Liturgia Diária- 19/06/2019

S. JULIANA DE FALCONIERI, Virgem

Festa de 3ª Classe- Missa “Dilexisti”, com Coleta própria com comemoração de SS. Gervásio e Protásio, Mártires

Natural de Florença (1270), entrou na Ordem das Servitas. Grande devota da SSma. Eucaristia, levou uma vida de muita penitência Não podendo comungar por causa de sua enfermidade, recebeu o santo Viático de maneira milagrosa (Oração).


Páginas 1113 a 1116 e 880 a 883 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 44, 8 | ib., 2)

Dilexísti justítiam, et odísti iniquitátem: proptérea unxit te Deus, Deus tuus, óleo lætítiæ præ consórtibus tuis. Ps.  Eructávit cor meum verbum bonum: dico ego ópera mea Regi. ℣. Glória Patri… Amastes a justiça e odiastes a iniquidade. Por isto, Deus, o vosso Deus, vos ungiu com óleo de alegria, mais que às vossas companheiras. Sl. Exulta o meu coração em alegre canto: ao Rei dedico as minhas obras. ℣. Glória ao Pai…

Coleta

Deus, qui beátam Iuliánam Vírginem tuam extrémo morbo laborántem, pretióso Fílii tui Córpore mirabíliter recreáre dignátus es: concéde, quǽsumus; ut, eius intercedéntibus méritis, nos quoque eódem in mortis agóne refécti ac roboráti, ad coeléstem pátriam perducámur. Per eúndem D.N. Ó Deus, que Vos dignastes fortalecer e consolar miraculosamente vossa Virgem Sta. Juliana, em sua última enfermidade, com o Precioso Corpo de vosso Filho, concedei-nos por seus méritos e intercessão, que também nós, em nossa agonia mortal, sejamos alimentados e confortados com este Corpo divino e conduzidos à pátria celeste. Pelo mesmo J. C.

2ª Coleta (dos ss. mártires)

Deus, qui nos ánnua sanctórum Martyrum tuórum Gervásii et Protásii sollemnitáte lætíficas: concéde propítius; ut, quorum gaudémus méritis, accendámur exémplis. Per D.N. Ó Deus, que nos alegrais com a festividade anual de vossos santos Mártires Gervásio e Protásio, concedei, benigno, que exultando com os seus méritos nos afervoremos com os seus exemplos. Por N. S.

Epístola (II Cor 10, 17-18; 11, 1-2)

Léctio Epístolæ beáti Paui Apóstoli ad Corínthios.

Fratres: Qui gloriátur, in Dómino gloriétur. Non enim qui seipsum comméndat, ille probátus est; sed quem Deus comméndat. Utinam sustinerétis módicum quid insipiéntiæ meæ, sed et supportáte me: æmulor enim vos Deo æmulatióne. Despóndi enim vos uni viro vírginem castam exhibére Christo.

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Coríntios.

Irmãos: Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor. Porque não é o que se recomenda a si mesmo que é aprovado, mas, sim, aquele que Deus recomenda. Ah! se quisésseis suportar um pouco de loucura de minha parte; mas suportai-me ainda. Porque estou zeloso de vós com zelo de Deus. Com efeito, eu vos desposei com um Esposo único, para vos consagrar ao Cristo como virgem pura.

Gradual (Sl 44, 5)

Spécie tua et pulchritúdine tua inténde, próspere procéde et regna. ℣. Propter veritátem et mansuetúdinem et iustítiam: et dedúcet te mirabíliter déxtera tua.

Com a vossa formosura e a vossa beleza, caminhai, avançai vitoriosamente e reinai. Aleluia. ℣. Por causa da fidelidade, da mansidão e da justiça, vossa Destra vos conduzirá admiravelmente.

Aleluia (Sl 44, 15 e 16)

Allelúia, allelúia. ℣. Adducéntur Regi Vírgines post eam: próximæ eius afferéntur tibi in lætítia. Allelúia. 

Aleluia, aleluia. ℣. Virgens que a seguem são conduzidas ao Rei; as suas companheiras Vos são apresentadas com alegria. Aleluia. 

Evangelho (Mt 25, 1-13)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthaeum.

In illo témpore: Dixit Jesus discípulis suis parabolam hanc: “Símile erit regnum caelórum thesáuro abscóndito in agro: quem qui invénit homo, abscóndit, et præ gáudio illíus vadit, et vendit univérsa, quæ habet, et emit agrum illum. Iterum símile est regnum coelórum hómini negotiatóri, quærénti bonas margarítas. Invénta autem una pretiósa margaríta, abiit, et véndidit ómnia quæ hábuit, et emit eam. Iterum símile est regnum coelórum sagénæ missæ in mare, et ex omni génere píscium congregánti. Quam, cum impléta esset, educéntes, et secus littus sedéntes, elegérunt bonos in vasa, malos autem foras misérunt. Sic erit in consummatióne sæculi: exíbunt Angeli, et separábunt malos de médio justórum, et mittent eos in camínum ignis: ibi erit fletus, et stridor déntium. Intellexístis hæc ómnia? Dicunt ei: Etiam. Ait illis: Ideo omnis scriba doctus in regno coelórum símilis, est hómini patrifamilias, qui profert de thesáuro suo nova et vétera.”

Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos esta parábola: O Reino dos céus será semelhante a um tesouro escondido num campo. Quem o encontra o esconde, e, contente com o achado, vai e vende tudo o que tem, e compra aquele campo. — O Reino dos céus é também semelhante a um mercador que procurava belas pérolas, e tendo achado uma de grande valor,  foi-se, vendeu tudo o que possuía e a comprou. O Reino dos céus é ainda semelhante a uma rede, que, lançada ao mar, colheu peixes de toda espécie. Quando estava cheia, os pescadores a puxaram para a praia, e sentados ali, escolheram os bons peixes para os vasos e lançaram fora os ruins. Assim será no fim do mundo. Virão os Anjos e separarão os maus do meio dos Justos, e os lançarão na fornalha de fogo. E ali haverá choro e ranger de dentes. Compreendestes tudo isto? Responderam-Lhe: Sim. E Ele continuou: Por esta razão todo escriba instruído no Reino dos céus, é semelhante a um pai de família que tira de seu tesouro coisas novas e velhas.

Ofertório (Sl 44, 10)

Fíliæ regum in honóre tuo, ástitit regína a dextris tuis in vestítu deauráto, circúmdata varietate. Allelúia. Filhas de reis são as vossas damas de honra; a rainha está à vossa Destra, com manto de ouro e coberta de variados atavios.

Secreta

Acépta tibi sit, Dómine, sacrátæ plebis oblátio pro tuórum honóre Sanctórum: quorum se méritis de tribulatióne percepísse cognóscit auxílium. Per D.N. Seja agradável aos vossos olhos, Senhor, esta oferenda que o vosso povo fiel Vos apresenta em honra de vossos Santos; por seus méritos reconhece ter alcançado socorro na tribulação. Por N.S.

2ª Secreta (dos ss. mártires)

Oblátis, quǽsumus, Dómine, placáre munéribus: et, intercedéntibus sanctis Martýribus tuis, a cunctis nos defénde perículis. Per D.N. Aplacai-Vos, ó Senhor, com os dons que Vos oferecemos, e por intercessão de vossos santos Mártires Gervásio e Protásio, defendei-nos de todos os perigos. Por N.S.

Prefácio (Comum)

℣. Dóminus vobíscum.
℞. Et cum spíritu tuo.
℣. Sursum corda.
℞. Habémus ad Dóminum.
℣. Grátias agámus Dómino Deo nostro.
℞. Dignum et iustum est.
.
Vere dignum et justum est, aequum et salutare, nos Tibi simper, et ubique gratias agere: Domine sancte, Pater omnipotens, aeterne Deus: per Christum Dominum nostrum. Per quem majestatem Tuam laudant Angeli, adorant Dominationes, tremunt Potestates, Coeli, Coelorumque Virtutes, ac beata Seraphim socia exultatione concelebrant. Cum quibus et nostras voces, ut admitti, jubeas, supplici confessione dicentes: Sanctus, Sanctus, Sanctus…
℣. O Senhor seja convosco.
℞. E com o vosso espírito,
℣. Para o alto os corações.
℞. Já os temos para o Senhor,
℣. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
℞. É digno e justo.
.
Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar, que, sempre e em todo o lugar, Vos demos graças, ó Senhor santo, Paí onipotente, eterno Deus, por Jesus Cristo, Nosso Senhor. É por Ele que os Anjos louvam a vossa Majestade, as Dominações a adoram, tremem as Potestades. Os Céus, as virtudes dos Céus, e os bem-aventurados Serafins a celebram com recíproca alegria. Às suas vozes, nós Vos rogamos, mandeis que se unam as nossas, quando em humilde confissão Vos dizemos: Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Mt 25, 4 e 6)

Quinque prudéntes vírgines accepérunt óleum in vasis suis cum lampádibus: média autem nocte clamor factus est: Ecce, sponsus venit: exite óbviam Christo Dómino. Allelúia. As cinco virgens prudentes tomaram azeite em suas vasilhas com as suas lâmpadas. À meia-noite, ouviu-se um grito: Eis que chega o Esposo; saí ao encontro de Cristo, o Senhor.

Pós-comunhão

Satiásti, Dómine, famíliam tuam munéribus sacris: eius, quǽsumus, semper interventióne nos réfove, cuius sollémnia celebrámus. Per D.N. Saciastes, Senhor, a vossa família, com os vossos Dons sagrados; rogamo-Vos, pois, que nos favoreçais sempre pela intercessão da Santa cuja festa celebramos. Por N. S.

2ª Pós-comunhão (dos ss. mártires)

Hæc nos commúnio, Dómine, purget a crímine: et, intercedéntibus sanctis Martýribus tuis Gervásio et Protásio, coeléstis remédii fáciat esse consórtes. Per D.N. Esta Comunhão, Senhor, nos purifique de nossos crimes e, por intercessão de vossos santos Mártires Gervásio e Protásio, nos faça participar do remédio celestial. Por N. S.

Traduções e comentários extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1962).

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: