Liturgia Diária- 13/09/2018

MISSA DA FÉRIA

Féria de 4ª Classe- Missa do XVI Domingo depois de Pentecostes

digitalizar0001

“Divitias Christi! As riquezas de Cristo!” É o confronto consoante da nossa miséria e da infinita misericórdia do Salvador que imprime à Igreja o cunho peculiar da sua oração quando diz a Deus a imensa necessidade, que temos d’Ele, e o convite que nos faz de contemplarmos o mistério insondável das riquezas de Cristo. Ao confessar-se impotente para medir a amplitude infinita destas riquezas, é a totalidade da obra redentora que São Paulo evoca para glorificar a Deus e convidar-nos a abrir a alma às graças que Deus nos destina. A morte redentora de Cristo, o dom do Espírito, a Igreja, as Sagradas Escrituras, os sacramentos, são tesouros insondáveis da vida divina, que devem transformar a nossa. 

Pobreza e riqueza. O homem por si nada é, mas Deus tudo lhe deu ao dar-lhe o próprio Filho. A nossa atitude, por conseguinte, em plena sujeição a Deus, deve ser simultaneamente penetrada de gratidão e alegria. A humilde nobreza cristã encontra aqui a sua justificação e o seu segredo.


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 85, 3.5.1)

Tende misericórdia de mim, Senhor, porque clamei por Vós durante todo o dia. Porque Vós, Senhor, sois mando e amigo e cheio de misericórdia com aqueles que Vos invocam. Sl. Baixai, Senhor, o ouvido e escutai-me, porque sou pobre e sem nada de meu. Glória ao Pai.

Coleta


O cristão sabe que deve tudo a Deus e à sua graça, e implora o auxílio divino para se conservar na prática do bem.


Que a vossa graça, Senhor, nos previna e acompanhe sempre, e nos traga solícitos na prática do bem. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Epístola (Ef 3, 13-21)


Em meio dos seus trabalhos, S. Paulo sonhas nas riquezas do mistério de Cristo, que se encarregou de dar a conhecer ao mundo. A sua oração torna-se um cântico de ação de graças.


Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Efésios.  

Irmãos: Por isso vos rogo que não desfaleçais nas minhas tribulações que sofro por vós: elas são a vossa glória. Por esta causa dobro os joelhos em presença do Pai, ao qual deve a sua existência toda família no céu e na terra, para que vos conceda, segundo seu glorioso tesouro, que sejais poderosamente robustecidos pelo seu Espírito em vista do crescimento do vosso homem interior. Que Cristo habite pela fé em vossos corações, arraigados e consolidados na caridade, a fim de que possais, com todos os cristãos, compreender qual seja a largura, o comprimento, a altura e a profundidade, isto é, conhecer a caridade de Cristo, que desafia todo o conhecimento, e sejais cheios de toda a plenitude de Deus. Àquele que, pela virtude que opera em nós, pode fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou entendemos, a ele seja dada glória na Igreja, e em Cristo Jesus, por todas as gerações de eternidade. Amém.

Gradual (Sl 101, 16-17)

Os povos temerão, Senhor, o vosso nome e todos os reis da Terra a vossa glória. V. Porque o Senhor mandou levantar Sião e aparecerá na sua majestade.

Aleluia (Sl 97,1)

Aleluia, aleluia. V. Cantai ao Senhor um cântico novo. Porque Ele fez coisas admiráveis. Aleluia.

Evangelho (Lc 14, 1-11)


A cura do hidrópico dá a Jesus ensejo de desmascarar a pior das misérias: um imenso orgulho, que urge curar.


Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas.

Naquele tempo: Jesus entrou num sábado em casa de um fariseu notável, para uma refeição; eles o observavam. Havia ali um homem hidrópico. Jesus dirigiu-se aos doutores da lei e aos fariseus: É permitido ou não fazer curas no dia de sábado? Eles nada disseram. Então Jesus, tomando o homem pela mão, curou-o e despediu-o. Depois, dirigindo-se a eles, disse: Qual de vós que, se lhe cair o jumento ou o boi num poço, não o tira imediatamente, mesmo em dia de sábado? A isto nada lhe podiam replicar. Observando também como os convivas escolhiam os primeiros lugares, propôs-lhes a seguinte parábola: Quando fores convidado às bodas, não te sentes no primeiro lugar, pois pode ser que seja convidada outra pessoa de mais consideração do que tu, e vindo o que te convidou, te diga: Cede o lugar a este. Terias então a confusão de dever ocupar o último lugar. Mas, quando fores convidado, vai tomar o último lugar, para que, quando vier o que te convidou, te diga: Amigo, passa mais para cima. Então serás honrado na presença de todos os convivas. Porque todo aquele que se exaltar será humilhado, e todo aquele que se humilhar será exaltado.

Ofertório (Sl 39, 14-15)

Senhor, baixai sobre mim o vosso olhar e vinde em meu auxílio. Confundi e envergonhai aqueles que me querem tirar a vida. Senhor, baixai sobre mim o vosso olhar e vinde em meu auxílio.

Secreta

Lavai-nos, Senhor, por efeito do presente sacrifício e fazei pela vossa misericórdia, que mereçamos nele participar. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Comunhão (Sl 70, 16-18)

Senhor, recordar-me-ei só da vossa justiça. Conduzistes, ó Deus, os meus passos desde a minha juventude; não me abandoneis até envelhecer, e o sol da vida de todo declinar.

Pós-comunhão

Dignai-Vos limpar, Senhor, a nossa alma e renovai-a com estes sagrados mistérios, para alcançarmos, por este meio, mesmo para o corpo, auxílio no presente e no futuro. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: