Liturgia Diária- 31/01/2019

SÃO JOÃO BOSCO, Confessor

Festa de 3ª Classe- Missa Própria

Beatificado em 1929, foi canonizado no dia da Páscoa de 1934 por Pio XI. “Homem simples e reto, preparado e pronto para todas as empresas boas, floresceu em todas as virtudes que. eram alimentadas por uma intensíssima caridade,” assim rezam as Leituras da vida deste Santo dos nossos dias. Admiremos nele a sua particular devoção a Nossa Senhora Auxiliadora. Com seu auxílio trabalhou incansavelmente na salvação das almas, especialmente da juventude pobre e abandonada. Para continuar sua obra, instituiu Congregações religiosas para homens e mulheres (Oração).


Páginas 957 a 959 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre)


Inscreva-se para a Turma de Catequese de 2019. Clique aqui e confira.


Inscreva-se em nosso Curso de Introdução ao Credo. ÚLTIMAS VAGAS! Clique aqui.


PRÓPRIO DO DIA

Introito (III Reis 4, 29 | Sl 112, 1)


Dedit illi Deus sapiéntiam, et prudéntiam multam nimis,
et latitúdinem cordis, quasi arénam quæ est in líttore maris. Ps. Laudáte, pueri, Dóminum, laudáte nomen Dómini. ℣. Gloria Patri.
Deus lhe deu uma sabedoria e uma prudência tão grandes, e magnanimidade tão vasta como a areia que há na praia do mar. Sl. Louvai ó meninos, ao Senhor: louvai o Nome do Senhor. ℣. Glória ao Pai.

Coleta


Deus, qui sanctum Joánnem Confessórem tuum adolescentium patrem et magístrum excitásti, ac per eum, auxiliatríce Vírgine María, novas in Ecclésia tua famílias floréscere voluísti: concéde, quǽsumus; ut eódem caritátis igne succénsi, ánimas quǽrere, Ubíque soli servíre valeámus. Per D.N. Ó Deus, que destinastes S. João, vosso Confessor, para mestre e pai dos jovens e por ele, auxiliado pela Virgem Maria, quisestes florescessem novas famílias em vossa Igreja, concedei, Vos rogamos, que, inflamados pelo mesmo fogo de amor, possamos salvar as almas e servir somente a Vós. Por N. S.

Epístola (Fil 4, 4-9)


Léctio Epístolae beáti Pauli Apóstoli ad Philippénses.

Fratres: Gaudéte in Dómino semper: íterum dico, gaudéte. Modéstia vestra nota sit ómnibus homínibus: Dóminus prope est. Nihil sollíciti sitis; sed in omni oratióne et obsecratióne, cum gratiárum actióne, petitiónes vestræ innotéscant apud Deum. Et pax Dei quæ exsúperat omnem sensum, custódiat corda vestra et intelligéntias vestras, in Christo Jesu. De cétero, fratres, quæcúmque sunt vera, quæcúmque púdica, quæcúmque justa, quæcúmque sancta, quæcúmque amabília, quæcúmque bonæ famæ, si qua virtus, si qua laus disciplínæ, hæc cogitáte. Quæ et didicístis, et accepístis, et audístis, et vidístis in me, hæc agite: et Deus pacis erit vobíscum.

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Filipenses. 

Irmãos: Regozijai-vos sempre no Senhor; e ainda uma vez vos digo: regozijai-vos. Seja a vossa modéstia conhecida de todos os homens; o Senhor está perto. De nada vos inquieteis; antes, em toda oração, daí a conhecer a Deus os vossos desejos por preces e súplicas unidas a ações de graças. A paz de Deus, que está acima de todo entendimento, guarde os vossos corações e os vossos sentimentos no Cristo Jesus. Quanto ao mais, irmãos, o que é verdadeiro, o que é puro, o que é justo, o que é santo, o que é amável, o que goza de boa fama, o que é virtude, o que é disciplina louvável, tudo isto deveis meditar. O que tiverdes aprendido, recebido, ouvido e visto em mim, isto deveis fazer. E o Deus de paz será convosco.

Gradual (Sl 36, 3-5 | Sl 73, 21)


Spera in Dómino, et fac bonitátem, et inhábita terram, et pascéris in divítiis ejus. ℣. Delectáre in Dómino, et dabit tibi petitiónes cordis tui; revéla Dómino viam tuam et spera in eo, et ipse fáciet.

Allelúia, allelúia. ℣. Pauper et inops laudábunt nomen tuum. Allelúia.

Põe a tua esperança no Senhor e faze o que é bom; e dominarás a terra e te alimentarás com as suas riquezas. ℣. Alegra-te no Senhor, e Ele satisfará as aspirações de teu coração. Manifesta ao Senhor os teus caminhos e n’Ele confia; e Ele cuidará de ti.

Aleluia, aleluia. ℣. O pobre e o indigente louvarão o vosso Nome. . Aleluia.

Evangelho (Mt 18, 1-5)


Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthaeum. 

In illo témpore: Accessérunt discípuli ad Jesum dicéntes: Quis, putas, major est in regno cælórum? Et ad vocans Jesus párvulum, státuit eum in médio eórum, et dixit: Amen dico vobis, nisi convérsi fueritis, et efficiámini sicut párvuli, non intrábitis in regnum cœlórum. Quicúmque ergo humiliáverit se sicut párvulus iste, hic est major in regno cœlórum. Et qui suscéperit unum párvulum talem in nómine meo, me súscipit.

Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, chegaram-se a Jesus os discípulos com esta pergunta: Quem é maior no reino dos céus? Jesus, chamando uma criança, colocou-a no meio deles e disse: Em verdade vos digo: se não vos converterdes e não vos tornardes como as crianças, não entrareis no Reino dos céus. Portanto quem se tornar humilde como esta criança, este é o maior no Reino do céu. Quem acolher, em meu Nome, uma criança assim, a mim é que acolhe.

Ofertório (Sl 33, 12)


Veníte, fílii, audíte me: timórem Dómini docébo vos. Vinde, filhos, ouvi a minha voz; eu vos ensinarei a temer o Senhor.

Secreta


Súscipe, Dómine, oblatiónem mundam salutáris Hóstiæ, et præsta: ut, te in ómnibus et super ómnia diligéntes, in glóriæ tuæ laudem vívere mereámur. Per D.N. Aceitai, Senhor, a oblação pura da Hóstia salutar e concedei que Vos amemos em tudo e acima de tudo e assim vivamos, enaltecendo a vossa glória. Por N.S.

Prefácio (Comum)


Vere dignum et justum est, aequum et salutare, nos Tibi simper, et ubique gratias agere: Domine sancte, Pater omnipotens, aeterne Deus: per Christum Dominum nostrum. Per quem majestatem Tuam laudant Angeli, adorant Dominationes, tremunt Potestates, Coeli, Coelorumque Virtutes, ac beata Seraphim socia exultatione concelebrant. Cum quibus et nostras voces, ut admitti, jubeas, supplici confessione dicentes:

Sanctus, Sanctus, Sanctus…

Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar, que, sempre e em todo o lugar, Vos demos graças, ó Senhor santo, Paí onipotente, eterno Deus, por Jesus Cristo, Nosso Senhor. É por Ele que os Anjos louvam a vossa Majestade, as Dominações a adoram, tremem as Potestades. Os Céus, as virtudes dos Céus, e os bem-aventurados Serafins a celebram com recíproca alegria. Às suas vozes, nós Vos rogamos, mandeis que se unam as nossas, quando em humilde confissão Vos dizemos:

Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Rm 4, 18)


Contra spem in spem crédidit, ut fíeret pater multárum géntium, secúndum quod dictum est ei. Cheio de confiança, creu contra [toda] a esperança, que havia de ser pai de muitos povos, porque assim lhe havia sido predito.

Pós-comunhão


Córporis et Sánguinis tui, Dómine, mystério satiátis, concéde, quǽsumus; ut, intercedénte sancto Joánne Confessóre tuo, in gratiárum semper actióne maneámus: Qui vivis et regnas. Saciados, Senhor, com o Mistério de vosso Corpo e Sangue, concedei-nos, propício, que pela intercessão de vosso Confessor S. João, sempre continuemos a Vos dar graças. Vós que sendo Deus, viveis e reinais.


Traduções e comentário principal extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1947). 

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: