Liturgia Diária- 09/11/2019

DEDICAÇÃO DA BASÍLICA DO SSMO. SALVADOR (LATRÃO)

Festa de 2ª Classe- Missa “Terribilis”, e comemoração de S. Teodoro, Mártir

A Arquibasílica do SSmo. Salvador, hoje mais conhecida pelo nome de “S. João de Latrão”, é a igreja-catedral do Santo Padre, mãe e chefe de todas as igrejas. É justo que nos regozijemos no aniversário de sua Dedicação. É uma das mais importantes igrejas estacionais. Várias vezes durante o ano e nas festas principais ali nos reunimos, ao menos em espírito. Ela é representada pela igreja-catedral de nossa diocese ou por nossa igreja paroquial.


Páginas 1369 a 1371 e 895 a 899 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Gn 20, 17 | Sl 83, 2-3)

Terribilis est locus iste: hic domi est, et porta coeli: et vocábitur aula Dei. Ps. Quam dilécta tabernácula tua, Dómine virtútum! concupíscit et déficit ánima mea in átria Dómini. ℣. Gloria Patri. Este lugar é terrível! É a casa de Deus e a porta do céu, e será chamado a morada de Deus. Sl. Como são amáveis os vossos tabernáculos, Senhor dos exércitos! Minha alma suspira e desfalece de saudades pelos átrios do Senhor. ℣. Glória ao Pai.

Coleta

Deus, qui nobis per síngulos annos hujus sancti templi tui consecratiónis réparas diem, et sacris semper mystériis repræséntas in cólumes: exáudi preces pópuli tui, et præsta; ut, quisquis hoc templum benefícia petitúrus ingréditur, cuncta se impetrásse lætétur. Per D.N. Ó Deus, que em nosso favor renovais cada ano o dia da consagração deste santo templo, e nos conservais sãos e salvos para assistirmos a estes sagrados Mistérios, ouvi as preces de vosso povo, e concedei que todo aquele que entrar neste templo para implorar benefícios, se alegre por tudo quanto tiver alcançado. Por N. S.

2ª Coleta (do s. mártir)

Deus, qui nos beáti Theodóri Mártyris tui confessióne gloriósa circúmdas et prótegis: præsta nobis ex ejus imitatióne profícere et oratióne fulcíri. Per D.N. Ó Deus, que nos guardais e protegeis pela gloriosa confissão de fé de vosso Mártir S. Teodoro, concedei-nos aproveitemos de seus exemplos e sejamos auxiliados por suas orações. Por N. S.

Epístola (Ap, 21, 2-5)

Léctiolíbri Apocalypsis beáti Joánnis Apóstoli.

In diébus illis: Vidi sanctam civitatem Jerúsalem novam descendéntem de coelo a Deo, parátam sicut sponsam ornátam viro suo. Et audivi vocem magnam de throno dicéntem: Ecce tabernáculum Dei cum homínibus, et habitábit cum eis. Et ipst pópulus ejus erunt, et ipse Deus cum eis erit eórum Deus: et abstérget Deus omnem lácrimam ab óculis eórum: et mors ultra non erit, neque luctus, neque clamor, neque dolor erit ultra, quia prima abiérunt. Et dixit qui sedébat in throno: Ecce nova fácio ómnia.

Leitura do Livro do Apocalipse de São João. 

Naqueles dias, vi a cidade santa, a nova Jerusalém, descer do céu de junto de Deus, ornada como esposa que se prepara para seu esposo. E ouvi uma voz forte, vinda do trono, que dizia: Eis o tabernáculo de Deus entre os homens. Deus habitará com eles, e eles serão o seu povo, e Deus mesmo será com eles, como seu próprio Deus. E Ele enxugará todas as lágrimas de seus olhos. Não mais haverá morte, nem luto, nem queixa, nem mais dor porque as antigas tribulações passaram. Então Aquele que estava assentado no trono, disse: Eis que renovo todas as coisas.

Gradual (- | Sl 137, 2)

Locus iste a Deo factus est, inæstimábile sacraméntum, irreprehensíbilis est. ℣. Deus, cui adstat Angelórum chorus, exáudi preces servórum tuórum.

Allelúia, allelúia. ℣. Adorábo ad templum sanctum tuum: et confitébor nómini tuo. Allelúia.

Este lugar foi feito por Deus; é um lugar de mistério, inestimável, isento de defeito. ℣. Ó Deus, cercado pelo coro dos Anjos, atendei às preces de vossos servos.

Aleluia, aleluia. ℣. Adorar-Vos-ei em vosso templo santo e glorificarei o vosso Nome. Aleluia.

Evangelho (Lc 19, 1-10)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam. 

In illo témpore: Ingréssus Jesus perambulábat Jéricho: et ecce vir nómine Zachæus: et hic princeps erat publicanórum, et ipse dives: et quærébat vidére Jesum, quis esset: et non póterat præ turba, quia statúra pusíllus erat. Et pracúrrens ascéndit in árborem sycómorum, ut vidéret eum; quia inde erat transitúrus. Et cum venísset ad locum, suspíciens Jesus vidit illum, et dixit ad eum: “Zachæe, festínans descénde; quia hódie in domo tua opórtet me manére.” Et festinans descéndit, et excépit illum gaudens. Et cum vidérunt omnes, murmurábant, dicéntes, quod ad hóminem peccatórem divertísset. Stans autem Zachæus, dixit ad Dóminum: Ecce dimídium bonórum meórum, Dómine, do paupéribus: et si quid áliquem defraudávi, reddo quádruplum. Ait Jesus ad eum:” Quia hódie salus domui huic facta est: Eo quod et ipse fílius sit Abrahæ. Venit enim fílius hóminis quærere, et salvum fácere, quod períerat. – CREDO …

Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas.

Naquele tempo, entrou Jesus em Jericó, e atravessava a cidade. E eis que um homem chamado Zaqueu, que era chefe dos publicanos e muito rico, queria ver quem era Jesus, mas não o conseguia por causa da multidão, pois era pequeno de estatura. Correu então adiante e subiu a uma figueira brava para vê-Lo, pois havia de passar por ali. Quando Jesus chegou àquele sítio, erguendo os olhos, viu-o e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa que hoje tenho que ficar em tua casa. E ele desceu apressado e acolheu-o com alegria. Vendo isto, todos murmuravam, dizendo que Jesus tinha ido hospedar-se em casa de um pecador. Entretanto chegou-se Zaqueu ao Senhor, e disse-Lhe: Senhor, eis que dou aos pobres metade de meus bens e se em alguma coisa defraudei alguém, restituo-lhe o quádruplo. Respondeu-lhe Jesus: Hoje entrou a salvação nesta casa; porque também este é filho de Abraão. Pois o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido. – CREIO…

Ofertório (Ap 8, 3-4)

Dómine Deus, in simplicitáte cordis mei lætus óbtuli univérsa, et pópulum tuum, qui repértus est, vidi cum ingénti gáudio: Deus Israël, custódi hanc voluntátem, allelúia. Senhor, meu Deus, foi com simplicidade de coração e com alegria, que Vos ofereci todas as coisas; e com intenso prazer vi o vosso povo, que está aqui reunido, oferecer-Vos os seus dons. Ó Deus de Israel, conservai estas boas disposições. Aleluia.

Secreta

Annue, quæsumus, Dómine, précibus nostris: ut, dum hæc vota præséntia réddimus, ad ætérna præmia, te adjuvánte, perveníre mereámur. Per D.N. Dignai-Vos, Senhor, anuir às nossas preces, a fim de que, rendendo-Vos estes votos, mereçamos alcançar com o vosso socorro, as recompensas eternas. Por N. S.

2ª Secreta (do s. mártir)

Súscipe, Dómine, fidélium preces cum oblatiónibus hostiárum: et,intercedénte beáto Theodóro Mártyre tuo, per hæc piæ devotiónis offícia ad coeléstem glóriam transeámus. Per D.N. Aceitai, Senhor, as orações e as oferendas de vossos fiéis e concedei, por estas obras de filial devoção e pela intercessão de vosso santo Mártir Teodoro, cheguemos à glória celeste. Por N. S.

Prefácio (Comum)

℣. Dóminus vobíscum.
℞. Et cum spíritu tuo.
℣. Sursum corda.
℞. Habémus ad Dóminum.
℣. Grátias agámus Dómino Deo nostro.
℞. Dignum et iustum est.
.
Vere dignum et justum est, aequum et salutare, nos Tibi simper, et ubique gratias agere: Domine sancte, Pater omnipotens, aeterne Deus: per Christum Dominum nostrum. Per quem majestatem Tuam laudant Angeli, adorant Dominationes, tremunt Potestates, Coeli, Coelorumque Virtutes, ac beata Seraphim socia exultatione concelebrant. Cum quibus et nostras voces, ut admitti, jubeas, supplici confessione dicentes: Sanctus, Sanctus, Sanctus…
℣. O Senhor seja convosco.
℞. E com o vosso espírito,
℣. Para o alto os corações.
℞. Já os temos para o Senhor,
℣. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
℞. É digno e justo.
.
Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar, que, sempre e em todo o lugar, Vos demos graças, ó Senhor santo, Paí onipotente, eterno Deus, por Jesus Cristo, Nosso Senhor. É por Ele que os Anjos louvam a vossa Majestade, as Dominações a adoram, tremem as Potestades. Os Céus, as virtudes dos Céus, e os bem-aventurados Serafins a celebram com recíproca alegria. Às suas vozes, nós Vos rogamos, mandeis que se unam as nossas, quando em humilde confissão Vos dizemos: Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Mt 21, 13)

Domus mea, domus oratiónis vocábitur, dicit Dóminus: in ea omnis, qui petit, áccipit: et qui quærit, ínvenit, et pulsánti aperiétur. Minha casa será chamada casa de oração, diz o Senhor. Todo aquele que pede, recebe; o que procura acha; e ao que bate, abrir-se-á.

Pós-comunhão

Deus, qui de vivis et eléctis lapídibus ætérnum majestáti tuæ præparas habitáculum: auxiliáre pópulo tuo supplicánti; ut, quod Ecclésiæ tuæ corporálibus prófìcit spátiis, spirituálibus amplifîcétur augméntis. Per D.N. Ó Deus, que de pedras vivas e escolhidas, preparais uma morada eterna para vossa Majestade, auxiliai o vosso povo suplicante, a fim de que a vossa Igreja cresça em bens espirituais, assim como progride em espaço material. Por N. S.

2ª Pós-comunhão (do s. mártir)

Præsta nobis, quæsumus, Dómine: intercedénte beáto Theodóro Mártyre tuo; ut, quod ore contíngimus, pura mente capiámus. Per D.N. Concedei, Senhor, Vos rogamos, que por intercessão de vosso Mártir S. Teodoro, guardemos num coração puro, o que a nossa boca recebeu. Por N. S.

* Traduções e comentário extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1947/1962). 

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: