Liturgia Diária- 24/08/2018

SÃO BARTOLOMEU, Apóstolo

Festa de 2ª Classe- Missa Própria

São Bartolomeu deve provavelmente identificar-se com o discípulo que Filipe apresentou a Nosso Senhor com o nome de Natanael, e que foi objeto, da parte do Mestre, do belo elogio que se sabe: “Eis um verdadeiro israelita em quem não há artifício”. São Lucas nomeia-o entre os doze que Jesus escolheu, depois de ter passado uma noite inteira em oração, para serem testemunhas da sua vida, do seu ensino e dos seus milagres, e se tornarem depois da sua Ressurreição, os propagadores do Evangelho.

É difícil dizer qual tenha sido o seu campo de apostolado: talvez a Índia, a dar crédito à História Eclesiástica de Eusébio. Segundo certas tradições, São Bartolomeu teria sido esfolado vivo; é assim que o representa a magnífica estátua de mármore branco de Cibo, na Catedral de Milão. No ano 1000 as suas relíquias foram transportadas de Benavente para Roma, para a igreja de São Bartolomeu, na ilha formada pelo Tibre. O seu nome vem no cânon da Missa entre os dos Apóstolos.


Páginas 1245 a 1248 do Missal Quotidiano.


Missa às 18:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes (com Comemoração de S. Bernardo).


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 138, 17*. 1-2*)

Vós honrais maravilhosamente, Senhor, os vossos amigos; Vós dais-lhes grande poder. Sl. Senhor, Vós me provastes e conhecestes; Vós já sabeis o dia em que hei de morrer e ressurgir. Glória ao Pai. 

Coleta

Senhor onipotente, que nos dais a sentir a suave alegria de celebrar a festa do vosso bem-aventurado Apóstolo Bartolomeu, concedei à vossa Igreja a graça de amar as verdades que foram o objeto da sua fé e de anunciar a doutrina que ele pregou. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Epístola (I Cor 12,27-31)


A comparação do corpo familiar a São Paulo sublinha aqui a unidade dos cargos e funções que Deus suscita no seio da Igreja; tudo está ao serviço de todo o organismo. Entre essas funções tem o primeiro lugar a missão dos Apóstolos.


Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Corintios .

Irmãos: Vós sois o corpo de Cristo e cada um, de sua parte, é um dos seus membros. Na Igreja, Deus constituiu primeiramente os apóstolos, em segundo lugar os profetas, em terceiro lugar os doutores, depois os que têm o dom dos milagres, o dom de curar, de socorrer, de governar, de falar diversas línguas. São todos apóstolos? São todos profetas? São todos doutores? Fazem todos milagres? Têm todos a graça de curar? Falam todos em diversas línguas? Interpretam todos? Aspirai aos dons superiores. E agora, ainda vou indicar-vos o caminho mais excelente de todos.

Gradual (Sl 44, 17-18)

Fá-lo-eis soberanos da terra toda e eles guardarão a memória do vosso nome. V. Para ocupar o lugar de teus pais, nasceram-te filhos. Por esse motivo os povos louvar-Vos-ão, Senhor.

Aleluia

Aleluia, aleluia. V. O coro glorioso dos Apóstolos Vos louva Senhor, aleluia.

Evangelho (Lc 6, 12-19)


A escolha dos Apóstolos foi feita na oração: é para uma obra divina que eles são chamados. A sua missão, como a do próprio Jesus, estará inteiramente sob a moção do Espírito Santo,


Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas.

Naquele tempo, Jesus retirou-se a uma montanha para rezar, e passou aí toda a noite orando a Deus. Ao amanhecer, chamou os seus discípulos e escolheu doze dentre eles que chamou de apóstolos: Simão, a quem deu o sobrenome de Pedro; André, seu irmão; Tiago, João, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu; Simão, chamado Zelador; Judas, irmão de Tiago; e Judas Iscariotes, aquele que foi o traidor. Descendo com eles, parou numa planície. Aí se achava um grande número de seus discípulos e uma grande multidão de pessoas vindas da Judéia, de Jerusalém, da região marítima, de Tiro e Sidônia, que tinham vindo para ouvi-lo e ser curadas das suas enfermidades. E os que eram atormentados dos espíritos imundos ficavam livres. Todo o povo procurava tocá-lo, pois saía dele uma força que os curava a todos.

Ofertório (Sl 138, 17)

Vós honrais maravilhosamente os vossos amigos, ó Deus, Vós dais-lhes grande poder.

Secreta

Celebrando a festa do bem-aventurado Apóstolo Bartolomeu, nós Vos suplicamos, Senhor, a graça de merecer os vossos benefícios por intercessão daquele em cuja honra Vos imolamos esta vítima de louvor. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Comunhão (Mt 19,28)

Vós, que me seguistes, sentar-vos-eis em tronos para julgar as doze tribos de Israel, diz o Senhor. 

Pós-comunhão

Fazei, Senhor, por intercessão do vosso bem-aventurado Apóstolo Bartolomeu, que este penhor da redenção eterna, que recebemos, nos sirva de auxílio no presente e no futuro. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: