Liturgia Diária- III Domingo depois da Epifania

Domingo de 2ª Classe- Missa Própria

Neste domingo contínua a manifestação do caráter real de Jesus e de seu poder misterioso. Ele domina sobre as doenças. Estendendo a mão poderosa de sua Majestade (Oração), a lepra desaparece e o servo fica curado. Ora, nós éramos doentes como o leproso e o servo. No Batismo e no Sacramento da Penitência, Jesus estendeu a mão e operou a cura milagrosa de nossa alma. Com os miraculados do Evangelho podemos cantar no Ofertório: Não morrerei, mas viverei. Entretanto, este júbilo só terá valor, se a nossa gratidão se manifestar também pela vida moldada no ideal que nos propõe a Epístola. Eis a verdadeira vida dos batizados, dos curados da lepra do pecado.


Páginas 105 a 107 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963).


Missa Rezada às 09:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes e Missa Cantada às 15:30 horas na Catedral Diocesana. 


Horários de Missa desta semana, clique aqui.


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 96,7-8 | ib. 1) [Áudio]

Adoráte Deum, omnes Angeli ejus: audívit, et lætáta est Sion: et exsultavérunt fíliæ Judae. Ps. Dóminus regnávit, exsúltet terra: læténtur ínsulæ multæ. ℣. Gloria Patri. Adorai a Deus, todos os seus Anjos. Sião ouve e se alegra. Exultam as filhas de Judá. Ps. O Senhor é Rei: exulte a terra e alegrem-se as muitas ilhas ℣. Glória ao Pai.

Coleta

Omnípotens sempitérne Deus, infirmitatem nostram propítius réspice: atque, ad protegéndum nos, déxteram tuæ majestátis exténde. Per D.N. Onipotente e eterno Deus, olhai propício para a nossa fraqueza, e em nossa proteção estendei a Destra de vossa Majestade. Por N.S.

Epístola (Rm 12, 16-21)

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Romános.

Fratres: Nolíte esse prudéntes apud vosmetípsos: nulli malum pro malo reddéntes: providéntes bona non tantum coram Deo, sed étiam coram ómnibus homínibus. Si fíeri potest, quod ex vobis est, cum ómnibus homínibus pacem habéntes: Non vosmetípsos defendéntes, caríssimi, sed date locum iræ. Scriptum est enim: Mihi vindícta: ego retríbuam, dicit Dóminus. Sed si esuríerit inimícus tuus, ciba illum: si sitit, potum da illi: hoc enim fáciens, carbónes ignis cóngeres super caput ejus. Noli vinci a malo, sed vince in bono malum.

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Romanos.

Irmãos: Não pretendais ser sábios aos vossos próprios olhos. Não torneis a ninguém mal por mal. Cuidai em fazer o bem, não só diante de Deus, como também diante de todos os homens. Se for possível, quanto depender de vós, vivei em paz com todos os homens. Caríssimos, não vos vingueis a vós mesmos; antes, daí lugar à ira [de Deus], pois está escrito: A mim pertence a vingança; eu retribuirei, diz o Senhor. Pelo contrário: se teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber. Porque, fazendo isto, amontoarás carvões em brasa sobre a sua cabeça. Não te deixes vencer pelo mal, mas vence o mal com o bem.

Gradual (Sl 101, 16-17 | Sl 96, 1) [Vídeo] [Vídeo-Aleluia]

Timébunt gentes nomen tuum, Dómine, et omnes reges terræ glóriam tuam. ℣. Quóniam ædificávit Dóminus Sion, et vidébitur in majestáte sua.

Allelúia, allelúia, ℣. Dóminus regnávit, exsúltet terra: læténtur ínsulæ multæ. Allelúia.

As nações temem o vosso Nome, Senhor, e todos os reis da terra, a vossa glória. ℣. Porque o Senhor edificou Sião, e se manifesta em sua Majestade.

Aleluia, aleluia. ℣. O Senhor é Rei; exulte a terra; e alegrem-se as muitas ilhas. Aleluia.

Evangelho (Mt 8, 1-13)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthaeum.

In illo témpore: Cum descendísset Jesus de monte, secútæ sunt eum turbæ multæ: et ecce, leprósus véniens adorábat eum, dicens: Dómine, si vis, potes me mundáre. Et exténdens Jesus manum, tétigit eum, dicens: Volo. Mundáre. Et conféstim mundáta est lepra ejus. Et ait illi Jesus: Vide, némini díxeris: sed vade, osténde te sacerdóti, et offer munus, quod præcépit Móyses, in testimónium illis. Cum autem introísset Caphárnaum, accéssit ad eum centúrio, rogans eum et dicens: Dómine, puer meus jacet in domo paralýticus, et male torquetur. Et ait illi Jesus: Ego véniam, et curábo eum. Et respóndens centúrio, ait: Dómine, non sum dignus, ut intres sub tectum meum: sed tantum dic verbo, et sanábitur puer meus. Nam et ego homo sum sub potestáte constitútus, habens sub me mílites, et dico huic: Vade, et vadit; et alii: Veni, et venit; et servo meo: Fac hoc, et facit. Audiens autem Jesus, mirátus est, et sequéntibus se dixit: Amen, dico vobis, non inveni tantam fidem in Israël. Dico autem vobis, quod multi ab Oriénte et Occidénte vénient, et recúmbent cum Abraham et Isaac et Jacob in regno cœlórum: fílii autem regni ejiciéntur in ténebras exterióres: ibi erit fletus et stridor déntium. Et dixit Jesus centurióni: Vade et, sicut credidísti, fiat tibi. Et sanátus est puer in illa hora.

Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, havendo Jesus descido do monte, grande multidão de povo O seguiu . E eis que, vindo um leproso, adorava-O, dizendo: Senhor, se quiserdes, bem me podeis limpar. Jesus, estendendo a mão, tocou-o e disse: Quero, sê limpo. E logo sarou-lhe a lepra. Então Jesus lhe disse: Olha, não o digas a ninguém, mas vai mostrar-te ao sacerdote, e faze a oferta que Moisés ordenou, para que lhes conste. Tendo depois Jesus entrado em Cafarnaum, aproximou-se d’Ele um centurião com uma súplica: Senhor, um servo meu jaz em casa, paralítico, gravemente atormentado. Jesus disse-lhe: Eu irei e o curarei. Respondeu o centurião, dizendo: Senhor, eu não sou digno de que entreis em minha casa, mas, dizei uma só palavra e o meu servo será curado. Pois também eu sou um homem sujeito a outros; tenho soldados às minhas ordens, e digo, a um: Vai, e ele vai. E a outro: Vem, e ele vem. E a meu servo: Faze isto, e ele o faz. Ouvindo isto, Jesus admirou-se e disse aos que O seguiam: Em verdade, eu vos digo que não encontrei tamanha fé em Israel. Digo-vos outrossim: Muitos virão do Oriente e do Ocidente e se assentarão com Abraão, Isaac e Jacó no reino dos céus; mas os filhos do reino serão lançados nas trevas exteriores onde haverá choro e ranger de dentes. E Jesus disse ao centurião: Vai, e como creste, assim te seja feito. E naquela mesma hora o servo ficou curado.

Ofertório (Sl 117, 16 e 17) [Vídeo]

Déxtera Dómini fecit virtutem, déxtera Dómini exaltávit me: non móriar, sed vivam, et narrábo ópera Dómini. A Destra do Senhor mostra o seu poder; a Destra do Senhor me exalta; não morrerei mas viverei e contarei as obras do Senhor.

Secreta

Hæc hóstia, Dómine, quǽsumus, emúndet nostra delícta: et, ad sacrifícium celebrándum, subditórum tibi córpora mentésque sanctíficet. Per D.N. Pedimos, Senhor, que esta hóstia nos purifique de nossos delitos, e santifique os corpos e as almas de vossos servos para dignamente celebrarem este Sacrifício. Por N. S. 

Prefácio (da Ssma. Trindade) 

Vere dignum et justum est, aequum et salutare, nos tibi semper, et ubique gratias agere: Domine sancte, Pater omnipotens, aeterne Deus. Qui cum unigenito Filio: tuo et Spiritu Sancto, unus es Deus, unus es Dominus: non in unnius singularitate personae, sed in unius Trinitae substantiae. Quod enim de tua Gloria, revelante te, credimus, hoc de Filio tuo, hoc de Spiritu Sancto, sine differentia discretionis sentimus. Ut in confessione verae, sempiternaeque Deitatis, et in personis proprietas, et in essentia unitas, et in majestate adoretur aequalitas. Quam laudant Angeli atque Archangeli, Cherubim, quoque ac Seraphim: qui non cessant clamare quotidie, una voce dicentes:

Sanctus, Sanctus, Sanctus…

É verdadeiramente digno, justo, racional e salutar, que sempre e em toda a parte Vos rendamos graças, Senhor Santo, Pai onipotente e Deus eterno; Que sois, com o Vosso Filho Unigênito e com o Espírito Santo, um só Deus e um só Senhor, não na singularidade duma só pessoa, mas na Trindade duma só substância. Porque tudo aquilo que nos revelastes e cremos da Vossa glória, isso mesmo sentimos, sem diferença nem distinção, do Vosso Filho e do Espírito Santo, de maneira que, confessando a verdadeira e eterna Divindade, adoramos a propriedade nas Pessoas, a unidade na Essência e a igualdade na Majestade, a qual louvam os Anjos e os Arcanjos, os Querubins e os Serafins, que não cessam de cantar dizendo a uma só voz:

Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Lc 4, 22) [Áudio]

Mirabántur omnes de his, quæ procedébant de ore Dei. Todos se admiravam das palavras que saíam da boca de Deus.

Pós-comunhão

Quos tantis, Dómine, largíris uti mystériis: quǽsumus; ut efféctibus nos eórum veráciter aptáre dignéris. Per D.N. Senhor, já que nos concedeis participar de tão grandes Mistérios, pedimos que Vos digneis fazer-nos verdadeiramente merecedores de seus efeitos. Por N. S.

Traduções e comentário principal do Missal de D. Beda Keickeisen (1947). Áudios e vídeos do site “CCWatershed”

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: