Contos com moral da história: “Um teste para descobrir a autêntica santidade”

Por Padre Lucas Prados

Tradução de Airton Vieira

A história que lhes trago hoje é real. Aconteceu com São Felipe Neri a finais do século XVI.

Durante a vida de São Felipe Neri existiu uma monja na Itália que tinha fama de santidade. Se dizia que continuamente tinha revelações e locuções do céu. Um dia, o Papa mandou precisamente o padre Felipe ao convento onde vivia a citada monja para que avaliasse sua santidade.

Estava São Felipe caminhando pelas ruas de Roma, quando de pronto sobreveio um grande aguaceiro. Ainda que o santo se cobrisse como pode, logo as ruas se encheram de barro. Ele, empenhado em cumprir o encargo que lhe havia dado o Papa prosseguiu todo empapado e embarrado até o convento. Chegando ao convento, perguntou em seguida pela monja e….

-Precisamente, disse a irmã porteira, aí vem a santinha com outras três irmãs,-pois quase todas as monjas do convento estavam assombradas das revelações que a santa dizia ter.

A irmã caminhava mui séria e afligida, sem prestar atenção a ninguém e com a mente perdida em Deus.

O santo tirou o sombreiro e a capa molhada. Se sentou em um pequeno tamborete que havia na sala de visitas enquanto chegava a irmã. Quando a viu chegar, extendeu a perna e disse à santinha:

-Poderia fazer-me a graça de tirar-me os sapatos embarrados?

A monja se enfureceu, empinou o nariz e permaneceu imóvel e indignada sem dizer palavra.

São Felipe não fez perguntas; já tinha visto o bastante. Se levantou, tomou sua capa, pôs o sombreiro e voltou para ver o Papa a fim de comunicar-lhe sua resolução:

 -Estimado Santo Padre, acabo de chegar do convento de fazer o encargo que o senhor me deu, e tenha por seguro que a irmã que o senhor sabe, nem tem revelações nem é santa. Tudo é um engano do demônio. Lhe aconselho que tire o senhor a irmã de tal comunidade e a leve a um lugar onde ninguém lhe conheça pelo bem de sua alma e do resto do convento.

*****

Para descobrir a autêntica santidade o único que temos que comprovar é se há verdadeira humildade. Não há santidade sem humildade. Há muitas pessoas que tentam simular ser santos; e mais, em dadas ocasiões conseguem enganar a muitos, como esta monjinha da história. Para comprovar se a santidade é real, é suficiente fazer-lhe uma prova de humildade como fez São Felipe. Quando a humildade é autêntica, também o é a santidade.

O santo nunca é autoritário, mas sempre é paciente, sabe escutar; não só perdoa as ofensas, como além disso nunca se sente ofendido. São Paulo nos deu uma lista mais completa:

“A caridade é paciente, a caridade é amável; não é invejosa, não obra com soberba, não se jacta, não é ambiciosa, não busca o seu interesse, não se irrita, não toma em conta o mal, não se alegra pela injustiça, se compraz na verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta” (1 Cor 13: 4-7).

Padre Lucas Prados


Fonte: http://adelantelafe.com/cuentos-moraleja-test-descubrir-la-autentica-santidad/

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: