Liturgia Diária- 07/02/2019

S. ROMUALDO, Abade

3ª Classe- Missa “Os justi” (2)

Nasceu em Roma em 907. Depois de uma vida bastante mundana retirou-se para um mosteiro onde se entregou à penitência. Mais tarde, com licença de seus superiores, fundou em Camaldoli uma nova forma de vida religiosa, unindo a vida em Comunidade à vida eremítica. Morreu, como se conta, com a idade de 120 anos, após muitas tribulações e duras penitências, suportadas, todavia, com ânimo sempre alegre.


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 36, 30-31.1)


Os justi meditábitur sapiéntiam, et lingua ejus loquétur judícium: lex Dei ejus in corde ipsíus. Ps. Noli æmulári in malignántibus; neque zeláveris faciéntes iniquitatem. ℣.Glória Patri. A boca do Justo fala a sabedoria e a sua língua profere a equidade. A lei de seu Deus está em seu coração. SL. Não tenhas ciúmes dos maus, nem tenhas inveja dos que praticam a iniquidade. ℣.Glória ao Pai

Coleta


Intercéssio nos, quaésumus, Domine, beáti Romualdi comméndet: ut, quod nostris méritis non valémus, ejus patrocínio assequámur. Per D.N. Rogamos, Senhor, que nos favoreça a intercessão do santo Abade Romualdo, a fim de alcançarmos por seu patrocínio o que por nossos méritos não podemos obter. Por N. S.

Epístola (Eclo 45,1-6)


Léctio líbri Sapiéntiae.

Diléctus Deo et homínibus, cujus memória in benedictióne est. Símilem illum fecit in glória sanctórum, et magnificávit eum in timóre inimicórum, et in verbis suis monstra placávit. Glorificávit illum in conspéctu regum, et jussit illi coram pópulo suo, et osténdit illi gloriam suam. In fide et lenitáte ipsíus sanctum fecit illum, et elégit eum ex omni carne. Audívit enim eum et vocem ipsíus, et indúxit illum in nubem. Et dedit illi coram praecépta, et legem vitae et disciplínae. 

Leitura do Livro da Sabedoria. 

Ele [Moisés] foi amado de Deus e dos homens; sua memória é abençoada. O Senhor o igualou aos Santos na glória, engrandeceu-o para temor dos seus inimigos e por suas palavras fez cessar as pragas. Glorificou-o diante dos reis; deu-lhe seus preceitos diante de seu povo e mostrou-lhe sua glória. Por sua fidelidade e mansidão o santificou e o escolheu dentre todos os homens. Deus lhe fez ouvir a sua voz, e fê-lo entrar na nuvem. E deu-lhe, face a face, os seus preceitos e a lei da vida e da doutrina.

Gradual (Sl 20, 4-5 | Sl 91,13)


Dómine, prævenísti eum in benedictiónibus dulcédinis: posuísti in cápite ejus corónam de Iápide pretióso. ℣. Vitam pétiit a te, et tribuísti ei longitúdinem diérum in sæculum sæculi. 

Allelúia, allelúia. ℣. Justus ut palma florébit: sicut cedrus Líbani multiplicábitur. Allelúia.

Senhor, Vós lhe concedestes abundantes bênçãos,- pusestes sobre a sua cabeça uma coroa de pedras preciosas. ℣. Pediu-vos vida e largos anos lhe concedestes pelos séculos dos séculos.

Aleluia, aleluia. ℣. O Justo floresce como a palmeira, na plenitude da fôrça, como o cedro do Líbano. Aleluia.

Evangelho (Mt 19, 27-29)


Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthaéum. 

In illo témpore: Dixit Petrus ad Jesum: Ecce, nos relíquimus ómnia, et secúti sumus te: quid ergo erit nobis? Jesus autem dixit illis: Amen, dico vobis, quod vos, qui secuti estis me, in regeneratióne, cum séderit Fílius hóminis in sede majestátis suæ, sedébitis et vos super sedes duódecim, judicántes duódecim tribus Israël. Et omnis, qui relíquerit domum, vel fratres, aut  soróres, aut patrem, aut matrem, aut uxórem, aut fílios, aut agros, propter nomen meum, céntuplum accípiet, et vitam ætérnam possidébit.

Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, disse Pedro a Jesus: Eis que abandonamos tudo e Vos seguimos: que recompensa haverá então para nós? Respondeu-lhe Jesus: Em verdade vos digo, que no dia da regeneração, quando o Filho do homem se assentar no trono de sua glória, também vós, que me seguistes, assentar-vos-eis em doze tronos, e julgareis as doze tribos de Israel. E todo aquele que deixar a casa, ou os irmãos, ou as irmãs, ou o pai, ou a mãe, ou a mulher, ou os filhos, ou as terras, por causa de meu Nome, receberá o cêntuplo e possuirá a vida eterna.

Ofertório (Sl 20, 3-4)


Desiderium animae ejus tribuisti ei, Domine, et voluntate labiorum ejus non fraudasti eum: posuisti in capite ejus coronam de lapide pretióso. Vós satisfizestes o desejo de seu coração, Senhor, e não desprezastes os votos de seus lábios. Pusestes sobre a sua cabeça uma coroa de pedras preciosas.

Secreta


Sacris altáribus, Domine, hóstias superpósitas sanctus Romualdi Abbas, quaésumus, in saltitem nobis proveníre depóscat. Per D. N. Nós Vos imploramos, Senhor, que o santo Abade Romualdo nos obtenha que as hóstias oferecidas em vosso sagrado altar nos aproveitem para nossa salvação. Por N. S.

Prefácio (Comum)


Vere dignum et justum est, aequum et salutare, nos Tibi simper, et ubique gratias agere: Domine sancte, Pater omnipotens, aeterne Deus: per Christum Dominum nostrum. Per quem majestatem Tuam laudant Angeli, adorant Dominationes, tremunt Potestates, Coeli, Coelorumque Virtutes, ac beata Seraphim socia exultatione concelebrant. Cum quibus et nostras voces, ut admitti, jubeas, supplici confessione dicentes:

Sanctus, Sanctus, Sanctus…

Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar, que, sempre e em todo o lugar, Vos demos graças, ó Senhor santo, Paí onipotente, eterno Deus, por Jesus Cristo, Nosso Senhor. É por Ele que os Anjos louvam a vossa Majestade, as Dominações a adoram, tremem as Potestades. Os Céus, as virtudes dos Céus, e os bem-aventurados Serafins a celebram com recíproca alegria. Às suas vozes, nós Vos rogamos, mandeis que se unam as nossas, quando em humilde confissão Vos dizemos:

Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Lc 12,42*)


Fidélis servus et prudens, quem constítuit dóminus super famíliam suam: ut det illis in témpore trítici mensúram. Eis o servo fiel e prudente que o Senhor pôs à frente de sua família, para dar a cada um o Pão, a seu tempo.

Pós-comunhão


Prótegat nos, Domine, cum tui perceptióne sacraménti beátus Romualdi, pro nobis intercedéndo: ut et conversatiónis ejus experiámur insígnia, et intercessiónis percipiámus suffrágia. Per D.N. Proteja-nos, Senhor, pela recepção de vosso Sacramento, o santo Abade Romualdo, intercedendo por nós, a fim de que, imitando os exemplos de sua vida, sintamos os efeitos de sua intercessão. Por N. S.

Traduções do Missal de D. Beda (1947). Comentários principal e das leituras do Missal de D. Gaspar (1963).

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: