Liturgia Diária- 03/03/2020

TERÇA-FEIRA DA 1ª SEMANA DA QUARESMA

Féria de 3ª Classe- Missa Própria – Estação em S. Anastásia

Antes de chegar à igreja da estação, no dia de hoje, a procissão passava, em Roma, perto da feira de gado. O barulho que se ouvia e o espetáculo de interesses materiais inspiraram as palavras do Evangelho. Busquemos ao Senhor. Aos pequenos e humildes Ele se manifesta.


Páginas 169 a 172 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 89, 1 e 2 | ib., 2)

Dómine, refúgium factus es nobis a generatióne et progénie: a sǽculo et in sǽculum tu es. Ps. Priúsquam montes fíerent, aut formarétur terra et orbis: a sǽculo et usque in sǽculum tu es Deus. ℣. Gloria Patri. Senhor, Vós sois o nosso refúgio, de geração em geração; Vós existis desde toda a eternidade e para sempre. Ps. Antes que os montes fossem criados ou se formasse a terra e o orbe, desde toda a eternidade, Vós sois Deus, e o sereis para sempre. ℣. Glória ao Pai.

Coleta

Réspice, Dómine, famíliam tuam: et præsta; ut apud te mens nostra tuo desidério fúlgeat, quæ se carnis maceratióne castígat. Per D.N. Olhai, Senhor, para a vossa família, e fazei que a nossa alma que se castiga com a mortificação da carne, resplandeça a vossos olhos pelo ardente desejo de Vos possuir. Por N. S.

Epístola (Is 55, 6-11)

Léctio Isaíae Prophétae.

In diébus illis: Locútus est Isaías Prophéta, dicens: Quǽrite Dóminum, dum inveníri potest: invocáte eum, dum prope est. Derelínquat ímpius viam suam, et vir iníquus cogitatiónes suas, et revertátur ad Dóminum: et miserébitur ejus, et ad Deum nostrum: quóniam multus est ad ignoscéndum. Non enim cogitationes meæ cogitatiónes vestræ: neque viæ vestræ viæ meæ, dicit Dóminus. Quia sicut exaltántur cœli a terra, sic exaltátæ sunt viæ meæ a viis vestris, et cogitatiónes meæ a cogitatiónibus vestris. Et quómodo descéndit imber et nix de cœlo, et illuc ultra non revértitur, sed inébriat terram, et infúndit eam, et germináre eam facit, et dat semen serénti, et panem comedénti: sic erit verbum meum, quod egrediétur de ore meo: non revertétur ad me vácuum, sed fáciet quæcúmque volui, et prosperábitur in his, ad quæ misi illud: ait Dóminus omnípotens.

Leitura do Profeta Isaías.

Naqueles dias, falou o profeta Isaías, dizendo: Procurai o Senhor, enquanto O podeis encontrar; invocai-O, enquanto está perto. Abandone o ímpio o seu caminho, e o homem iníquo seus pensamentos, e converta-se ao Senhor porque terá piedade dele, e ao nosso Deus, porque é misericordioso para perdoar. Não são os vossos pensamentos, meus pensamentos; nem os vossos caminhos são os meus caminhos, diz o Senhor. Porque assim como os céus são elevados acima da terra, assim serão meus caminhos acima dos vossos caminhos, e meus pensamentos acima dos vossos pensamentos. E como a chuva e a neve descem do céu e não mais a ele voltam, mas dessedentam a terra, nela penetram, e fazem-na produzir, para que dê semente ao semeador e pão para comer, assim a palavra que sai de minha boca não voltará a mim, sem efeito, porém fará tudo quanto quero e produzirá os efeitos para os quais foi enviada, disse o Senhor onipotente.

Gradual (Sl 140, 2)

Dirigátur orátio mea sicut incénsum in conspéctu tuo, Dómine, ℣. Elevátio mánuum meárum sacrifícium vespertínum.

Dirija-se, Senhor, a minha oração como incenso à vossa
presença. ℣. Seja-Vos agradável o elevar de minhas mãos como o sacrificio vespertino

Evangelho (Mt 21, 10-17)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthaeum.

In illo témpore: Cum intrásset Jesus Jerosólymam, commóta est univérsa cívitas, dicens: Quis est hic? Pópuli autem dicébant: Hic est Jesus Prophéta a Názareth Galilǽæ. Et intrávit Jesus in templum Dei, et ejiciébat omnes vendéntes, et eméntes in templo; et mensas nummulariórum et cáthedras vendéntium colúmbas evértit: et dicit eis: Scriptum est: Domus mea domus oratiónis vocábitur: vos autem fecístis illam spelúncam latrónum. Et accessérunt ad eum cæci et claudi in templo: et sanávit eos. Vidéntes autem príncipes sacerdótum et scribæ mirabília, quæ fecit, et púeros clamantes in templo, et dicéntes: Hosánna fílio David: indignáti sunt, et dixérunt ei: Audis, quid isti dicunt? Jesus autem dixit eis: Utique. Numquam legístis: Quia ex ore infántium et lacténtium perfecísti laudem? Et relíctis illis, ábiit foras extra civitátem in Bethániam: ibíque mansit.

Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, tendo Jesus entrado em Jerusalém, alegrou-se toda a cidade dizendo: Quem é Este? As multidões diziam: Este é Jesus, Profeta de Nazaré, na Galileia. E Jesus penetrando no templo de Deus, dali expulsou todos os vendedores e compradores, derrubando as mesas dos cambistas e as cadeiras daqueles que vendiam pombas. E disse-lhes: Está escrito: Minha casa chamar-se-á casa de oração; vós, porém, fizestes dela covil de ladrões. E d’Ele se aproximaram, no templo, cegos e coxos e Ele os curou. Vendo os príncipes dos sacerdotes e os escribas as maravilhas que Ele fazia e os meninos que gritavam, no templo, dizendo: Hosana ao Filho de Davi, indignaram-se e Lhe disseram: Ouvis o que estes dizem? E Jesus lhes disse: Sim, ouço. Nunca lestes: Da boca dos meninos e das criancinhas de peito tirastes louvor perfeito? E deixando-os, retirou-se para fora da cidade, e foi para Betânia, ficando ali. 

Ofertório (Sl 30, 15-16)

In te sperávi, Dómine; dixi: Tu es Deus meus, in mánibus tuis témpora mea. Espero em Vós, Senhor, e digo: Vós sois o meu Deus; em vossas mãos está a minha sorte.

Secreta

Oblátis, quǽsumus, Dómine, placáre munéribus: et a cunctis nos defénde perículis. Per D.N. Nós Vos suplicamos, Senhor, deixai-Vos aplacar por estas oferendas e livrai-nos de todos os perigos. Por N.S.

Prefácio (da Quaresma)

℣. Dóminus vobíscum.
℞. Et cum spíritu tuo.
℣. Sursum corda.
℞. Habémus ad Dóminum.
℣. Grátias agámus Dómino Deo nostro.
℞. Dignum et iustum est.

Vere dignum et iustum est, æquum et salutáre, nos tibi semper, et ubíque grátias agere: Dómine, sancte Pater, omnípotens ætérne Deus: Qui corporáli ieiúnio vítia cómprimis, mentem élevas, virtútem largíris et prǽmia: per Christum Dóminum nostrum. Per quem maiestátem tuam laudant Angeli, adórant Dominatiónes, tremunt Potestátes. Cæli cælorúmque Virtútes, ac beáta Séraphim, sócia exsultatióne concélebrant. Cum quibus et nostras voces, ut admitti iúbeas, deprecámur, súpplici confessióne dicentes:

Sanctus, Sanctus, Sanctus…

℣. O Senhor seja convosco.
℞. E com o vosso espírito,
℣. Para o alto os corações.
℞. Já os temos para o Senhor,
℣. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
℞. É digno e justo.

Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar, que, sempre e em todo o lugar, Vos demos graças, ó Senhor santo, Pai onipotente, eterno Deus, que pelo jejum corporal reprimis os vícios, elevais a inteligência, concedeis a virtude e o prêmio dela, por Jesus Cristo, Nosso Senhor. Por Ele louvam os Anjos a vossa Majestade, as Dominações a adoram, tremem as Potestades. Os Céus, as Virtudes dos Céus e os bem-aventurados Serafins a celebram com recíproca alegria. As suas vozes, nós Vos rogamos mandeis que se unam as nossas, quando, em humilde confissão, Vos dizemos:

Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Sl 4, 2)

Cum invocárem te, exaudísti me, Deus justítiæ meæ: in tribulatióne dilatásti me: miserére mihi, Dómine, et exáudi oratiónem meam. Quando eu clamar por Vós, ó Deus justo, Vós me ouvireis. Em minha tribulação, Vós me aliviareis; tende piedade de mim, Senhor, e ouvi a minha oração.

Pós-comunhão

Quǽsumus, omnípotens Deus: ut illíus salutáris capiámus efféctum, cujus per hæc mystéria pignus accépimus. Per D.N. Ó Deus onipotente, nós Vos rogamos que alcancemos o efeito da salvação cujo penhor recebemos nestes Mistérios. Por N. S.

Oração 

Super populum: Orémus. Humiliáte cápita vestra Deo.

Acéndant ad te, Dómine, preces nostræ: et ab Ecclésia tua cunctam repélle nequítiam. Per D.N.

Sobre o povo: Oremos. Humilhai as vossas cabeças diante de Deus.

Fazei subir as nossas preces à vossa presença, ó Senhor, e afastai de vossa Igreja toda especie de mal. Por N. S.


Traduções e comentários extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1947/1962).

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: