Liturgia Diária- 24/12/2018- Missa do Galo

NATAL DO SENHOR – MISSA DA MEIA-NOITE

Festa de 1ª Classe- Missa Própria – Estação em Santa Maria Maior, no altar do Presépio

Na adoração do Menino-Deus que acaba de nascer, unem-se o Céu e a Terra: cantos extasiados dos anjos, silêncio dos pastores, êxtase terno e humilde de Maria e de José.

Três vezes oferece hoje a Igreja o Santo Sacrifício. A primeira, à meia noite, na cripta de Sta. Maria Maior, onde se guardam os restos do presépio. O lugar e a hora lembram o acontecimento magno da história da humanidade: a vinda do Filho de Deus a este mundo. 

Com Maria e José, diante do presépio, ouçamos o primeiro canto do Menino Jesus, no qual Ele revela a sua filiação divina e eterna. Entrando no mundo, Ele nos lembra que existe antes do mundo num hoje eterno com o Pai celeste. E logo manifesta pelo Apóstolo o seu programa: remir o mundo da iniquidade e formar um povo escolhido, cheio de zelo pelas boas obras. Diante deste Menino-Rei tão poderoso, os céus e a terra exultam (Ofertório) e convidam nossa alma à adoração, para tomarmos parte pela Comunhão nos esplendores da filiação divina.


Páginas 45 a 48 do Missal Quotidiano.


Missa às 20:00 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 2, 7 e 1) [Áudio]

Dóminus dixit ad me: Fílius meus es tu, ego hódie génui te. Ps. Quare fremuérunt gentes: et pópuli meditáti sunt inánia? ℣. Gloria Patri. O Senhor me disse: Tu és o meu Filho, eu hoje te gerei. Sl. Por que se agitam as nações e os povos meditam coisas vãs? ℣. Glória ao Pai.

Coleta

Deus, qui hanc sacratíssimam noctem veri lúminis fecísti illustratióne claréscere: da, quǽsumus; ut, cujus lucis mystéria in terra cognóvi- mus, ejus quoque gáudiis in coelo perfruámur: Qui tecum vivit et regnat. Ó Deus, que fizestes noite santíssima. resplandecer com o fulgor da verdadeira Luz, concedei, Vos pedimos, que assim como conhecemos os Mistérios dessa Luz na terra, também no céu gozemos as suas alegrias Ele que, sendo Deus, convosco vive e reina.

Epístola (Tt 2, 11-15)

Transformado pela graça, o cristão deve levar vida santa, digna daquele que se fez homem para o arrancar do pecado e que há de voltar glorioso, no fim dos tempos, para recompensar, com prêmio eterno, a sua fidelidade.

Lectio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Titum.

Caríssime: Appáruit grátia Dei Salvatóris nostri ómnibus homínibus, erúdiens nos, ut, abnegántes impietátem et sæculária desidéria, sóbrie et juste et pie vivámus in hoc sǽculo, exspectántes beátam spem et advéntum glóriæ magni Dei et Salvatóris nostri Jesu Christi: qui dedit semetípsum pro nobis: ut nos redímeret ab omni iniquitáte, et mundáret sibi pópulum acceptábilem, sectatórem bonórum óperum. Hæc lóquere et exhortáre: in Christo Jesu, Dómino nostro.

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo a Tito.

Caríssimo: Manifestou-se a graça de Deus, Salvador nosso, a todos os homens. Ela nos ensina que, renunciando à impiedade e aos desejos mundanos, vivamos neste século, sóbria, justa e piamente, aguardando a bem-aventurada esperança e a vinda gloriosa do grande Deus e Salvador nosso, Jesus Cristo. Ele se deu a Si mesmo por nós, para nos remir de toda iniquidade, e purificar para Si um povo escolhido, cheio de zelo nas boas obras. Dize e exorta estas coisas em Jesus Cristo, Nosso Senhor.

Gradual (Sl 109, 3 e 1 | Sl 2, 7) [Áudio] [Áudio-Aleluia]

Tecum princípium in die virtútis tuæ: in splendóribus Sanctórum, ex útero ante lucíferum génui te. ℣. Dixit Dóminus Dómino meo: Sede a dextris meis: donec ponam inimícos tuos, scabéllum pedum tuórum.

Allelúia, allelúia, ℣. Dóminus dixit ad me: Fílius meus es tu, ego hódie génui te. Allelúia.

Contigo está o principado no dia de tua glória; entre o esplendor da Santidade eu te gerei em meu seio, antes da aurora. ℣. O Senhor disse a meu Senhor; Senta-te à minha Destra, até que ponha os teus inimigos como escabelo de teus pés.

Aleluia, aleluia. ℣. O Senhor me disse: Tu és meu Filho, eu hoje te gerei. Aleluia.

Evangelho (Lc 2, 1-14)

Eis que o Céu se une à Terra, Deus ao homem. A sóbria e comovedora descrição do nascimento em Belém é nimbada das claridades celestes e exaltada pelos coros angélicos.

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.

In illo témpore: Exiit edíctum a Cǽsare Augústo, ut describerétur univérsus orbis. Hæc descríptio prima facta est a prǽside Sýriæ Cyríno: et ibant omnes ut profiteréntur sínguli in suam civitátem. Ascéndit autem et Joseph a Galilǽa de civitáte Názareth, in Judǽam in civitátem David, quæ vocatur Béthlehem: eo quod esset de domo et fámilia David, ut profiterétur cum María desponsáta sibi uxóre prægnánte. Factum est autem, cum essent ibi, impléti sunt dies, ut páreret. Et péperit fílium suum primogénitum, et pannis eum invólvit, et reclinávit eum in præsépio: quia non erat eis locus in diversório. Et pastóres erant in regióne eádem vigilántes, et custodiéntes vigílias noctis super gregem suum. Et ecce, Angelus Dómini stetit juxta illos, et cláritas Dei circumfúlsit illos, et timuérunt timóre magno. Et dixit illis Angelus: Nolíte timére: ecce enim, evangelízo vobis gáudium magnum, quod erit omni pópulo: quia natus est vobis hódie Salvátor, qui est Christus Dóminus, in civitáte David. Et hoc vobis signum: Inveniétis infántem pannis involútum, et pósitum in præsépio. Et súbito facta est cum Angelo multitúdo milítiæ caeléstis, laudántium Deum et dicéntium: Glória in altíssimis Deo, et in terra pax hóminibus bonæ voluntátis.

Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas.

Naquele tempo, saiu um édito de César Augusto, para ser recenseado todo o império. Este primeiro recenseamento foi feito por Cirino, governador da Síria. E iam todos recensear-se, cada qual em sua cidade. Saiu também José, da cidade de Nazaré, na Galileia, a cidade de Davi, chamada Belém, na Judeia, por ser ele da casa e da família de Davi, para ser alistado, com Maria, sua esposa, que estava prestes a ser mãe. E aconteceu que, estando ali, se completaram os dias em que esta devia dar à luz. E deu à luz o seu Filho primogênito, e envolveu-O em panos, reclinando-O num presepe, porque não havia lugar para eles na hospedaria. Naquela região havia pastores que velavam e guardavam seu rebanho. E eis que apareceu diante deles um anjo do Senhor, e a claridade de Deus os envolveu de esplendor; e tiveram grande medo. O Anjo disse-lhes: Não temais, porque eis que vos anuncio uma grande alegria, que será para todo o povo. É que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é o Cristo, o Senhor. E este é o sinal para vós: achareis um Menino envolto em panos, e deitado em um presepe. No mesmo instante apareceu, com o Anjo, uma multidão da milícia celeste, louvando a Deus e dizendo: Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens de boa vontade. 

Ofertório (Sl 95, 11 e 13) [Áudio]

Læténtur coeli et exsúltet terra ante fáciem Dómini: quóniam venit. Alegrem-se os céus, e exulte a terra diante do Senhor, porque já veio.

Secreta

Acépta tibi sit, Dómine, quǽsumus, hodiérnæ festivitátis oblátio: ut, tua gratia largiénte, per hæc sacrosáncta commércia, in illíus inveniámur forma, in quo tecum est nostra substántia: Qui tecum vivit et regnat. Senhor, nós Vos suplicamos, aceiteis a oferta da presente festividade, a fim de que, com a vossa graça, por este sacrossanto Mistério, nos assemelhemos Àquele no qual se uniu a Vós a nossa natureza. Ele que, sendo Deus, convosco vive e reina.

Prefácio (do Natal)

Vere dignum et justum est, æqum et salutáre, nos tibi semper, et ubique grátias ágere: Dómine sancte, Pater omnípotens, ætérne Deus. Quia per incarnáti Verbi mystérium nova mentis nostræ óculis lux tuæ claritátis infúlsit: ut dum visibíliter Deum cognóscimus, per hunc invisibílium amórem rapiámur. Et ídeo cum Angelis et Archángelis, cum Thronis et Dóminatiónibus, cumque omni milítia coeléstis exércitus, hymnum glóriæ tuæ cánimus sine fine dicéntes:

Sanctus, Sanctus, Sanctus…

Verdadeiramente é digno e Justo, razoável e salutar, que, sempre e em todo o lugar, Vos demos graças, ó Senhor santo, Pai onipotente, eterno Deus: Porque pelo Mistério do Verbo Incarnado, um novo clarão de vosso esplendor iluminou os olhos de nossa alma, para que conhecendo a Deus visivelmente, ao mesmo tempo por Ele sejamos transportados ao amor das coisas invisíveis. E por isso, com os Anjos e os Arcanjos, com os Tronos e as Dominações, e com toda a milícia do exército celestial, cantamos hinos à vossa glória, dizendo sem fim:

Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Sl 109, 3) [Áudio]

In splendóribus Sanctórum, ex útero ante lucíferum génui te. Entre o esplendor da Santidade eu te gerei em meu seio antes da aurora.

Pós-comunhão

Da nobis, quǽsumus, Dómine, Deus noster: ut, qui Nativitátem Dómini nostri Jesu Christi mystériis nos frequentáre gaudémus; dignis conversatiónibus ad ejus mereámur perveníre consórtium: Qui tecum vivit et regnat. Concedei, Vos pedimos, ó Deus e Senhor nosso, que, celebrando alegremente nos santos Mistérios o Nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo, mereçamos conseguir por uma vida santa sua eterna companhia no céu. Ele que, sendo Deus, convosco vive e reina.

Traduções e comentário principal do Missal de D. Beda Keickeisen (1947). Demais comentários do Missal de D. Gaspar Lefebre (1963).

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: