Liturgia Diária- 04/06/2019

S. FRANCISCO CARACCIOLO, Confessor

Festa de 3ª Classe- Missa própria

Nasceu em Santa Maria de Villa (Itália) em 1563, de uma ilustre família e faleceu em 1608. É fundador dos “Clérigos regulares menores” que unem a vida ativa à contemplativa. Homem de espírito de oração e de penitência, dedicou-se à cura de almas entre os presos.


Páginas 1090 a 1092 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 21, 15; 68, 10 | Sl 72, 1) 

Factum est cor meum tamquam cera liquéscens in médio ventris mei: quóniam zelus domus tuæ comédit me. Allelúia, allelúia. Ps. Quam bonus Israël Deus: his, qui recto sunt corde! ℣. Glória Patri… Meu coração ficou como cera derretida, dentro de mim; porque o zelo por vossa casa me devorou. Ps. Como Deus é bom para Israel e para todos os que têm o coração reto! ℣. Glória ao Pai…

Coleta

Deus, qui beátum Francíscum, novi órdinis institutórem, orándi stúdio et poeniténtiæ amóre decorásti: da fámulis tuis in eius imitatióne ita profícere; ut, semper orántes et corpus in servitútem redigéntes, ad coeléstem glóriam perveníre mereántur. Per D.N. Ó Deus, que ornastes S. Francisco, fundador de uma nova Ordem, com o zelo da oração e o amor à penitência, fazei os vossos servos progredirem na sua imitação, de tal modo que perseverem em contínua oração, dominem por completo o seu corpo e assim mereçam chegar à glória celestial. Por N.S.

Epístola (Sab 4, 7-14)

Léctio libri Sapiéntiae.

Iustus, si morte præoccupátus fúerit, in refrigério erit. Senéctus enim venerábilis est non diutúrna, neque annórum número computáta: cani autem sunt sensus hóminis, et ætas senectútis vita immaculáta. Placens Deo Iactus est diléctus, et vivens inter peccatóres translátus est. Raptus est, ne malítia mutáret intelléctum eius, aut ne fíctio decíperet ánimam illíus. Fascinátio enim nugacitátis obscúrat bona, et inconstántia concupiscéntia? transvértit sensum sine malítia. Consummátus in brevi explévit témpora multa, plácita enim erat Deo ánima illíus: propter hoc properávit edúcere illum de médio iniquitátum.

Leitura do livro da Sabedoria.

O Justo, mesmo que tenha morte repentina, obterá o repouso. Porque o que torna a velhice venerável, não é a extensão da vida, nem esta é avaliada pelo número de anos; mas a prudência do homem substituí os cabelos brancos, e a longanimidade é uma vida sem mácula. O Justo agradou a Deus, foi por Ele amado e tirado do meio dos pecadores, entre Os quais vivia. Foi levado pelo receio de que a malícia transformasse o seu espírito e as aparências enganadoras não seduzissem a sua alma. Porque a fascinação das frivolidades obscurece o bem e a concupiscência inconstante desvia mesmo o espírito sem maldade. Embora tivesse vívido pouco, viveu longa jornada, porque a sua alma era agradável a Deus. Por isso, Ele se apressou em tirá-lo do meio das maldades.

Aleluia (Sl 64, 5 | Sl 111, 9)

Allelúia, allelúia. ℣. Beátus, quem elegísti et assumpsísti: inhabitábit in átriis tuis. Allelúia. ℣. Dispérsit, dedit paupéribus: iustítia eius manet in saeculum saeculi. Allelúia.

Aleluia, aleluia. ℣. Bem-aventurado o que foi escolhido e posto a vosso lado: ele terá morada em vossos tabernáculos. Aleluia. ℣. Ele distribuiu e deu aos pobres; a sua justiça permanece através dos séculos. Aleluia.

Evangelho (Lc 12, 35-40)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.

In illo témpore: Dixit Iesus discípulis suis: Sint lumbi vestri præcíncti, et lucérnæ ardéntes in mánibus vestris, et vos símiles homínibus exspectántibus dóminum suum, quando revertátur a núptiis: ut, cum vénerit et pulsáverit, conféstim apériant ei. Beáti servi illi, quos, cum vénerit dóminus, invénerit vigilántes: amen, dico vobis, quod præcínget se, et fáciet illos discúmbere, et tránsiens ministrábit illis. Et si vénerit in secúnda vigília, et si in tértia vigília vénerit, et ita invénerit, beáti sunt servi illi. Hoc autem scitóte, quóniam, si sciret paterfamílias, qua hora fur veníret, vigiláret útique, et non síneret pérfodi domum suam. Et vos estóte parati: quia, qua hora non putátis, Fílius hóminis véniet.

Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Estejam cingidos os vossos rins, e em vossas mãos lâmpadas acesas. E sede semelhantes a homens que esperam o seu senhor quando volta das bodas, para que, quando vier e bater à porta, logo a possam abrir. Bem-aventurados aqueles servos, que o Senhor, ao voltar, achar vigilantes. Em verdade vos digo: ele se cingirá e os fará sentar à mesa, e, passando por entre eles, os servirá. E se vier na segunda vigília, ou se vier na terceira e assim os encontrar, bem-aventurados esses servos! Atendei, porém a isto: se o pai de família soubesse a hora em que viria o ladrão, com certeza haveria de vigiar e, sem dúvida, não deixaria invadir a sua casa. Assim, estai também vós preparados, porque à hora em que não cuidais, virá o Filho do homem.

Ofertório (Sl 91, 13) 

Justus ut palma florébit: sicut cedrus Líbani multiplicábitur. Allelúia. O Justo floresce na plenitude da força como o cedro do Líbano.

Secreta

Da nobis, clementíssime Iesu: ut præclára beáti Francísci mérita recoléntes, eódem nos, ac ille, caritátis igne succénsi, digne in circúitu sacræ huius mensæ tuæ esse valeámus: Qui vivis et regnas Concedei-nos, ó clementíssimo Jesus, que honrando os gloriosos méritos de S. Francisco e abrasados como ele no fogo da caridade, possamos dignamente nos aproximar de vossa
sagrada Mesa. Vós, que, sendo Deus, viveis e reinais.

Prefácio (da Ascensão)

℣. Dóminus vobíscum.
℞. Et cum spíritu tuo.
℣. Sursum corda.
℞. Habémus ad Dóminum.
℣. Grátias agámus Dómino Deo nostro.
℞. Dignum et iustum est.
.
Vere dignum et iustum est, æquum et salutáre, nos tibi semper et ubíque grátias ágere: Dómine sancte, Pater omnípotens, ætérne Deus: per Christum, Dóminum nostrum. Qui post resurrectiónem suam ómnibus discípulis suis maniféstus appáruit et, ipsis cernéntibus, est elevátus in coelum, ut nos divinitátis suæ tribúeret esse partícipes. Et ídeo cum Angelis et Archángelis, cum Thronis et Dominatiónibus cumque omni milítia coeléstis exércitus hymnum glóriæ tuæ cánimus, sine fine dicéntes: Sanctus, Sanctus, Sanctus…
℣. O Senhor seja convosco.
℞. E com o vosso espírito,
℣. Para o alto os corações.
℞. Já os temos para o Senhor,
℣. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
℞. É digno e justo.
.
Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar, que, sempre e em todo o lugar, Vos demos graças, ó Senhor santo, Pai onipotente, eterno Deus, por Cristo, Nosso Senhor. Este, depois de sua Ressurreição, manifestou-se visivelmente a todos os seus discípulos, e em presença deles, subiu aos céus, para nos fazer participar de sua Divindade E por isso, com os Anjos e os Arcanjos, com os Tronos e as Dominações e com toda a milícia do exército celestial, cantamos hinos à vossa glória, dizendo, sem fim: Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Sl 30, 20) 

Quam magna multitúdo dulcédinis tuæ, Dómine, quam abscondísti timéntibus te! Allelúia. Como é grande, Senhor, a abundância de vossa bondade que reservais aos que Vos temem !

Pós-comunhão

Sacrosáncta sacrifícii, quǽsumus, Dómine, quod hódie in sollemnitáte beáti Francísci tuæ obtúlimus maiestáti, grata semper in méntibus nostris memória persevéret et fructus. Per D.N. Senhor, nós Vos suplicamos, fazei que sempre em nossas almas permaneça a memória e o fruto do sacrossanto Sacrifício que hoje oferecemos à vossa Majestade na solenidade de S. Francisco. Por N. S.

Traduções e comentários extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1962).

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: