções ao sacrifício de Jesus Cristo, receberemos na Comunhão a bênção de Deus e tornar-nos-emos uma terra abençoada que há de produzir abundantes frutos para a vida cristã.


Páginas 07 a 11 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa Rezada às 09:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes e Missa Cantada às 15:30 horas na Catedral Santa Teresinha.


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 24, 1-3 | ib., 4) (Áudio) 

Ad te levávi, ánimam meam: Deus meus, in te confído, non erubéscam; neque irrídeant me inimíci mei, étenim univérsi, qui te exspéctant non confundéntur. Ps. Vias tuas, Dómine, demónstra mihi: et sémitas tuas édoce me. ℣. Glória Patri… A Vós, elevo a minha alma: ó meu Deus, em Vós confio; não serei envergonhado. Não se riam de mim os meus inimigos, porque todos os que em Vós esperam não serão confundidos. Sl. Mostrai-me, Senhor, os vossos caminhos e ensinai-me as vossas veredas. ℣. Glória ao Pai…

Coleta

Excita, quæsumus, Dómine, poténtiam tuam et veni; ut ab imminéntibus peccatórum nostrórum perículis, te mereámur protegénte éripi, te liberánte salvári. Qui vivis et regnas. Manifestai,. Senhor, Vos pedimos, o vosso poder e vinde, para que, por vossa proteção, mereçamos ser libertados dos perigos a que os nossos pecados nos expõem, e ser salvos por vossa mão libertadora. Vós, que, sendo Deus, viveis e reinais.

Epístola (Rm 13, 11-14)

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Romános.

Fratres: Sciéntes qula hors est jam nos de somno súrgere. Nunc enim pro pior est nostra salus, quam cum credidimus. Nox prascéssit, dies autem appropinquàvit. Abjiciamus ergo opera tenebrarum, et induamur arma lucis. Sicut in die honéste ambulémus: non in comessationibus et ebrietétibus, non in cubilibus, et impudicítiis, non in contentions et kemutatione: sed induímini Dominum Jesum Christum. 

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Romanos.

Irmãos: Sabeis que já é hora de despertarmos do sono, pois a salvação está agora mais perto de nós, do que quando abraçamos a fé. A noite vai avançada’ e o dia do Cristo aproxima-se. Renunciemos, portanto, às obras das trevas, e revistamo-nos das armas da luz. Caminhemos honestamente como quem anda em plena luz; não em excesso de comida ou de bebida, não em dissoluções e impurezas, nem em contendas e emulações. Pelo contrário, revesti-vos do Senhor Jesus Cristo. 

Gradual (Sl 24, 3 e 4 | Sl 84, 8) (Áudio-1) (Áudio-2)

Univérsi qui te exspéctant, non confundéntur, Dómíne. ℣. Vias Tuas, Dómine, notas fac mihi: et sémitas Tuas édoce me. 

Allelúia, allelúia. ℣. Osténde nobis, Dómine, misericórdiam Tuam: et salutare Tuum da nobis. Allelúia.

Todos os que em Vós esperam, Senhor, não serão confundidos. ℣. lndicai-me, Senhor, os vossos caminhos, e ensinai-me as vossas veredas.

Aleluia, aleluia. ℣. Mostrai-nos, Senhor, a vossa misericórdia, e dai-nos a vossa salvação. Aleluia.

Evangelho (Lc 21, 25-33)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.

In illo tempore: Dixit Jeus discipulis Suis: Erunt signa in sole, et luna, et stellis; et in terris pressúra géntium præ confusióne sónitus maris et fiúctuum: arescéntibus homínibus præ timóre et exspectatióne, quæ super vénient univérso orbi: nam vírtútes coelórum movebúntur; et tunc vidébunt Fílium hóminis veniéntem in nube cum potestáte magna et majestáte. His autem fíeri incipiéntibus, respícite et leváte cápita vestra; quóniam appropínquat redémptio vestra.” Et dixit illis similitúdinem: “Vidéte ficúlneam, et omnes árbores: cum prodúcunt jam ex se fructum, scitis quóniam prope est æastas. Ita et vos cum vidéritis hæc fíeri, scitóte quóniam prope est regnum Dei, Amen, dico vobis: quia non præteríbit generátio hæc, donec ómnia fiant. Coelum et terra transibunt: verba autem Mea non transíbunt. — CREDO…

Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas; e na terra consternação dos povos por causa da confusão do bramido do mar e das ondas, mirrando-se os homens de susto, na expectativa do que sobrevirá a todo o orbe, porque os poderes dos céus se abalarão. Então ver-se-á o Filho do homem vindo sobre uma nuvem com grande poder e Majestade. Quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e erguei vossas cabeças, porque se aproxima a vossa redenção. E contou-lhes depois uma parábola: Vede a figueira e as demais árvores; quando começam a dar fruto sabeis que o verão está perto. Assim também, quando virdes que se realizam estas coisas, sabei que perto está o Reino de Deus. Em verdade vos digo que não passará esta  geração, sem que isto aconteça. Passará o céu e a terra, porém as minhas palavras não passarão. — CREIO…

Ofertório (Sl 24, 1-3) (Áudio)

Ad te levávi ánimam meam: Deus meus, in te confído, non erubéscam; neque irrídeant me inimíci mei: étenim univérsi, qui te exspéctant, non confundéntur. A Vós, elevo a minha alma; ó meu Deus, em Vós confio; não serei envergonhado. Não se riam de mim os meus inimigos, porque todos os que em Vós esperam, não serão confundidos.

Secreta

Hæc sacra nos, Dómine, potenti virtúte mundátos, ad suum fáciant purióres veníre princípium. Per D. N. Fazei, Senhor, que purificados pela poderosa força destas santas ofertas, mereçamos chegar mais puros Aquele que é delas o princípio. Por N. S.

Prefácio (da Santíssima Trindade)

℣. Dóminus vobíscum.
℞. Et cum spíritu tuo.
℣. Sursum corda.
℞. Habémus ad Dóminum.
℣. Grátias agámus Dómino Deo nostro.
℞. Dignum et iustum est.
.
Vere dignum et justum est, aequum et salutare, nos tibi semper, et ubique gratias agere: Domine sancte, Pater omnipotens, aeterne Deus. Qui cum unigenito Filio: tuo et Spiritu Sancto, unus es Deus, unus es Dominus: non in unnius singularitate personae, sed in unius Trinitae substantiae. Quod enim de tua Gloria, revelante te, credimus, hoc de Filio tuo, hoc de Spiritu Sancto, sine differentia discretionis sentimus. Ut in confessione verae, sempiternaeque Deitatis, et in personis proprietas, et in essentia unitas, et in majestate adoretur aequalitas. Quam laudant Angeli atque Archangeli, Cherubim, quoque ac Seraphim: qui non cessant clamare quotidie, una voce dicentes: Sanctus, Sanctus, Sanctus…
℣. O Senhor seja convosco.
℞. E com o vosso espírito,
℣. Para o alto os corações.
℞. Já os temos para o Senhor,
℣. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
℞. É digno e justo.
.
É verdadeiramente digno, justo, racional e salutar, que sempre e em toda a parte Vos rendamos graças, Senhor Santo, Pai onipotente e Deus eterno; Que sois, com o Vosso Filho Unigênito e com o Espírito Santo, um só Deus e um só Senhor, não na singularidade duma só pessoa, mas na Trindade duma só substância. Porque tudo aquilo que nos revelastes e cremos da Vossa glória, isso mesmo sentimos, sem diferença nem distinção, do Vosso Filho e do Espírito Santo, de maneira que, confessando a verdadeira e eterna Divindade, adoramos a propriedade nas Pessoas, a unidade na Essência e a igualdade na Majestade, a qual louvam os Anjos e os Arcanjos, os Querubins e os Serafins, que não cessam de cantar dizendo a uma só voz: Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Sl 84, 13) (Áudio)

Dóminus dabit benignitátem: et terra nostra dabit fructum suum. O Senhor dará a sua bênção, e a nossa terra dará o seu fruto.

Pós-comunhão

Suscipiámus, Dómine, miseri-córdiam tuam in médio templi tui: ut reparatiónis nostræ ventúra solémnia cóngruis honóribus præcedémus. Per D.N.  Fazei, Senhor, que possamos receber a vossa misericórdia no meio de vosso templo, a fim de nos prepararmos com o devido respeito para a solenidade de nossa redenção que se aproxima. Por N. S.

 


Traduções e comentários extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1947/1962).

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: