Liturgia Diária- 29/09/2019

DEDICAÇÃO DE S. MIGUEL ARCANJO

Festa de 1ª Classe- Missa Própria, com comemoração do XVI Domingo depois de Pentecostes

A festa de hoje era principalmente a comemoração da Dedicação de uma igreja em honra do santo Arcanjo. Ela é atualmente, a principal festa em sua honra. S. Miguel, príncipe dos exércitos celestes, como foi vencedor no combate contra Lúcifer e os anjos maus, assim ainda hoje nos protege e defende no combate contra os poderes infernais (Oração no fim da Missa rezada). A ele são recomendadas particularmente as almas no último combate neste mundo. Seu nome significa: Quem é como Deus?


Páginas 1306 a 1310 e 662 a 665 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa Rezada às 09:30 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes e Missa Cantada às 15:30 horas na Catedral Diocesana.


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 102, 20 | ib., 1) (Áudio) 

Benedícite Dóminum, omnes Angeli eius: poténtes virtúte, qui fácitis verbum eius, ad audiéndam vocem sermónum ejus. Ps. Benedic, ánima mea. Dómino: et ómnia, quæ intra me sunt, nómini sancto ejus. ℣. Glória Patri… Bendizei ao Senhor, vós, todos os seus Anjos, poderosos em força que cumpris ás suas ordens, logo que ouvis a sua palavra. Sl. Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e tudo que há dentro de mim, bendiga o seu santo Nome. ℣. Glória ao Pai…

Coleta

Deus, qui, miro órdine, Angelórum ministéria hominúmque dispénsas: concéde propítius; ut, a quibus tibi ministrántibus in coelo semper assístitur, ab his in terra vita nostra muniátur. Per D.N. Ó Deus, que com ordem admirável determinais o ministério dos Anjos e dos homens, concedei-nos, propício, que nossa vida na terra seja protegida pelos Anjos que sem cessar servem, no céu, diante de vossa face. Por N. S.

2ª Coleta (do domingo)

Tua nos, quǽsumus, Dómine, grátia semper et prævéniat et sequátur: ac bonis opéribus iúgiter præstet esse inténtos. Per D.N. Nós Vos rogamos, Senhor, que vossa graça nos previna sempre, nos acompanhe e nos favoreça na contínua prática das boas obras. Per D.N.

Epístola (Ap 1, 1-5)

Léctio libri Apocalýpsis beáti Ioánnis Apóstoli.

In diébus illis: Significávit Deus, quæ opórtet fíeri cito, mittens per Angelum suum servo suo Ioánni, qui testimónium perhíbuit verbo Dei, et testimónium Iesu Christi, quæcúmque vidit. Beátus, qui legit et audit verba prophetíæ huius: et servat ea, quæ in ea scripta sunt: tempus enim prope est. Ioánnes septem ecclésiis, quæ sunt in Asia. Grátia vobis et pax ab eo, qui est et qui erat et qui ventúrus est: et a septem spirítibus, qui in conspéctu throni eius sunt: et a Iesu Christo, qui est testis fidélis, primogénitus mortuórum et princeps regum terræ, qui diléxit nos et lavit nos a peccátis nostris in sánguine suo.

Leitura do livro do Apocalipse de São João.

Naqueles dias, manifestou Deus o que em breve deveria acontecer. Manifestou-o, enviando o Anjo a seu servo João, que deu testemunho da palavra de Deus, e testemunhou de Jesus Cristo sobre todas as coisas que viu. Feliz de quem ler e ouvir as palavras desta profecia, observar o que nela está escrito, porque o tempo está próximo. João, às sete igrejas que há na Ásia: A graça e a paz vos sejam dadas, da parte d’Aquele que é, que era e que há de vir; da parte dos sete Espíritos que assistem ante o trono de Deus: e da parte de Jesus Cristo, Testemunha fiel, Primogênito dentre os mortos, Príncipe dos reis da terra, a Ele que nos amou e nos lavou de nossos pecados com seu Sangue.

Gradual (Sl 102, 20 e 1 | -) (Áudio-aleluia)

Benedícite Dóminum, omnes Angeli eius: poténtes virtúte, qui fácitis verbum ejus. ℣. Benedic, ánima mea, Dóminum, et ómnia interióra mea, nomen sanctum ejus. 

Allelúia, allelúia. ℣. Sancte Míchaël Archángele, defénde nos in proelio: ut non pereámus in treméndo judício. Allelúia.

Bendizei ao Senhor, vós, todos os seus Anjos, poderosos em força, que cumpris as suas ordens. ℣. Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e tudo que há em mim bendiga o seu santo Nome.

Aleluia, aleluia. ℣. São Miguel Arcanjo, defendei-nos neste combate a fim de que não pereçamos no dia do juízo tremendo. Aleluia.

Evangelho (Mt 18, 1-10)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.

In illo témpore: Accessérunt discípuli ad Iesum, dicéntes: Quis, putas, maior est in regno coelórum? Et ádvocans Iesus parvulum, statuit eum in médio eórum et dixit: Amen, dico vobis, nisi convérsi fuéritis et efficiámini sicut párvuli, non intrábitis in regnum cælorum. Quicúmque ergo humiliáverit se sicut párvulus iste, hic est maior in regno coelórum. Et qui suscéperit unum párvulum talem in nómine meo, me súscipit. Qui autem scandalizáverit unum de pusíllis istis, qui in me credunt, expédit ei, ut suspendátur mola asinária in collo eius, et demergátur in profúndum maris. Væ mundo a scándalis! Necésse est enim, ut véniant scándala: verúmtamen væ hómini illi, per quem scándalum venit! Si autem manus tua vel pes tuus scandalízat te, abscíde eum et próiice abs te: bonum tibi est ad vitam íngredi débilem vel cláudum, quam duas manus vel duos pedes habéntem mitti in ignem ætérnum. Et si óculus tuus scandalízat te, érue eum et próiice abs te: bonum tibi est cum uno óculo in vitam intráre, quam duos óculos habéntem mitti in gehénnam ignis. Vidéte, ne contemnátis unum ex his pusíllis: dico enim vobis, quia Angeli eórum in coelis semper vident fáciem Patris mei, qui in coelis est. — CREDO…

Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, chegaram-se a Jesus os discípulos com esta pergunta: Quem é maior no reino dos céus? Jesus, chamando uma criança, colocou-a no meio deles e disse: Em verdade vos digo: se não vos converterdes e não vos tornardes como as crianças, não entrareis no Reino dos céus. Portanto quem se tornar humilde como esta criança, este é o maior no Reino do céu. Quem acolher, em meu Nome, uma criança assim, a mim é que acolhe. Mas quem escandalizar um desses pequeninos que em mim creem, melhor lhe fora que suspendesse a mó de um moinho ao pescoço e se lançasse nas profundezas do mar. Aí do mundo por causa dos escândalos! É inevitável que venham escândalos, mas aí do homem por quem eles vierem. Se tua mão e teu pé te forem ocasião de pecado, corta-os e lança-os longe de ti! Melhor te é entrares na vida manco e aleijado do que, tendo duas mãos ou dois pés, seres lançado ao fogo eterno. Se tua vista for ocasião de pecado, arranca-a e lança-a longe de ti; melhor te é entrares na vida com um só olho do que com dois seres lançado ao fogo do inferno. Vede que não desprezeis a nenhum desses pequeninos! Porque vos digo: seus Anjos contemplam sem cessar a face de meu Pai, que está nos céus. — CREIO…

Ofertório (Ap 8, 3 e 4) (Áudio)

Stetit Angelus iuxta aram templi, habens thuríbulum áureum in manu sua, et data sunt ei incénsa multa: et ascéndit fumus aromátum in conspéctu Dei, allelúia. Junto ao altar do templo estava um Anjo, com um turíbulo de ouro em sua mão. E foram-lhe dados muitos perfumes; e o odor do incenso subiu até à presença de Deus, aleluia.

Secreta

Hóstias tibi, Dómine, laudis offérimus, supplíciter deprecántes: ut easdem, angélico pro nobis interveniénte suffrágio, et placátus accípias, et ad salútem nostram proveníre concédas. Per D. N. Nós Vos oferecemos, Senhor, estas hóstias de louvor, rogando-Vos humildemente, que as aceiteis com benignidade pela intercessão de vosso Anjo, e sejam elas úteis à nossa salvação. Por N. S.

2ª Secreta (do domingo)

Munda nos, quǽsumus, Dómine, sacrifícii præséntis efféctu: et pérfice miserátus in nobis; ut eius mereámur esse partícipes. Per D.N. Purificai-nos, Senhor, Vos suplicamos, pela força do presente Sacrifício, e fazei por vossa clemência, que mereçamos participar de seu fruto. Per D.N.

Prefácio (da Santíssima Trindade)

℣. Dóminus vobíscum.
℞. Et cum spíritu tuo.
℣. Sursum corda.
℞. Habémus ad Dóminum.
℣. Grátias agámus Dómino Deo nostro.
℞. Dignum et iustum est.
.
Vere dignum et justum est, aequum et salutare, nos tibi semper, et ubique gratias agere: Domine sancte, Pater omnipotens, aeterne Deus. Qui cum unigenito Filio: tuo et Spiritu Sancto, unus es Deus, unus es Dominus: non in unnius singularitate personae, sed in unius Trinitae substantiae. Quod enim de tua Gloria, revelante te, credimus, hoc de Filio tuo, hoc de Spiritu Sancto, sine differentia discretionis sentimus. Ut in confessione verae, sempiternaeque Deitatis, et in personis proprietas, et in essentia unitas, et in majestate adoretur aequalitas. Quam laudant Angeli atque Archangeli, Cherubim, quoque ac Seraphim: qui non cessant clamare quotidie, una voce dicentes: Sanctus, Sanctus, Sanctus…
℣. O Senhor seja convosco.
℞. E com o vosso espírito,
℣. Para o alto os corações.
℞. Já os temos para o Senhor,
℣. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
℞. É digno e justo.
.
É verdadeiramente digno, justo, racional e salutar, que sempre e em toda a parte Vos rendamos graças, Senhor Santo, Pai onipotente e Deus eterno; Que sois, com o Vosso Filho Unigênito e com o Espírito Santo, um só Deus e um só Senhor, não na singularidade duma só pessoa, mas na Trindade duma só substância. Porque tudo aquilo que nos revelastes e cremos da Vossa glória, isso mesmo sentimos, sem diferença nem distinção, do Vosso Filho e do Espírito Santo, de maneira que, confessando a verdadeira e eterna Divindade, adoramos a propriedade nas Pessoas, a unidade na Essência e a igualdade na Majestade, a qual louvam os Anjos e os Arcanjos, os Querubins e os Serafins, que não cessam de cantar dizendo a uma só voz: Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Dn 3, 58) (Áudio)

Benedícite, omnes Angeli Dómini, Dóminum: hymnum dícite et superexaltáte eum in sǽcula. Bendizei ao Senhor, vós, todos os Anjos do Senhor: cantai-Lhe hinos e exaltai-O por todos os séculos.

Pós-comunhão

Beáti Archángeli tui Michælis intercessióne suffúlti: súpplices te, Dómine, deprecámur; ut, quod ore prosequimur, contingamus et mente. Per D.N. Confiando na intercessão de vosso santo Arcanjo Miguel, Vos suplicamos humildemente, Senhor, que a nossa alma alcance o que os nossos lábios solicitam. Por N. S.

2ª Pós-comunhão (do domingo)

Purífica, quǽsumus, Dómine, mentes nostras benígnus, et rénova cœléstibus sacraméntis: ut consequénter et córporum præsens páriter et futúrum capiámus auxílium. Per D.N. Senhor, Vos suplicamos, purificai e renovai benignamente as nossas almas com os celestes Sacramentos, a fim de que por eles consigamos auxílio para os nossos coros, tanto para a vida presente como para a vida futura. Vós que, sendo Deus, viveis e reinais.
São Miguel Arcanjo
Nosso Senhor cura o hidrópico

Traduções e comentários extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1962).

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: