4 coisas que aprendeu este sacerdote mexicano após praticar 6 mil exorcismos

Por Diego López Marina

Tradução de Airton Vieira

O exorcista mexicano de 80 anos, Pe. Francisco López Sedano, assegurou em uma recente entrevista ter realizado pelo menos 6 mil exorcismos durante 40 anos de serviço e que o mesmo demônio tem medo dele.

Sobre o fato de que o diabo o teme, o sacerdote explicou ao diário Hoy Los Ángeles que quando fala através de pessoas possuídas ele responde: “não sou ninguém, mas venho da parte de Cristo, teu Deus e Senhor e suma agora mesmo, te mando em nome dEle que te vás, fora!”.

O Pe. López é o coordenador nacional emérito de exorcistas da Arquidiocese do México e pertence à ordem dos Missionários do Espírito Santo. Atualmente segue exercendo seu ministério na Paróquia da Santa Cruz na Cidade do México.

Durante a entrevista o presbítero ressaltou 4 coisas que aprendeu durante seus anos de exorcista.

  1. O demônio é uma pessoa e não uma coisa

O sacerdote disse que quando se fala com o demônio “não se fala com uma coisa, se fala com uma pessoa”, posto que Jesus o enfrentou muitas vezes e falou com ele.

Advertiu que o que o maligno mais gosta “é separar-nos de Deus, meter-nos medo, ameaçar-nos, ter-nos tremendo”, “nos mete preguiça, cansaço, sono, desconfiança, desespero, ódio; todo o negativo”.

  1. O demônio entra nas pessoas porque o permitem

O Pe. López pôs ênfase em que há pessoas que permitem que o diabo entre nelas, porque “não se meteria conosco se não lhe abríssemos as portas”.

“Por isso Deus proíbe praticar magia, superstição, bruxaria, feitiçaria, adivinhação, consulta a mortos e espíritos e astrologia. Esses são os sete terrenos da mentira e do engano”.

“Que os astros influem em nossa vida é a maior mentira. Estão a milhões e milhões de quilômetros! São corpos formados por metais e gases, como vão influir em nós? O mesmo passa com a magia, que é atribuir às coisas um poder que não têm. Carregar uma ferradura porque me dará boa sorte, é mentira”, asseverou.

  1. Os possuídos têm comportamentos específicos

Para identificar uma pessoa possuída, o Pe. López disse que se observa no possesso que em determinadas ocasiões “começa a gritar, a ladrar como cachorro, a vociferar ou a retorcer-se e a andar como cobras no piso. São mil formas”.

Também pode ocorrer que “ouve vozes, sente ódio ou rejeição por Deus, antes cria e agora zomba da Bíblia. É gente que tem uma dor terrível nas costas, mas os médicos dizem que está perfeitamente bem”.

“Os danos de Satanás estão fora da ordem médico-clínica. Gente que vive com uma diarreia permanente e com nada é retirada; gente que tem dor nos olhos e os oftalmologistas não encontram nada. São danos que a ciência não detecta”.

  1. O exorcismo é um mandato divino

A respeito de sua designação como exorcista há várias décadas, afirmou que foi “por necessidade” depois de ver “casos muito sérios e dolorosos”.

“Um companheiro sacerdote que estava metido nisso me fez ver que combater ao Maligno era uma obrigação. Me disse: ‘tens que meter-te nisto por mandato do Senhor’. Os três mandatos são levar a palavra de Deus, sanar enfermos e lançar demônios. Os três estão vigentes na igreja”.

Em uma ocasião, conta que um menino de uns 18 anos empurrou cinco bancas bastante grandes e pesadas “que nem 10 pessoas o conseguiriam”.

“Tinha uma força terrível. Tivemos que agarrar entre três para fazer-lhe o exorcismo. Havendo a presença do Outro, já se explica qualquer coisa. Que possam subir pelas paredes, sim; e voar também”.


Fonte: https://www.aciprensa.com/noticias/4-coisas-que-aprendio-este-sacerdote-mexicano-luego-de-praticar-6-mil-exorcismos-21852/

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: