Liturgia Diária- 16/03/2019

SÁBADO DAS TÊMPORAS DA QUARESMA

Féria de 3ª Classe- Missa Própria – Estação em S. Pedro

DIA DE ABSTINÊNCIA RECOMENDADA

Junto à sepultura de S. Pedro, assistimos às ordenações (durante as Lições da Ante-Missa). S. Pedro, o Moisés do Novo-Testamento, fala nas duas primeiras Lições, e em nome dos outros Apóstolos, no Evangelho. As Lições ainda aludem ao costume de, neste dia, o povo pagar as suas dízimas; e em geral, reparamos o espírito do tempo quaresmal nos textos e orações desta Missa.

Embora não haja obrigação canônica, é recomendável a abstinência e, a critério, o jejum, nas Têmporas (durante a quaresma: hoje, sexta-feira e sábado).


Páginas 185 a 192 do Missal Quotidiano (D. Gaspar Lefebvre, 1963)


Missa às 19 horas na Capela Nossa Senhora de Lourdes.


PRÓPRIO DO DIA

Introito (Sl 87, 3 | ib., 2)


Intret orátio mea in conspéctu tuo: inclína aurem tuam ad precem meam, Dómine. Ps. Dómine, Deus salútis meæ: in die clamávi, et nocte coram te. ℣. Gloria Patri. Suba a minha oração à vossa presença; inclinai, Senhor, o vosso ouvido à minha súplica. Sl. Senhor, Deus de minha salvação, de dia e de noite, eu clamo por Vós. ℣. Glória ao Pai.

Depois do Kyrie eleison:

Oração


Orémus. Flectámus génua. ℞. Leváte.

Pópulum tuum, quǽsumus, Dómine, propítius réspice: atque ab eo flagella tuæ iracúndiæ cleménter avérte. Per D.N.

Oremos. Ajoelhemos. ℞. Levantai-vos.

Nós Vos rogamos, Senhor, olhai propício para o vosso povo, e afastai dele, benignamente, os flagelos de vossa ira. Por N. S.

I Leitura (Deut 26, 12-19)

Léctio libri Deuteronómii.

In diébus illis: Locútus est Móyses ad pópulum, dicens: Quando compléveris décimam cunctárum frugum tuárum, loquéris in conspéctu Dómini, Dei tui: Abstuli, quod sanctificátum est de domo mea, et dedi illud levítæ et ádvenæ et pupíllo ac víduæ, sicut jussísti mihi: non præterívi mandáta tua, nec sum oblítus impérii tui. Obœdívi voci Dómini, Dei mei, et feci ómnia, sicut præcepísti mihi. Réspice de sanctuário tuo et de excélso cœlórum habitáculo, et benedic pópulo tuo Israël, et terræ, quam dedísti nobis, sicut jurásti pátribus nostris, terræ lacte et melle manánti. Hódie Dóminus, Deus tuus, præcépit tibi, ut fácias mandáta hæc atque judícia: et custódias et ímpleas ex toto corde tuo et ex tota ánima tua. Dóminum elegísti hódie, ut sit tibi Deus, et ámbules in viis ejus, et custódias cæremónias illíus et mandáta atque judícia, et obédias ejus império. Et Dóminus elegit te hódie, ut sis ei pópulus peculiáris, sicut locútus est tibi, et custódias ómnia præcépta illíus: et fáciat te excelsiórem cunctis géntibus, quas creávit in laudem et nomen et glóriam suam: ut sis populus sanctus Dómini, Dei tui, sicut locútus est.

Leitura do Livro do Deuteronômio.

Naqueles dias, falou Moisés ao povo, nestes termos: Quando tiveres acabado de pagar o dízimo de todos os teus frutos, dirás na presença do Senhor, teu Deus: Eu tirei de minha casa o que Vos é consagrado, e dei-o ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva como me ordenastes; não transgredi os vossos mandamentos, nem me esqueci de vosso preceito. Obedeci à voz do Senhor, meu Deus, e fiz tudo como me ordenastes. Olhai de vosso santuário, da excelsa morada dos céus e abençoai Israel, vosso povo, e a terra que nos destes, como jurastes a nossos país, terra de onde mana leite e mel. O Senhor, teu Deus, ordenou-te hoje, observes estes mandamentos e leis; guarda-os e cumpre-os de todo o teu coração e de toda a tua alma. Tu escolheste hoje o Senhor para ser o teu Deus, para andares por seus caminhos, observares as suas cerimônias, as suas ordenações e leis, e para obedeceres ao seu mando. O Senhor te escolheu hoje para que sejas o seu povo como Ele te declarou, e guardes todos os seus preceitos; e Ele te faça ilustre entre todas as nações que Ele criou, para seu louvor, honra e glória sua, a fim de que sejas o povo santo do Senhor, teu Deus, como Ele disse.

Gradual (Sl 78, 9-10)


Propítius esto, Dómine, peccátis nostris: ne quando dicant gentes: Ubi est Deus eórum? ℣. Adjuva nos, Deus, salutáris noster: et propter honórem nóminis tui, Dómine, líbera nos.

Perdoai, Senhor, os nossos pecados, para que não digam os gentios: Onde está o Deus deles? ℣. Ajudai-nos, ó Deus, Salvador nosso, e pela glória de vosso Nome, livrai-nos, Senhor.

Oração


Orémus. Flectámus génua. ℞. Leváte.

Potéctor noster, áspice, Deus: ut, qui malórum nostrórum póndere prémimur, percépta misericórdia, líbera tibi mente famulémur. Per D.N.

Oremos. Ajoelhemos. ℞. Levantai-vos.

Ó Deus, protetor nosso, olhai para nós, que estamos oprimidos com o peso de nossos males, a fim de que, ajudados por vossa misericórdia, Vos sirvamos com liberdade de espírito. Por N. S.

II Leitura (Deut 11, 22-25)

Léctio libri Deuteronómii.

In diébus illis: Dixit Móyses fíliis Israël: Si custodiéritis mandáta, quæ ego præcípio vobis, et fecéritis ea, ut diligátis Dóminum, Deum vestrum, et ambulétis in ómnibus viis ejus, adhærén-tes ei, dispérdet Dóminus omnes gentes istas ante fáciem vestram, et possidébitis eas, quæ majóres et fortióres vobis sunt. Omnis locus quem calcáverit pes vester, vester erit. A desérto et a Líbano, a flúmine magno Euphráte usque ad mare Occidentále, erunt términi vestri. Nullus stabit contra vos: terrórem vestrum et formídinem dabit Dóminus, Deus vester, super omnem terram, quam calcatúri estis, sicut locútus est vobis Dóminus, Deus vester.

Leitura do Livro do Deuteronômio.

Naqueles dias, disse Moisés aos filhos de Israel: Se observardes e puserdes em prática os mandamentos que vos prescrevo, amando o Senhor, vosso Deus, andando em todos os seus caminhos, e estando unidos a Ele, o Senhor destruirá, a vossa vista, todas estas nações, e vós as possuíreis, embora sejam elas maiores e mais poderosas do que vós. Todo lugar em que puserdes o pé, será vosso. Vossos limites serão, desde o deserto e desde o Líbano, desde o grande rio Eufrates, até o mar Ocidental. Ninguém poderá prevalecer contra vós. O Senhor, vosso Deus, espalhará o terror e o temor de vosso nome sobre toda a terra que haveis de pisar, como vo-lo disse o Senhor, vosso Deus.

Gradual (Sl 83, 10 e 9)


Protéctor noster, áspice, Deus, et réspice super servos tuos. ℣. Dómine, Deus virtútum, exáudi preces servórum tuórum.

Olhai, ó Deus, nosso protetor, e atendei a vossos servos. ℣. Senhor, Deus dos exércitos, ouvi as preces de vossos servos.

Oração


Orémus. Flectámus génua. ℞. Leváte.

Adésto, quǽsumus, Dómine, supplicatiónibus nostris: ut esse, te largiénte, mereámur et inter próspera húmiles, et inter advérsa secúri. Per D.N.

Oremos. Ajoelhemos. ℞. Levantai-vos.

Senhor, nós Vos suplicamos, atendei às nossas preces, para que, por vossa graça mereçamos ser humildes na prosperidade e confiantes na adversidade. Por N. S.

III Leitura (II Macabeus 1, 23-26 e 27)

Léctio libri Machabaeórum.

In diébus illis: Oratiónem faciebant omnes sacerdotes, dum consummarétur sacrifícium, Jónatha inchoánte, céteris autem respondéntibus. Et Nehemíæ erat orátio hunc habens modum: Dómine Deus, ómnium Creátor, terríbilis et fortis, justus et miséricors, qui solus es bonus rex, solus præstans, solus justus et omnípotens et ætérnus, qui líberas Israël de omni malo, qui fecísti patres electos et sanctificásti eos: accipe sacrifícium pro univérso pópulo tuo Israël, et custódi partem tuam et sanctífica: ut sciant gentes, quia tu es Deus noster.

Leitura do Livro dos Macabeus.

Naqueles dias, todos os sacerdotes estavam fazendo oração; e até que se consumisse o sacrifício, Jonatas entoava e os outros respondiam. A oração que Neemias fazia era nestes termos: O’ Senhor Deus, Criador de todas as coisas, terrível e forte, justo e misericordioso, que sois o único Rei cheio de bondade, o único excelente e justo, o Todo poderoso e eterno, Vós livrastes Israel de todo mal, escolhestes nossos país e os santificastes. Recebei este sacrifício de todo o vosso povo de Israel, e guardai a vossa herança, santificando-a, para que as nações conheçam que Vós sois o nosso Deus.

Gradual (Sl 89, 13 e 1)


Convértere, Dómine, aliquántulum, et deprecáre super servos tuos. ℣. Dómine, refúgium factus es nobis, a generatióne et progénie.

Voltai-Vos um pouco para nós, Senhor, e tende piedade de vossos servos. ℣. Senhor, Vós sois o nosso refúgio, de geração em geração.

Oração


Orémus. Flectámus génua. ℞. Leváte.

Preces pópuli tui, quǽsumus, Dómine, cleménter exáudi: ut, qui juste pro peccátis nostris afflígimur, pro tui nóminis glória misericórditer liberémur. Per D.N.

Oremos. Ajoelhemos. ℞. Levantai-vos.

Nós Vos suplicamos, Senhor, ouvi benigno as preces de vosso povo, para que, justamente castigados pelos nossos pecados, sejamos misericordiosamente livres para glória de vosso Nome. Por N. S.

IV Leitura (Eclo 36, 1-10)

Léctio libri Sapiéntiae.

Miserére nostri, Deus ómnium, et réspice nos, et osténde nobis lucem miseratiónum tuárum: et immítte timórem tuum super gentes, quæ non exquisiérunt te, ut cognóscant, quia non est Deus nisi tu, et enárrent magnália tua. Alleva manum tuam super gentes aliénas, ut vídeant poténtiam tuam. Sicut enim in conspéctu eórum sanctificátus es in nobis, sic in conspéctu nostro magnificáberis in eis, ut cognóscant te, sicut et nos cognóvimus, quóniam non est Deus præter te, Dómine. Innova signa et immúta mirabília. Glorífica manum et bráchium dextrum. Excita furórem et effúnde iram. Tolle adversárium et afflíge inimícum. Festína tempus et meménto finis, ut enárrent mirabília tua, Dómine, Deus noster.

Leitura do Livro da Sabedoria.

Tende piedade de nós, ó Deus de todas as coisas; volvei para nós os vossos olhos e mostrai-nos a luz de vossas misericórdias. Espalhai o vosso temor sobre as nações que não Vos procuram, para que reconheçam elas que não há outro Deus senão Vós, e assim proclamem as vossas maravilhas. Levantai a vossa mão contra as nações estranhas, para que reconheçam o vosso poder. Porque, assim como diante de seus olhos mostrastes em nós a vossa santidade [castigando-nos], assim também, à nossa vista, mostrai nelas a vossa grandeza, para que reconheçam como também reconhecemos, que fora de Vós, Senhor, não há outro Deus. Renovai os vossos prodígios, fazei novas maravilhas. Glorificai a vossa mão e o vosso braço direito. Excitai o vosso furor, e derramai a vossa ira. Destruí o adversário e afligi o inimigo. Apressai o tempo [da redenção], lembrai-Vos do fim, para que proclamem as vossas maravilhas, ó Senhor, nosso Deus.

Gradual (Sl 140, 2)


Dirigátur orátio mea sicut incénsum in conspéctu tuo, Dómine. ℣. Elevátio mánuum meárum sacrifícium vespertínum.

Dirija-se, Senhor, a minha oração como incenso, à vossa presença. ℣. Seja-Vos agradável o elevar de minhas mãos como o sacrifício vespertino.

Oração


Orémus. Flectámus génua. ℞. Leváte.

Atiónes nostras, quǽsumus, Dómine, aspirándo prǽveni, et adjuvándo proséquere: ut cuncta nostra orátio et operátio a te semper incípiat, et per te cœpta finiátur. Per D.N.

Oremos. Ajoelhemos. ℞. Levantai-vos.

Nós Vos pedimos, Senhor, dignai-Vos prevenir as nossas ações com a vossa inspiração e acompanhá-las com a vossa graça, a fim de que todas as nossas orações e obras tenham inicio em Vós, e começadas por Vós, sejam também por Vós terminadas. Por N. S.

V Leitura (Dn 3, 47-51)

Léctio Daniélis Prophétæ.

In diebus illis: Angelus Dómini descéndit cum Azaría et sóciis ejus in fornácem: et excússit flammam ignis de fornáce, et fecit médium fornácis quasi ventum roris flantem. Flamma autem effundebátur super fornácem cúbitis quadragínta novem: et erúpit, et incéndit, quos répperit juxta fornácem de Chaldǽis, minístros regis, qui eam incendébant. Et non tétigit eos omníno ignis, neque contristavit, nec quidquam moléstia íntulit. Tunc hi tres quasi ex uno ore laudábant, et glorificábant, et benedicébant Deum in fornáce, dicéntes:

Leitura do Profeta Daniel. 

Naqueles dias, o Anjo do Senhor desceu com Azarias e os seus companheiros à fornalha, e desviando da mesma as chamas do fogo, fez que soprasse no meio da fornalha como que uma fresca viração acompanhada de orvalho. As chamas, porém, cresciam acima da fornalha quarenta e nove côvados, e saltando fora dela, queimaram, entre os Caldeus que estavam perto da fornalha, os servos do rei que atiçavam o fogo. Mas o fogo não tocou de modo algum os três jovens [Hebreus], não os molestou, nem lhes causou o menor vexame. Então estes três jovens, em voz uníssona, louvavam, glorificavam e bendiziam a Deus, na fornalha, dizendo:

 

Cântico (Dn 3, 52-56)


Benedíctus es, Dómine, Deus patrum nostrórum. Et laudábilis et gloriósus in sǽcula.

Et benedíctum nomen glóriæ tuæ, quod est sanctum. Et laudábile et gloriósum in sǽcula.

Benedíctus es in templo sancto glóriæ tuæ. Et laudábilis et gloriósus in sǽcula.

Benedíctus es super thronum sanctum regni tui. Et laudábilis et gloriósus in sǽcula.

Benedíctus es super sceptrum divinitátis tuæ. Et laudábilis et gloriósus in sǽcula.

Benedíctus es, qui sedes super Chérubim, íntuens abýssos. Et laudábilis et gloriósus in sǽcula.

Benedíctus es, qui ámbulas super pennas ventórum et super undas maris. Et laudábilis et gloriósus in sǽcula.

Benedícant te omnes Angeli et Sancti tui. Et laudent te et gloríficent in sǽcula. 

Benedícant te cœli, terra, mare, et ómnia quæ in eis sunt. Et laudent te et gloríficent in sǽcula.

Glória Patri, et Fílio, et Spirítui Sancto. Et laudábili et glorióso in sǽcula.

Sicut erat in princípio, et nunc, et semper: et in sǽcula sæculórum. Amen. Et laudábili et glorióso in sǽcula.

Benedíctus es, Dómine, Deus patrum nostrórum. Et laudábilis et gloriósus in sǽcula

Bendito sois Vós, Senhor, Deus de nossos pais. E digno
de louvor e glória por todos os séculos.Bendito é o vosso Nome glorioso que é santo. E digno de louvor e glória por todos os séculos.Bendito sois Vós no templo santo de vossa glória. E digno de louvor e glória por todos os séculos.

Bendito sois Vós sobre o trono santo de vosso Reino. E
digno de louvor e glória por todos os séculos.

Bendito sois vós por causa do cetro de vossa Divindade. E digno de louvor e glória por todos os séculos. 

Bendito sois Vós, que estais assentado acima dos Querubins, e penetrais o fundo dos abismos. E digno de louvor e glória por todos os séculos. 

Bendito sois Vós que andais sobre as asas dos ventos, e por sobre as ondas do mar. E digno de louvor e glória por todos os séculos.

Bendigam a Vós, Senhor, todos os vossos Anjos e Santos, e Vos louvem e exaltem para sempre.

Bendigam a Vós, Senhor, os céus, a terra, o mar e tudo que neles está. E eles Vos louvem e exaltem para sempre.

Glória ao Pai, e ao Filho, e ao Espírito Santo. Ao que é digno de louvor e glória e por todos os séculos.

Assim como era no princípio, agora e sempre, e por todos os séculos dos séculos. Amen. Ao que é digno de louvor e glória por todos os séculos.

Bendito sois Vós, Senhor, Deus de nossos país. E digno de louvor e glória por todos os séculos.

O Sacerdote diz: Dominus vobiscum… 

Oração


Deus, qui tribus púeris mitigásti flammas ignium: concéde propítius; ut nos fámulos tuos non exúrat flamma vitiórum. Per D.N. Ó Deus, que aos três jovens suavizastes as chamas da fornalha, concedei, propício, que a nós, vossos servos, não abrase a chama dos vícios. Por N. S.

Epístola (I Tess 5, 14-23)


Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Thessalonicénses

Fratres: Rogámus vos, corrípite inquiétos, consolámini pusillánimes, suscípite infirmos, patiéntes estóte ad omnes. Vidéte, ne quis malum pro malo alicui reddat: sed semper quod bonum est sectámini in ínvicem, et in omnes. Semper gaudéte. Sine intermissióne oráte. In ómnibus grátias ágite: hæc est enim volúntas Dei in Christo Jesu in ómnibus vobis. Spíritum nolíte exstínguere. Prophetías nolíte spérnere. Omnia autem probáte: quod bonum est tenéte. Ab omni spécie mala abstinéte vos. Ipse autem Deus pacis sanctíficet vos per ómnia: ut ínteger spíritus vester, et ánima, et corpus sine queréla, in advéntu Dómini nostri Jesu Christi servétur. 

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Tessalonicenses.

Irmãos: Nós vos pedimos que corrijais os inquietos, consoleis os pusilânimes, sustenteis os fracos, sejais pacientes com todos. Vede que nenhum retribua a outro mal por mal, e procurai fazer o bem entre vós e para com todos. Estai sempre alegres. Orai sem cessar. Por tudo, daí graças a Deus, porque esta é a vontade de Deus em Jesus Cristo, em relação a todos vós. Não extingais o Espírito [Santo]. Não desprezeis as profecias. Examinai tudo; abraçai o que for bom. Guardai-vos de toda aparência de mal. Ele porém, o Deus de paz, vos santifique inteiramente e tudo o que está em vós, espírito, alma e corpo, se conserve sem mácula até a vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Trato (Sl 116, 1-2)


Laudáte Dóminum, omnes gentes: et collaudáte eum, omnes pópuli. ℣. Quóniam confirmáta est super nos misericórdia ejus: et véritas Dómini manet in ætérnum.

Nações todas, louvai ao Senhor; povos todos, louvai-O. ℣. Porque sobre nós foi confirmada a sua misericórdia e a fidelidade do Senhor permanece eternamente.

Evangelho (Mt 17, 1-9)


Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthaeum.

In illo témpore: Assúmpsit Jesus Petrum, et Jacóbum, et Joánnem fratrem ejus, et duxit illos in montem excélsum seórsum: et transfigurátus est ante eos. Et resplénduit fácies ejus sicut sol: vestiménta autem ejus facta sunt alba sicut nix. Et ecce, apparuérunt illis Moyses et Elías cum eo loquéntes. Respóndens autem Petrus, dixit ad Jesum: Dómine, bonum est nos hic esse: si vis, faciámus hic tria tabernácula, tibi unum, Móysi unum et Elíæ unum. Adhuc eo loquénte, ecce, nubes lúcida obumbrávit eos. Et ecce vox de nube, dicens: Hic est Fílius meus diléctus, in quo mihi bene complácui: ipsum audíte. Et audiéntes discípuli, cecidérunt in fáciem suam, et timuérunt valde. Et accéssit Jesus, et tétigit eos, dixítque eis: Súrgite, et nolíte timére. Levántes autem óculos suos, néminem vidérunt nisi solum Jesum. Et descendéntibus illis de monte, præcépit eis Jesus, dicens: Némini dixéritis visiónem, donec Fílius hóminis a mórtuis resúrgat.

Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, tomou Jesus consigo a Pedro, Tiago e João, seu irmão, e levou-os de parte a um monte muito alto. E transfigurou-se diante deles. Seu rosto resplandeceu como o sol, e suas vestes tornaram-se brancas como a neve. E eis que apareceram Moisés e Elias, falando com Ele. Então Pedro, tomando a palavra, disse a Jesus: Senhor, bom é estarmos aqui; se quiserdes, faremos aqui três tabernáculos, um para Vós, outro para Moisés e o terceiro para Elias. Ainda falava ele, quando uma nuvem brilhante os envolveu, e da nuvem soou uma voz que dizia: Este é o meu Filho muito amado. N’Ele pus toda a minha complacência; escutai-O. Ouvindo isto, os discípulos caíram com a face em terra e ficaram muito atemorizados. Aproximou-se, porém, Jesus, e, tocando-os, disse-lhes : Levantai-vos e não temais. E erguendo eles os olhos, não viram ninguém, senão a Jesus só. E enquanto descia com eles do monte, ordenou-lhes Jesus, dizendo: A ninguém digais o que vistes, até que o Filho do homem ressuscite dos mortos.

Ofertório (Sl 87, 1-2)


Dómine, Deus salútis meæ, in die clamávi et nocte coram te: intret orátio mea in conspéctu tuo, Dómine. Senhor, Deus de minha salvação, de dia e de noite eu clamo por Vós. Suba a minha oração à vossa presença, ó Senhor.

Secreta


Præséntibus sacrifíciis, quǽsumus, Dómine, jejúnia nostra sanctífica: ut, quod observántia nostra profitétur extrínsecus, intérius operétur. Per D.N. Senhor, nós Vos rogamos, santificai pelo presente sacrifício os nossos jejuns, para que a nossa abstinência produza em nosso interior o que externamente indica. Por N.S.

Prefácio (da Quaresma)


Vere dignum et justum est, aequum et salutáre, nos tibi semper et ubíque grátias ágere: Domine sancte, Pater omnípotens aetérne Deus: Qui corporáli jejúnio vítia comprimis, mentem élevas, virtútem largíris et práémía:
per Chrístum, Dóminum nostrum. Per quem majestátem tuam laudant Angeli, adórant Dominatiónes, tremunt Potestátes. Caeli caelorúmque Virtútes ac beáta Séraphim sócia exsultatióne concélebrant. Cum quibus et nostras voces ut admítti júbeas, deprecámur, súpplici confessióne dicéntes:

Sanctus, Sanctus, Sanctus…

Verdadeiramente é digno e justo, razoável e salutar, que, sempre e em todo o lugar, Vos demos graças, ó Senhor santo, Pai onipotente, eterno Deus, que pelo jejum corporal reprimis os vícios, elevais a inteligência, concedeis a virtude e o prêmio dela, por Jesus Cristo, Nosso Senhor. Por Ele louvam os Anjos a vossa Majestade, as Dominações a adoram, tremem as Potestades. Os Céus, as Virtudes dos Céus e os bem-aventurados Serafins a celebram com recíproca alegria. As suas vozes, nós Vos rogamos mandeis que se unam as nossas, quando, em humilde confissão, Vos dizemos:

Santo, Santo, Santo…

Comunhão (Sl 7, 2)


Dómine, Deus meus, in te sperávi: líbera me ab ómnibus persequéntibus me, et éripe me. Senhor, meu Deus, em Vós espero. Livrai-me de todos os que me perseguem e salvai-me.

Pós-comunhão


Sanctificatiónibus tuis, omnípotens Deus, et vítia nostra curéntur, et remédia nobis ætérna provéniant. Per D.N. Ó Deus onipotente, concedei que os nossos vícios sejam curados pelos vossos santos Mistérios, e sirvam-nos estes de remédio para a salvação eterna. Por N. S.

Oração 


Super populum: Orémus. Humiliáte cápita vestra Deo.

Fidéles tuos, Deus, benedíctio desideráta confírmet: quæ eos et a tua voluntáte numquam fáciat discrepáre, et tuis semper indúlgeat benefíciis gratulári. Per D.N.

Sobre o povo: Oremos. Humilhai as vossas cabeças diante de Deus.

Ó Deus, fortalecei os vossos fiéis com a bênção que desejam; por efeito dela nunca se desviem de vossa vontade e sempre se alegrem com os vossos benefícios. Por N. S.


Traduções e comentários extraídos do Missal Quotidiano de D. Beda (1947).

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: