Liturgia Diária- 18/12/2019

QUARTA-FEIRA DAS TÊMPORAS DO ADVENTO

Féria de 2ª Classe – ESTAÇÃO EM SANTA MARIA MAIOR – Missa própria

A “estação ” como de costume nas quartas-feiras das Têmporas, é em Sta. Maria Maior. Nesta basílica encontram-se as relíquias do presepe em que descansou o Filho de Deus feito Homem.

A Comunidade dos fiéis recomenda os jovens levitas à proteção daquela que é a Rainha do clero e já pelos antigos Padres da Igreja fora chamada: Virgem — Sacerdotisa. 

Além do caráter comum das Têmporas (ver a Introdução do Missal), visam as Têmporas do Advento especialmente a preparação para a festa do Natal.

A Missa deste dia é um ardente anelo pela vinda do Salvador. O grande profeta do Advento é Isaías e por este motivo a Igreja lê, nestes dias, as mais belas páginas de seu livro, para suscitar em nossas almas um vivo desejo pelo Reino do Cristo no mundo.


Páginas 21 a 24 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Novena de Natal – 3º dia (clique aqui e acesse)


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Is 45, 8 | Sl. 18, 2

Roráte, cœli, désuper, et nubes pluant justum: aperiátur terra, et gérminet Salvatórem. Ps. Cœli enárrant glóriam Dei: et ópera mánuum ejus annúntiat firmaméntum. ℣. Glória Patri… Derramai, ó céus, das alturas, o vosso orvalho e as nuvens façam chover o Justo; abra-se a terra e faça nascer o Salvador. Sl. Os céus proclamam a glória de Deus, e o firmamento anuncia a obra de suas mãos. ℣. Glória ao Pai…

Depois do Kyrie: 

Oração

Orémus. Flectámus genua. ℞. Leváte.

Præsta, quǽsumus, omnípotens Deus: ut redemptiónis nostræ ventúra sollémnitas et præséntis nobis vitæ subsídia cónferat, et ætérnæ beatitúdinis prǽmia largiátur. Per D.N.

Oremos. Ajoelhemos. ℞. Levantai-vos.

Nós Vos suplicamos, ó Deus onipotente, concedei que a solenidade de nossa redenção, que se aproxima, nos alcance auxílios para a vida presente e nos enriqueça com os bens da felicidade eterna. Por N. S.

I Leitura (Is 2, 2-5)

Léctio Isaíae Prophétae.

In diébus illis: Dixit Isaias Prophéta: Erit in novíssimis diébus præparátus mons domus Dómini in vértice móntium, et elevábitur super colles, et fluent ad eum omnes gentes. Et ibunt  pópuli multi, et dicent: Veníte et ascendámus ad montem Dómini, et ad domum Dei Jacob, et docébit nos vias suas, et ambulábimus in sémitis ejus: quia de Sion exíbit lex, et verbum Dómini de Jerúsalem. Et judicábit gentes, et árguet pópulos multos: et conflábunt gládios suos in vómeres, et lánceas suas in falces. Non levábit gens contra gentem gládium: nec exercebúntur ultra ad prǽlium. Domus Jacob, veníte, et ambulémus in lúmine Dómini, Dei nostri. 

Leitura do Profeta Isaías.

Naqueles dias, disse o profeta Isaías: Acontecerá nos últimos-tempos que a montanha em que está construída a casa do Senhor [a Igreja], será o mais alto dos montes e se elevará sobre as colinas. E virão a ela todas as nações. E levantar-se-ão muitos povos e dirão: Vinde, subamos ao monte do Senhor e a casa do Deus de Jacó. Ele nos ensinara os seus caminhos e nós andaremos por suas veredas, pois de Sião sairá a lei, e de Jerusalém a palavra do Senhor. Ele julgará as nações e convencerá de erro a muitos povos, que transformarão suas espadas em charruas e suas lanças em foices. Uma nação não levantará a espada contra outra nação, nem mais se adestrarão os povos para a guerra. Casa de Jacó, vinde, e caminhemos à luz do Senhor, nosso Deus! 

Gradual (Sl 23: 7, 3 e 4) 

Tóllite portas, principes, vestras: et elevámini, portæ æternáles: et introíbit Rex glóriæ, ℣. Quis ascéndet in montem Dómini? aut quis stabit in loco sancto ejus Innocens mánibus et mundo corde.  Abri, ó príncipes, as vossas portas. Alargai-vos, ó portas eternas, pois o Rei da glória vai entrar. ℣. Quem subirá ao monte do Senhor? Ou quem estará em seu lugar santo? Quem guardar limpas as mãos, e puro o coração.

Oração

℣. Dominus vobiscum. ℞. Et cum spiritu tuo.

Festína, quǽsumus, Dómine, ne tardáveris, et auxílium nobis supérnæ virtútis impénde: ut advéntus tui consolatiónibus sublevéntur, qui in tua pietáte confídunt: Qui vivis et regnas.

℣. O Senhor esteja convosco. ℞. E com o teu espírito.

Apressai-Vos, Senhor, nós Vos suplicamos, e não tardeis em conceder-nos o socorro de vosso poder, a fim de que pelas consolações de vossa vinda sejam confortados aqueles que confiam em vossa bondade. Vós, que sendo Deus, viveis e reinais.

II Leitura (Is  7, 10-15)

Léctio Isaíae Prophétae.

In diébus illis: Locútus est Dóminus ad Achaz, dicens: Pete tibi signum a Dómino, Deo tuo, in profúndum inférni, sive in excélsum supra. Et dixit Achaz: Non petam ei non tentábo Dóminum. Et dixit: Audíte ergo, domus David: Numquid parum vobis est, moléstos esse homínibus, quia molésti estis et Deo meo? Propter hoc dabit Dóminus ipse vobis signum. Ecce, Virgo concípiet et páriet fílium, et vocábitur nomen ejus Emmánuel. Butýrum ei mel cómedet, ut sciat reprobáre malum et elígere bonum. 

Leitura do Profeta Isaías.

Naqueles dias, falou o Senhor a Acaz, dizendo-lhe: Pede ao Senhor, teu Deus, que te envie um sinal nas profundezas da terra, ou no mais alto dos céus. Acaz respondeu: Não pedirei tal, nem tentarei o Senhor. Então Isaías disse: Escutai, pois, ó casa de Davi. Porventura não vos basta cansar a paciência dos homens, senão que ainda ousais fatigar a do meu Deus? Por isso Ele mesmo vos dará um sinal. Eis que uma Virgem conceberá e dará à luz um Filho e o seu nome será Emanuel. Ele tomará leite e mel, para que saiba condenar o mal e preferir o bem.

Gradual (Sl 144, 18 e 21) 

Prope est Dóminus ómnibus invocántibus eum: ómnibus qui ínvocant eum in veritáte. ℣. Laudem Dómini loquétur os meum: et benedícat omnis caro nomen sanctum ejus.  O Senhor está perto de todos aqueles que O invocam; de todos os que com sinceridade O invocam. ℣. Minha boca proclamará o louvor do Senhor e toda á carne bendirá o seu santo Nome.

Evangelho (Lc 1, 26-38)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.

In illo témpore: Missus est Angelus Gábriel a Deo in civitátem Galilǽæ, cui nomen Názareth, ad Vírginem desponsátam viro, cui nomen erat Joseph, de domo David. et nomen Vírginis María. Ei ingréssus Angelus ad eam, dixit: Ave, grátia plena; Dóminus tecum: benedícta tu in muliéribus. Quæ cum audísset, turbáta est in sermóne ejus: et cogitábat, qualis esset ista salutátio. Et ait Angelus ei: Ne tímeas, María, invenísti enim grátiam apud Deum: ecce, concípies in útero et páries fílium, et vocábis nomen ejus Jesum. Hic erit magnus, et Fílius Altíssimi vocábitur, et dabit illi Dóminus Deus sedem David, patris ejus: et regnábit in domo Jacob in ǽtérnum, et regni ejus non erit finis. Dixit autem María ad Angelum: Quómodo fiet istud, quóniam virum non cognósco? Et respóndens Angelus, dixit ei: Spíritus Sanctus supervéniet in te, et virtus Altíssimi obumbrábit tibi. Ideóque et quod nascétur ex te Sanctum, vocábitur Fílius Dei. Et ecce, Elísabeth, cognáta tua, et ipsa concépit fílium in senectúte sua: et hic mensis sextus est illi, quæ vocátur stérilis: quia non erit impossíbile apud Deum omne verbum. Dixit autem María: Ecce ancílla Dómini, fiat mihi secúndum verbum tuum. 

Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas.

Naquele tempo, foi o Anjo Gabriel enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, a uma Virgem desposada com um varão que se chamava José, da casa de Davi; e o Nome da Virgem era Maria. Entrando o Anjo onde ela estava, disse-lhe: Ave, cheia de graça; o Senhor é contigo: bendita és tu entre as mulheres. Ouvindo isto, ela se assustou e pensava no que significaria esta saudação. Mas o Anjo lhe disse: Não temas, Maria, pois achaste graça diante de Deus. Eis que conceberás em teu seio e darás à luz um Filho, e pôr-Lhe-ás o Nome de Jesus. Ele será grande e será chamado o Filho do Altíssimo. O Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai; e reinará eternamente na casa de Jacó e seu Reino não terá fim. Perguntou então Maria ao Anjo: Como se fará isso, se-não conheço varão? Respondeu-lhe o Anjo: O Espirito Santo descerá sobre ti, e a força do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra. Por isso também o Santo que nascer de ti, será chamado Filho de Deus. E eis que Isabel, tua parenta, concebeu um Filho na sua velhice; e este é o sexto mês daquela que é chamada estéril, porque a Deus nada é impossível. Então disse Maria: Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a sua palavra. 

Ofertório (Is 35, 4) 

Confortámini, et jam nolite timére: ecce enim, Deus noster retríbuet judícium: ipse véniet, et salvos nos fáciet. Confortai-vos e não temais; eis que o nosso Deus fará justiça. Ele mesmo virá e nos salvará.

Secreta

Acépta tibi sint, quǽsumus, Dómine, nostra jejúnia: quæ et expiándo nos tua grátia dignos effíciant, et ad sempiterna promíssa perdúcant. Per D. N. Nós Vos rogamos, Senhor, sejam aceitos os nossos jejuns, para que os mesmos, purificando-nos da culpa, nos tornem dignos de vossa graça e nos conduzam às promessas eternas. Por N. S.

Prefácio (Comum)

℣. Dóminus vobíscum.
℞. Et cum spíritu tuo.
℣. Sursum corda.
℞. Habémus ad Dóminum.
℣. Grátias agámus Dómino Deo nostro.
℞. Dignum et iustum est.
.
Vere dignum et justum est, aequum et salutare, nos Tibi simper, et ubique gratias agere: Domine sancte, Pater omnipotens, aeterne Deus: per Christum Dominum nostrum. Per quem majestatem Tuam laudant Angeli, adorant Dominationes, tremunt Potestates, Coeli, Coelorumque Virtutes, ac beata Seraphim socia exultatione concelebrant. Cum quibus et nostras voces, ut admitti, jubeas, supplici confessione dicentes: Sanctus, Sanctus, Sanctus…
℣. O Senhor seja convosco.
℞. E com o vosso espírito,
℣. Para o alto os corações.
℞. Já os temos para o Senhor,
℣. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
℞. É digno e justo.
.
Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar, que, sempre e em todo o lugar, Vos demos graças, ó Senhor santo, Paí onipotente, eterno Deus, por Jesus Cristo, Nosso Senhor. É por Ele que os Anjos louvam a vossa Majestade, as Dominações a adoram, tremem as Potestades. Os Céus, as virtudes dos Céus, e os bem-aventurados Serafins a celebram com recíproca alegria. Às suas vozes, nós Vos rogamos, mandeis que se unam as nossas, quando em humilde confissão Vos dizemos: Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Is 7, 14) 

Ecce, Virgo concípiet et páriet fílium: et vocábitur nomen ejus Emmánuel. Eis que uma Virgem conceberá e dará à luz um Filho; e o seu Nome será Emanuel.

Pós-comunhão

Salutáris tui, Dómine, munere satiáti, súpplices deprecámur: ut, cujus lætámur gustu, renovémur efféctu. Per D.N.  Saciados, Senhor, com os vossos Dons salutares, nós Vos suplicamos que, alegrando-nos com a sua recepção, sejamos renovados por seus efeitos. Por N. S.

 


Traduções e comentários extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1947/1962).

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: