Liturgia Diária- 17/10/2018

SANTA MARGARIDA MARIA ALACOQUE, Virgem

Festa de 3ª Classe- Missa Própria

Religiosa da Visitação em Paray-le-Monial, entregou-se à contemplação e ao amor da Paixão de Nosso Senhor (Communio). D’Ele mesmo recebeu a ordem de trabalhar na difusão do culto ao seu Sagrado Coração (Oração e Epístola). As muitas dificuldades não conseguiram diminuir o seu fervor (Gradual). Foi canonizada em 1920.


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Cn 2,3; Sl 82, 2-3)

Sub umbra illíus, quem desideráveram, sedi; et fructus ejus dulcis gútturi meo. Ps. Quam dilécta tabernácula tua, Dómine virtútum! concupíscit et déflcit ánima mea in átria Dómini V.Gloria Patri
Eu repouso à sombra d’Aquele que eu desejara; seu fruto foi doce ao meu paladar. Sl. Como são amáveis, os vossos tabernáculos, ó Senhor dos exércitos! Desfalece a minha alma, suspirando pelos átrios do Senhor. V. Glória ao Pai

Coleta

Dómine Jesu Christe, qui investigábiles divitías Cordis tui beátæ Margarítæ Vírgini mirabíliter revelásti; da nobis, ejus méritis et imitatióne; ut te in ómnibus et super ómnia dilìgéntes, jugem in eódem Corde tuo mansiónem habére mereámur: Qui vivis et regnas. Senhor Jesus Cristo, que de um modo admirável revelastes à santa Virgem Margarida Maria as insondáveis riquezas de vosso Coração, concedei-nos,
por seus méritos e a seu exemplo, que Vos amemos em
tudo e acima de tudo e encontremos morada permanente em vosso Coração. Vós, que, sendo Deus, viveis e reinais.

Epístola (Ef 3, 8-9; 14-19)

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Ephésios.

Fratres: Mihi ómnium sanctórum mínimo data est grátia hæc, in géntibus evangelizáre investigábiles divítias Christi: et illumináre omnes, quæ sit dispensátio sacraménti abscónditi a sæculis in Deo qui ómnia creávit: ut innotéscat principátibus et potestátibus in cæléstibus per Ecclésiam multifórmis sapiéntia Dei: secúndum præfinitiónem sæculórum quam fecit in Christo Jesu Dómino nostro, in quo habémus fidúciam et accéssum in confidéntia per fidem ejus. Hujus rei grátia flecto génua mea ad Patrem Dómini nostri Jesu Christi, ex quo omnis patérnitas in cælis et in terra nominátur: ut det vobis secúndum divitias glóriæ suæ virtúte corroborári per Spíritum ejus in interiórem hóminem: Córdibus vestris: in caritáe radicáti et fundáti: ut possítis comprehéndere, cum ómnibus sanctis, quæ sit latitúdo,et longitúdo, et sublímitas et profúndum: scire etiam supereminéntem sciéntiæ caritátem Christi, ut impleámini in omnem plentitúdinem Dei. 

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Efésios. 

A mim, o mínimo de todos os Santos [Cristãos], foi dada esta graça de anunciar entre os gentios as riquezas incompreensíveis do Cristo, e de esclarecer a todos qual seja a economia do Mistério escondido desde o princípio dos séculos, em Deus, que criou todas as coisas. Por esta razão é que dobro os meus
joelhos diante do Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, do qual toda a grande família, que está no céu e na terra, toma o nome, para que, segundo as riquezas de sua glória, vos conceda sejais fortalecidos em virtude, segundo o homem interior, por seu Espírito. O Cristo habite pela fé em vossos corações, arraigados e fundados na caridade, para que possais compreender com todos os Santos, qual seja a largura e o comprimento, a altura e a profundidade [deste Mistério do Cristo] e conhecer também aquele Amor do Cristo, que excede a toda a ciência, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus.

Gradual (Cn 8,7; Sl 72,26)

Aquæ multæ non potuérunt exstínguere caritátem, nec flúmina óbruent illam. V. Defécit caro mea, et cor meum: Deus cordis mei, et pars mea, Deus, in ætérnum.  As grandes águas não puderam extinguir a caridade, nem as torrentes puderam cobri-la. V. Minha carne desfalece e assim o meu coração. Deus, o Deus de meu coração, será minha partilha para sempre.

Aleluia (Cn 7,10)

Allelúia, allelúia. V. Ego dilécto meo, et ad me convérsio ejus. Allelúia. Aleluia, aleluia. V. Pertenço ao meu Amado e comigo Ele se entretém. Aleluia.

Evangelho (Mt 11, 25-30)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthaéum. 

In illo témpore: Respóndens Jesus, dixit: “Confíteor Tibi, Pater, Dómine cæli et terræ, quia abscondísti hæc a sapiéntibus et prudéntibus, et revelásti ea, párvulis. Ita Pater: quóniam sic fuit plácitum ante te. Omnia Mihi trádita sunt a Patre meo. Et nemo novit Fílium, nisi Pater: neque Patrem quis novit, nisi Fílius, et cui volúerit Fílius reveláre. Venite ad Me omnes, qui laborátis, et oneráti estis, et Ego refíciam vos. Tóllite jugum Meum super vos, et díscite a Me, quia mitis sum, et húmilis corde: et inveniétis réquiem animábus vestris. Jugum enim Meum suáve est, et onus meum leve.”

Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, respondeu Jesus : Eu te louvo, Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e prudentes e as revelaste aos pequenos. Sim, Pai, assim foi de teu agrado. Todas as
coisas me foram concedidas por meu Pai. E ninguém conhece o Filho senão o Pai e ninguém conhece o Pai a não ser o Filho e a quem o Filho o quiser revelar. Vinde a mim, todos vós que estais fatigados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai meu jugo sobre vós; aprendei de mim que sou manso e humilde de coração, e encontrareis repouso para vossas almas. Pois meu jugo é suave e meu fardo leve.

Ofertório (Zac 9,17*)

Quid bonum ejus est, et quid pulchrum ejus, nisi fruméntum electórum, et vinum gérminans vírgines? Que possui o Senhor de melhor e de mais belo, que o
trigo dos Eleitos e o vinho que germina Virgens ?

Secreta

Accépta tibi sint, Dómine, plebis tuæ múnera: et concéde; ut ignis ille dívinus nos inflámmet, quo de Corde Fíiii tui emísso, beáta Margaríta María veheménter æstuávit. Per D.N. Dignai-Vos, Senhor, aceitar as oferendas de vosso povo, e concedei nos inflame esse fogo divino que irrompeu do Coração de vosso Filho e consumiu em seu ardor Santa Margarida Maria. Pelo mesmo J. C.

Comunhão (Cn 6,2)

Ego dilécto meo, et diléctus meus mihi, qui páscitur inter lílía. Eu sou do meu Amado e Ele é meu, Ele que se nutre entre os lírios.

Pós-comunhão

Córporis et sánguinis tui, Dómíne Jesu, sumptis mystériis: concéde nobis, quæsumus, beáta Margaríta María, Vírgine intercedénte; ut, supérbis sæculi vanitátibus exútis, mansuetúdinem et humilitátem Cordis tui induere mereamur. Qui vivis et regnas. Senhor Jesus, havendo nós participado dos Mistérios de vosso Corpo e Sangue, fazei, Vos rogamos, pela intercessão de Santa Margarida, vossa Virgem, que desprezemos as vaidades do mundo e mereçamos revestir-nos com a mansidão e a humildade de vosso
Coração. Vós, que, sendo Deus, viveis e reinais.

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: