Liturgia Diária- 25/07/2019

SÃO TIAGO MAIOR, Apóstolo

Festa de 2ª Classe- Missa própria, com comemoração de S. Cristóvão, Mártir

Como S. João, filho de Zebedeu, bebeu, como primeiro dos Apóstolos, o cálice do sofrimento, em 42. Suas relíquias gozam de grande veneração em Compostela, na Espanha.


Páginas 1189 a 1192 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 138, 17 | ib., 1-2)

Mihi autem nimis bonoráti sunt amíci tui, Deus: nimis confortátus est principátus eórum. Ps. Dómine, probásti me et cognovísti me: tu cognovísti sessiónem meam ei resurrectiónem meam. ℣. Glória Patri… Tenho em grande estima os vossos amigos, ó Deus; muito se fortaleceu o seu poder. Sl. Senhor, Vós me provais e me conheceis; Vós sabeis a minha morte e a minha ressurreição. ℣. Glória ao Pai…

Coleta

Esto, Dómine, plebi tuæ sanctificátor et custos: ut, Apóstoli tui Iacóbi muníta præsídiis, et conversatióne tibi pláceat, et secúra mente desérviat. Per D.N. Santificai, Senhor, e guardai o vosso povo, a fim de que, munido da proteção de vosso Apóstolo S. Tiago, Vos agrade por sua vida e Vos sirva com espírito tranquilo. Por N. S.

2ª Coleta (de S. Cristóvão)

Præsta, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, qui beáti Christóphori Mártyris tui natalícia cólimus, intercessióne eius in tui nóminis amóre roborémur. Per D.N. Concedei-nos, ó Deus onipotente, que celebrando o natalício de S. Cristóvão, vosso Mártir, por sua intercessão sejamos confirmados no amor de vosso Nome. Por N. S.

Epístola (I Cor 4, 9-15)

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Corinthios.

Fratres: Puto, quod Deus nos Apóstolos novíssimos osténdit, tamquam morti destinátos: quia spectáculum facti sumus mundo et Angelis et homínibus. Nos stulti propter Christum, vos autem prudéntes in Christo: nos infírmi, vos autem fortes: vos nóbiles, nos autem ignóbiles. Usque in hanc horam et esurímus, et sitímus, et nudi sumus, et cólaphis cædimur, et instábiles sumus, et laborámus operántes mánibus nostris: maledícimur, et benedícimus: persecutiónem pátimur, et sustinémus: blasphemámur, et obsecrámus: tamquam purgaménta huius mundi facti sumus, ómnium peripséma usque adhuc. Non ut confúndam vos, hæc scribo, sed ut fílios meos caríssimos móneo. Nam si decem mília pædagogórum habeátis in Christo: sed non multos patres. Nam in Christo Iesu per Evangélium ego vos génui.

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Coríntios.

Irmãos: Parece-me que Deus nos trata, a nós, Apóstolos, como últimos dos homens, como destinados à morte, pois somos dados em espetáculo ao mundo, aos Anjos e aos homens. Nós somos estultos por amor do Cristo e vós sois sábios no Cristo; somos fracos e vós sois fortes; sois estimados, e nós, desprezados. Até esta hora padecemos fome e sede; estamos nus, somos esbofeteados e não temos morada fixa. Fatigamo-nos a trabalhar com as nossas mãos; somos amaldiçoados e abençoamos; somos perseguidos e o suportamos; caluniados e rezamos. Temos sido tratados como o cisco do mundo, a escória de todos, até agora. Não escrevo estas coisas para vos envergonhar, mas admoesto-vos como a filhos muito amados. Porque ainda que tenhais dez mil mestres em Jesus Cristo, contudo não tendes muitos país, porque fui eu quem, pelo Evangelho, vos gerou no Cristo Jesus.

Gradual (Sl 44, 17-18 | Jo 15, 16)

Constítues eos príncipes super omnem terram: mémores erunt nóminis tui. Dómine. ℣. Pro pátribus tuis nati sunt tibi fílii: proptérea pópuli confitebúntur tibi.

Allelúia, allelúia. ℣. Ego vos elegi de mundo, ut eátis, et fructum afferátis, et fructus vester máneat. Allelúia.

Vós os estabeleceis príncipes sobre toda a terra; e eles, Senhor, se lembrarão de vosso Nome. ℣. Em lugar de vossos pais vos nascerão filhos; por isso, os povos Vos louvarão.

Aleluia, aleluia. ℣. Eu vos escolhi do mundo, para que, indo-vos, deis fruto e o vosso fruto permaneça. Aleluia.

Evangelho (Mt 20, 20-23)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthaeum.

In illo témpore: Accessit ad Iesum mater filiórum Zebedæi cum fíliis suis, adórans et petens áliquid ab eo. Qui dixit ei: Quid vis? Ait illi: Dic, ut sédeant hi duo fílii mei, unus ad déxteram tuam et unus ad sinístram in regno tuo. Respóndens autem Iesus, dixit: Néscitis, quid petátis. Potéstis bíbere cálicem, quem ego bibitúrus sum? Dicunt ei: Póssumus. Ait illis: Cálicem quidem meum bibétis: sedére autem ad déxteram meam vel sinístram, non est meum dare vobis, sed quibus parátum est a Patre meo. — CREDO…

Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, aproximou-se de Jesus a mãe dos filhos de Zebedeu com seus filhos, adorando-O para dirigir-Lhe um pedido. Ele disse-lhe: Que desejais? Ela respondeu-Lhe: Dizei que estes meus dois filhos se sentem em vosso Reino, um à vossa direita e o outro à vossa esquerda. Replicou-lhe Jesus: Não sabeis o que pedis. Podeis vós beber p cálice que eu hei de beber? Eles disseram: Podemos. Em verdade, disse Jesus, bebereis o meu cálice. Mas não pertence a mim o conceder que vos senteis à minha direita ou à minha esquerda; isso [será concedido] àqueles a quem meu Pai o preparou. — CREIO…

Ofertório (Sl 18, 5)

In omnem terram exívit sonus eórum: et in fines orbis terræ verba eórum. Sua voz repercutiu por toda a terra e suas palavras até os extremos do orbe.

Secreta

Oblatiónes pópuli tui, quǽsumus, Dómine, beáti Iacóbi Apóstoli pássio beáta concíliet: et, quæ nostris non aptæ sunt méritis, fiant tibi plácitæ eius deprecatióne. Per D.N. Nós Vos suplicamos, Senhor, que o glorioso martírio de vosso Apóstolo S. Tiago faça valer as oblações de vosso povo e, sendo insuficientes os nossos méritos, fazei que a sua intercessão Vo-las torne agradáveis. Por N.S.

2ª Secreta (de S. Cristóvão)

Munéribus nostris, quǽsumus, Dómine, precibúsque suscéptis: et coeléstibus nos munda mystériis, et cleménter exáudi. Per D.N. Nós Vos suplicamos, Senhor, que aceitando as nossas dádivas e preces, Vos digneis purificar-nos com os celestiais Mistérios e ouvir-nos benignamente. Por N.S.

Prefácio (dos Apóstolos)

℣. Dóminus vobíscum.
℞. Et cum spíritu tuo.
℣. Sursum corda.
℞. Habémus ad Dóminum.
℣. Grátias agámus Dómino Deo nostro.
℞. Dignum et iustum est.
.
Vere dignum et justum est, æqum et salutáre, Te Dómine supplicíter exoráre, ut gregem tuum pastor ætérne, non déseras: sed per beátos Apóstolos tuos contínua protectióne custódias. Ut iísdem rectóribus gubernétur, quos óperis tui vicários eídem contulísti præésse pastóres. Et ídeo cum Angelis et Archángelis, cum Thronis et Dóminatiónibus, cumque omni milítia coeléstis exércitus, hymnum glóriæ tuæ cánimus sine fine dicéntes: Sanctus, Sanctus, Sanctus…
℣. O Senhor seja convosco.
℞. E com o vosso espírito,
℣. Para o alto os corações.
℞. Já os temos para o Senhor,
℣. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
℞. É digno e justo.
.
Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar, suplicar-Vos humildemente, Senhor, que, como pastor eterno, não abandoneis o vosso rebanho, mas antes por intercessão de vossos bem-aventurados Apóstolos, o guardeis sob a vossa contínua proteção, para que seja dirigido pelos mesmos guias, que, encarregados como vigários de perpetuar a vossa obra, quisestes o governassem como pastores. E por isso, com os Anjos e os Arcanjos, com os Tronos e as Dominações, e com todo o exército da milícia celestial, cantamos hinos à vossa glória, dizendo sem fim: Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Mt 16, 18)

Tu es Petrus, et super hanc petram ædificábo Ecclésiam meam. Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja.

Pós-comunhão

Beáti Apóstoli tui Iacóbi, quǽsumus, Dómine, intercessióne nos ádiuva: pro cuius festivitáte percépimus tua sancta lætántes. Per D.N. Ajudai-nos, Senhor, pela intercessão de vosso Apóstolo S. Tiago, em cuja festividade recebemos com prazer vossos santos Mistérios. Por N. S.

2ª Pós-comunhão (de S. Cristóvão)

Da, quǽsumus, Dómine, Deus noster: ut, sicut tuórum commemoratióne Sanctórum temporáli gratulámur offício; ita perpétuo læténtur aspéctu. Per D.N. Concedei-nos, ó Deus e Senhor nosso, que assim como nos alegramos com a comemoração de vossos Santos durante esta vida, assim também gozemos de sua presença na eternidade. Por N. S.
Os quatorze santos auxiliares

 


Traduções e comentários extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1962).

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: